Criar um Site Grátis Fantástico
ONLINE
4


Partilhe esta Página

 

how to watch super bowl 2021 uk

2017
2017

 

0–9

  • 7 DESEJOS
  • 10 SEGUNDOS PARA VENCER (Brasil)
  • 55 PASSOS

A

  • ADEUS CHRISTOPHER ROBIN
  • ÁGUA, POR FAVOR
  • ALÉM DA MORTE
  • Alguém Como Eu
  • ALGUMA COISA ASSIM
  • Alien: Covenant
  • ALVO DUPLO PARTE 2
  • O AMANTE DUPLO
  • AMIGOS PARA SEMPRE
  • Amor.com
  • Annabelle 2: A Criação do Mal
  • Antes Que Eu Me Esqueça
  • Aos Teus Olhos
  • APENAS UM GAROTO EM NOVA YORK
  • As Apimentadas: #desafiomundial
  • ARÁBIA
  • Artista do Desastre
  • ASSASSINATO NO EXPRESSO ORIENTE
  • O ASSASSINO: O PRIMEIRO ALVO
  • ATAQUE A BUSHWICK
  • ATÔMICA
  • Atos de Violência
  • AS AVENTURAS DE TADEO 2: O SEGREDO DO REI MIDAS
  • Axé – Canto do Povo de um Lugar

B

  • BARONESA
  • BAYWATCH - S.O.S. Malibu
  • O BEIJO NO ASFALTO
  • A BELA E A FERA
  • BLADE RUNNER 2049
  • AS BOAS MANEIRAS
  • BOM COMPORTAMENTO
  • BONECO DE NEVE
  • BRIGHT

C

  • A CABANA
  • CAFÉ COM CANELA
  • Calango Ball
  • Caminhos da Reportagem (TV)
  • CANO CERRADO
  • CÃO SELVAGEM
  • CARCEREIROS
  • CARROS 3
  • A CASA CAIU: UM CASSINO NA VIZINHANÇA
  • CHIPS
  • Chocante: O Filme
  • CINEMAGIA: A HISTÓRIA DAS VIDEOLOCADORAS DE SÃO PAULO
  • CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS
  • O Círculo
  • CLARISSE OU ALGUMA COISA ENTRE NÓS DOIS
  • A COMÉDIA DIVINA
  • COMO NOSSOS PAIS
  • COMO SE TORNAR O PIOR ALUNO DA ESCOLA
  • CONFRONTO NO PAVILHÃO 99
  • CORA CORALINA - TODAS AS VIDAS
  • CORPO ELÉTRICO
  • CORRA!
  • Corrida Mortal 2050
  • Crimes na Madrugada
  • O CULTO DE CHUCKY

D

  • D.P.A - O Filme
  • DE CANÇÃO EM CANÇÃO (Song to Song)
  • De Volta Para Casa
  • DEATH NOTE
  • DEPOIS DAQUELA MONTANHA
  • DESARMADOS (Brasil)
  • DESEJO INCONCEBÍVEL (Inconceivable)
  • DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO
  • UM DIA DE CAOS
  • Os Dias Eram Assim (TV)
  • Divino Amor
  • DIVÓRCIO
  • Dois irmãos (TV)
  • Dona Flor e Seus Dois Maridos
  • DUAS DE MIM
  • AS DUAS IRENES
  • Dunkirk
  • DUPLA EXPLOSIVA

E

  • EM BUSCA DE VINGANÇA (Aftermath)
  • EM PEDAÇOS
  • EM RITMO DE FUGA
  • Emoji: o Filme
  • ENTRE IRMÃS
  • Entre Mortos e Vivos
  • A ESCOLHA PERFEITA 3 (Pitch Perfect 3)
  • O Espaço Entre Nós
  • ESTADO DE CALAMIDADE (The Humanity Bureau)
  • O ESTRANGEIRO
  • O ESTRANHO QUE NÓS AMAMOS
  • ESTRELAS DE CINEMA NUNCA MORREM
  • Eu Compartilho. Eu Gosto. Eu Sigo.
  • Eu Fico Loko
  • EU, TONYA
  • EXTRAORDINÁRIO

F

  • FALA SÉRIO, MÃE!
  • FEITO NA AMÉRICA
  • Filhos da Pátria (TV)
  • A FORMA DA ÁGUA
  • A FÓRMULA (Brasil)
  • FRAGMENTADO

G

  • GABRIEL E A MONTANHA
  • A GLÓRIA E A GRAÇA
  • GOSTOSAS, LINDAS & SEXIES
  • A GRANDE JOGADA
  • O GUARDIÃO INVISÍVEL
  • OS GUARDIÕES
  • GUARDIÕES DA GALÁXIA 2 (Guardians of the Galaxy Vol. 2 )

H

  • Happy Hour - Verdades e Consequências
  • O Herói
  • A HISTÓRIA DE UMA GAROTA
  • Histórias de Fantasmas
  • HISTORIETAS ASSOMBRADAS: O FILME
  • UM HOMEM ÍNTEGRO
  • HOMENS DE CORAGEM
  • HOSTIS

I

  • OS INICIADOS
  • O INSULTO
  • INTERNET: O FILME (Brasil)
  • IT, a Coisa

J

  • JACKIE
  • O Jardim das Aflições
  • JOÃO DE DEUS - O SILÊNCIO É UMA PRECE
  • JOÃO, O MAESTRO
  • JOAQUIM
  • JOHN WICK - UM NOVO DIA PARA MATAR
  • JOGOS MORTAIS: JIGSAW
  • JUMANJI: BEM-VINDO À SELVA (Jumanji: Welcome to the Jungle)

K

  • KINGSMAN - O CÍRCULO DOURADO
  • Kong - A Ilha da Caveira

L

  • LADY BIRD: A HORA DE VOAR
  • LAGO SHIMMER (Shimmer Lake)
  • Léo Lins - Piadas Secretas
  • LIBERTOS, O PREÇO DA VIDA
  • LIGA DA JUSTIÇA
  • Lobo Guerreiro 2
  • LOGAN
  • Logan Lucky - Roubo em Família

M

  • Malasartes e o Duelo com a Morte
  • A MALDIÇÃO DAS FORMIGAS GIGANTES
  • MARIA E A FLOR DA BRUXA
  • Martírio
  • Medo Profundo
  • Meu Querido Amigo
  • Meus 15 Anos: O Filme
  • Minha Vida em Marte
  • MOJIN - A LENDA PERDIDA
  • MUDBOUND: LÁGRIMAS SOBRE O MISSISSIPI
  • MULHER MARAVILHA
  • A MÚMIA

N

  • NEVE NEGRA
  • Não Devore Meu Coração
  • Ninguém Entra, Ninguém Sai
  • O NÓ DO DIABO
  • No Intenso Agora
  • A Noite é Delas
  • UM NOVO OLHAR
  • NUNCA DIGA SEU NOME

O

  • OLHOS FAMINTOS 3

P

  • PAI EM DOSE DUPLA 2
  • O PALÁCIO DOS URUBUS
  • PAPILLON
  • Paraíso Perdido
  • OS PARÇAS
  • Pastor Cláudio
  • PAULO AUTRAN - O SENHOR DOS PALCOS (Brasil)
  • PENDULAR
  • Os Penetras 2 – Quem Dá Mais?
  • PEQUENA GRANDE VIDA
  • Perfeita é a Mãe 2
  • PICA-PAU - O FILME
  • PIRATAS DO CARIBE: A VINGANÇA DE SALAZAR
  • PLANETA DOS MACACOS - GUERRA (War for the Planet of the Apes)
  • PLANO-SEQUÊNCIA DOS MORTOS
  • O PODEROSO CHEFINHO
  • POESIAS PARA GAEL
  • POLÍCIA FEDERAL: A LEI É PARA TODOS
  • POR TRÁS DO CÉU
  • O PORTEIRO DO DIA
  • POUSADA DO RATINHO (Brasil)
  • POWER RANGERS
  • PROFESSOR MARSTON E AS MULHERES-MARAVILHAS
  • Projeto Flórida

Q

  • QUERIDO DITADOR

R

  • O RASTRO (Brasil)
  • Real: O Plano por Trás da História
  • Redemoinho
  • REI ARTHUR - A LENDA DA ESPADA
  • RESIDENT EVIL 6 - O CAPÍTULO FINAL
  • Rio Mumbai
  • RÚCULA COM TOMATE SECO

S

  • O Sacrifício do Cervo Sagrado
  • Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood
  • SEM FÔLEGO
  • O Sequestro
  • Shaolin - Show de Piadas
  • Small Town Crime
  • OS SMURFS E A VILA PERDIDA (Smurfs: The Lost Village)
  • SOBRENATURAL: A ÚLTIMA CHAVE
  • SP: CRÔNICAS DE UMA CIDADE REAL
  • Star Wars 8: Os Últimos Jedi
  • Stefan Zweig: Adeus, Europa
  • SUBURBICON: BEM-VINDOS AO PARAÍSO
  • S.W.A.T.: OPERAÇÃO ESCORPIÃO (S.W.A.T.: Under Siege)

T

  • T2 TRAINSPOTTING
  • TÁ DANDO ONDA 2
  • O TERCEIRO ASSASSINATO
  • TERRA SELVAGEM
  • THOR: RAGNAROK
  • Um Tio Quase Perfeito
  • TOC: TRANSTORNADA OBSESSIVA COMPULSIVA
  • Todo Clichê do Amor
  • Todo Dia
  • O Touro Ferdinando
  • TRANSFORMERS: O ÚLTIMO CAVALEIRO
  • Os Trapalhões (TV)
  • TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME
  • TREZE DIAS LONGE DO SOL
  • TRIPLO X 3 - xXx REATIVADO
  • Tubarão Tóxico
  • Tubarões no Rio Mississipi
  • TUNGSTÊNIO

U

  • ULTIMA PUELLA

V

  • Vade Retro (TV)
  • Valerian e a Cidade dos mil planetas
  • O Vampiro da Paulista
  • VAZANTE
  • VELOZES & FURIOSOS 8 (The Fate of the Furious)
  • VERÓNICA
  • Victoria E Abdul - O Confidente Da Rainha
  • A Vida Secreta dos Casais (TV)
  • A VILÃ
  • VIVA - A VIDA É UMA FESTA
  • Você Nunca Esteve Realmente Aqui
  • VOU NADAR ATÉ VOCÊ

 

 

 

Resultado de imagem para internet o filme

Internet: O Filme (2017)

Youtube

Construído através da coletânea de oito esquetes, "Internet - O Filme" traz a irreverência e a espontaneidade dos conteúdos de humor audiovisual das redes sociais e da internet para o cinema. Em uma convenção de youtubers, os personagens entram em vários conflitos uma vez que todos eles estão em busca da fama a qualquer preço.

Dirigido por Filippo Capuzzi Lapietra

Elenco

  • Felipe Castanhari como Matheus
  • Rafinha Bastos como Cesinha Passos
  • PC Siqueira como Joca
  • Júlio Cocielo como Tito
  • Mr. Catra como Deus
  • Cauê Moura como Robson
  • Patrícia dos Reis como Natalia
  • Christian Figueiredo como Tonio
  • Gustavo Stockler (nomegusta) como Uesley
  • Victor Meyniel como Anjo Gabriel
  • Rafael Lange (Cellbit) como Paulinho
  • Igor Cavalari (Igão Underground) como Rafa
  • Muca Muriçoca
  • Michelei Machado como Laura
  • Thaynara OG como Malu
  • Gabi Lopes como Fabi
  • Mauro Nakada como Nicolas
  • Lucas Olioti (T3ddy) como Vepê
  • Gabriel Tenório Dantas (MrPoladoFul) como Humberto
  • Mauricio Meirelles como Saulo
  • Paulinho Serra como Adelgamir
  • Lucas Vinícius da Silva (Inutilismo)
  • Polly Marinho como Barbara
  • Nyvi Stephan
  • Henry Walnut
  • Rodrigo Fernandes
  • felipe neto
  • gORDOx

Participações especiais

  • Palmirinha Onofre
  • Raul Gil
  • Jefferson Barbosa e Suellen Barbosa (do meme "Para Nossa Alegria") 

 


Em Busca de Vingança - Filme 2016 - AdoroCinema

Em Busca de Vingança (Aftermath, 2017)

DOWNLOAD MEGA

 Um homem (Arnold Schwarzenegger) traumatizado busca vingança após ter perdido a esposa e o filho em acidente de avião causado por negligência de um controlador de tráfego aéreo (Scoot McNairy). Inspirado no acidente de Überlingen, no qual os passageiros eram em sua maioria crianças.

Dirigido por Elliott Lester. Baseado na história real do Desastre aéreo de Überlingen

Elenco

  • Arnold Schwarzenegger ... Roman Melnyk (o personagem é baseado na vida real e nos fatos reais que levaram o arquiteto russo Vitaly Kaloyev a assassinar o controlador de voo envolvido no desastre de Überlingen)
  • Scoot McNairy ... Jacob Bonanos (o personagem é baseado nos últimos anos de vida do controlador de voo Peter Nielsen, assassinado pelo arquiteto Vitaly Kaloyev)
  • Maggie Grace ... Christina
  • Judah Nelson ... Samuel
  • Larry Sullivan ... James Gullick
  • Jason McCune ... Thomas
  • Glenn Morshower ... Matt
  • Mariana Klaveno ... Eve Sanders
  • Martin Donovan ... Robert
  • Hannah Ware ... Tessa
  • Christopher Darga ... Andrew
  • Kevin Zegers ... John Gullick
  • Teri Clark Linden ... supervisor de voo

cinema10.com.br/upload/filmes/filmes_12091_os_s...

Os Salafrários - 2017 

uptobox / drivegoogle / MEGA / ASSISTA ONLINE

Em Os Salafrários, Clóvis (Marcus Majella) reencontra Lohane (Samantha Schmütz), sua irmã adotiva que não via há anos. Enquanto Clóvis está sendo procurado pela polícia após aplicar um golpe em japoneses, Lohane também está em maus bocados, já que sua fonte de renda foi apreendida por agentes da prefeitura. Juntos, eles buscam superar as diferenças, a falta de intimidade e dar a volta por cima.
DIREÇÃO: Pedro Antônio

Elenco

  • Marcus Majella ... Clóvis
  • Samantha Schmütz ... Lohane
  • Thelmo Fernandes ... policial federal
  • Pablo Sanábio ... recepcionista do hotel

De Canção em Canção - Filme 2017 - AdoroCinema

De Canção Em Canção (Song to Song, 2017)

DRIVEGOOGLE / MEGA / ASSISTA ONLINE

Terrence Malick, outrora cineasta que filmava de dez em dez anos, agora tomou gosto pela coisa de vez e resolveu fazer quase que um filme por ano. Recuperando o tempo perdido, ele quase que filmou 2 longas simultaneamente: "Cavaleiro de copas" e " De canção em canção". A verdade nua e crua é que, depois do grande sucesso de "A árvore da vida" que lhe rendeu Palma de ouro em Cannes em 2011 e mais de 100 prêmios Internacionais, Malick resolveu se repetir na fórmula. Com o seu habitual parceiro Fotógrafo Emmanuel Lubezky, mais uma vez acompanhamos dramas e romances burgueses envoltos em traições, sofrimentos, crises existencialistas, planos rodados em grande angular trilha sonora pomposa, locações deslumbrantes, embrulhados para dormir em vozes Off declamados pelo elenco como se estivessem entoando canções de ninar. Quase não ha diálogos, tudo é apresentado em tons épicos, Rooney Mara, Michael Fassbender, Cate Blanchett. Ryan Gosling e em menores participações, Holly Hunter e Val Kilmer, doam corações e mentes para seus personagens errantes, envoltos em triângulos amorosos. Rooney Mara tem a personagem que costura todas as histórias: uma compositora, dividida entre o amor de um produtor musical,(Fassbender) e um compositor (Gosling), que por sua vez, se envolvem com outras mulheres. Nesse mundo musical, onde tudo é permitido, vive-se num ambiente idílico regado a sexo e drogas. Bonito de ver, mas bastante cansativo para acompanhar. 

Dirigido e escrito por Terrence Malick

Elenco

  • Ryan Gosling - BV
  • Michael Fassbender - Cook
  • Rooney Mara - Faye
  • Natalie Portman
  • Christian Bale
  • Cate Blanchett - Amanda
  • Haley Bennett
  • Val Kilmer
  • Benicio del Toro
  • Clifton Collins Jr.
  • Angela Bettis - Angela
  • Bérénice Marlohe
  • Florence Welch - Florence
  • Lykke Li
  • Holly Hunter
  • Boyd Holbrook
  • Callie Hernandez - Julie
  • Patti Smith - ela mesma
  • Tom Sturridge - Tom
  • Trevante Rhodes - TR
  • Austin Amelio - Primo de BV
  • Iggy Pop
  • Black Lips
  • Alan Palomo
  • Iron & Wine
  • Arcade Fire
  • John Lydon
  • Fleet Foxes
  • Linda Emond - Judy
  • Dora Madison Burge - Denise
  • Spank Rock

Resultado de imagem para swat  site:www.downloadlivre.net

S.W.A.T.: Operação Escorpião (S.W.A.T.: Under Siege, 2017)

ASSISTIR O FILME

Na trama, quando uma retirada do cartel pela D.E.A. e a S.W.A.T. termina de maneira desastrosa, o agente Travis Hall apreende um prisioneiro misterioso e o leva à prisão preventiva. Em pouco tempo, o posto da S.W.A.T. é cercado por equipes de assalto tentando recuperar o prisioneiro conhecido como “Escorpião”. Quando Travis descobre que seu prisioneiro é um especialista das forças especiais com segredos de agências de inteligência dos EUA e criminosos internacionais, cabe a Travis e sua equipe manter o prisioneiro e seus segredos de bilhões de dólares seguros.

Dirigido por: Tony Giglio

Elenco

  • Adrianne Palicki
  • Michael Jai White
  • Mike Dopud
  • Olivia Cheng
  • Ty Olsson
  • Aren Buchholz
  • Dakota Guppy
  • Kyra Zagorsky
  • Lisa Chandler
  • Marci T. House
  • Matthew Marsden
  • Monique Ganderton
  • Pascale Hutton
  • Sam Jaeger
  • Zahf Paroo

 Desejo Inconcebível - Cinecartaz

Desejo Inconcebível (Inconceivable, 2017)

UPTOBOX / DRIVEGOOGLE

Angela Morgan (Gina Gershon) é uma mãe que quer aumentar sua família. Um dia, ela conhece a jovem misteriosa, Katie (Nicky Whelan), e sua filha,  que acabaram de se mudar para a cidade. À medida em que se tornam próximas, Angela convence seu marido Brian (Nicolas Cage) de convidar Katie a viver em sua casa de hóspedes e a contratam como babá de sua filha. Ao longo do tempo, a amizade entre as duas mulheres dá lugar a uma obsessão perigosa e Katie parece estar decidida a destruir a família Morgan.

Dirigido por: Jonathan Baker

Elenco

  • Faye Dunaway Donna
  • Gina Gershon Angela
  • Nicky Whelan Katie
  • Nicolas Cage Brian
  • Ele Bardha Jake Reynolds
  • Hunter Bodine Dr. Holland
  • James Van Patten Dr. Weisman
  • Jonathan Baker Barry
  • Natalie Eva Marie Linda
  • Tyler Jon Olson Actor
  • William Willet Yoga Dad

Ver a imagem de origem

A Escolha Perfeita 3 (Pitch Perfect 3, 2017)

MEGA / ASSISTIR O FILME

Depois de seu grande triunfo no campeonato mundial, as Bellas que agora estão separadas decidem se reunir para uma competição final em uma turnê do USO, mas elas enfrentam um grupo que usa instrumentos e vozes. 

 Dirigido por Trish Sie

 

Elenco

As Bellas
  • Anna Kendrick como Beca Mitchell
  • Anna Camp como Aubrey Posen
  • Brittany Snow como Chloe Beale
  • Rebel Wilson como Patricia "Amy Gorda"
  • Hailee Steinfeld como Emily Sucata "Herança"
  • Ester Dean como Cynthia-Rose Adams
  • Hana Mae Lee como Lilly Onakurama
  • Kelley Jakle como Jessica Smith
  • Shelley Regner como Ashley Jones
  • Chrissie Fit como Florencia "Flo" Fuentes
Adicional
  • Alexis Knapp como Stacie Conrad, uma instrutora de pilates e ex-Bella porque apesar de querer ela não pôde participar da turnê devido sua gravidez
  • John Michael Higgins como John Smith, um comentarista a capela que está fazendo um documentário insultuoso sobre as Bellas
  • Elizabeth Banks como Gail Abernathy-McKadden-Feinberger, uma comentarista a capella que está fazendo um documentário insultuoso sobre as Bellas
  • Matt Lanter como Chicago Walp, um soldado dos Estados Unidos guiando as Bellas durante a turnê e o interesse amoroso de Chloe
  • Guy Burnet como Theo, produtor musical do DJ Khaled que gosta de Beca
  • John Lithgow como Fergus Hobart, o pai de Amy Gorda
  • Ruby Rose, Andy Allo, Venzella Joy Williams e Hannah Fairlight como Calamity, Serenity, Charity e Veracity, respectivamente, membros do grupo Evermoist
  • DJ Khaled como ele mesmo
  • Troy Ian Hall como Zeke, um soldado dos Estados Unidos que faz parceria com Chicago
  • Michael Rose como o pai de Aubrey
  • Jessica Chaffin como Evan
  • Moises Arias como Pimp-Lo
  • Whiskey Shivers como Saddle Up, um grupo competindo com as Bellas
  • Trinidad James e D.J. Looney como Young Sparrow e DJ Dragon Nutz, respectivamente

Estado de Calamidade - California Filmes

Estado de Calamidade (The Humanity Bureau, 2017)

UPTOBOX / DRIVEGOOGLE / ASSITIR O FILME

No ano de 2030, quando sérios problemas ambientais aconteceram devido ao aquecimento global, o estado vive em recessão. Na tentativa de controlar a recessão econômica, uma agência governamental chamada The Humanity Bureau exila membros da sociedade considerados improdutivos para uma colônia conhecida como Novo Éden. Um assistente social ambicioso e imparcial, Noah (Nicolas Cage), investiga o caso de uma mãe (Sarah Lind) e seu filho (Jakob Davies). Sabendo do injusto destino do garoto inocente, ele parte para salvar suas vidas e expor a verdade sobre a agência governamental.

Dirigido por: Rob W. King

Elenco 

  • Nicolas Cage Noah Kross
  • Sarah Lind
  • David Lovgren Irving Ravetch
  • Destee Klyne Schroder's Daughter
  • Hugh Dillon Adam Westinghouse
  • Jakob Davies Lucas Wellen
  • Jett Klyne Little Noah
  • Kurt Max Runte Adolf Schroder
  • Leo Fafard Motel Clerk
  • Lorne Cardinal Border Ranger
  • Melanie Walden Security Minister
  • Mel Tuck Chester Hills
  • Nikolas Filipovic Spiky Hair
  • Sheldon Bergstrom Gas Jockey
  • Vicellous Reon Shannon Agent Porter

A Fórmula (2017)

Episódio 01
Episódio 02
Episódio 03
Episódio 04
Episódio 05
Episódio 06
Episódio 07
Episódio 08

Angélica Dantas (Drica Moraes) é uma cientista inteligente e de prestígio, investe todas as suas fichas em um experimento que promete prolongar a vida humana. Ela decide ser cobaia de seu próprio experimento. Mas, ao usar a fórmula, é surpreendida por um efeito colateral inusitado: durante algumas horas, volta a ter a aparência que tinha aos 20 anos. Feliz com o resultado de seu estudo, ela tem mais uma surpresa ao descobrir que Ricardo Montenegro (Fábio Assunção) é o novo dono do laboratório em que trabalha. Angélica resolve usar a fórmula para dar uma lição em Ricardo após o fim do namoro na década de 80, pois eles queriam seguir carreira na área da ciência e se inscrevem para uma bolsa de estudos em Harvard. Mas uma reviravolta do destino faz com que apenas um deles consiga a bolsa, e o relacionamento, que parecia mais forte que tudo chegou ao fim. O plano parecia simples: recuperar a patente do seu estudo usando sua versão mais jovem, que recebe o nome de Afrodite (Luisa Arraes). Mas as coisas não saem como o esperado e ela acaba se envolvendo com o empresário, ao perceber que tem a chance de reviver seu grande amor.

Elenco

Ator/Atriz Personagem
Drica Moraes Angélica Dantas
Neide Dantas (fase jovem)
Fábio Assunção Ricardo Montenegro
Luisa Arraes Angélica Dantas (fase jovem)
Afrodite
Klebber Toledo Ricardo Montenegro (fase jovem)
Emílio de Mello Divino
Tony Tornado Lisboa
Joelson Medeiros Otávio
Paulo Américo Lisboa (fase jovem)
Brenno Leone Otávio (fase jovem)

Participações especiais

Ator/Atriz Personagem
Cláudia Raia Samira Alcântara
Ana Rosa Neide Dantas
Fernanda Marques Samira (fase jovem)
Thaty Taranto Lorena
Paulo de Pontes Barreto
João Vithor Oliveira Fotógrafo
Lellêzinha Figurinista
Fátima Bernardes Ela mesma
Rafaela Amado Rosário

Planeta dos macacos - Guerra (War for the Planet of the Apes, 2017)

GoogleDrive

Dirigido por Matt Reeves. Baseado na obra de Pierre Boulle.

É a sequência de Rise of the Planet of the Apes, de 2011, e Dawn of the Planet of the Apes, de 2014

Elenco

Macacos

  • Andy Serkis como César, um chimpanzé nobre e inteligente que é rei de uma tribo de macacos geneticamente melhorados.
  • Steve Zahn como "Bad Ape", um chimpanzé que vivia em um jardim zoológico antes do surto de Gripe Símia.
  • Karin Konoval como Maurice, um orangotango sábio e benevolente que é conselheiro de César.
  • Terry Notary como Rocket, um chimpanzé nobre que é a figura do irmão de César.
  • Judy Greer como Cornélia, a esposa de César.
  • Max Lloyd-Jones como Olhos Azuis, filho de César e Cornélia.
  • Michael Adamthwaite como Luca, um gorila da tribo de César, tenente dos macacos e amigo de César.
  • Aleks Paunovic como Winter, um gorila albino da tribo de César.
  • Alessandro Juliani como Spear, um chimpanzé na tribo de César.
  • Ty Olsson como Rex, um gorila traidor que já foi um seguidor de Koba, e agora serve ao Coronel para derrotar César.

Humanos

  • Woody Harrelson como Coronel.
  • Gabriel Chavarria como Preacher, um soldado Alpha-Omega.
  • Chad Rook como Boyle, um soldado Alpha-Omega.
  • Amiah Miller como Nova, a menina muda.

Matt Reeves, diretor do filme anterior dessa trilogia do Planeta dos macacos, e também dos excelentes "Deixa ela entrar" e "Cloverfield", realiza um de seus melhores filmes, com perfeição técnica em todos os quesitos: Direção, efeitos, fotografia, trilha sonora, roteiro e atuação, tanto dos humanos quanto dos atores que deram vida aos macacos. O filme é emocionante do início ao fim, e tem personagens inesquecíveis: Além de Cesar, Nova (a menina muda), Maurice, Bad monkey, Cornelius e o Coronel de um ensandecido Woody Harrelson. A essa altura do campeonato, todo mundo já leu em algum lugar a influência do filme "Apocalipse now" tanto nas cenas de batalha quanto na composição do personagem de Harrelson. Cesar dessa vez tenta salvar seu povo da fúria do Coronel, que quer dizimar seu grupo. Para isso, ele tenta levá-los para uma Terra prometida, mas no caminho sofrem emboscada e são presos. Vale dizer que o filme também tem influência de 2 filmes de Kubrick" "Spartacus" e " 2001". Fico aqui na torcida para que o filme não ganhe mais nenhuma sequência, o desfecho desse aqui já ficou maravilhoso. Um detalhe: que tecnologia impressionante essa dos macacos. Fiquei chapado com a precisão dos movimentos, dos olhares, do rosto.


 Shimmer Lake - 2017 | Filmow

Lago Shimmer (Shimmer Lake, 2017)

1FICHIER / MEGA

DIREÇÃO: Oren Uziel

Elenco

  • Benjamin Walker as Zeke Sikes
  • Rainn Wilson as Andy Sikes
  • Stephanie Sigman as Steph Burton
  • John Michael Higgins as Judge Brad Dawkins
  • Mark Rendall as Chris Morrow
  • Rob Corddry as Kurt Biltmore
  • Ron Livingston as Kyle Walker
  • Wyatt Russell as Ed Burton
  • Adam Pally as Reed Ethington
  • Matt Landry as Meth Billy
  • Isabel Dove as Sally
  • Neil Whitely as Harris
  • Angela Vint as Martha Sikes
  • Julie Khaner as Mrs. Allison Dawkins

Contado de trás para frente, esse suspense de humor negro acompanha um xerife na caçada a três suspeitos de assaltar um banco, sendo que um deles é seu irmão.


Valerian e a Cidade dos mil planetas (2017)

GoogleDrive / Mega

Escrito, dirigido e produzido por Luc Besson

Elenco

  • Dane DeHaan como Valérian
  • Cara Delevingne como Laureline
  • Clive Owen como Arün Filitt
  • Rihanna como Bubble
  • John Goodman como Igor Siruss (voz)
  • Herbie Hancock como Ministro da Defesa
  • Rutger Hauer como Presidente da Federação do Estado Mundial
  • Kris Wu como capitão Neza
  • Stefan Konarske como Capitão Zito

Dublagem

Dane DeHaan (Major Valerian): Rodrigo Andreatto

Cara Delevingne (Sargento Laureline): Fernanda Bullara

Sam Spruell (General Okto-Bar): Nestor Chiesse

Clive Owen (Comandante Arun Filitt): Marco Antônio Abreu

John Goodman (Igon Siruss - voz): Antônio Moreno

Herbie Hancock (Ministro da Defesa): Luiz Antônio Lobue

Chloe Hollings (Alex - voz): Raquel Marinho

Rihanna (Bubble): Tatiane Keplmair

Ethan Hawke (Jolly): Raphael Rossatto

Kris Wu (Sargento Neza): Vágner Fagundes

Alain Chabat (Bob, O Pirata): Mauro Ramos

Rutger Hauer (Presidente da Federação do Estado Mundial): Carlos Campanile

Elizabeth Debicki (Imperador Haban-Limaï - voz): Adriana Pissardini

Barbare Weber Scaff (Imperatriz Aloï - voz): Tarsila Amorim

Lee Delong (Tsûuri - voz): Marcelo Campos

Nick Marzock (Pérola torturado - voz): Sérgio Rufino

Ola Rapace (Major Gibson): Wellington Lima

Stefan Konarske (Capitão Zito): Felipe Grinnan

Gavin Drea (Sargento Cooper): Wendel Bezerra

Eric Lampaert (Guia Thaziit): Fábio Lucindo

Alexandre Willaume (Capitão Kris): Francisco Júnior

Réginal Kudiwu (Major Samk): Raphael Rossatto

Tom Hygreck (Soldado do Major Gibson): Rodrigo Araújo

Sam Douglas (Turista): Mauro Ramos

Irene Palko (Esposa do turista): Rosa Maia Baroli

Anders Heinrichsen (Oficial rendido pelo Major Valerian): Felipe Grinnan

Claire Tran (Sargento da sala de controle): Samira Fernandes

Elliot Jenicot (Capitão da sala de Interrogação): Fábio de Castro

Peter Lamarque (Capitão da nave de batalha): Wellington Lima

Locutor e Placas: Ângelo Vizarro

Outras Vozes: Adriana Pissardini, Carlos Campanile, César Marchetti, Fábio de Castro, Fábio Lucindo, Felipe Grinann, Francisco Júnior, Glauco Marques, Letícia Bortoletto, Marcelo Campos, Marina Santana, Mauro Ramos, Melissa Lucena, Rodrigo Araújo, Ronaldo Artnic, Rosa Maia Baroli, Samira Fernandes, Sérgio Rufino, Tarsila Amorim, Vágner Fagundes, Wellington Lima, Wendel Bezerra, Yuri Chesman.

Adaptação cinematográfica dos famosos quadrinhos franco-belgas, criado por Pierre Christin, "Valérian e Laureline", e publicado a partir de 1967. O estilo narrativo e os desenhos criados por Jean-Claude Mézières influenciaram vários filmes de ficção científica, entre eles, "Guerra nas estrelas" e "O quinto elemento", do próprio Besson. O filme se tornou o maior orçamento para um filme francês de todos os tempos, chegando a quase 200 milhões de euros, Para ampliar a exibição no mundo todo, Besson escalou atores de língua inglesa e até um chinês famoso, Kris Wu, para facilitar a entrada na China. Para quem assistiu a "O quinto elemento", o filme tem bastante dos exageros visuais do filme. "Valerian" parece uma grande viagem de ácido, tal o seu colorido e situações bizarras, que somente uma mente criativa totalmente livre de amarras poderia criar. A história é bem minuciosa: Valerian e Lauredine (Dane DeHaan, de "A cura", e Cara Delevingne, de "Cidade de papel") são agentes temporais que trabalham para o Governo e assim, preservam a paz no Universo. Eles podem viajar no tempo em qualquer circunstância. Ambos são acionados para resolver uma questão: precisam recuperar um aparelho chamado "Conversor". Com isso, os 2 heróis se deparam com a obscura história de um planeta e uma civilização que desapareceram há cerca de 30 anos atrás, um povo chamado "Pearls". Vão descobrir também que alguém do Governo está por trás de uma conspiração que pode botar o mundo em risco. O filme é repleto de efeitos visuais, e talvez o mais impressionante deles envolva o personagem da cantora Rihanna, "Bubble". As cenas dela são as melhores no filme, que envolve também o ator Ethan Hawke, no papel de um cafetão. Impossível não se lembrar de "Star Wars" assistindo ao filme: Hans Solo, Millenium Falcon, os alienígenas, Jabba The Hut, etc. A trilha sonora ficou por conta do Mestre Alexandre Desplat, e a fotografia, do parceiro habitual de Besson, Thierry Arbogast. O filme é bem longo, quase 140 minutos, e eu diria que poderiam ter cortado pelo menos meia hora do filme. Mas vale ser visto, apesar de tudo aparentar ter sido feito para crianças e não para adultos.


 

BLADE RUNNER 2049 (2017)

UPTOBOX

Dirigido por Denis Villeneuve

Elenco

  • Ryan Gosling como Oficial K
  • Harrison Ford como Rick Deckard
  • Ana de Armas como Joi
  • Sylvia Hoeks como Luv
  • Robin Wright como Tenente Joshi
  • Jared Leto como Niander Wallace
  • Mackenzie Davis como Mariette
  • Dave Bautista como Sapper Morton
  • Carla Juri como Dra. Ana Stelline
  • Lennie James como Senhor Cotton
  • Hiam Abbass como Freysa
  • David Dastmalchian como Coco
  • Barkhad Abdi como Badger
  • Wood Harris como Nandez
  • Tómas Lemarquis como Arquivista
  • Edward James Olmos como Gaff
  • Sean Young como Rachael
  • Sallie Harmsen como Replicante

Ao término da projeção dessa verdadeira obra-prima, fiquei pensando o quanto que a produção do filme deve ter pago de direitos autorais do uso das imagens de Elvis Presley, Frank Sinatra e Marilyn Monroe. O grande tema do filme é a busca da imortalidade, a busca de uma alma para quem nasceu sem ela. Nesse sentido, o filme se aproxima muito da proposta temática do filme "O congresso futurista", de Ari Folman: para onde vão nossas almas quando morremos? Quem tem direito ao uso de nossas imagens depois que morremos? Ambientado 30 anos depois do filme anterior, que se passava no ano de 2020, em uma Califórnia totalmente poluída e povoada por replicantes de uma nova geração, a história acompanha a rotina de K (Ryan Gosling), um Blade Runner que caça replicantes de uma linhagem já desativada, mas com alguns integrantes ainda escondidos. K segue os passos de um replicante camuflado de fazendeiro e o abate, mas acaba encontrando uma caixa enterrada, que contém ossos de uma mulher que acabou de parir. K, um andróide da nova geração, é incumbido pela sua chefe policial Joshi (Robin Wright), de procurar encontrar pistas sobre esses ossos. Uma das pistas o levará até Deckard (Harrison Ford), mas K descobrirá que outras pessoas também estão atrás de Deckard. Tecnicamente extraordinário, com uma direção de arte, fotografia de Roger Deakins e trilha sonora espetaculares. Villeneuve conduz tudo com uma mão de Mestre: sem medo de aborrecer seu público fiel, pelo ritmo lento e contemplativo, e para quem esperava muitas cenas de ação. O filme resplandece de poesia, de lirismo, de um visual acachapante. O elenco está excelente: a começar por Ryan Gosling, sucedendo brilhantemente o protagonismo de Harrison Ford, que quando entra em cena, provoca um frisson enorme na platéia. Jared Leto, Robin Wright, Ana de Armas e Sylvia Hoeks, sendo que essas duas últimas, nos papéis de Joi e Luv, roubam todas as cenas em que aparecem. Luv é uma das maiores vilãs que surgiram no cinema nos últimos tempos. Não precisa nem dizer que o filme é repleto de cenas de cair o queixo: para os saudosistas que se recusam a assistir a esse filme, eu poderia dizer que ele continua a saga de forma respeitosa. São filmes com propostas totalmente diferentes. Aqui, a filosofia e a discussão sobre a mortalidade atinge níveis mais elevados que o filme de Ridley Scott. Do elenco original, o filme reserva uma grande surpresa. Imperdível!


Guardiões da Galáxia Vol. 2 – Wikipédia, a enciclopédia livre

GUARDIÕES DA GALÁXIA 2 (Guardians of the Galaxy Vol. 2, 2017)

MEGA / GoggleDrive / LEGENDA / 1FICHIER

Elenco

  • Chris Pratt como Peter Quill / Senhor das Estrelas (espécie: híbrido de Humano/Celestial)
  • Zoë Saldaña como Gamora (espécie: Zen-Whoberi)
  • Dave Bautista como Drax o Destruidor (espécie com nome ainda não revelado nos cinemas)
  • Vin Diesel como Baby Groot (espécie: Flora colossus)
  • Bradley Cooper como Rocket "Rocky" Raccoon (espécie: Guaxinim geneticamente e ciberneticamente reforçado)
  • Michael Rooker como Yondu Udonta (espécie: Centauriano)
  • Karen Gillan como Nebulosa (espécie: Luphomoid)
  • Pom Klementieff como Mantis (espécie: seres insectóides que evoluem de um estágio larval para uma forma humanóide)
  • Elizabeth Debicki como Ayesha (espécie: Soberanos)
  • Chris Sullivan como Taserface (espécie: Stark)
  • Sean Gunn como Kraglin (espécie: Xandariano)
  • Sylvester Stallone como Stakar Ogord (espécie: híbrido de Humano/Arcturiano)
  • Kurt Russell como Ego, o Planeta Vivo (espécie: Celestial)

Além disso, outros atores retornam para seus papéis desempenhados no primeiro filme. Laura Haddock como Meredith Quill, Gregg Henry como Peter Quill, pai de Meredith Quill, Seth Green dublando Howard, o Pato e o cachorro Fred como Cosmo, o Cão Espacial. Membros da equipe Ravagers de Yondu Udonta que aparecem na produção incluem Evan Jones como Retch, Jimmy Urine como Half-Nut, Stephen Blackehart como Brahl, Steve Agee como Gef, Mike Escamilla como Scrote, Joe Fria como Oblo, Terence Rosemore como Narblik e Tommy Flanagan como Tullk. Outros membros da velha equipe de Starhawk (chamado apenas pelo seu nome real, Stakar Ogord) e Yondu, baseada nos Guardiões da Galáxia originais, incluem Michael Rosenbaum como Martinex, Ving Rhames como Charlie-27 e Michelle Yeoh como Aleta Ogord. Ainda participam através de CGI os personagens Krugarr e Mainframe, o último com a voz não creditada de Miley Cyrus.

Stan Lee aparece como um informante para os Vigias, discutindo aventuras anteriores que incluem suas aparições em outros filmes do Universo Cinematográfico Marvel. Lee menciona seu período como um entregador da FedEx, referindo-se à sua participação em Capitão América: Guerra Civil.

David Hasselhoff faz uma aparição especial como ele mesmo.

Dirigido e escrito por James Gunn, essa parte 2 do filme de grande sucesso descobriu a fórmula deliciosa de incorporar uma trilha sonora repleta de hits esquecidos dos anos 80 às cenas de ação e de dramaticidade. Sim, tem drama nesse filme, aliás, muito drama. No fundo, o tema "família" aparece em todos os núcleos de personagens. É impressionante como James Gunn criou uma ciranda de discussões acerca de parentes (pais, filhos, irmãos) que emociona o espectador, principalmente na cena final. Eu amo personagens bidimensionais, que mostram humanidade, e aqui no filme, está repleto deles. Não há muito o que falar do filme, pois todo mundo já o disse: elenco foda, direção foda, trilha foda, cenas de ação foda... e sim, a estética anos 80, desde os letreiros iniciais, homenageando todas aquelas séries e filmes B de uma época onde a gente era realmente feliz. Participações especiais de Sylvester Stallone, Michelle Yeoh, entre outros. Mas a grande cereja do bolo, além de Kurt Russel, é a presença de Michael Rooker, um ator excepcional, que quase sempre fez escada para todo mundo, e na maioria das vezes no papel do vilão, fazendo um personagem digno, emocionante. Antológico.


Velozes & Furiosos 8 (The Fate of the Furious, 2017)

GoogleDrive / MEGA / LEGENDA / ASSISTA ONLINE

Dirigido por F. Gary Gray

Elenco

Ator / Atriz Personagem
Vin Diesel Dominic "Dom" Toretto
Dwayne Johnson Luke Hobbs
Jason Statham Deckard Shaw
Michelle Rodriguez Letty Ortiz
Tyrese Gibson Roman Pearce
Chris "Ludacris" Bridges Tej Parker
Charlize Theron Cipher
Kurt Russell Sr. Ninguém
Scott Eastwood Little Nobody
Nathalie Emmanuel Ramsey
Patrick St. Esprit D.S. Allan
Elsa Pataky Elena
Luke Evans Owen Shaw
Helen Mirren Magdalene Shaw
Kristofer Hivju Rhodes
Eden Estrella Sam
Celestino Cornielle Raldo

Dom (Vin Diesel) e Letty (Michelle Rodriguez) estão curtindo a lua de mel em Havana, mas a súbita aparição de Cipher (Charlize Theron) atrapalha os planos do casal. Ela logo arma um plano para chantagear Dom, de forma que ele traia seus amigos e passe a ajudá-la a obter ogivas nucleares. Tal situação faz com Letty reúna os velhos amigos, que agora precisam enfrentar Cipher e, consequentemente, Dom.


BAYWATCH: S. O. S. Malibu (2017)

MEGA / UPTOBOX / ASSISTA ONLINE

Dirigido por Seth Gordon e baseado na série de televisão de mesmo nome

Elenco

  • Dwayne Johnson como Mitch Buchannon
  • Zac Efron como Matt Brody
  • Alexandra Daddario como Summer Quinn
  • Priyanka Chopra como Victoria Leeds
  • Jon Bass como Ronnie Greenbaum
  • Hannibal Buress como Dave the Tech
  • Kelly Rohrbach como C.J. Parker
  • Ilfenesh Hadera como Stephanie Holden
  • Yahya Abdul-Mateen II como Garner Ellerbee
  • Oscar Nunez como Councilman Rodriguez
  • Belinda como Carmen
  • Rob Huebel como Capitão Don Thorpe
  • Amin Joseph como Frankie
  • Jack Kesy como Leon
  • Pamela Anderson como Casey Jean Parker
  • David Hasselhoff como Mitch Buchannon, o Mentor

Diretor de filmes e seriados, Seth Gordon é um expert em comédias. Agora, ele faz uma versão cinematográfica do seriado de grande sucesso, que levou Pamela Anderson e David Hasselhoff ao status de ícones pop (em "Guardiões das Galáxias", David faz uma participação). Com um elenco estelar encabeçado por Zac Efron e Dwayne Johnson, o filme aposta bastante em ação e aventura, mas fazendo um híbrido com as comedias maliciosas dos anos 80, com piadas bastante sacanas envolvendo pênis, bundas e seios fartos. Zac Efron é Matt, campeão olímpico dono de duas medalhas de ouro em natação, mas que entrou em decadência. Agora, ele tenta entrar no famoso time dos guarda-vidas de Baywatch, coordenado por Mitch (Johnson) e sua turma, que envolve beldades sensuais e destemidas. eles se envolvem com traficantes de metanfetamina, e precisam da união para poder destruir a quadrilha liderado por uma mega vilã, a latina Leeds. O filme não tem o mínimo pudor em mostrar latinos e negros como vilões. E mais: para mostrar que estão cagando pro politicamente correto, todas as mulheres do filme são apresentadas em trajes sumários e vistas como objetos de desejo sexual. As feministas irão reclamar bastante, mas pelo que se viu no cinema, o público não esta nem aí, a galera ria bastante. O filme em si tem uma ou outra piada engraçada, o que parece é que tudo foi feito para agradar um público adolescente e infantil. Zac Efron e Dwayne apresentam a clássica dupla de justiceiros que não se combinam, e vivem as turras. Eles estão divertidos. O filme, no entanto, é bastante longo, e eu em determinado momento já estava torcendo para que acabasse logo. A grande surpresa do elenco é John Bass, no papel do maluquinho Ronnie: ele parece um Fabio Porchat nos trejeitos. 


Resultado de imagem para pousada do ratinho sbt

POUSADA DO RATINHO (2017)  

ASSISTA ONLINE 


Resultado de imagem para o rastro 2017

O Rastro (2017)

ASSISTA ONLINE

João Rocha (Rafael Cardoso), um jovem e talentoso médico em ascensão, acaba encarregado de uma tarefa ingrata: supervisionar a transferência de pacientes quando um hospital público da cidade do Rio de Janeiro é fechado por falta de verba. Quando tudo parece correr dentro da normalidade, uma das pacientes, criança, desaparece no meio da noite, levando João para uma jornada num mundo obscuro e perigoso.

Diretor J. C. Feyer

Elenco

  • Rafael Cardoso como João Rocha
  • Leandra Leal como Leila
  • Natália Guedes como Julia de Souza
  • Cláudia Abreu como Olivia Coutinho
  • Jonas Bloch como Heitor

Participação

  • Alice Wegmann como Alice
  • Érico Brás como Marcio
  • Felipe Camargo como Ricardo
  • Domingos Montagner como Arthur Azevedo
  • Gustavo Novais como Paulo César
  • Cássio Gabus Mendes como Assessor

 


Resultado de imagem para desarmados filme

Desarmados - 2017

ASSISTA ONLINE

Dirigido por: Lion Andre

Ano após ano, governo após governo, o cidadão viu lhe ser arrancado o mais natural de todos os direitos: o da autodefesa. As consecutivas campanhas de desarmamento e o recrudescimento das leis atingiram a liberdade do pai de família, do trabalhador, do pequeno sitiante e do grande fazendeiro, do bancário e do banqueiro, do atirador de fim de semana e dos expoentes do Tiro Esportivo. Milhares de armas foram destruídas, recolhidas, confiscadas e entregues voluntariamente por aqueles que acreditaram na proposta de governamental pacificação. No final das contas, o mais importante precisa ser respondido: quem foi desarmado? Quem mata ou quem morre? Em um país com mais de 60 mil assassinatos por ano, isso precisa de uma resposta honesta e independente. E com essa independência o documentário "Desarmados" foi concebido para mostrar aquilo que nunca foi mostrado, para expor o que foi varrido para baixo do tapete.

 


 Os Smurfs e a Vila Perdida - Filme 2017 - AdoroCinema

Os Smurfs e a Vila Perdida (Smurfs: The Lost Village, 2017)

DOWNLOAD MEGA

Baseada na série de histórias em quadrinhos franco-belga pelo cartunista belga Peyo

Dirigido por Kelly Asbury

Elenco

Personagem Dublador/Ator original
Papai Smurf / Grande Smurf Mandy Patinkin
Smurfette / Smurfina Demi Lovato
Desastrado / Trapalhão Jack McBrayer
Gênio / Óculos Danny Pudi
Robusto / Valentão Joe Manganiello
Nigel Rhys Darby
Padeiro Gordon Ramsay    
Joca Gabriel Iglesias  
Ranzinza / Resmungão Jake Johnson    
Vaidoso Tituss Burgess    
Fazendeiro Jeff Dunham  
Gargamel Rainn Wilson    
Xereta / Metediço Kelly Asbury    
Azrael Frank Welker    
Monty Dee Bradley Baker    
Smurf-magnólia / Smurfoliveira Julia Roberts    
Smurf-tormenta / Smurfvendaval Michelle Rodriguez    
Smurflor Ellie Kemper    
Smurf-lilí / Smurflírio Ariel Winter    
Smurfmelody Meghan Trainor  
Smurf-jade / Smurfjade Melissa Sturm    

Um misterioso mapa guia Smurfette e seus amigos Gênio, Robusto e Desastrado em uma emocionante aventura através da Floresta Proibida, o que os leva ao descobrimento do maior segredo na história dos smurfs.


Resultado de imagem para 10 segundos para vencer 

10 Segundos para Vencer - 2017

DRIVEGOOGLE / assista online

Direção: José Alvarenga Júnior

Ambiciosa cinebiografia do pugilista brasileiro Eder Jofre, que vai da década de 50 até os anos 70, começando pela sua infância, sua pós-adolescência e o seu desejo de ser um desenhista até começar a treinar nos ringues e se tornar campeão mundial no ano de 1961, nos Estados Unidos. Depois disso ele se casa com sua esposa Cida, com quem tem filhos, mas a crise conjugal o faz se afastar do boxe. Anos depois, em 1973, ele retorna aos ringues, e novamente, se torna campeão mundial. Mas o filme é mais do que isso: pegando carona na narrativa de "Dois filhos de Francisco', de Breno Silveira, que também é um dos produtores do filme, "Dez segundos para vencer" tem na figura paterna o grande personagem. Através de sua obsessão, de sua perseverança, do desejo de tirar sua família do limbo, da pobreza e de mostrarem ao mundo de que eles são capazes, o filme constrói tudo pelo ponto de vista de Kid Jofre (Osmar Prado, sensacional). É ele quem carrega o filme, é ele que, com seu método cruel de treinamento, faz o filho se tornar o grande campeão. Mas será que tanto sacrifício valeu a pena? Pelo visto sim. O filme traz a mensagem de que, com muito treinamento, luta, garra e ambição, conseguimos construir a nossa estrada. Mas convenhamos, todos os filmes de lutadores possuem esse mesmo mote. O que se conclui que vencer é uma metáfora de chegar ao topo da pirâmide, sair do anonimato e se tornar alguém visível, de sucesso. O elenco é a grande força do filme. Daniel de Oliveira, Sandra Corveloni (no papel da mãe), Osmar Prado e Renato Gelli, que faz o tio Silvano, são o destaque. Tanto Osmar quanto Ricardo Gelli ganharam prêmios de interpretação em Gramado 2018, de ator e ator coadjuvante, respectivamente. A direção de arte e a fotografia, de Lula Carvalho, também ajudam a recriar esse universo pobre da família, decadente e ao mesmo tempo onírico. 


Paulo Autran - O Senhor dos Palcos (2017)

UPTOBOX

Direção: Marco Abujamra. Elenco: Bete Coelho, Bruce Gomlevsky, Paulo Autran, Gustavo Machado, Patrí­cia Selonk

Retrato da evolução do teatro no século XX e reflexão sobre a arte de atuar com base na carreira de Paulo Autran.


Resultado de imagem para amor.com filme

Amor.com - 2017

ASSISTA ONLINE

Direção: Anita Barbosa
Elenco: Ísis Valverde, Gil Coelho, Carol Portes, João Côrtes, Joaquim Lopes, César Cardadeiro, Marcos Mion, Alexandra Richter, Felipe Roque, Thaynara OG, Jesus Luz, Ellen Jabour
Não importa como, quando, onde e porque, seja sempre você mesmo. Essa é a mensagem que pode ser tirada da deliciosa Comédia romântica dirigida por Anita Barbosa, estreando em longa-metragem, que recupera o espírito das produções adocicadas que faziam a alegria de toda a família e claro, os casais apaixonados. Com uma qualidade técnica impecável (fotografia, figurino, direção de arte, trilha sonora), o filme surpreende por falar com a mesma linguagem dos adolescentes, que facilmente se verão retratados com realidade na história: tem festa Cosplay, tem canais de Youtube, tem eventos repletos de influenciadores, tem games e claro, os haters e hackers de plantão. A linguagem da internet que pulula nas telas é bem moderna e ágil. A história narra o romance cheio de altos e baixos entre Katrina (Isis Valverde) e Fernando. Ela uma youtuber de moda e comportamento, que faz mega sucesso e cheia de seguidores. Ele, um youtuber de games, hacker e com uma quantidade de seguidores bem pífia. Quando eles se encontram, é amor à primeira vista. Mas as diferenças logo se fazem sentir, e um dos 2 precisará ceder para que a história continue. O filme aproveita para alfinetar a cultura das celebridades vazias, que nada tem a acrescentar, e dignifica os Nerds (geeks), que graças a Deus, não são ridicularizados aqui. Mérito do roteiro escrito a 6 mãos (Leandro Matos, Bruno Garotti e Saulo Aride). Isis Valverde e Gil Coelho brilham nos papéis.O elenco de apoio é muito bom: Alessandra Richter, João Cortes, Cesar Cardadeiro, Carol Portes são destaques em um filme repleto de participações. 

 Jumanji 2 - Filme 2018 - AdoroCinema

Jumanji: Bem-Vindo à Selva (Jumanji: Welcome to the Jungle, 2017)

DRIVEGOOGLE / 1Fichier / MEGA

Dirigido por Jake Kasdan. ELENCO: Dwayne Johnson, Kevin Hart, Jack Black, Karen Gillan e Nick Jonas

Os caminhos de Hollywood são misteriosos. O cineasta Jake Kasdan dirigiu duas comédias sacanas com Cameron Diaz que foram destruídas pela crítica: "Sex tape" e "Professora sem classe". Como ele foi convidado para dirigir a sequencia de "Jumanji", será um eterno mistério para mim. De qualquer forma, o filme é um divertida passatempo que emula 3 grandes clássicos da nostalgia: "O clube dos cinco", de John Hughes, "Os caçadores da arca perdida" e "Jurassic Park", ambos de Spielberg, além de uma pitada de "O senhor dos anéis" ( por conta da pedra preciosa que torna o seu dono um poderoso. O filme começa com um prólogo com os personagens em versão adolescente, no típico estereótipo de Colégio americano: o nerd, a gostosona, o negro atleta e a menina tímida. Quando eles ficam de castigo, eles acabam jogando um game antigo, chamado "Jumanji", que os transporta para um Mundo selvagem na selva. Casa um dos adolescentes se transforma em um Avatar com persona totalmente diferente do que eles eram antes, e precisam fazer de tudo para sairem de lá. Para isso, precisam jogar o game e vencer. Dwayne Jhonson, Jack Black, Karen Gillan ( A Nebula de "Guardiões das Galáxias") e Kevin Hart colocam a platéia abaixo com inúmeras gags hilárias: a mochila poderosa, a aula de como se tornar sexy, as vidas que se perdem no jogo...é tudo bem divertido, com direito a metáfora sobre o início da fase adulta. O tal do "Coming of age" chega aqui de forma totalmente Hollywoodiana, com direito a muitos efeitos.


Tá Dando Onda 2 - DVD - Saraiva

Tá Dando Onda 2 (2017)

DRIVEGOOGLE / ASSISTA ONLINE

O pinguim surfista Cadu Maverick está de volta e em busca de novas aventuras. Quando o famoso grupo de marombados Hang 5 surge na na ilha Pen-Gu e oferece as direções do pico mais lendário - e perigoso - do planeta, Cadu e seus amigos não hesitam em aceitar o desafio.


Imagem relacionada

A Comédia Divina - 2017

ASSISTA ONLINE

Direção: Toni Venturi
ELENCO Murilo Rosa, Monica Iozzi, Dalton Vigh e Zezé Motta

O Diabo anda em baixa e está preocupado com isso. Ele decide, então, abrir sua própria igreja, onde tudo o que é proibido passa a ser permitido. O ser humano é estimulado a liberar seus instintos primais e realizar suas fantasias reprimidas. Usando a televisão para propagar a chegada da nova religião, satanás instala a desordem e o mundo vira um caos. 


Apenas um Garoto Em Nova York - Filme 2017 - AdoroCinema

Apenas um Garoto em Nova York (2017)

1FICHIER / MEGA

Traições, neuroses urbanas de moradores de Nova York, cartões postais de Manhattan. Não, não é um filme de Woody Allen. Marc Webb, diretor do delicioso “500 dias com ela”, tentou fazer uma comédia romântica urbana que falasse de gerações e como o amor é uma língua que vale a mesma coisa para um jovem de 20 anos e para um homem de 60. O que poderia render ótimas tiradas sobre paixão e depressão, acabou sendo apenas um bom filme independente com um elenco de peso mal aproveitado. Nas vezes aonde Webb tenta extrair algum humor, ele falha. O filme começa leve e vai se tornando um grande novelão com direito a uma reviravolta digna de Janette Clair. Cinthia Nixon, excelente atriz, aparece muito pouco no filme, assim como Jeff Bridges. O foco acaba sendo no triângulo amoroso formado por Callum Turner, Pierce Brosnan e Kate Beckinsale, respectivamente filho, pai e a amante de ambos. Cinthia interpreta a mãe de Thomas (Turner) e esposa insatisfeita e depressiva de Ethan (Brosnan). Jeff Bridges interpreta Justin, um vizinho novo de Thomas, que descobrimos ser um escritor e alcoólatra. O filme segue morno, mas para apaixonados por Nova York vale ser visto, pois o filme passeia por lugares icônicos da cidade. Bela trilha sonora.

 


 

ewmix.com: Homens de Coragem

Homens de Coragem (2017)

1FICHIER / MEGA

Dirigido pelo mesmo Cineasta “Tron, o legado” e “Oblivion”, “ Homens de coragem” é a reconstituição da segunda maior tragédia com bombeiros depois do 11 de setembro: em 2013, 19 bombeiros do grupamento Hotshot (elite dos bombeiros) morreram no maior incêndio florestal do Arizona. O filme, em 134 longos minutos, dramatiza a história dos principais bombeiros e mostra o conflito familiar e profissional deles. Com bons efeitos especiais, o filme conta com um elenco estelar: Josh Brolin, Jeniffer Connely, Miles Teller, Jeff Bridges, Andie Macdowell. Além da longa duração, o filme tem um inevitável ufanismo patriótico, além de um excesso de melodrama e estilização de pôr do sol típico de Michael Bay. Vale pela homenagem feita aos bombeiros, digna e emocionante. 


 

Resultado de imagem

Gostosas, Lindas & Sexies (2017)

ASSISTA ONLINE

Não fossem as referências de sexo e os palavrões, "Gostosas, lindas e sexies" poderia perfeitamente ser exibido no Sessão da tarde como uma Comédia romântica daquelas onde as meninas suspiram por seu príncipe encantado. Afinal, o principal ingrediente está ali: Cinderelas em busca de seu par perfeito, sonhando dormindo ou acordadas, mas sempre acesas para a presença de qualquer ser humano do sexo masculino: garçons, motoristas, fotógrafos, atores, maridos, ex-maridos, a metralhadora libidinosa aponta para todos os lados. Pudera: o roteiro não esconde a sua principal e grande referência: o seriado americano mais famoso das últimas décadas, e responsável por mudança no hábito de muitas mulheres: "Sex and the city". Beatriz, Tânia, Ivone e Marilu, encarnam cada uma delas, a persona de Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda: tem a fogosa, a romântica, a sedutora, a sonhadora. Para dar vida a essas meninas emponderadas e donas de si, foram escaladas Mariana Xavier, Cacau Protasio, Lyv Sieze e Carolinie Figueiredo. Em maior ou menor grau, o talento das meninas desponta para cenas românticas, safadas ou malucas. São muitos os sub-plots, mas invariavelmente fala sobre os dilemas da mulher moderna: criou-se independência financeira e profissional, mas ao custo de isolamento e distanciamento nas relações. Elas choram, elas se deprimem, elas vão às festas chorar mágoas, elas enchem a cara, elas se divertem, elas namoram e elas traem. O roteiro se baseia nessas premissas. Para quem quer um filme que fala sobre ter auto-estima sendo fora do padrão de beleza inflingido pela mídia (no caso, 4 meninas "gordinhas") vai se identificar bastante. Afinal, desaforos não são trazidos para casa. Faltou ao roteiro situações mais divertidas e inteligentes que tratassem do tema da obesidade sem cair nos chavões do bullying de tipos vilanescos que agridem sem qualquer tipo de constrangimento. Mas isso talvez fique para a continuação. O que vale aqui, é se deixar levar pelo carisma das meninas e sucumbir a um passatempo simpático e sem pretensões. O que já está bom demais. O elenco de apoio conta com um elenco enorme: Márcia Cabrita, Marcos Pasquim, Paulo Silvino, Sabrina Korgut, André Bankoff, Eliane Giardini, Rita Batata, entre outros.

Direção de Ernani Nunes

Elenco

  • Carolinie Figueiredo como Beatriz
  • Cacau Protásio como Ivone
  • Mariana Xavier como Marilu
  • Lyv Ziese como Tânia
  • André Bankoff como Daniel
  • Juliana Alves como Juju Bombom
  • Marcos Pasquim como Edmundo
  • Marco Antonio Caponi como Sebastian
  • Eliane Giardini como Carmem
  • Paulo Silvino como Gilson
  • Márcia Cabrita como Arlete
  • Guilherme Hamacek como Felipe
  • Juan Alba como Ricardo
  • Guta Ruiz como Gisela
  • Cristiane Wersom como Carla
  • Gianne Albertoni como Vera
  • Carlos Bonow como Ivanderson
  • Lyvia Maschio como Claudia
  • Felipe Yuji como Christian
  • Bruna Mafra como Tatiana
  • Gustavo Canovas como Ismael

 


 Despedida em Grande Estilo - Filme 2017 - AdoroCinema

Despedida em Grande Estilo (2017)

1FICHIER / MEGA / LEGENDA

Willie (Morgan Freeman), Joe (Michael Caine) e Albert (Alan Arkin) são amigos há décadas. Eles levam uma vida pacata, mas sofrem com problemas financeiros. Quando Willie testemunha o assalto milionário a um banco, decide chamar Joe e Albert para elaborarem o seu próprio assalto. É a vez de os idosos se rebelarem contra a exploração dos bancos.


 Sem Fôlego - Filme 2017 - AdoroCinema

Sem Fôlego (2017)

1FICHIER / MEGA / ASSISTA ONLINE

Em Sem Fôlego, ao atender um telefonema, o garoto Ben (Oakes Fegley) é atingido pelo reflexo de um raio, que caiu bem em sua casa. Esta situação faz com que seja levado a um hospital em Nova York, onde descobre que não consegue mais ouvir um som sequer. Em 1927, a jovem surda Rose (Millicent Simonds) foge de sua casa em Nova York para encontrar sua mãe, a consagrada atriz Lillian Mayhew (Julianne Moore). A vida destes dois garotos que não conseguem mais ouvir está interligada a partir de um livro de curiosidades, que os leva ao Museu de História Natural.


 Suburbicon: Bem-vindos ao Paraíso - Filme 2017 - AdoroCinema

Suburbicon: Bem-vindos ao Paraíso (2017)

MEGA / 1FICHIER

Originalmente escrito pelos irmãos Coen, o roteiro de "Suburbicon" foi alterado por George Clooney para dar um sabor atual à América da Era Trump. Impossível não identificar a feroz crítica ao seu Governo, sabidamente contra os imigrantes e outras minorias, e o seu desejo incontrolável de querer construir um muro que circunde a fronteira dos Estados Unidos contra a invasão mexicana. Ambientado em 1959, anos antes da explosão da Luta contra a segregação racial nos EUA, o filme apresenta o bairro de Suburbicon, um bairro totalmente idealizado, onde os moradores encontrarão todas as suas necessidades sem precisar sair de lá. É nesse lugar que mora Gardner Lodge (Matt Damon), casado com Rose (Juliane Moore). Na mesma casa moram também Margareth (Juliane Moore), sua irmã gêmea, e o filho de Lodge, Nick (Noah Jupe, o Jack de "Extraordinário"). Com a chegada da primeira família negra ao local, os Meyers, o ideal de Paraíso começa a se alterar: os moradores rechaçam a família, e mais, a casa de Lodge é invadida, e Rose é assassinada. Com um elenco em estado de graça, complementado por Oscar Isaac (em uma cena sensacional) e atores menos famosos mas igualmente bons, "Suburbicon" brinca com filmes e gêneros: além do Cinema dos irmãos Coen, temos também o Cinema de Hitchcock, em filmes como "Um corpo que cai" e a levada na trilha sonora homenageando Bernard Hermann. Outro filme possível é "O talentoso Mr Ripley", protagonizado pelo mesmo Damon, e onde o personagem vai se esvaindo em uma teia de assassinatos sem fim. Muita gente odiou o filme. Eu gostei dessa brincadeira com o Cinema noir, levado com muito humor negro e referências ao cinema de muita gente bacana. Só posso sentir pena dos que não curtiram. Muito rancor, justamente a cutucada que Clooney quis passar ao espectador desses novos tempos chatos do politicamente correto.

VAZANTE (2017)

UPTOBOX / ASSISTA ONLINE

Premiado no Festival de Brasilia 2017 com os prêmios de Melhor direção de arte e melhor atriz coadjuvante, para Jai Baptista, no papel da escrava Feliciana, "Vazante" também foi exibido no Festival de Berlim. O filme teria passado incólume pelo circuito como um drama que retrata a relação entre Fazendeiro português, negociante de escravos e gado, e o seu casamento com sua sobrinha de 12 anos. Talvez desse mídia por ser o primeiro filme solo de Daniela Thomas. Ou talvez por ser um filme que mostra a sociedade machista opressora já em 1821, e que se mantém igual nos dias de hoje. Nem o excelente trabalho do elenco, mescla de atores brasileiros e portugueses, foi o suficiente para encher os olhos da platéia. O que realmente chamou a atenção de todos, foi o gigantesco bafafá que se formou em relação ao filme, após sua tumultuada exibição no Festival de Brasilia. Um grupo de manifestantes do movimento negro, formado por atores, diretores e críticos de cinema, ficou revoltada com o tratamento que os negros apresentam no filme. Acusaram Daniela, roteirista do filme, de manter o olhar passivo e subjetivo dos personagens negros, que não encontram protagonismo na história nem relevância. Para piorar, o personagem de Fabrício Boliveira, um escravo alforriado, massacra a comunidade negra, chicoteando e ameaçando de morte. Esse personagem é quase uma cópia do de Samuel L Jackson em "Django", de Tarantino. Após 2 horas de exibição (ritmo extremamente lento), o que ficou realmente para mim, foi a belíssima fotografia de Inti Briones, em preto e branco acachapante, e o rosto do ator português Adriano Carvalho, o seu olhar é avassalador e hipnótico, parece que seus olhos vão saltar das telas. Do roteiro, fiquei frustrado com o desfecho, um lugar comum para quem quer acreditar no amor entre os diferentes. 


Resultado de imagem para arábia filme 2017

Arábia (2017)

ASSISTA ONLINE

Um filme de Affonso Uchoa, João Dumans com Aristides de Sousa, Murilo Caliari, Renata Cabral, Renan Rovida

Escrito e dirigido pelos mineiros João Dumans é Affonso Uchoa, "Arábia" é um dos mais contundentes filmes sobre a solidão e sobre a luta do brasileiro pobre e anônimo para sobreviver no interior do Brasil. André é um adolescente que mora com seu irmão caçula em uma cidade próxima à Ouro Preto. Seus pais viajaram à trabalho e quase nunca aparecem. Eles moram próximos à uma fábrica de alumínio, que espalha poluição nos arredores. Um dia, um funcionário da fábrica, Cristiano, se acidenta, e a tia de Andréa, que é enfermeira, pede para que ele vá na casa de Cristiano buscar roupas. André encontra um caderno com escritos e a partir daí, passamos a acompanhar a vida pregressa de Cristiano, e a sua luta para sobreviver: preso por consumir droga, quando solto, ele viaja pela estrada, em busca de trabalho. O filme, quase todo narrado em off por Cristiano, tem uma dimensão sobre a solidão que chega a incomodar e a machucar a alma. O ator Aristides de Sousa, que interpreta Cristiano, é um ex-presidiário de verdade. A sua presença na tela é magnética, e sua voz, invade nossos corações. O filme fala sobre luta, desilusão, esperança. Com um trabalho de Direção brilhante, com momentos de pura poesia, o filme provavelmente terá pouco impacto no espectador comum: o ritmo é bastante lento, e os planos são bem longos. Linda trilha sonora, nesse filme que venceu inúmeros prêmios no Festival de Brasília 2017 (Filme, Ator (Aristides), edição e trilha sonora.


POR TRÁS DO CÉU (2017)

ASSISTA ONLINE

Nos anos 80 e 90, um cineasta holandês, Jos Sterlling, se transformou em um dos grandes nomes cults internacional. Seus filmes lidavam com o realismo fantástico, o lúdico, personagens ingênuos que observavam a violência do mundo de forma inocente e condescendente. O roteiro tinha poucos diálogos, eram personagens quase silenciosos. Os figurinos eram estilizados, a fotografia saturada, a trilha sonora em tom de melancolia. "O ilusionista" e " O holandês voador" ganharam muitos prêmios, merecidamente. Durante todo o tempo que eu assistia ao filme "Por trás do céu", eu só conseguia pensar nos filmes de Sterling. Me reportei imediatamente aos anos 90, a um tempo aonde o cinema comovia pela estética. Mas os tempos eram outros, e hoje em dia, o politicamente correto varreu o mundo. Não tem como não pensar em um elenco onde são todos brancos morando em uma caatinga que castiga quem mora ali. Sotaques? Vários, e o único legítimo me pareceu ser o do pernambucano Renato Goes. Mas eu não sou ligado no politicamente correto. Mas uma espectadora do meu lado só falava nisso. Que na caatinga não existiam casas assim. Que a pele da atriz estava mais suave do que modelo de comercial. Que a atriz que interpretava a prostituta tinha botox. Tentei ignorar tudo o que era dito e foquei no filme. Na sua beleza, na sua estética, na sua proposta narrativa. O roteiro ficou confuso. Os vai e vens na trama, me desnorteou. O dono da fazenda ficou mal construído, unidimensional, só estava ali para fazer o papel do malvado. Humanismo? Hum... faltou. Em algum momento também me lembrei de "Minha vida de cachorro", de Lasse Hallstrom, por conta do desejo da protagonista querer montar um foguete e ir embora daquela vidinha mais ou menos. A melhor cena do filme, de uma beleza impar, no final, com o "lançamento" do foguete. poesia pura. A trama: 4 personagens se encontram no deserto da Paraíba, entre sonhos e frustrações de um passado violento. Nathalia Dill, Emilio Orciollo Netto, Paula Burlamaqui e Renato Goes alternam momentos de drama e humor. Mas o que mais se destaca mesmo no filme, é o visual, que em muitas vezes, suplanta a dramaturgia. Renato Góes é uma ótima revelação, lembrando um pouco o tipo de humor do Edmilson Filho, de "O Shaolin do sertão". Trilha sonora sensacional de Plinio Profeta, que traz uma carga magica à trama.


 Amigos para Sempre - Filme 2017 - AdoroCinema

Amigos para Sempre (2017)

1FICHIER / MEGA / LEGENDA / ASSISTA ONLINE

Philip (Bryan Cranston) é um homem rico que fica tetraplégico, após sofrer um acidente. A situação o deixa desgostoso com a vida, já que está sempre rodeado de enfermeiros e pessoas para ajudá-lo. Até que um dia, durante a seleção de um assistente, ele simpatiza com Dell (Kevin Hart), um jovem com registro criminal que não tem a menor experiência na função. Philip decide contratá-lo e, ao seu lado, reencontra o prazer pela vida.


Ver a imagem de origem

Resident Evil 6 - O Capítulo Final [2017]

GoogleDrive / ASSISTA ONLINE

Sobrevivente do massacre zumbi, Alice (Milla Jovovich) retorna para onde o pesadelo começou, Raccoon City, onde a Umbrella Corporation reúne suas forças para um ataque final contra os remanescentes do apocalipse. Para vencer a dura batalha final e salvar a raça humana, a heroína recruta velhos e novos amigos. 


 O Estranho que Nós Amamos - Filme 2017 - AdoroCinema

O Estranho que Nós Amamos (2017)

1FICHIER / MEGA / UPTOBOX

Vencedor do prêmio de melhor direção em Cannes 2017, Sofia Coppola fez a adaptação do livro de Thomas Cullinan, escrito em 1966 e adaptado em 1971 por Don Siegel, com Clint Eastwood no auge da beleza protagonizando o filme. Nessa versão atual, Colin Farrel interpreta o único personagem masculino do filme. Ele é John MAcburney, um cabo da União que, ferido na Guerra da secessão no Estado de Virginia, é resgatado por um grupo de 7 mulheres de idades variadas que o levam para o Internato delas, esperando ele se recuperar dos ferimentos e daí, partir. Porém, a presença dele nessa casa habitado exclusivamente por mulheres, criará um clima de tensão sexual e de angustia que transformará a vida de todos para sempre. Coppola disse que o filme não tinha nada a ver com o filme original. Sim e não. A historia está toda ali, exatamente igual. O que, infelizmente, Sofia não trouxe, e que se perdeu totalmente em seu filme, foi a sexualidade e o erotismo, que explodia no filme de 1971 em cenas de grande teor sexual, e que aqui, desapareceram. Ficou um filme casto, assexuado. Esses novos tempos de politicamente correto acabaram fazendo do filme algo que ele não merecia, que é deixar de ser ousado. De qualquer forma, é um belo filme, reforçado pela tríade: Direção, fotografia e atuação. Cada fotograma do filme parece uma pintura, graças ao talento do fotografo Philippe Le Sourd. A direção de Sofia esbanja sofisticação e delicadeza nos detalhes. E as performances de todo o elenco é algo fabuloso, com destaque para Kirsten Durnst, em um desempenho fisico que corrobora a grande atriz que é. O filme tem um ritmo bastante lento, que pode irritar boa parte da platéia.


Resultado de imagem

Os Parças (2017)

DriveGoogle / ASSISTA ONLINE / UPTOBOX

Direção de Halder Gomes

Fugindo de problemas, um locutor de loja de varejo, dois trambiqueiros e um técnico de informática atrapalhado são obrigados a participar de um golpe. Eles são chantageados por Mário, um vigarista que se aproveita da boa-fé alheia para ganhar dinheiro. O desafio é nada mais nada menos do que montar uma firma de casamento para produzir a festa da filha do maior contrabandista da Rua 25 de Março, o temido Vacário. Juntos eles vão enfrentar muitos desafios na produção da festa e terão que fazer de tudo para não levantar a desconfiança de Vacário.

Elenco

  • Tom Cavalcante como Toinho
  • Whindersson Nunes como Ray Van
  • Tirullipa como Pilôra
  • Bruno de Luca como Romeu
  • Paloma Bernardi como Cintia
  • Oscar Magrini como Mário
  • Taumaturgo Ferreira como Vacário
  • André Bankoff como Marcelo
  • Carolina Chalita como Samantha
  • Carol Garcia como Ritinha
  • Marcos Oliveira como Juvêncio
  • Pedro Moutinho como Policial Fabio Júnior
  • Ricardo Macchi como Borges
  • Romeu Evaristo como Mulumba
  • Fábio Goulart como Peçanha
  • LC Galetto como Soares
  • Silmara Volpi como Amiga do Marcelo
Participação especial
  • Neymar como Ele mesmo
  • Wesley Safadão como Safadex
  • Carlos Alberto de Nóbrega Como Toninho la paz
  • Milhem Cortaz como Sargento da PM
  • Dayse Brucieri

Carros 3 Torrent 720p 1080p Dublado, Legendado e Dual Áudio Download

Carros 3 (2017)

MEGA / UPTOBOX

Veterano das pistas, o campeoníssimo Relâmpago McQueen se vê em apuros após o surgimento de um novato bastante veloz, Jackson Storm, que utiliza de alta tecnologia nos treinamentos. Obrigado a chegar ao limite para batê-lo, McQueen acaba sofrendo um sério acidente durante uma corrida, que o obriga a abandonar o campeonato daquele ano. Prestes a iniciar a próxima temporada, ele se vê em dúvidas sobre se consegue ser rápido o suficiente para bater Storm e, por causa disto, busca ajuda com seu novo patrocinador.


Resultado de imagem para A Glória e a Graça filme

A Glória e a Graça (2017)

ASSISTA ONLINE

Direção: Flávio Ramos Tambellini

Elenco: Carolina Ferraz, César Mello, Sofia Marques

O cineasta e produtor Flavio Tambellini tem uma filmografia bastante eclética: tem policial (Bufo e Spalanzani), comédia romântica (Malu de bicicleta), Drama (O passageiro) e agora, um melodrama com tintas Almodovarianas e carregado em tintas de Wong Kar Wai, "A Gloria e a Graça", escrito por Mikael de Albuquerque e Lusa Silvestre (de "Estômago"). Nessa história focada na emoção, acompanhamos a rotina de Graça (Sandra Corveloni), mãe solteira dos adolescentes Papoula e Moreno. Ela é massagista Ayurvérdica, e por conta disso, a filha Papoula sofre bullying na escola. Ao visitar um médico, Graça descobre que tem um aneurisma que pode fazer ela morrer a qualquer momento. Aconselhada pelo médico, ela procura seu irmão, único parente vivo que poderá cuidar das crianças caso ela morra. Ao marcar um encontro com Luís Cláudio, que ela não vê há 15 anos, ela leva um susto: ela agora se chama Gloria (Carolina Ferraz), um travesti, dono de restaurante, que em princípio se nega a cuidar das crianças, por conta do passado mal resolvido entre as duas. As duas precisam resolver as suas diferenças antes que o pior aconteça. Passeando entre o drama, o romance a uma leve pitada de humor, o filme tem no trabalho das duas atrizes o seu ponto forte. Se a prótese dentária de Carolina Ferraz é o equivalente ao nariz de Nicole Kidman em "As horas" (eu só olhava para a boca de Carolina, juro), o trabalho de Carolina compensa qualquer caracterização para a personagem. Sandra, responsável pelo lado mais melodramático da trama, segura a onda, se contendo para não ficar over em cenas demasiadamente fortes de emoção. A fotografia acaba chamando muita atenção e tirando o foco da narrativa, mas o teor polêmico da trama (dentro e fora do filme, por conta da discussão sobre atores cisgêneros, prostituição, aceitação das diferenças e a prática do bullying) valem a ida ao cinema com amigos e discutirem depois sobre as várias possibilidades de leitura para o filme. De qualquer forma, um filme ousado por aceitar que o mundo mudou, e a mentalidade das pessoas também precisa mudar. 


As Aventuras de Tadeo 2: O Segredo do Rei Midas - Filme 2017 - AdoroCinema

As Aventuras de Tadeo 2: O Segredo do Rei Midas (2017)

MEGA

 Tadeo Jones, o explorador mais desajeitado, deve resgatar sua amada Sara de Jack Rackham, um milionário que está à procura do colar do rei Midas para obter seus poderes e transformar tudo o que ele toca em ouro. 


Resultado de imagem para rúcula com tomate seco filme

RÚCULA COM TOMATE SECO (2017)

Assista Online

Um filme de Arthur Vinciprova com Arthur Vinciprova, Juliana Paiva, Camila Amado, Daniel Dantas. 

Depois de ficarem separados por um tempo, Pablo (Arthur Vinciprova) e Suzana (Juliana Paiva) acabam se reencontrando num motel. É aí que começam a conversar e questionar os motivos que levaram o fim do relacionamento.


Viva - A Vida é uma Festa - 2017

MEGA / ASSISTA ONLINE

Miguel é um menino de 12 anos que quer muito ser um músico famoso, mas ele precisa lidar com sua família que desaprova seu sonho. Determinado a virar o jogo, ele acaba desencadeando uma série de eventos ligados a um mistério de 100 anos. A aventura, com inspiração no feriado mexicano do Dia dos Mortos, acaba gerando uma extraordinária reunião familiar.


Resultado de imagem para transtornada obsessiva compulsiva filme

TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva (2017)

ASSISTA ONLINE

Direção de Paulinho Caruso e Teo Poppovic

Delirante comédia absurda, nos moldes dos filmes dos irmãos Farrelly, responsáveis pelas sandices "Quem vai ficar com Mary" e " Eu, eu mesmo e Irene". O melhor do filme é que ele não respeita nenhuma lógica, Vale tudo: é uma comédia transgressora, feito sob medida para o estilo de humor de Tata Werneck. Difícil pensar em outra atriz para interpretar o papel de Kika K (uma brincadeira com "Kika", de Almodovar, provavelmente), uma famosa atriz de televisão, cinema e publicidade, cuja vida profissional esta às mil maravilhas. Mas a vida pessoal está uma merda total: seu namoro com o galã Caio Astro (Bruno Gagliasso, hilário) é uma fachada, ela é perseguida por um fã psicopata (Luis Lobianco, no estilo do serial killer de Jim Carrey em "O pentelho") e sua sua agente tresloucada (Vera Holtz, brilhante). Para culminar, ela conhece um vendedor de uma livraria, Vladimir (Daniel Furlan, a melhor revelação dos últimos tempos), com quem ela acaba flertando. Ah, e sem esquecer que Kika tem Toc por várias coisas principalmente, linhas retas. A direção, a quatro mãos, alterna com ousadia um olhar que mescla a linguagem televisiva com a cinematográfica em planos abertos e sem cortes. A trilha sonora é sensacional, a fotografia talvez eu tenha achado um pouco escura demais, mas vai ver é um conceito para mostrar esse mundo "escuro" no qual vai se transformando a vida de Kika. As metáforas são divertidas, mesclando o universo de "Mad Max", telenovelas mexicanas e comerciais trash (estilo Dolly Guaraná). Não sobra pedra sobre pedra, o filme atira para todos os lados. Duas cenas antológicas: o encontro de Kika com a Ingrid Guimarães (a própria), brigando por um papel na novela, e a cena do restaurante chinês. Uma comédia diferente, cult, para um público pop e aberto a novas possibilidades do cinema comercial. Ah, aguardem os créditos finais, tem uma cena surpresa!

Elenco

  • Tatá Werneck como Kika K (Francisca)
  • Vera Holtz como Carol
  • Bruno Gagliasso como Caio Astro
  • Daniel Furlan como Vladimir
  • Luis Lobianco como Felipão
  • Ingrid Guimarães como Ingrid Guimarães
  • Patrycia Travassos como Mãe de Kika
  • Pedro Wagner como Arthur
  • Mário Gomes como Jamelão
  • Luciana Paes como Ana Juliana
  • Fabio Marcoff como Biólogo
  • Laura Neiva como Garota do Sonho
  • Ilana Kaplan como Médica
  • Jorge Cerruti como Executivo do Canal
  • Amanda Lyra como Executiva do Canal
  • Daniel Duncan como Palhaço do Doutores da Alegria
  • Lucas Veríssimo como Galã
  • Felipe Torres como Líder Punk
  • Naruna Costa como Médica
  • Gustavo Suzuki como Sandro 

Bom Comportamento - Filme 2017 - AdoroCinema

Bom Comportamento (2017)

1FICHIER / MEGA

Os jovens irmãos americanos Benny Safdie e Josh Safdie surgiram há anos no cenário do cinema independente, em filmes como "Busca-me alecrim", uma ótima comédia dramática sobre um pai divorciado que quer cuidar de seus filhos, mas não leva o menor tino pra função. Novamente, eles voltam ao tema do desajustado social e da família fragmentada, agora com orçamento maior e tendo como protagonista o astro Robert Pattinson, arrebentando no papel de Connie Nikas, irmão de Nick Nikas (o diretor e ator Benny Safdie), que tem problemas de retardo mental. Ambos começam o filme assaltando um banco, mas o assalto dá errado, e Nick acaba preso. Connie faz de tudo para salvar o seu irmão da cadeia, numa travessia que irá durar exatamente 1 dia. O filme competiu na seleção oficial em Cannes 2017, de onde saiu coberto de elogios, principalmente para a atuação de Robert Pattinson, um ex-astro juvenil que encontrou no cinema de autor um caminho para a sua performance se aprimorar. O roteiro é sensacional, fazendo com que tudo aconteça no período de 1 dia. Muitas coisas acontecem no caminho de Connie, e fica impossível o espectador não se sensibilizar com a sua história. O elenco todo é composto de atores desconhecidos e muito talentosos, com exceção de Pattinson e de Jennifer Jason Leigh, em um papel arrasador. A trilha sonora e a fotografia emulam "Drive", clássico cult, com suas cores hiperrealistas e saturadas. Outras referências cinematográficas são "Blade Runner", na cena inicial de interrogatório, e nas varias influencias de John Cassavetes, principalmente na cena final, que remete a obra-prima "Uma mulher sob influência". Um filme que nasceu cult, pop. Um filme super recomendado. 


Beauty and the Beast (filme de 2017) – Wikipédia, a enciclopédia livre

A Bela e a Fera (2017)

MEGA

Quando falamos de diretores de Hollywood ecléticos, normalmente as pessoas só costumam se lembrar de Kubrick, Christopher Nolan, Robert Zemeckis e Steven Spielberg. Mas quem é o Cineasta que dirigiu projetos tão dispares, como “Deuses e monstros”. “Kinsey”, “Dreamgirls”, “Crepúsculo”, “Mr. Holmes” e agora, a versão live action de “A bela e a fera”? Pois é, esse é Bill Condon. Sempre que pode, dá o seu toque extremamente gay para os projetos. Com “A bela e a fera”, Bill Condon provavelmente terá realizado o filme mais divertidamente gay de 2017. A história todos já conhecemos, mas o que não sabíamos, é que esse filme difere em muito do desenho premiado da Disney. Personagens novos, resoluções novas, musicas novas. O que ficou igual foram os sentimentos e a grande metáfora do conto: Quem vê cara, não vê coração. Ah, sim, esses novos tempos pedem que a Disney se adapte: A protagonista está mais determinada e independente do que antes, personagens gays e elenco negro pululam nas telas. Quem viu o desenho, pode assistir sem susto. Bill Condon aproveita para homenagear o Cineasta e coreógrafo Busby Berkley, o grande mago dos musicais dos anos 30 e 40, que realizava coreografias surrealistas. A grande surpresa fica nos créditos, quando atores se revelam debaixo de tanta maquiagem. Emma Watson pode voltar a ficar feliz por ter perdido seu papel em “La la land”: ela está tão incrível.


CAFÉ COM CANELA (2017)

UPTOBOX

Direção: Ary Rosa, Glenda Nicácio

"Café com canela" é um filme que emula o frescor da Nouvelle Vague, em particular, o cinema de Agnés Varda. Com uma câmera livre (os diretores se utilizam de vários recursos estilísticos para narrar o filme) e uma montagem que lembra o clip dinâmico de "As duas faces da felicidade", o filme mescla melodrama com drama social. O filme apresenta 2 personagens femininas fortes: Margarida, uma professora em depressão desde a morte de seu filho, e que se trancou para a vida. No seu caminho, surge Violeta (Aline Brunne), uma vendedora de coxinhas, que tenta trazer Margarida de volta ao convívio social. Outros personagens perambulam pelo filme: Ivan (Babu Santana), um médico gay casado com Alfredo; Cidão (Arlete Dias, divertidíssima), amiga de Violeta e fanfarrona, e o marido de Violeta, um pedreiro por quem ela se apaixonou e casou cedo. O filme é bastante simples na sua forma, mas o roteiro emociona por vários motivos: lida com a questão da morte e do luto de vários personagens; faz um resgate importante da cultura baiana e africana, através de cultos e músicas; e apresenta um lindo exemplo de sororidade (amizade entre mulheres), um dos mais belos do cinema brasileiro. Uma cena em particular, que acontece na cozinha e que explica o título do filme, é uma cena brilhante para ser reproduzida por alunos de teatro. Destaque absoluto para o trabalho de todo o elenco. Uma verdadeira jóia.


Imagem relacionada

Duas de Mim (2017)

UPTOBOX / DRIVEGOOGLE

Direção: Cininha de Paula
Elenco: Alessandra Maestrini, André Mifano, Claude Troisgros, Flavia Quaresma, Gabriel Lima, Hsu Chien Hsin, Latino, Leticia Lima, Luma Costa, Márcio Garcia, Maria Gladys, Priscilla Marinho, Thalita Carauta
Suryellen (Thalita Carauta) é uma cozinheira que trabalha duro para manter sozinha o filho pequeno, a irmã mais nova (Letícia Lima) e a mãe (Maria Gladys). Um dia, após encontrar uma doceira mágica (Stella Miranda), seu pedido vira realidade e ela se divide em duas. Só que sua cópia, idêntica fisicamente, tem claras diferenças de personalidade, sendo muito mais extrovertida e corajosa. A ideia seria dividir as tarefas com a comparsa, mas logo Suryellen percebe que sua sósia tem planos próprios.  

Vou Nadar Até Você - Filme 2017 - AdoroCinema

Vou Nadar Até Você - 2017

UPTOBOX / DRIVEGOOGLE / MEGA

Filme visto na plataforma www.filmefilme.br .“Vou nadar até você” concorreu no prestigiado Festival de Gramado em 2019. O filme é a estréia em longas do fotógrafo e cineasta Klaus Mitteldorf, e também o primeiro longa como protagonista de Bruna Marquezine. O filme é uma livre adaptação de “Hamlet”, traduzido para os dias de hoje. As referências à Ofélia, personagem trágica da obra de Shakespeare, surgem tanto nos personagens quanto na famosa pintura de John Everett Millais, retatando a morte de Ofélia por afogamento, ao lado de flores. Road movie por gênero, apresenta Ofélia (Bruna Marquezine), uma jovem fotógrafa que mora com sua mãe, Talia, em Santos. Ao descobrir que seu pai, a quem ela nunca conheceu, está no Brasil para uma exposição de fotos em Ubatuba, Ofélia resolve ir até ele e tentar descobrir porquê ele nunca quis entrar em contato com ela. Pelo caminho, ela tenta descobrir quem é seu pai através dos amigos dele, personagens que Ofélia vai buscando em sua trajetória. O filme é uma homenagem de Klaus ao universo da fotografia: a começar pelos personagens: tanto Ofélia, quanto Tedesco (Peter Ketnath, de “Cinema, aspirinas e urubus”), seu pai, e Smutter, seu assistente (Fernando Alves Pinto) são fotógrafos. O filme tem imagens em Super 8 registrados pelo próprio Klaus em sua adolescência, e em determinado momento do filme discute-se o conceito da fotografia analógica e digital. A fotografia do filme, belíssima, é de Alexandre Ermell. O filme é composto de enquadramentos estilizados, como se cada frame fosse uma moldura. A trilha sonora, melódica e melancólica, parecem uma segunda voz narrando o filme, de tão simbiótica da narração em off de Ofélia. É clara a referência de Hamlet/Tedesco e Smutter/Claudio, personagens de “Hamlet”. Um filme que tem como tema o Amor, seja pela Arte ou pelas pessoas, mas com um tom bastante pessimista: o ser humano é egoísta e vil, a fotografia perde sua essência quando não queremos saber quem são as pessoas que queremos fotografar. A alma que Ofélia tanto busca, provavelmente só existe dentro dela. Com um excelente elenco de coadjuvantes: Cristina Prochaska, Fabio Audi, Dan Stulbach, Ondina Clais, “Vou nadar até você” é um filme que não deixará o espectador indiferente aos caminhos de seus personagens. E tem uma cena digna de nota: o pulo que Ofélia dá na ponte de Santos, um primor de realização na direção e na fotografia. Bruna Marquezine mostra bastante talento em um personagem complexo e cheio de camadas. Uma corajosa escolha para a sua estréia nas telas.


Resultado de imagem para João de Deus - O Silêncio é uma Prece

João de Deus - O Silêncio é uma Prece - 2017

DRIVEGOOGLE / UPTOBOX

A história do famoso médium João de Deus desde sua infância paupérrima no interior de Goiás até o presente momento, onde ele incorpora médicos e parece ter adquirido poderes curativos famosos internacionalmente. Ademais, o documentário também relata a descoberta do dom paranormal e narra o bullying que o médium sofreu daqueles que duvidavam de sua sensibilidade. 


Assassinato no Expresso Oriente (2017)

DRIVEGOOGLE / MEGA

Adaptado da obra homônima de Agatha Christie, e levada às telas em uma versão famosa de Sidney Lumet em 1974, essa nova versão do suspense protagonizado pelo Detetive belga Hercule Poirot veio coberto de uma saraivada de críticas negativas. No entanto, eu adorei o filme. O filme celebra aquele retorno a um tipo de Cinemão antigo, repleto de Estrelas de cinema, com muito Luxo, Glamour. Um bom roteiro e Atores de alto nível que farão com que você se sinta no palco de um grande Teatro, se deliciando com as falas ditas por eles, cada um com direito a um momento solo. Talvez o grande problema do filme seja que muita gente já viu o original e já sabe o seu desfecho. Eu mesmo fiquei me perguntando se Kenneth Branagh ousaria mudar o final, somente para surpreender quem esperasse o óbvio. Kenneth Branagh está ótimo como Poirot, O filme faz várias alusões à religião, a começar pelo prólogo, no Muro das Lamentações, e o desfecho, uma referencia à Santa Ceia. Judi Dench, Penelope Cruz, Willen Dafoe, Jonnhy Depp, Michelle Pfeiffer dão vida a personagens repletos de mistério. É verdade que cada um deles tem pouco tempo na tela, mas também seria impossível tê-los o tempo todo, afinal, o filme é de Poirot. Alguns pontos negativos: O ritmo lento de algumas cenas, e principalmente, o CGI, falso demais. No mais, é se deliciar com o filme, e para quem nunca viu, preste atenção em cada detalhe.


POWER RANGERS (2017)

GoogleDrive

Segue a história de cinco adolescentes normais que precisam se tornar algo extraordinário quando eles descobrem que sua cidade, Angel Grove – e o mundo – está prestes a ser obliterada por um ataque alienígena. Escolhidos pelo destino, nossos heróis rapidamente descobrem que são os únicos que podem salvar o planeta. Mas para isso, eles precisam resolver suas vidas primeiro, antes de se juntarem como os Power Rangers.


Jackie (2017)

UPTOBOX

O cineasta chileno Pablo Larrain, realizador dos filmes "O clube", "Tony Manero", "Neruda", "Post morten" e "No", é o mais bem sucedido cineasta de seu País. Seus filmes foram indicados ao Oscar, Globo de Ouro e venceram dezenas de prêmios mundo afora. Com "Jackie", Pablo coroa de vez a sua ascensão em Hollywood, mesmo que realizando um filme autoral, diferente do que o grande público poderia esperar de uma cinebiografia do porte de uma Jackeline Kennedy. De cara, me saltam aos olhos a grandeza da fotografia e da direção de arte, brilhantes, que nem sequer foram indicados ao Oscar. Pablo Larrain apresenta um filme totalmente focado na figura de Jackeline Kennedy, horas após o assassinato de John Kennedy. Claustrofóbico na maioria das vezes, Larrain cola a sua câmera no rosto da atriz Natalie Portman, que apresenta aqui uma de suas performances mais poderosas, impressionante no realismo de expressão corporal, sotaque e pausas. A construção do filme vai de uma entrevista que a ex-primeira dama dá a um repórter, e durante a narrativa, acompanhamos esses 4 dias de tormento de Jackie, que vão desde o dia do assassinato até o dia da procissão seguindo ao enterro. De origem humilde, Jackie segue em um grande conflito sobre a sua existência e do que poderia ter sido a sua vida caso continuasse no Poder. O que ela lamenta? A morte do marido ou a perda da hierarquia? Pois é esse grande dilema que Larrain constrói extraordinariamente, com planos e enquadramentos vigorosos, alternando entre o cinema independente e o grande cinema, principalmente nos momentos de grande evento. Todo o elenco está perfeito: Peter Saasrgard, no papel de Bobby Kennedy, a ótima Greta Gerwig, de "Frances Ha', aqui no papel da secretaria pessoal de Jakcie e o recém falecido John Hurt, no papel de um Padre, comovente. O ator que interpreta John Kennedy impressiona com a sua semelhança. E sim, o momento do tiro na cabeça de John e daqueles momentos chocantes e poderosos que somente o cinema consegue reproduzir, nas mãos hábeis de um grande cineasta. Imperdível! 


Resultado de imagem

As Duas Irenes (2017)

MEGA

Direção: Fábio Meira

Em 1991, o cineasta Polonês Kristoph Kieslowsky exibiu a sua obra prima “A dupla vida de Veronique”, um filme que fala sobre duplos que não se conhecem e bens e esbarram em momento algum do filme. Fábio Meira pega emprestado o mote do filme de Kieslowsky e também o nome de sua protagonista, Irene Jacob. A diferença é que aqui, as duas Irenes se encontram e tentam conviver com as diferenças. Ambientado no interior de Minas nos anos 60, “As duas Irenes” apresenta duas talentosas atrizes: Priscila Bittencourt e Isabela Torres. A primeira mora com suas duas irmãs e seus pais. O pai, Tonico (Marco Ricca), vive viajando. Irene descobre que ele tem vida dupla: outra esposa, e outra filha, de mesma idade e também chamada Irene. A primeira é rica, tímida e assexuada. A segunda, pobre mas sensual e atirada. Elas se encontram e tentam buscar o melhor da outra, até um desfecho onde as duas se igualam. Escorado com um elenco forte (Susana Ribeiro, Teuda Bara, Inês Peixoto), o filme tem excelente fotografia e enquadramentos estilizados, alguns referentes, de novo, a Kieslowsky (o reflexo no ponteiro do relógio). O filme segue em ritmo lento e no final das contas, seu tema é a passagem da adolescência para a afaste adulta. Vale ser visto pelo belo trabalho do elenco e por referências ao Cinema, deixando claro o berço Cinéfilo de seu Cineasta. 


Pica-Pau, o Filme (2017)

GoogleDrive

O travesso Pica-Pau está metido em mais uma de suas insanas brigas por território. Os inimigos da vez são o vigarista Lance Walters (Timothy Omundson) e sua namorada Vanessa (Thaila Ayala). Precisando de dinheiro, eles estão determinados a construir uma extravagante mansão na floresta e lucrar com sua venda, mas Pica-Pau também mora no terreno e não pretende deixá-los em paz. 


Pequena grande vida - Ingresso.com

Pequena Grande Vida (2017)

MEGA / UPTOBOX / DRIVEGOOGLE

Diretor de filmes celebrados como “Sideways” e “Nebraska”, o roteirista e diretor Alexander Payne aposta em um cinema de fantasia para poder fazer um alerta contra a degradação do meio ambiente, a ambição desenfreada do ser humano, os latinos na era Trump e a questão da imigração e do terrorismo no mundo. São muitos temas discutidos nesse filme com pitadas do Cinema de Tim Burton, apresentadas de uma forma bastante amarga e pessimista com o ser humano. Mas existe sempre uma luz no fim do túnel. O filme já vale somente pelas falas da personagem da vietnamita Ngoc Lan, interpretado com fervor pela atriz Hong Chau. Tem uma fala antológica sobre as 8 formas de trepada que é brilhante. Matt Damon interpreta Paul, um homem comum casado com Audrey (Kirsten Wiig). Eles são da classe média e cheios de dívida. Eles resolvem aderir ao programa de encolhimento: um projeto científico norueguês que diminui o tamanho das pessoas, fazendo com que elas morem numa cidade construída especificamente para as pessoas diminutas. Ali, Paul conhece Ngoc, uma ativista do meio ambiente vietnamita que foi reduzida de tamanho contra a sua vontade. Com ótimos efeitos e direção de arte, o filme tem momentos muito engraçados que apresentam a anotação a esse mundo diminuto. Mas o terceiro ato muda de tom bruscamente, chegando a um barco bastante dramático. O elenco de apoio conta também com a presença de Christopher Waltz e Laura Dern. Um roteiro criativo com bela condução na direção de Alexander Payne. Matt Damon está ótimo no papel do bom moço que ele faz muito bem, mas o destaque total vai para Hong Chau, emocionante e divertida. Uma ótima revelação.


Mudbound: Lágrimas sobre o Mississipi (2017)

GoogleDrive

Épico baseado em um livro de Hillary Jordan, "Mudbound" foi produzido pela Netflix e exibido com muito sucesso no Festival de Sundance 2017. Dirigido por uma jovem Mulher negra, e com fotografia também de uma mulher, Rachel Morrison , de "Fruitvalley Station", o filme parece uma mistura de "O primeiro ano do resto de nossas vidas" com "Mississipi em chamas". Do primeiro filme, ele pega o tema de soldados que lutaram na 2ª Guerra Mundial e que voltaram repletos de traumas e tragédias pessoais. Do filme de Alan Parker, ele pega o tema do racismo no Sul dos Estados Unidos, e a influência da Klu Klux Klan na vida dos negros que moravam na região. Com quase 140 minutos de duração, o filme faz um raio X de 2 famílias em Mississipi: os brancos da família MacAllan, e os negros da família Jackson. Ambientado entre os anos 30 e 40, o roteiro espertamente dá voz a todos os Personagens, cobrindo vários Pontos de vista: do homem negro, da mulher negra, da mulher branca, do Homem branco racista, do homem branco favorável à causa negra. Dee Rees evitou polêmicas, e assim, todos encontram o seu lugar no filme, deixando claro o ponto de vista do movimento feminista e da luta pelos direitos sociais. O filme tem excelente interpretação de todo o elenco: Carey Mulighan, Garret Hedlund, Jason Clarke, a cantora Mary J. Blidge, estreando com muita força no papel da matriarca da família Jackson, Rob Morgan (incrível como o patriarca Jackson), Jason Mitchell como o carismático Ronsel e por último, Konathan Banks, assustador como o vilanesco Pappy, líder da família MacAllan e da Klu Klux Klan. Belíssima fotografia, ótima reconstituição de época, mão firme na direção de Dee Ress, fazem desse filme um projeto obrigatório.


JIGSAW (2017)

1FICHIER / MEGA

Dirigido pelos irmãos Spierig, esse oitavo filme da franquia "Jogos mortais" tem um plot twist totalmente desonesto, mas mesmo assim, surpreendente. Quando todos achavam que John Kramer (Tobin Bell) havia morrido há 10 anos atrás, eis que surgem evidencias de que ele continua vivo. Cadáveres vão surgindo com as características de terem participado dos jogos assassinos de Jigsaw. Será ele, ou um seguidor fanático? Em 2007, foi lançado o que seria teoricamente o último filme da franquia, com o titulo de "O capitulo final". Mas como em bolso de produtor tome que está ganhando não se mexe, resolveram fazer mais um capítulo. Não existe nada de novo no front, a não ser o desfecho. Durante o filme todo, acompanhamos mortes bárbaras e fitas gravadas com a voz de Jigsaw. Mas talvez haja uma diferença sim: as mortes não são mais tão explícitas como nos filmes anteriores. Aqui, os diretores evitaram mostrar demais, deixando na imaginação do espectador tentar imaginar o que aconteceu. Um roteiro bizarro, repleto de situações inverossímeis... e atuações toscas. Mas não é isso o que gostamos na franquia?


EXTRAORDINÁRIO (2017)

Participação de Sônia Braga

GoogleDrive

Existem várias razões por eu ter ido assistir a "Extraordinário". Em primeiro lugar, pelo Diretor Stephen Chbosky, que realizou um dos filmes que mais amo na vida, "As vantagens de ser invisível", que ele também escreveu. Tem o mega elenco: Julia Roberts, Owen Wilson, Jacob Trembley e uns atores jovens desconhecidos absolutamente fantásticos. E por tratar do tema do diferente, um tema batido, mas que todo mundo ama, afinal, nós todos somos diferentes da sociedade, certo? O espelho da vez "Auggie" (Jacob Trembley, fenomenal). Portador da Síndrome Treacher Collins, que deforma seu rosto, o filme começa com a decisão dos pais de Auggie de o matricularem em uma escola. Afinal, seus estudos sempre foram em casa, longe de todos. Com medo do bullying, Auggie acaba cedendo aos desejos da mãe. O filme obviamente fala sobre bullying, aceitar o diferente, ciúmes da irmã de Auggie, Via (Izabela Vidovic, maravilhosa) que se sente despreterida pelos pais e muitos outros temas. O filme é honesto com o espectador: já sabemos que iremos chorar logo de cara. A trilha sonora, a narração do menino, tudo nos conduz ao que parece uma grande tragédia. O mais inteligente do roteiro, é mostrar vários pontos de vista dos personagens. Ou seja, todos os outros possuem voz própria. O filme volta ao tempo e apresenta o ponto de vista de vários personagens. Um filme que pode ser visto por toda a família, e que traz uma mensagem sobre aceitação, independente do que é maravilhoso. Para quem não gosta de melodramas, ficar bem longe. P.s.: Como é bom ver um filme com Julia Roberts!!! Seu sorriso levanta defuntos.


 Bright: um filme sobre preconceito e ganância - Instituto Loureiro

BRIGHT (2017)

DRIVEGOOGLE

Porque assistir "Bright", produção da Netflix? 1) Se você é muito fã de Will Smith e estava sentindo falta dele interpretar aquele tipo cool, divertido, sedutor e desbocado 2) Se você curte filmes de ação que tem mais pancadaria, explosões e correria do que diálogos explicativos demais 3) Se você não está nem um pouco a fim de raciocinar, e apenas quer se deixar levar pelas imagens em ritmo de vídeo game 4) Se você adora aquele tipo de filme policial protagonizado por uma dupla de policiais que não se aguentam 1 minuto juntos, mas que não conseguem se separar 5) Se você quer tentar encontrar referências a "Senhor dos anéis", "Máquina mortífera", "Inimigo meu", e segundo um grande amigo meu, "Os aventureiros do bairro proibido" , de John Carpenter, mesclado a "Faça a coisa certa", de Spike Lee. Eu nem tava muito a fim de ver o filme, mas diante dessa comparação explosiva entre Spike Lee e John Carpenter, me deixei render. No futuro, o mundo está mesclado entre humanos, Orcs (Ogros) e Elfos. Os humanos são a raça em maior número. Os Elfos são a classe mais abastada e vivem num bairro chique e glamouroso, para ricos. Já os Orcs são a escória, vivem em guetos. A dupla de policiais Daryl (Smith) e o ogro Nick (Joel Edgerton) trabalham em Los Angeles e seguem rotina de perseguir criminosos nas ruas. Um dia, porém, eles se envolvem com uma Elfo, Tikka, que traz consigo uma varinha mágica. A varinha (alusão ao anel de "O Senhor dos anéis") traz poder a quem o possuir. Apenas os Brights (seres especiais dotados de um Poder, segundo a Profecia, de dominar a varinha) poderão usá-la, para o bem ou para o mal. Tikka está sendo perseguida por Leilah (Noomi Rapace), uma Elfo que quer dominar o mundo e que deseja o poder da Varinha. O filme é dirigido por David Ayer, que tem em seu currículo filmes policiais ambientados em Los Angeles ("Dia de treinamento", "Marcados para morrer"), e também o criticado "Esquadrão suicida". Aqui, ele cumpre a tabela de fazer um filme passatempo, que pode vir a ser uma franquia na Netflix. A primeira parte é mais confusa, e a segunda tem mais porradaria. Não fiquei apaixonado, me deu um certo tédio no início, mas fiquei meio vidrado em tantas explosões, tiros e pancadaria. Assim como em "Esquadrão", a vilã aqui é uma Mulher, a fim de dominar o mundo. Metáfora ou não do empoderamento feminino, o melhor é se desligar dos neurônios e curtir como se fosse um game. Ou você acha que um filme que tem fadas que são tratadas como baratas voadoras é para ser levado à sério? 


Um Novo Olhar - Filme 2017 - AdoroCinema

Um Novo Olhar - 2017

DRIVEGOOGLE / UPTOBOX

Bill Oakland (Alec Baldwin) é um bem sucedido romancista. Em um acidente de carro, ele acaba perdendo a visão e sua esposa morre. Anos depois, a socialite Suzanne Dutchman (Demi Moore) é obrigada a ler para ele três vezes na semana em uma pequena sala devido a um acordo por estar associada à informações privilegiadas do marido, um homem de negócios. Um caso de paixão se constrói entre os dois, despertando o amor neles mais uma vez.


Sobrenatural: A Última Chave (2017)

DriveGoogle / MEGA

Uma série de assombrações e espíritos têm tirado a paz das pessoas. A única capaz de caçar esses espíritos e pôr um fim ao terror é a médium Elise (Lin Shaye), que usa suas habilidades para contatar os mortos. Seu próximo trabalho é bem pessoal, quando é chamada para encontrar um espírito na casa onde cresceu.


Além da Morte (2017)

1FICHIER / MEGA

Na esperança de fazer algumas descobertas, estudantes de medicina começam a explorar o reino das experiências de quase morte. Cada um deles passa pela experiência de ter o coração parado e depois revivido. Eles passam a ter visões em flash, como pesadelos da infância, e a refletir sobre pecados que cometeram. Os experimentos se intensificam, e eles passam a serem afetados fisicamente por suas visões enquanto tentam achar uma cura para a morte.

Poesias Para Gael 2 - Filmes Gays

Poesias Para Gael (2017)

ASSISTA ONLINE

Download Parte 1 MEGA / MediaFire

Download Parte 2 MEGA / MediaFire / GDrive

Gael, um garoto introvertido que sonha em ser escritor, e acaba tendo que lidar com a oposição da mãe. Enquanto uma garota que o odeia planeja uma vingança contra Gael, usando Hugo como instrumento de sua armação.


A História de Uma Garota - Filme 2017 - AdoroCinema

A HISTÓRIA DE UMA GAROTA (2017)

DRIVEGOOGLE

Um vídeo comprometedor de Deanna (Ryann Shane) é divulgado na internet, o que muda sua vida completamente. Além de enfrentar bullying, provocações e agressões na escola, ela também precisa lidar com a fúria e o desapontamento de seu pai. E agora, aos 16 anos, Deanna precisa lutar para reconstruir sua vida, e deixar o passado para trás.


Corpo Elétrico (2017)

DOWNLOAD Uptobox

Dois homens deitados numa cama, nus. Eles falam sobre o mar, a vida. Percebe-se que estavam juntos, fizeram sexo, mas nenhum deles pretende ter um envolvimento mais profundo. “Somos amigos”, concordam. Tamanha leveza neste debate poderia ser considerada uma afronta à moral e os bons costumes. No entanto, Corpo Elétrico conduz seus personagens com a naturalidade de quem evita julgamentos e conhece este universo de perto. Estamos falando de um grupo jovem, paulistano, de classe média-baixa, aberto a novas configurações de sexualidade e gênero. Trata-se de um ambiente livre de amarras a instituições sociais: nenhum personagem é particularmente próximo das famílias, de alguma religião, de partidos políticos, de uma equipe esportiva. A união se faz pelas amizades, despretensiosas e ao mesmo tempo duradouras, entre Elias (Kelner Macêdo) e os colegas de uma confecção de roupas. Dia após dia,...

Dirigido e escrito por Marcelo Caetano

Elenco

  • Kelner Macêdo - Elias
  • Lucas Andrade - Wellington
  • Welket Bungué - Fernando
  • Ana Flavia Cavalcanti - Carla
  • Ronaldo Serruya - Arthur
  • Henrique Zanoni - Anderson 

 


O Guardião Invisível (2017)

MEGA / 1FICHIER / LEGENDA

Amaia Salazar (Marta Etura), inspetor de polícia de Pamplona, ​​é orientada por seu superior para investigar um assassinato. O caso refere-se a uma adolescente cujo corpo nu foi encontrado ao lado de um rio perto de Elizondo, cidade natal de Amaia, uma vila chuvosa cercada por florestas e montes, cheia de mitos locais e superstições antigas. O instinto de Amaia para casos criminais será contestado, à medida que mais corpos nus de meninas adolescentes forem encontrados na floresta. Tentando resolver o caso e descobrir a identidade do assassino, Amaia deve não apenas enfrentar seu próprio trauma de infância devido aos abusos de sua mãe, mas também uma crescente suspeita de que talvez o assassino seja alguém que está perto demais para se confortar.


CHIPS (2017)

DOWNLOAD 1Fichier / MEGA / UPTOBOX

Os patrulheiros rodoviários Jon Baker (Dax Shepard) e Frank Poncherello (Michael Peña) têm uma missão: capturar uma gangue de assaltantes de carros exóticos que vem aterrorizando a Califórnia.


O Assassino: O Primeiro Alvo (2017)

DRIVEGOOGLE / 1FICHIER / MEGA

Devastado pela morte da noiva diante de seus olhos em um atentado terrorista, Mitch Rapp (Dylan O'Brien) dedica-se incansávelmente à vingança, o que chama a atenção da CIA. Recrutado, o descontrolado rapaz é enviado para o rígido treinamento de Stan Hurley (Michael Keaton), veterano militar que prepara assassinos secretos de atuação internacional e tem sérias ressalvas à avaliação psicológica de Mitch.


 

CÃO SELVAGEM (Savage Dog, 2017)

UPTOBOX / ASSISTA ON LINE

Curto e grosso: se tivesse saído nos anos 1980, “Savage Dog” poderia ter sido um sucesso nas videolocadoras. Afinal, é um filme de ação dirigido por um sujeito que fez coreografia de dublês para blockbusters (entre eles, “Missão Impossível 3” e “O Espetacular Homem-Aranha”), e estrelado por pelo menos quatro pessoas que sabem lutar e demonstram isso sem firulas de edição ou computação gráfica, no esquema “Quem sabe faz ao vivo”. São eles Scott Adkins, o chileno Marko Zaror (que fez bonito em filmes do seu país-natal, como “Miracle Man” e “Mandrill”), o lutador de MMA Cung Le e a chinesa JuJu Chan (vista na sequência de “O Tigre e o Dragão”). Infelizmente, as coisas boas que podemos escrever sobre “Savage Dog” param por aí: mesmo com tanto potencial, o diretor-roteirista Jesse V. Johnson desperdiçou tudo para contar, pela enésima vez, a história do sujeito forçado a lutar num torneio ilegal de artes marciais. É o tipo de “argumento” que já era velho nos tempos do Bruce Lee (quando ele fez “Operação Dragão”), e que foi espremido até virar bagaço pelo Van Damme nos seus primeiros filmes dos anos 1980-90. Como se não soubesse disso, Johnson tenta dar um ar solene à coisa toda, inclusive situando a trama na Indochina de 1959 (algo que não chega a fazer qualquer diferença na narrativa). Adkins é o soldado inglês que está num campo de prisioneiros e passa a ser obrigado a lutar para a diversão dos seus captores. Lá pelas tantas ele ganha a liberdade e vai trabalhar como leão-de-chácara no bar de um amigo (Keith David), mas o passado lhe persegue, obrigando-o a lutar novamente - agora por vingança. Poderia e deveria ser non-stop action, conforme o pôster e o trailer fazem acreditar, mas o ritmo dá uma bela caída lá pelos trinta-e-poucos minutos e o diretor demora a recuperar o gás (muita gente já vai ter pegado no sono, ou trocado de filme/canal até isso acontecer). E se não há nada de novo na trama, tampouco nas cenas de ação e pancadaria. As lutas finais com Cung Le e depois com Zaror (usando facas, e lembrando o duelo final de “Comando para Matar”) são muito boas, mas não conseguem salvar uma produção ancorada em clichês saturados. E o desperdício de tanta gente boa também soa a amadorismo, pois tanto Adkins quanto Zaror demonstram imenso potencial para virar novos astros de ação (Zaror, especialmente, é a melhor coisa de “Machete Kills” e merecia seu próprio filme de pancadaria nos EUA). Depois deste trabalho, o diretor Johnson e o astro Adkins ficaram parceiros e abriram uma verdadeira linha de produção de filmes, com constantes altos e baixos, como veremos a seguir.


 

CÃO SELVAGEM (Savage Dog, 2017)

UPTOBOX / ASSISTA ON LINE

Curto e grosso: se tivesse saído nos anos 1980, “Savage Dog” poderia ter sido um sucesso nas videolocadoras. Afinal, é um filme de ação dirigido por um sujeito que fez coreografia de dublês para blockbusters (entre eles, “Missão Impossível 3” e “O Espetacular Homem-Aranha”), e estrelado por pelo menos quatro pessoas que sabem lutar e demonstram isso sem firulas de edição ou computação gráfica, no esquema “Quem sabe faz ao vivo”. São eles Scott Adkins, o chileno Marko Zaror (que fez bonito em filmes do seu país-natal, como “Miracle Man” e “Mandrill”), o lutador de MMA Cung Le e a chinesa JuJu Chan (vista na sequência de “O Tigre e o Dragão”). Infelizmente, as coisas boas que podemos escrever sobre “Savage Dog” param por aí: mesmo com tanto potencial, o diretor-roteirista Jesse V. Johnson desperdiçou tudo para contar, pela enésima vez, a história do sujeito forçado a lutar num torneio ilegal de artes marciais. É o tipo de “argumento” que já era velho nos tempos do Bruce Lee (quando ele fez “Operação Dragão”), e que foi espremido até virar bagaço pelo Van Damme nos seus primeiros filmes dos anos 1980-90. Como se não soubesse disso, Johnson tenta dar um ar solene à coisa toda, inclusive situando a trama na Indochina de 1959 (algo que não chega a fazer qualquer diferença na narrativa). Adkins é o soldado inglês que está num campo de prisioneiros e passa a ser obrigado a lutar para a diversão dos seus captores. Lá pelas tantas ele ganha a liberdade e vai trabalhar como leão-de-chácara no bar de um amigo (Keith David), mas o passado lhe persegue, obrigando-o a lutar novamente - agora por vingança. Poderia e deveria ser non-stop action, conforme o pôster e o trailer fazem acreditar, mas o ritmo dá uma bela caída lá pelos trinta-e-poucos minutos e o diretor demora a recuperar o gás (muita gente já vai ter pegado no sono, ou trocado de filme/canal até isso acontecer). E se não há nada de novo na trama, tampouco nas cenas de ação e pancadaria. As lutas finais com Cung Le e depois com Zaror (usando facas, e lembrando o duelo final de “Comando para Matar”) são muito boas, mas não conseguem salvar uma produção ancorada em clichês saturados. E o desperdício de tanta gente boa também soa a amadorismo, pois tanto Adkins quanto Zaror demonstram imenso potencial para virar novos astros de ação (Zaror, especialmente, é a melhor coisa de “Machete Kills” e merecia seu próprio filme de pancadaria nos EUA). Depois deste trabalho, o diretor Johnson e o astro Adkins ficaram parceiros e abriram uma verdadeira linha de produção de filmes, com constantes altos e baixos, como veremos a seguir.


PAPILLON (2017)

DOWNLOAD 1Fichier / MEGA

 Segunda versão da famosa biografia do francês Henri Charriére, já levada às telas anteriormente com Steve Mcqueen e Dustin Hoffman nos papéis agora de Charlie Hunnan e Rami Malek. O filme começa em 1931, em Paris. Papillon (apelido dado por conta da tatuagem de borboleta em seu peito) é preso com acusação falsa de ter assassinado um cafetão. Papillon é um bandido especializado em roubar para uma máfia local, e sua sentença é de prisão perpétua. Ele acaba sendo levado até a Guiana Francesa, para uma prisão para deportados franceses. Chegando lá, ele fica amigo de Louis Deas (Malek), que, por ter dinheiro, acaba sendo figura chave para a possibilidade de fugir da Ilha. A história da amizade entre esses 2 homens é o emociona o espectador. Bem dirigido e com excelente atuação dos 2 atores ( Malek copia os trejeitos de Dustin Hoffman) , o filem conjuga drama, ação de forma espetacular. É longo, 2:13 de duração, mas é um épico humanista cujo livro, lançado em 1970, se tornou um imenso best seller, e responsável pela eliminação dessas penitenciárias, para onde já foram deportados mais de 80 mil pessoas. 


PLANO-SEQUÊNCIA DOS MORTOS (One Cut of the Dead / Kamera o Tomeru na!, 2017)

MEGA / ON LINE

Quando “Plano-Sequência dos Mortos” venceu o Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre, no ano passado, fiquei surpreso. Já estou cansado de filmes de zumbis, os orientais (principalmente) os produzem em escala industrial, e este parecia ser apenas mais um numa longa lista de “...of the Dead” com mortos-vivos de olhinhos puxados. Mas como todo mundo estava elogiando, e o filme ainda saiu vencedor do festival, fui conferir o que havia de diferente na história ou na maneira de contá-la. “Plano-Sequência dos Mortos” acompanha uma equipe de filmagem que está rodando um filme de zumbis sem orçamento (auto-crítica?), mas não demora para mortos ambulantes de verdade invadirem o set e transformarem o terror de mentirinha numa luta pela sobrevivência. Mesmo considerando que minhas expectativas já eram baixas, me deparei com uma tosquice além da conta, aquele tradicional filme de zumbis ruim e sem nada de novo. A única diferença para centenas de outros títulos descartáveis era o fato de (como o título anuncia) este ser narrado num plano-sequência - ou seja, um único take sem cortes em que a câmera não pára de filmar nem mesmo quando a lente fica suja de sangue, ou o operador de câmera cai no chão (e se há “cortes disfarçados”, eles estão muito bem escondidos). Não que a opção narrativa torne a coisa melhor; pelo contrário, o plano-sequência atravanca a coisa toda com loooongos momentos em que a câmera fica mostrando nada para dar tempo de as ações serem realizadas “em tempo real” pelos atores. Enfim, a julgar pelo início parecia mais uma daquelas bobagens que dão a sorte de ganhar as graças de jurados de festivais de gênero por qualquer motivo, e eu quase mandei tudo às favas e desisti. Só que esta, meus amigos, é apenas a primeira meia hora de “Plano-Sequência dos Mortos”. E então acontece uma inacreditável reviravolta que muda completamente o foco e o tom da obra, que se transforma de filme de zumbis genérico numa apaixonada e bonita homenagem ao cinema B/de guerrilha. De repente todos aqueles problemas gravíssimos da primeira meia hora se justificam dentro da narrativa, inclusive as loooongas cenas com a câmera parada filmando o nada. Quem sobreviver ao terrível início (e acredite, ele faz parte da brincadeira e se justifica) vai encontrar aqui um pequeno grande filme, barato, impressionante, criativo, original e filmado com uma energia que contagia - dá até vontade de voltar a gravar produções vagabundas com os amigos depois! 


T2 TRAINSPOTTING (2017)

DOWNLOAD MEGA / 1FICHIER

Que ninguém duvide do talento do Cineasta Danny Boyle: ele realizou alguns dos melhores filmes das duas últimas décadas. "Cova rasa", "Steve Jobs", "Extermínio" e claro, "Trainspotting", o clássico de toda uma geração. 20 anos depois, ele retoma a jornada da alma de todos os personagens do original, e os fãs, obviamente, babando para saber o que ele teria feito de Renton, Sick Boy, Spud e Begbie. Foi inevitável para mim comparar com a trilogia de Richard Linklater, que se apropria do tempo real, da memória e dos mesmos atores para prosseguir na história. Nesse sentido, fiquei imaginando o quanto Deus foi generoso com Ewan Macgregor. Ele pouco mudou do garoto de 20 anos atrás. Os outros sentiram pesadamente a idade, e isso acabou favorecendo os seus personagens, detonados pela droga que insiste em fazer parte de suas vidas. Após passar mal durante exercícios de rotina na academia onde mora em Amsterdã, Renton (Macgregor) resolve retornar à Escócia e enfrentar o seu passado, que envolve perdão e amizade. Ele reencontra Sick Boy, agora dono de um pub decadente, e Spud, ambos totalmente viciados e com suas vidas destruídas. O que eles não esperavam, é a fuga de Begbie da prisão e que, ao saber da presença de Renton, planeja uma vingança sangrenta. O titulo do filme brinca com a continuação de "Exterminador do futuro 2", de James Cameron, que também era conhecido como "T2". E curiosamente, acaba fazendo uma metáfora sobre retorno ao passado para ajustar o futuro, e Begbie se fazendo de anjo vingador e assassino. Esse talvez tenha sido um dos itens que mais me incomodou no filme: Begbie era um psicopata sim, mas aqui ele se transformou numa máquina assassina (com direito a uma perseguição que culmina numa das melhores cenas do filme, no estacionamento). A bipolaridade de Begbie não se manifestou, e ficamos apenas com o seu lado ruim (apesar do momento familiar dele). A semelhança com a trama do original também tirou o frescor da trama, principalmente porque toda hora a narrativa volta em flashbacks tentando lembrar o espectador o que aconteceu há 20 anos atrás. De positivo, mesmo, a atmosfera de nostalgia (recorrente, ao fazer uso da clássica trilha sonora do original), o trabalho dos atores e a fotografia do craque Anthony Doodle Mantle. Saí do cinema em crise, sem saber se havia gostado do filme ou não. Provavelmente, precisarei de um tempo para apreciá-lo melhor.


Kingsman - O círculo dourado (2017)

MEGA / DriveGoogle / 1FICHIER

Diretor do "Kingsman" original, e também do 1º "Kick Ass", Matthew Vaughn fez dessa sequencia uma divertida e irreverente aventura, repleta de efeitos especiais e muita bizarrice, assemelhando-se aos desenhos animados de "Tom e Jerry" e "Papaléguas". São exemplos de desenhos violentos, e "Kingsman - O circulo dourado" tem muitas mortes grotescas, tão insanas que a gente acaba se divertindo. Ou você acha que uma pessoa que é moída num grande moedor, e consequentemente, vira hambúrguer para ser devorado é para ser levado à sério? E a pessoa responsável pelas mortes hiper violentas é a mega traficante Poppy, interpretada por uma sensacional Julianne Moore, se divertindo com uma persona mais malvada que o pior dos chefes da Yakuza. E para elevar à enésima potência o grau de sandices divertidas, você já imaginou no Elton John, dando golpes mortais e lutando contra bandidos? Pois é, e as cenas com o famoso cantor inglês são antológicas. Acredite. O que chama atenção a esse filme é a verdadeira constelação de estrelas: além de Colin Firth e dos citados acima, tem Channing Tatum, Jeff Bridges, Emily Watson, Halle Berry e Pablo Pascal (o Oberyn Martell de "Game of thrones"). O roteiro narra mais uma aventura dos Kigsman, uma espécie de James Bond ingleses. Dessa vez, Eggsy (Taron Egerton, maravilhoso) precisa lutar contra Poppy, uma traficante refugiada no Camboja, que implanta um veneno nas drogas que comercializa, tornando seus consumidores portadores de uma doença mortal. O filme dá uma cutucada severa no Governo americano de Donald Trump, e a sua política de erradicação de tudo o que ele considera lixo, entre eles, os drogados. As cenas de ação são divertidas, criativas, e como falei, parece tudo um grande desenho animado. Diversão garantida e passatempo de primeira linha.


Resultado de imagem para L'amant doublenudeResultado de imagem para L'amant doublenudeResultado de imagem para L'amant doublenude

O AMANTE DUPLO (2017)

DOWNLOAD UPTOBOX

Brilhante thriller erótico dirigido por um dos realizadores franceses que mais admiro. Se utilizando da melhor das tradições de Alfred Hitchcock, Brian de Palma e David Cronemberg, Ozon fez uma mistura explosiva, repleta de psicanálise, erotismo, perversidade, fetichismo e prazer. Impossível não se lembrar de "Gêmeos, mórbida semelhança", de Cronemberg, e de "Irmãs gêmeas", de Brian de Palma. Até tela dividida, uma marca registrada de de Palma, Ozon se apropria. O suspense e a trama de Hitchcock também se faz presente. Uma aula de narrativa cinematográfica, e um trabalho formidável de Jérémie Renier, no papel dos gêmeos Paul e Louis. Chloé (Marine Vacth, de "Jovem e sedutora", também de Ozon) é uma mulher que sente dor no ventre. A médica aconselha ela a procurar um psiquiatra, pois acha que a dor é psicológica. Ela conhece então Paul (Renier), um terapeuta por quem ela acaba se apaixonando. Ele recomenda que ela vá procurar uma colega para continuar o tratamento. No caminho, Chloé vê um homem idêntico a Paul, e ela descobre que ele também é terapeuta, Louis, irmão gêmeo e renegado por Paul. Ela vai se consultar com ele. Louis é violento, e Chloé gosta desse tipo de fetiche. Mas um segredo irá ser revelado e trazer reviravolta na vida de todos. Com uma trama mirabolante mas sedutora, Ozon prende a atenção do espectador ate o final. O filme concorreu em Cannes, mas não levou nada. Jaqueline Bisset faz uma ótima participação especial e reveladora da trama. Um belo filme com ótimas atuações, roteiro surpreendente e uma direção brilhante de Ozon, um expert em filmar todos os tipos de gêneros. Teve critico que chamou o filme de "Cinquenta tons de cinza" versão francesa bobagem. Imperdível.


UM DIA DE CAOS (Mayhem, 2017)

DRIVEGOOGLE

Outra bela produção independente que quase ninguém viu, “Um Dia de Caos” é o sonho molhado de todo mundo que já trabalhou num lugar horrível e sonhou em dar uns cascudos nos colegas, ou um belo sopapo na cara do chefe, e sem ter que responder por isso. Eis que existe um novo vírus mortífero (estilo “The Crazies”, do George A. Romero) que joga o nível de estresse do infectado na estratosfera, aumentando sua agressividade e transformando-o num assassino em potencial. Quando este vírus se espalha acidentalmente pelo prédio de uma firma de advocacia, o local é colocado em quarentena pelas autoridades durante oito horas, até que possa se dissipar sem perigo de contágio. Injustamente demitido naquele mesmo dia, e usado como bode expiatório dos patrões para salvar o próprio pescoço num caso problemático, o protagonista Derek (Steven Yeun, em atuação divertida) resolve aproveitar a oportunidade para vingar-se violentamente dos ex-empregadores - já que uma bizarra decisão jurídica determinou que os infectados pelo tal vírus não podem ser considerados culpados pelos seus atos, o que lhes permite tocar o terror impunemente! Repleto de humor negro e violência explícita, com uma trama inconsequente que pode ser vista como uma bem-vinda variação das já batidas histórias sobre mortos-vivos ou infectados raivosos, “Um Dia de Caos” obviamente não é para todos os públicos. Faz pensar sobre como nossa civilização cheia de leis e normas de conduta desmorona rapidinho numa situação-limite. Mas obviamente o propósito do filme passa longe de gerar qualquer reflexão. Surpreende como ele é bem dirigido para o que, à primeira (e segunda) vista, não passa de uma grande bobagem - já começa com uma belíssima cena caótica em câmera lenta ao som de “La Gazza Ladra”, do Rossini (que, por coincidência ou não, também toca numa cena-chave de “Laranja Mecânica”). O diretor Joe Lynch não nasceu ontem e já está por aí há algum tempo: ele fez o segundo “Wrong Turn”, que eu particularmente acho bem bom, e um dos segmentos da divertida antologia “Chillerama”. Acho que no fim tem que comprar a ideia para se divertir, mas recomendo para quem não aguenta mais histórias de zumbis levadas muito a sério - e, especialmente, para quem também já quis dar uns tabefes nos colegas de trabalho cuzões, e pode encontrar aqui uma autêntica catarse.


Resultado de imagem para estrelas de cinema nunca morrem filme

Estrelas de Cinema Nunca Morrem - 2017

DRIVEGOOGLE / UPTOBOX

Adaptação da biografia de Peter Turner, ator inglês que no período de 1979 a 1981 teve um relacionamento com a atriz americana Gloria Grahame, bem mais velha do que ele, e mãe de 4 filhos de casamentos diferentes. Peter na época era um ator aspirante, e trabalhava em uma loja de móveis. Ele conheceu Gloria quando ela esteve em Liverpool, já em carreira decadente e atuando mais nos palcos. Os dois tiveram um relacionamento repleto de polêmicas, por conta da diferença da idade e pela doença que Gloria contraiu, um câncer terminal. Com um excelente elenco de apoio inglês (Julie Walters, que faz a mãe de Peter, está incrível). O filme tem nas performances de Jamie Bell e Annette Bening a grande força que mantém o nível e o interesse do filme. Ambos estão formidáveis. Annette novamente foi esnobada nas premiações, e aqui ela entrega uma atuação comovente. A direção de Paul McGuigan trabalha com elementos lúdicos, como as passagens de tempo entre cenários distintos, ou mesmo nos backprojections, reproduzindo uma atmosfera antiga. Resultado de imagem para boneco-de-neveChorei várias vezes, e o filme não esconde a sua tradição de melodrama. Como curiosidade (já que eu nunca havia ouvido falar da atriz), Gloria Grahame ganhou um Oscar de atriz coadjuvante por "Assim estava escrito", em 1953.


 

BONECO DE NEVE (2017)

Download DriveGoogle

Adaptação do best seller policial do norueguês Jo Nesbo, dirigido pelo mesmo realizador do clássico de terror "Deixa ela entrar". "Boneco de neve" foi destruído pela crítica, o que é uma pena, pois eu gostei bastante. É um suspense que cumpre o que promete, repleto de cenas de tirar o fôlego, auxiliado por uma fotografia exuberante de Dion Beebe, que ganhou o Oscar de fotografia por "Memórias de uma Gueixa". Primeira coisa que preciso falar depois de ter visto o filme: Quero visitar a Noruega! Que Pais lindo! Michael Fassbender interpreta Harry Hole, um policial separado de sua esposa, Rakel ( Charlotte Gainsbourg) e com um filho adolescente, Oleg. Separados, Harry se tornou alcoólatra. Ele é chamado para investigar um caso sobre mulheres desaparecidas e que aparecem depois com o corpo esquartejado. Em comum: são mulheres divorciadas, e com filhos. Katrine (Rebecca Ferguson) é uma policial que chega para fazer par com Harry, e ambos tentam identificar o serial killer. Com um elenco de famosos fazendo participação ( Chloe Sevigny, Val Kilmer, J k Simmons), o filme é repleto de clima e atmosfera que sufoca e angustia a medida que vai avançando Não é um filme perfeito, mas também não é o filme ruim que querem fazer o publico acreditar ser.


ATAQUE A BUSHWICK (Bushwick, 2017)

1FICHIER / MEGA

Dois anos antes do premiado “1917”, de Sam Mendes, este filme já tinha investido na técnica do “filme de guerra narrado através de longas tomadas sem cortes” – que é sua principal qualidade e ao mesmo tempo o seu maior defeito. Assim como no prólogo do remake de “Dawn of the Dead” por Zack Snyder, o caos começa de repente: a personagem de Brittany Snow desembarca com o namorado em Bushwick, no Brooklyn, e percebe que algo está errado ao encontrar a estação de metrô vazia. De repente, tiros, explosões e pessoas correndo em chamas comprovam que a cidade está sendo atacada por um exército desconhecido, no que parece mais um atentado terrorista em Nova York. O namorado roda quase que imediatamente, e a mocinha precisa juntar forças com um brutamontes veterano de guerra (Dave Bautista) para tentar chegar a um local seguro, enquanto o bairro se transforma em campo de batalha entre as forças invasoras e os moradores, que não pretendem engolir o ataque. Os diretores Milott e Murnion (que também fizeram “Cooties – A Epidemia” e o recente “Becky”) optaram por contar a história em longos planos-sem-cortes que na verdade são falsos: há cortes, claro, mas câmera e montagem procuram disfarçá-los para parecerem tomadas únicas. Não é um found footage porque a câmera não faz parte da ação, e nem fica sacudindo o tempo todo: ela segue os personagens de maneira orgânica, sem nunca desviar do foco – imagine aquele longo plano no final de “Filhos da Esperança”, de Alfonso Cuarón, esticado para um filme inteiro. Isso cria um interessante senso de urgência e de realismo, pois o espectador praticamente participa da ação junto com os protagonistas. Sem cortar deles para outros núcleos de personagens, ou para outros cenários (o quartel-general dos vilões, por exemplo), todas as informações que recebemos sobre o que está acontecendo chegam ao mesmo tempo em que os personagens principais as recebem. E é assim, no meio da ação, que nós e eles descobrimos que não é um atentado terrorista, nem uma invasão estrangeira à la “Amanhecer Violento”: na verdade os Estados do Sul do país resolveram declarar guerra ao restante para formar uma nova nação, iniciando literalmente uma nova guerra civil (uma abordagem visionária, a julgar pelo andar da carruagem aqui no mundo real)! “Ataque a Bushwick” é um prodígio inegável em termos de técnica. O formato “sem cortes” é particularmente eficiente quando o filme começa a despachar, de maneira totalmente inesperada, alguns dos personagens principais; como na vida real, suas mortes acontecem de repente, sem que a montagem ou a trilha sonora preparem o espectador para o que virá (como se estivéssemos assistindo à morte de alguém durante uma transmissão ao vivo pela TV). E o problema é justamente a técnica: enquanto ferramenta narrativa, o formato não é tão eficiente para manter o interesse durante um filme inteiro. Com a proposta de não mostrar cortes (embora eles existam), somos forçados a acompanhar todos os deslocamentos dos personagens de ponto A até ponto B. E boa parte da narrativa é somente isso: gente caminhando, correndo, cambaleando, se escondendo em algum canto para retomar o fôlego, etc. Fica chato rapidinho, e a culpa nem é dos diretores (que tentam manter o ritmo acelerado). Há um belo filme em “Ataque a Bushwick”, e para uma produção B o resultado é particularmente ambicioso (especialmente nas cenas com helicópteros sobrevoando o bairro em chamas). Mas talvez a coisa toda se beneficiasse de uma estrutura mais tradicional, com o uso ocasional dos planos mais longos para criar impacto, e não a narrativa inteira nessa pegada. Mesmo assim, me deixou com a impressão de que o filme poderia ser um belo ensaio, quem sabe até o episódio-piloto, para um futuro seriado de TV adaptando a brilhante graphic novel “DMZ”, da Vertigo, que trata justamente da luta pela sobrevivência numa Nova York devastada por uma segunda guerra civil. Alô Netflix, que tal?


NEVE NEGRA (2017)

DOWNLOAD MEGA

Martin Hodara foi assistente de direção no cult "Nove rainhas" e agora lança esse ambicioso thriller de suspense nos moldes de "Fargo", dos irmãos Coen. Além de "Fargo", o filme pega emprestado referência de "O iluminado", usando e abusando do elemento claustrofóbico e do isolamento em região com neve. Unindo dois dos maiores ícones mundiais da Argentina, Ricardo Darin e Leonardo Sbaraglia, o filme, co-produzido pela Espanha, inclui a talentosa Laia Casta, espanhola protagonista do famoso filme de plano-sequência alemão "Vitoria". No filme, acompanhamos o casal Marcos (Sbaraglia) e Laura (Casta). Ela está grávida e eles passam aperto financeiro. O pai morre e ele recebe uma herança milionária, ma apara recebê-la, precisa confrontar o seu passado: rever o seu irmão Salvador (Darin), acusado de ter matado o irmão deles, Juan, quando todos eram crianças e moravam em uma casa na montanha. Desde então, Salvador mora nessa casa isolada. Marcos precisa reencontrar o irmão, e fazer com que assine o contrato de venda do terreno. Mas paira a dúvida sobre o verdadeiro autor do crime. Com bela direção, segura, apoiada no talento dos atores, o filme tem uma atmosfera de constante tensão no ar. A fotografia ressalta bastante o Branco da neve e o vermelho do sangue. Ótima edição de som e trilha sonora. O roteiro se torna óbvio a partir de antes da metade do filme, mas nada que prejudique o entretenimento. Vale como um passatempo pipoca argentino, sem a preocupação de ser mais um clássico de Ricardo Darin.


O terceiro assassinato (2017)

Download Ulozto

Kore Eda é um dos cineastas japoneses mais festejados no Cinema contemporâneo. Diversas vezes premiado em Cannes, Kore Eda normalmente tem como tema principal em seus filmes, a relação entre familiares e a solidão e o isolamento social. Em "O terceiro assassinato", que concorreu em Veneza 2017, ele muda o gênero do filme, mas mantém a família como centro de tudo. Suspense de tribunal, o filme conduz o espectador o tempo todo em uma única questão: Misumi de fato, assassinou o seu patrão? Mas o prólogo, que o mostra matando à sangue frio? Será que aquela cena não existe, faz parte do imaginário de alguém? O filme é repleto de truques de narrativa, e mais, o roteiro aponta para diversos pontos de vista do depoimento de Misumi, que há 30 anos atrás, já havia sido preso pelo assassinato de 2 agiotas da Yakuza. O seu advogado de defesa, Shigemori ( Masaharu Fukuyama, protagonista de "Pais e filhos", filme que Kore Eda ganhou o Grande prêmio do juri em Cannes 2013) procura defender o seu cliente, que assume a autoria do crime. Em determinando momento o advogado pergunta: "Porque eu aceitei esse caso?" O filme é bastante complexo, e com certeza, muita gente vai sair do filme meio puto. Mas provável que Kore Eda, que também assinou o roteiro, não queira expor tanto o que de fato aconteceu na noite do assassinato, mas sim, expor as fraquezas da justiça penal japonesa, que deliberadamente leva à pena de morte acusados sem ao menos fazer um levantamento maior das pistas. O que é mentira? O que é verdade? O filme é a própria metáfora dessa dicotomia. Imperdível para estudantes de direito . 


LOGAN (2017)

GoogleDrive / 1FICHIER / MEGA

Impossível não assistir ao filme e não se lembrar das referencias a “Stranger things”, “Mad Max”, “Exterminador do futuro” e a vários faroestes, que é a base para esse dramático retorno de Logan/Wolverine e Professor Xavier. Em uma cena, Xavier assiste ao clássico faroeste “Os brutos também amam”. O cineasta James Mangold inclusive dirigiu um, “3:10 para Yuma”. Eclético, James Mangold desenvolveu a história desse “Logan”. Ele já havia dirigido “Garota, interrompida”, que deu o Oscar de atriz coadjuvante para Angelina Jolie, “Copland”, com Stalone e o filme anterior do Wolverine, que se passa no Japão. Aliás, Esqueçam esse Wolverine, porque “Logan” não tem nada a ver. Outra atmosfera, outra pegada, outra vibe. Aqui, o apelo é dramático, apesar de várias cenas de ação. Logan e Xavier estão doentes. Nesse futuro de 2029, os outros X-men morreram e só sobraram eles, além de Caliban, um albino que mora com eles. Logan sobrevive trabalhando como motorista particular. Com o dinheiro, ele compra remédios para Xavier. Um dia, ele recebe uma chamada para uma corrida e conhece Gabriela, uma enfermeira mexicana, que esta acompanhada de uma menina muda, Laura. Ela pede para que Logan cuide dela, mas ele recusa. Logo, os caminhos dos 2 irão se cruzar, e segredos de estado virão à tona. A direção de James Mangold surpreende, mostrando uma afinada condução de cenas de drama e de ação. Os atores estão ótimos: Patrick Stewart e Hugh Jackman reinventam os seus personagens, dessa vez com outra pegada: velhos, cansados, abatidos, melancólicos. A menina Dafne Keen, no papel de Laura, é uma pequena força da natureza, e lembra inclusive a Eleven, de “Stranger things”. Desde o início, os créditos iniciais, sem efeitos especiais, já dão o tom do filme que iremos ver: praticamente um drama. Fico na dúvida se parte do fã-clube dos X-men irá gostar do filme. De qualquer forma, é um filme corajoso, por quebrar a rotina de uma franquia que já vinha dando sinais de cansaço.


UM HOMEM ÍNTEGRO (2017)

DOWNLOAD FILEFACTORY

Escrito e dirigido pelo iraniano Mohammad Rasoulof, "Um homem íntegro" é um angustiante drama sobre um homem honesto e que a todo custo, procura não se corromper com a sociedade e com a justiça, até o limite de suas condições físicas e psicológicas para manter a união de sua família. Vencedor do prêmio de Melhor filme da Mostra "Um certo olhar", do Festival de Cannes 2018, o filme é uma espécie e parábola sobre o bem e o mal. Defendido com garra por uma dupla de atores fantásticos, interpretando o casal Reza e Habis, o filme nos apresenta a um ex-professor universitário, que perdeu sem emprego por reclamar da comida da fábrica, e sua esposa Habis, diretora de uma escola pública. Reza mantém um criadouro de peixes dourados para poder revende-los. Quando a água é cortada pelo seu vizinho corrupto Abbas, botando em risco os peixes, Reza passa a viver um jogo de gato e rato que o coloca em situação arriscada. Resta à sua esposa tentar manter a honra da família. Com ótima direção, o filme aborda temas como corrupção, crítica ao sistema social e educacional e conflito religioso. A cena da revoada de pássaros é antológica e tensa, fiquei com o coração apertado.


Liga da Justiça (2017)

MEGA

Pipoca da melhor qualidade, me diverti bastante durante 2 horas assistindo a esse primeiro encontro dos super heróis da Liga da Justiça. O elenco foi escolhido a dedo, todos incríveis em seus papéis. Gal Gadot liderando esse time masculino com muita garra, sua Mulher Maravilha é Poder do início ao fim. Ben Affleck e Henry Cavill emprestando canastrice deliciosa ao Batman e Superman, Jason Mamoa arrebentando como Aquaman, Ray Fisher mandando ver como Cyborg e por fim, um Ezra Miller arrepiando e se divertindo muito com seu The Flash. Ele é o contraponto ao Spiderman de Tom Holland em "Os Vingadores", emprestando juventude e alegria ao filme. O roteiro é aquele mesmo de sempre, povo salvando o mundo dos malvados, no caso, o Lobo do estepe e seu esquadrão de morcegos que se alimentam do medo. Time vencedor, com um elenco de apoio mega de luxo: Amy Adams, J K Simmons, Diane Lane e Jeremy Irons. Após o filme tem duas cenas finais heim!


Resultado de imagem para pendular nudeResultado de imagem para pendular raquel karro nude

PENDULAR (2017)

DOWNLOAD 1FICHIER

Direção: Júlia Murat

Coincidentemente, 3 filmes que estão no circuito possuem elementos em comum: além de "Pendular", "Mãe!", de Daren Aranofsky e "Como nossos pais" de Lais Bodansky falam sobre relacionamentos em crise, maternidade e Arte como símbolo e metáfora da própria vida irregular. Maria Ribeiro é design, Karen Ferro é dançarina e Jeniffer Lawrence é arquiteta e pintora de ambientes. Elas têm personalidade forte, mas questionam os atos de seus maridos que possuem desejos que não combinam com os seus. Desconfiança, ciúmes, ruptura. Como lidar com o outro? No caso dos filmes de Julia e Aranofsky as semelhanças são mais nítidas; o homem impõe um limite geográfico: daqui você não passa. Javier Barden tem uma sala privativa onde a mulher não entra. Rodrigo Bolzam divide o espaço onde trabalha e mora com a mulher com uma fita marcando território no chão. Ele é escultor e artista plástico. Ela é dançarina. Eles alugam um galpão localizado em um lugar ermo, que os amigos que visitam dizem ser perigoso. Mas a questão que o filme propõe é: o medo vem da geografia do bairro ou pelo isolamento do casal? Entre desejos e sonhos que são revelados e às vezes destruídos, o filme fala sobre Amor que sobrevive ao caos. Caos criativo, caos da intimidade. Em uma cena muito simbólica, é a mulher quem "penetra" o homem. Aliás, as cenas de sexo são bem viscerais, quase explícitas, em vela entrega do casal de atores. O elenco de apoio tem belas participações, e a trilha sonora e a fotografia corroboram no sentido artístico e autoral da proposta do filme.


Pai em Dose Dupla 2 (2017)

MEGA / 1FICHIER / LEGENDA

Continuação da comédia de grande sucesso, traz de volta os personagens de Brad (Will Ferrel) e Dusty (Mark Wahlberg), 2 pais super atrapalhados. Um é pai biológico e outro é padrasto dos filhos do primeiro casamento de Dusty com Sara. Agora que todos já se deram bem e convivem harmoniosamente, juntos eles preparam a Festa de Natal, juntando as duas famílias. Brad convida seus pais, mas somente surge seu pai, Dom (John Lithgow). Já o pai de Dusty, surge sem ter sido convidado: na infância, ele odiava o pai, que o abandonava para paquerar garotas. Juntos, alugam uma casa nas montanhas, mas muita confusão irá acontecer. A dupla Ferrel e Walhberg já haviam dado super certo no filme anterior. Aqui, eles continuam divertidos, e adicionados aos talentos de Ligthgow e de Mel Gibson, muito à vontade no papel do pai machista. As crianças também possuem ótimas gags, como a da fila de beijos, sensacional e politicamente incorreta. Esse é um filme para levar a galera para assistirem juntos e racharem o bico de tanto rir.


Resultado de imagem para entre pedaços filme download

EM PEDAÇOS (2017)

DOWNLOAD DRIVEGOOGLE

Diretor de ascendência turca, o cineasta alemão Fatih Akin novamente aponta a sua câmera para o tema da intolerância contra os turcos na Alemanha, pegando o gancho da imigração na Europa. Vencedor da Palma de Ouro de Melhor atriz em 2017, para o excepcional trabalho de Dianne Krueger, o filme deixa o espectador sem fôlego, tenso, se sentindo totalmente "em pedaços", como sugere o titulo em português. Dianne interpreta Katja, casada com o turco Nuri, ex-traficante, e pais do pequeno Rocco. Um dia, ao voltar para casa, Katja descobre que a loja da família foi destruída numa explosão, e que seu marido e filho morreram. Ela agora junta forças para entender a razão do atentado, e punir os culpados. O filme é dividido em 3 partes: Família, Justiça e Mar. Em Família, testemunhamos o atentado e a consequência para Katja e sua família. Em justiça, acompanhamos uma sentença em um tribunal, filmado de forma exemplar e tensa, com atores muito fodas nos papéis de advogados. E em Mar, o filme se transporta para a Grécia, porta de entrada de boa parte dos imigrantes na Europa. Esse é daqueles filmes que continuam na nossa mente por muito tempo. O desfecho do filme é totalmente arrebatador. A direção de Fatih Akin, que também assina o roteiro, é bastante segura e dinâmica, deixando o espectador tenso o tempo todo. O roteiro é bastante polêmico, principalmente pelo seu desfecho. Imperdível e que merece ser discutido em rodas de cinéfilos.


A Casa Caiu: Um Cassino na Vizinhança (2017)

MEGA / LEGENDA / 1FICHIER

Depois que o conselho de administração da cidade eliminou do orçamento a bolsa de estudos da faculdade para sua filha, um casal começa um cassino ilegal na casa de seu amigo para aumentar o dinheiro necessário.


TERRA SELVAGEM (2017)

Download MEGA / 1FICHIER

Taylor Sheridan é um famoso roteirista (escreveu o premiado "A qualquer custo", de David Mackenzie) e em "Terra selvagem", escreveu o roteiro e dirigiu. Ganhou o Prêmio em Cannes 2017 de Melhor Diretor na Mostra paralela Um certo olhar. Ambientado na Reserva indígena de Wind River, na região gelada de Wyoming, o filme acompanha o protagonista Cory (Jeremy Renner), um caçador de animais predadores. Ele encontra o corpo de uma jovem indígena, que morreu congelada após fugir de seus algozes. Uma agente do FBI, Jane (Elizabeth Olsen) chega para desvendar o crime, mas pede ajuda a Cory. Juntos, descobrem que mais jovens indígenas foram dadas como desaparecidas e sem ter os crimes resolvidos. O filme no desfecho faz uma denúncia contra o desaparecimento de mulheres indígenas. Mesclando os gêneros drama, policial e suspense, "Terra selvagem" deixa o espectador angustiado com os crimes bárbaros que acontecem secretamente na região. Muito bem dirigido, com um ritmo lento mas sempre instigante, o filme tem ótimas performances de todo o elenco, incluindo os atores indígenas. A parte final é arrepiante, com ótimas cenas de ação dramática. Além de trazer à tona os crimes contra os índios, o filme também discute o machismo, através da ótima personagem da agente do FBI, defendido com garra por Elisabeth Olsen. 


John Wick - Um Novo Dia para Matar - Filme 2017 - AdoroCinema

John Wick - Um novo dia para matar (2017)

MEGA / 1FICHIER

O ex-dublê Chad Stahelski tá dando de dez a zero em muito cineasta conceituado dos Estados Unidos. Nessa continuação de "De volta pro jogo", ele retoma o personagem de John Wick, um exímio assassino profissional brilhantemente personificado por Keanu Reeves, e faz um porradão que todo filme inspirado em vídeo games queria ser. Ação ininterrupta, tiros intermináveis, assassinos que surgem e morrem que nem baratas e que levam tiro na cabeça para certificar que estão mortos. O roteiro é o que menos interessa aqui, em um resgate dos ótimos filmes de ação dos anos 80 onde o que interessava pro espectador era pancadaria e tiroteio. Com a co-produção chinesa, muitos personagens de apoio são chineses e até a estética e a fotografia repleta de neons lembram os filmes de Hong Kong. Muitas cenas antológicas, a destacar o que se passa nas salas de espelho. O filme tem o melhor gancho para uma continuação que eu já vi em uma franquia, deixando o espectador afoito para já querer ver a terceira parte.


O INSULTO (2017)

DOWNLOAD MEGA /  GoogleDrive

Representante do Líbano no Oscar de filme estrangeiro 2018, o libanês "O insulto", co-escrito e Dirigido por Ziad Doueiri, é um Cinema humanista, na tradição de "Promessas de um novo mundo", documentário que marcou época em 2001, que apresentava depoimentos de crianças israelenses e palestinas acerca do conflito entre as duas populações. "O insulto" parte de uma premissa muito interessante: como uma simples ofensa entre 2 homens, pode tomar dimensões épicas e movimentar um País inteiro? O Líbano é um país que sofreu imigração de refugiados da Palestina, e a maioria se encontra em situação irregular. Os libaneses não encaram com bons olhos essa invasão palestina, pro motivos culturais, sociais e religiosos. Tony Hanna (Adel Karam intenso, excelente) é dono de uma oficina mecânica e casado com Shirine, grávida de 8 meses. Um dia, uma equipe da prefeitura, liderado pelo palestino Yasser (Kamel El Basha, brilhante e Vencedor do Premio de Melhor ator em Veneza 2017) está fazendo obras na rua onde mora Tony, quando são molhados pela calha de Tony, que estava aguando suas plantas na varanda. Aí começa um estopim: Tony agride verbalmente Yasser, que o insulta. Tony resolve processar Yasser porque ele nao aceita pedir desculpas. E daí em diante, tudo vai se tornando numa enorme bola de neve. Esse filme tem tudo a ver com o momento que estamos vivendo no Brasil e no mundo: polarização, ofensas gratuitas, preconceito em todos os níveis. Com um roteiro inquietante, o filme tem atuações excepcionais de todo o elenco, e também, uma edição dinâmica, que mantém o interesse do espectador, mesmo em inúmeras cenas de tribunais. A cena onde os dois personagens saem do tribunal e pegam seus carros, é de doer o coração.


Resultado de imagem para fala sério mãe o filme

Fala Sério, Mãe! - 2017

GoogleDrive / MEGA

Direção: Pedro Vasconcelos

Ao longo do filme são descritas as queixas e alegrias de uma mãe coruja, muito divertida, Ângela Cristina, em relação à filha primogênita Maria de Lourdes, a Malu, assim como as teimosias e o sentimento de opressão desta em função dos cuidados, muitas vezes excessivos, de sua genitora. Mostra fatos que acontecem no dia-a-dia entre pais e filhos. Tem separação entre os pais, virgindade, mostra o crescimento dos filhos.


Resultado de imagem para água, por favor curta metragem alfabetacine

ÁGUA, POR FAVOR (2017)

ASSISTA ONLINE

Baseado no Livro de João 4.5-19, o curta-metragem traz à tona dramas familiares vivenciados por Samarina. A personagem, já cansada de compactuar diversos casamentos falidos, vive no atual casamento a condição dramática de sofrer a violência doméstica. O processo de desfalecimento do casamento acontece ao lembrar das vezes em que lhe foi oferecido a fonte da vida, por andarilhos que persistiam bater à sua porta. 


Resultado de imagem para polícia federal a lei é para todos o filme

Polícia Federal: A Lei É para Todos (2017)

Download MEGA  SENHA PARA DESCOMPACTAR: www.baixefilmes.org

2013. Durante a realização da Operação Bidone, a Polícia Federal apreende no interior um caminhão carregado de palmito, que trazia escondido 697 kg de cocaína. A investigação recai na equipe montada por Ivan Romano (Antonio Calloni), sedida em Curitiba e composta também por Beatriz (Flávia Alessandra), Júlio (Bruce Gomlevsky) e Ítalo (Rainer Cadete). As conexões do tráfico os levam ao doleiro Alberto Youssef (Roberto Birindelli) e, posteriormente, ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa (Roney Facchini), que revela uma imensa estrutura envolvendo construtoras e o governo, de forma a desviar dinheiro público. À medida que a investigação avança, o grupo liderado por Ivan se aproxima cada vez mais de alguns dos políticos mais influentes do país.

Dirigido por Marcelo Antunez

Elenco:

  • Antonio Calloni interpreta o competente delegado Ivan, um dos principais investigadores e o narrador do filme sobre a operação Lava Jato. O delegado não acredita em heróis e sim em figuras fundamentais para a operação.
  • Bruce Gomlevsky vive o delegado Júlio Cesar. O personagem é bastante próximo da delegada Beatriz (Flávia Alessandra) e muito intenso. Sua transparência nas tomadas de decisões é nítida. Ele procura a fundo, até encontrar as evidências. Muito próximo dos pais e apaixonado pelo que faz.
  • Flávia Alessandra interpreta a delegada federal "Beatriz". Ela representa mais que determinação. Foi inspirada em pessoas que têm um papel importante na operação, e ela dá voz a todas as mulheres que fazem a diferença na polícia. 
  • Rainer Cadete interpreta Ítalo Agneli, ele é um procurador muito determinado, não tem medo de seguir em frente, doa a quem doer. Acredita que se eles seguirem a lei e os fatos, nada mais importa.
  • João Baldasserini interpreta Vinicius, um delegado jovem e decidido. A inspiração do personagem surgiu de várias figuras importantes da operação, mas a sua personalidade veio do delegado Maurício Moscardi, que é extrovertido e brincalhão.
  • Ary Fontoura interpreta o ex-presidente Lula.
  • Marcelo Serrado interpreta o juiz federal Sérgio Moro.
  • Roberto Birindelli interpreta o doleiro Alberto Youssef.

A VILÃ (2017)

Download MEGA / 1FICHIER

Absolutamente chocado com as cenas de ação desse filme sul-coreano, exibido fora de Competição no Festival de Cannes 2017 e ovacionado por todo canto. A Coréia do Sul tem uma filmografia repleta de filmes sobre vingança (entre eles, a trilogia cult "Oldboy" de Park Chow Woo), e o filme co-escrito e dirigido por Jung Byung-gil não esconde essa referência. Mas é óbvio que ele buscou também todas as protagonistas femininas sedentas de sangue, em filmes como "Kill Bill", "Snowblood" e "Nikita". Sook-Hee (Kim Ok Bin, fenomenal, de "Sede de sangue", de Park Chow Woo) é uma máquina de matar. Quando criança, ela testemunhou seu pai ser assassinado por alguém que ela não consegue reconhecer. Ela é recrutada por uma organização governamental que treina assassinas para executar missões. Grande, ela acaba se apaixonando pelo seu Mestre, e jurando encontrar e matar o assassino de seu pai. A cena inicial já é de cair o queixo: são mais de 10 minutos ininterruptos onde Sook He sozinha mata mais de uma centena de assassinos dentro de um galpão, de fazer a clássica cena de "Oldboy" no corredor virar desenho da Disney. As cenas de perseguição também são muito fodas, inacreditáveis onde o Diretor coloca a sua câmera, principalmente em uma cena de perseguição de motos. Difícil dizer qual cena é a mais mirabolante. Os sul coreanos, de verdade, estão ficando mais criativos do que os americanos no quesito filme de ação. Outro ponto forte do filme é o elenco, repleto de tipos ambíguos em suas personalidades. O roteiro é que acaba ficando bastante confuso, com muitos vai e vens na trama, em flashbacks que confundem bastante o espectador, pois o mesmo personagem apresenta caracterização diferente, daí até a gente relacionar determinado personagem a um outro do passado, já perdemos bastante informação. Mas esse é um filme tão porrada, que esses deslizes de roteiro acabam se esvaindo, pois a nossa mente acaba ficando focada na pirotecnia. Filmaço!!! e Imperdível!!!

 


Ultima Puella (2017)

ASSISTA ON LINE

Direção: Jota Bosco

Elenco: Jarmeson de Lima, Osvaldo Neto, Jota Bosco, Ligia Marina, Júlio César Carvalho

ULTIMA PUELLA é livremente inspirada na obra de Cláudio Zuccolotto apresentando uma versão de “carne e osso” de sua personagem INDIANARA que protagonizava uma HQ com o mesmo nome e lançada com tiragem limitadíssima no final dos anos 70. Os poucos exemplares que restaram das HQs tornaram-se itens de colecionador e objeto de desejo de muitos fãs dos quadrinhos nacionais. Zuccolotto faleceu em 1983 sem ter seu único trabalho devidamente reconhecido.


Resultado de imagem para joaquim filme 2017

Joaquim (2017)

Download DriveGoogle

Todo mundo sabe que "Joaquim" foi o filme brasileiro que competiu no Festival de Berlin 2017. Todo mundo também sabe que o filme narra a trajetória de Joaquim José da Silva Xavier, dentista e alferes, a serviço do Governo de Portugal, tudo antes de ter se rebelado e se unido aos Inconfidentes em Minas Gerais. A história acontece no final do Séc XVIII, e já começa com a narração de José da Silva Xavier, Tiradentes, morto, dizendo que ele foi o único sacrificado, decapitado e esquartejado do grupo. Com esse grande lamento, e o peso de ter se tornado mártir, o filme começa. Mostra um homem comum, que é amante de uma escrava, cobiça o ouro dos garimpos e de certa forma, mau caráter. Mas tudo muda quando ele é sequestrado por escravos fugitivos de um quilombo e toma a dimensão da importância do engajamento contra a corrupção e a ladroagem. Não, o filme não se passa em pleno Séc XXI. Como falei, acontece no fim do Séc XVIII. Mas é justamente essa a proposta de Marcelo Gomes. Mostrar que o Brasil continua o mesmo, e é preciso que as minorias (negras, indígenas, o povo) se rebelem contra o sistemas corrupto que se instalou no País. Dando voz e corpo a Tiradentes, Júlio Machado tem uma performance monstruosa, visceral. O roteiro tem um vocabulário adaptado aos dias de hoje, para não provocar estranhamento no espectador. Caralho, filho da puta, todos os palavrões modernos são ditos ad infinitum pelos personagens. A fotografia de Pierre de Kerchove é linda, valorizando as paisagens deslumbrantes. O único senão é o ritmo extremamente lento do filme, que dificulta um melhor acompanhamento da história.

Dirigido por Marcelo Gomes

Elenco

  • Julio Machado
  • Isabél Zuaa
  • Nuno Lopes
  • Rômulo Braga
  • Welket Bungué
  • Karay Rya Pua

Transformers: O Último Cavaleiro (2017)

MEGA / DriveGoogle / LEGENDA / 1FICHIER

Os Autobots e os Decepticons estão em guerra, com os humanos à margem. Optimus Prime não está. A chave para salvar nosso futuro reside nos segredos do passado, na história escondida dos Transformers na Terra.


Resultado de imagem para treze dias longe do sol

Treze Dias Longe do Sol (2017)

Download MKV 720p Nacional
Episódio 01 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 02 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 03 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 04 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 05 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 06 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 07 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 08 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 09 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared
Episódio 10 – GDrive – Mega – 1Fichier – UptoBox – 4Shared

Um moderno centro médico desaba na fase final de sua construção, tendo como responsável o ambicioso engenheiro Saulo (Selton Mello) e seus aliados executivos. O engenheiro (que tentou economizar o máximo possível na obra, usando mão de obra barata e materiais de má qualidade, com intuito de ser sócio da construtora) fica preso nos escombros junto com a médica Marion (Carolina Dieckmann), filha do dono do centro médico, com quem já teve um caso quando era casado com Ilana (Maria Manoella), e um grupo de operários formados por Jesuíno (Antônio Fábio), Daréu (Rômulo Braga), Bené (Arilson Lopes), Zica (Démick Lopes), Dario (Glauber Amaral) e Messias (Marcos de Andrade), além da grávida Yasmin (Camila Márdila). A partir daí a barbárie e o desespero tomam conta do grupo, que tenta sair daquela situação, custe o que custar, no entanto, nem todos conseguirão sair de lá. O desabamento também afeta os que ficaram fora, incluindo os familiares e amigos das vítimas e os executivos da construtora responsáveis pela tragédia, que tentam se livrar da culpa.


O Beijo no Asfalto (Filme 2018) - Filmmelier: assistir a filmes online

O beijo no asfalto (2017)

DRIVEGOOGLE

Cinema e Teatro andaram de mãos juntas em muitas experiências cinematográficas, boa parte muito bem sucedida. "Querelle"e "Lágrimas amargas de Petra Von Kant", de Fassbinder, "Dogville", de Lars Von Triers, "Anna Karenina", onde se expunha a existência de uma coxia com técnicos trazendo cenários. Até mesmo no Brasil tivemos uma tentativa de metalinguagem, com "Todo mundo tem problemas sexuais", de Domingos de Oliveira. A peça "O beijo no asfalto", escrita no início dos anos 60, já ganhou diversas montagens, sendo a primeira com Zilka Salaberry e Fernanda Montenegro. Em 1981, Bruno Barreto fez a versão para o cinema, com Ney Latorraca no papel de Arandir e Cristiane Torloni no papel de Selminha. O Ator Murilo Benício, que tem investido em uma carreira mais autoral, tanto na frente como atrás das telas, estréia na Direção com uma proposta ousada e arriscada: apresentar os artifícios do cinema e do teatro durante a sua encenação metalinguística. Com um elenco formidável que vai de Lázaro Ramos, Stênio Garcia, Débora Falabella, Fernanda Montenegro, Otávio Muller, Augusto Madeira, o filme mescla leitura de mesa com os atores, comandados pelo diretor teatral Amir Haddad, encenação fictícia e ao mesmo tempo, apresentação de cenários no palco de teatro. Isso sem falar na vida real, as ruas do centro da cidade, logo no início, mostrando a cena do atropelamento. Fosse uma obra atual, diríamos que o tema central seria o "Fake news" e a calúnia virtual. Como o filme é de época, e se passa no subúrbio, o que comanda é a mídia jornalística, encarregada de publicar uma matéria sensacionalista: um homem, Arandir, beija uma vítima de atropelamento na boca, antes desse morrer. Mas o mais surpreendente no filme nem é a peça de Nelson: é a discussão dos atores diante do conservadorismo, quase 60 anos depois da peça escrita, como a violência e a homofobia continuam iguais. Para Atores e Diretores, o filme tem uma espetacular digressão acerca da Arte e do papel do Ator. Presenciar Fernanda lendo o roteiro na mesa, com os outros atores, e dando vida à personagem, é algo impressionante. O elenco está todo formidável, assim como a ficha técnica, principalmente a fotografia de Walter Carvalho, a direção de arte de Thiago Marques e a edição de Pablo Ribeiro. Programa imperdível.


Resultado de imagem para entre irmãs filme

Entre Irmãs (2017)

Download 01 / 02 / 03 / 04

Adaptação do livro "A Costureira e o Cangaceiro", da escritora de Recife Frances de Pontes Peebles, é um épico melodramático dirigido pelo mesmo realizador de "Dois filhos de Francisco" e "À beira da estrada". Em todos os filmes de Breno Silveira, existe uma presença forte da trilha sonora em quase toda a narrativa, e também, destaque para uma fotografia vibrante e poética, privilegiada quase sempre por belos planos de entardecer, sua marca registrada. Com fortes protagonistas, o filme discute temas atuais como machismo, homossexualismo, luta de classes, porém ambientado no ano de 1930, em pleno Governo Vargas, que pregava sua ira contra os Cangaceiros. Na cidade de Taquaritinga do Norte, no sertão de Pernambuco, vivem as 2 irmãs, Luiza (Nanda Costa) e Emília (Marjorie Estiano). Pobres e órfãs, elas moram com a tia Sofia, que lhes ensina o ofício da costura. Durante uma brincadeira, Luiza cai da árvore e fica com o braço atrofiado. Ela se torna amargurada, enquanto que Emília sonha com um casamento perfeito. Crescidas, elas continuam a luta diária, quando cangaceiros surgem na região e sequestram Luiza, para que ela seja a costureira do grupo. A tia morre de sofrimento, e Emília acaba se casando com Diego (Rômulo Estrela), filho do homem mais rico da cidade grande. No entanto, Emília sofre com o casamento: sua sogra lhe cobra etiqueta, e ela descobre que Diego tem um segredo: é apaixonado por Felipe, um ativista contra o Governo de Vargas. Com uma duração excessiva de 160 minutos, explicado pelo fato do filme ter virado uma minissérie na Globo, "Entre irmãs" tem muitos personagens e tramas paralelas, que poderiam ter sido limadas da versão para o cinema. O que pesa em seu favor, é o excelente trabalho do elenco, em especial, Nanda Costa, Marjorie Estiano e Júlio Machado, no papel do cangaceiro Carcará, além da participação de Letícia Colin, e um personagem solar. A curiosidade foi que durante o tempo todo, me lembrava do filme "A cor púrpura", de Spielberg, por conta de algumas similaridades na trama. 


Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar (2017)

1FICHIER / MEGA

Toda vez que anunciam um novo filme da franquia de Jack Sparrow, eu prometo a mim mesmo que não vou assistir, pois a cada filme, ele só piora. Mas não tem jeito, cinéfilo do jeito que sou, acabo vendo. Esse aqui até chega a ser melhor que o desastroso filme anterior, com Penelope Cruz. Mas também não quer dizer muito. O mais divertido, é a gente ler que Johnny Depp deu tilt durante as filmagens, atrasando todos os dias e chegando bêbado no set. O seu personagem está sempre bêbado no filme, e aí a gente pensa: ele está fazendo um papel de bêbado, ou ele está bêbado? Dessa vez Jack Sparrow (Depp) precisa ajudar uma jovem astróloga, Camila, e um jovem aventureiro que quer salvar o seu pai de uma maldição, Henry a encontrarem o tridente de Poseidon e poder livrar o mar do navio fantasma comandado pelo vingativo Capitão Salazar (Javier Barden, divertido). O elenco de apoio é excelente: todo o núcleo de marinheiros de Johnny Depp é composto por atores ingleses geniais, além da presença elegante e Geoffrey Rush, o Capitão Hector Barbossa. Os efeitos são ótimos, principalmente os cabelos esvoaçantes de Barden, que deve ter dado um puta trabalho de 3D. O final reserva surpresa com o aparecimento de 2 personagens queridos por quem acompanha a franquia. O mais curioso, é comparar o tema desse filme com o de "Guardiões das Galáxias 2": Hollywood resolveu se apegar ao tema da paternidade, e assim, comover seus personagens e o espectador, trazendo um ar mais humano ao filme. O desfecho é bem parecido em ambos os filmes. Torço para que a franquia termine por aqui, porque convenhamos, já deu o que tinha que dar. Fora uma ou outra piada (a da guilhotina é a melhor), o público parece ter se cansado. No cinema que eu fui, a platéia inteira assistiu apática.


Cinquenta tons mais escuros (2017)

1FICHIER / MEGA

O cineasta americano James Foley tem em seu currículo 2 grandes filmes independentes: "Caminhos violentos" e "O sucesso a qualquer preço". Fora isso, dirigiu clipes da Madonna e o seu filme cult "Quem é essa garota?", além de episódios de "Twin Peaks" e "Hannibal". Com esse currículo, era de se esperar que Foley trouxesse sangue novo ao segundo filme da trilogia do personagem Christian Gray. Mas não há Cristão que salve um roteiro meia boca. O mais divertido é ler críticas brasileiras e ver escrito pelo crítico que a finada sessão Cine Privê da Band era mais sensual e excitante do que o filme da saga do bilionário. A bem da verdade, existem umas duas cenas aqui até apimentadas na ideia, mas infelizmente na execução ficaram totalmente frias como um freezer. É a tal pornografia chique de butique, onde muito se alardeia mas nada se apresenta. Ou alguém acha que o espectador que vai ver esse filme não tá a fim de ver uma sacanagem? Fico imaginando também o que as feministas não diriam desse filme, mas provavelmente elas nem o verão. Uma fábula erótica sobre uma jovem ingênua seduzida pelas ordens de seu amado e que aos poucos vai aprendendo as delícias de apanhar não parece ser o filme Ideal para as mulheres. Mas na sessão que eu fui, totalmente dominada pelo público feminino, elas defendiam aos gritos cada pedido de Christian Gray. São suas fãs incontestáveis. Nessa segunda parte, Christian consegue conquistar de novo o amor de Anastácia e entre um ou outro conflito sobre a questão do Poder e do machismo através de personagens paralelos, ele lhe propõe casamento. O que interessa a esse filme é a sua alta qualidade técnica, quase um grande comercial publicitário. Não faltam merchandisings escancarados, trilha sonora repleta de Adele, fotografia estilizado e muita gente bonita. Luxo e glamour combinam com sedução, e inclusive o filme tem uma sequência inteira que lembra "De olhos bem fechados", de Kubrick, que é o baile de máscaras. A dupla principal do filme, Dakota Johnson e Jamie Dornan ficam protegidos pela lente e câmera, revelando muito pouco daquilo que o público gostaria de ver. Kim Basinger faz uma bela participação, comprovando estar plena em sua beleza aos 62 anos de idade, tal qual a brasileira Bruna Lombardi.


O Poderoso Chefinho (2017)

1Fichier / MEGA

O bebê mais incomum chega à casa de Tim em um táxi, vestindo um terno e carregando uma pasta. A rivalidade instantânea entre irmãos deve ser posta de lado quando o poderoso chefinho se junta com seu irmão de sete anos para parar o plano maligno do presidente da Puppy Co. 


A MÚMIA (2017)

DriveGoogle / 1fichier / mega / legenda

Eu havia lido numa matéria que a produtora Dark Adventures estava querendo fazer remake de seus filmes de monstros, mas não imaginava que iriam fazer híbridos deles em um mesmo filme. Talvez influenciados pelo sucesso da Marvel e da Dc comics, esse "A Múmia" virou um samba do crioulo doido que mistura uma porrada de referências. Da Múmia mesmo, ficou pouco: tem zumbis a lá Walking dead, tem Dr Jekyl e Hyde (na pele de Russel Crowe), tem brincadeira com o amigo morto de "Um lobisomem americano em Londres" e tem Tom Cruise querendo mais uma vez dispensar dublês de ação e protagonizar cenas de adrenalina. A história todos já sabem: durante um evento militar no Iraque, dois mercenários, Nick (Cruise) e Chris (Jake Johnson, divertido) se unem a Jenny, uma arqueóloga e descobrem a tumba de uma filha de um Faraó egípcio. Logo descobrem que se trata de Ahmanet, que quer fazer de Nick o seu amado eterno. O filme é cheio de piadinhas bobas e ingênuas que não cabem mais no cinquentão Cruise. O filme carece também de ritmo e as cenas de efeito especial parecem que saíram da versão da Múmia dos anos 90 com Brandon Fraser. Para quem quer uma sessão da tarde, ainda que com certa violência, vale como passatempo que se esquece dois minutos depois.


DUPLA EXPLOSIVA (2017)

MEGA / 1FICHIER

O filme resgata o mote da franquia "Máquina mortífera" com Mel Gibson e Danny Glover às turras o tempo todo. A diferença aqui é o perfil profissional dos personagens: Michael (Ryan Reynolds, sensacional no melhor estilo "Deadpool") é um agente de segurança de alto nível. Kinkaid (Samuel L Jackson) é um assassino profissional com uma questão: ele não mata inocentes. Kinkaid precisa aparecer no tribunal para o julgamento do político Vladislav (Gary Oldman) e provar que ele dizimou um vilarejo inteiro na Bielorussia. Perseguido por assassinos, só resta a ele confiar a sua segurança nas mãos de Michael, um antigo desafeto. O filme tem metade localizado em Amsterdã, que sai totalmente destruída. Repleto de humor e de muita ação, é um filme vigoroso, divertido e cheio de personagens carismáticos em suas loucuras. Além dessa dupla, Salma Haeyk brilha como a namorada de Kinkaid, presa em uma cela. As tiradas Dela são de rolar de rir. O flashback que mostra como Kinkaid e Salma se conheceram em um bar pé sujo lembra "Caçadores da arca perdida", quando Harrison Ford conhece Karen Allen em um bar super violento. Samuel L Jackson repete aquele tipo de sempre que o eternizou e seu famoso bordão "Mother Fucker!". Já tá meio gasto, mas tudo bem, ele já virou lenda. A trilha sonora é toda de hits dos anos 70 e 80, só lamento não ter tocado "O Will always love You", da Whitney Houston, que é executado no trailer do filme. Passatempo da melhor qualidade.


Ver a imagem de origem

Em ritmo de fuga (2017)

MEGA / DriveGoogle / 1FICHIER

Todo ano, um filme se torna cult. 2017 com certeza é o ano de "Baby driver", dirigido pelo inglês Edgar Wright, de "Shaun of the dead' e "Scott Pilgrimm", igualmente pop e cults. "Em ritmo de fuga" chupa referências cinéfilas de todos aqueles filmes e diretores bacanas que a gente curte: Nicolas Winding Refgn (e seu mitológico "Drive"), Guy Ritchie, Danny Boyle, Tarantino e claro, trazendo no visual muito neon e cores fortes, que lembram os anos 80, super em moda hoje em dia. Ansel Elgort, no papel de Baby, está tão cool como Ryan Gosling em "Drive", sempre andando com sua jaquetinha bicolor e seu fone de ouvido. Ele é um motorista contratado pelo bandidão Doc (Kevin Spacey), que contrata mercenários para fazerem assaltos em bancos e afins. Entre os capangas, estão Buddy (Joe Hamm), Bats (Jamie Foxx), Eddie (Flea, baterista do Red Hot Chilly Peppers) e a bandidona mor Darling (Eiza González). No meio disso tudo, Baby se apaixona pela garçonete Debora (Lily James). Prefiro pensar que o filme é uma homenagem explícita a "Drive", pois os protagonistas, Ryan Gosling e Carey Mullighan, também eram motorista e garçonete, e tudo girava por carros, assaltos e neons. As cenas de ação são muito bem dirigidas, e do meio pro fim o filme ganha mais ritmo. Não sei se achei o filme longo, pois a primeira parte achei arrastada, mas no geral é um filme muito bacana, hiper descolado, com uma trilha sonora incrível. A montagem é muito criativa, repleta de Match cuts, e a fotografia homenageia os cinemas de ação dos anos 80. Elenco de primeiríssima, e com certeza, a carreira de Ansel Elgort agora vai ser de primeiro escalão.


Resultado de imagem para peça palácio dos urubus teatro

O PALÁCIO DOS URUBUS (2017)

ASSISTA ONLINE


Os Guardiões (2017)

DOWNLOAD

Em plena Guerra Fria, uma organização secreta chamada "Patriota" recrutou um grupo de super-heróis russos, modificando o DNA de quatro indivíduos, com o objetivo de defender o país de ameaças sobrenaturais. Arsus, Khan, Ler e Xenia representam os diferentes povos que compõem a União Soviética, e mantêm suas identidades bem guardadas para, também, não expor aqueles que têm a missão de proteger.


Olhos Famintos 3 - Comprar em Edu.dvds

Olhos Famintos 3 (2017)

Mega   Senha Para Descompactar: cineterrordownloads

No último dia de alimentação de vinte e três dias do Creeper, as equipes policiais do Sargento Tubbs reúnem uma força-tarefa, na missão de destruir o Creeper para sempre. O Creeper trava uma batalha sangrenta enquanto seus inimigos se aproximam para descobrir o segredo de suas origens sombrias.


Sabrina Greve nude - Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nos Dois (2015)Sabrina Greve nude - Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nos Dois (2015)Sabrina Greve nude - Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nos Dois (2015)

Clarisse ou alguma coisa entre nós dois (2017)

Assista Online

Download UPTOBOX

Vencedor de vários prêmios em Festivais independentes, entre eles o de Melhor Filme no Festicini e no Cine Fantasy 2016, esse terceiro longa do cineasta cearense Petrus Cariry é um filme repleto de simbolismos. Clarisse (Sabrina Greve, totalmente entregue a uma performance visceral) é casada com um empresário estrangeiro e mãe de uma filha. O marido trabalha para o pai de Clarisse, dono de uma empreiteira. Frígida e depressiva, Clarisse vai passar um tempo com o seu pai (Everaldo Pontes), que mora no interior do Ceará, em um sítio dentro de uma floresta densa. Chegando lá, ela descobre segredos do passado tenebroso da família, que envolve a morte de seu irmão e a de sua mãe, que morreu com grave doença. Seu pai está moribundo, e Clarisse entende que está na hora de agir. O filme tem um excelente trabalho técnico: fotografia claustrofóbica e uma edição de som que provoca sensações de estranheza e de tensão. Fiquei tentando achar sentidos lógicos para a história, mas em determinado momento desisti e resolvi me entregar às sensações que o filme provoca, tanto em cenas simbólicas e metafóricas, quanto nas imagens belamente construídas. A cena do vagalume destôa pelo seu lirismo e fantasia, enquanto o restante do filme se entrega a um jogo de sexo violento e ao terror psicológico. Com certeza, "Repulsa ao sexo" deve ter sido uma grande fonte de inspiração, com Sabrina Greve fazendo uma referência ao personagem de Catherine Deneuve, igualmente frígida e assustada com o universo masculino. O desfecho me remeteu a uma fantasia feminista sobre poder, mas não tenho certeza se a visão foi essa mesma. Mas como é um filme livre de interpretações, me apeguei a ele. 


Verónica (2017meuip)

DOWNLOAD

Dirigido pelo cineasta espanhol Paco Plaza, responsável pela trilogia de terror de sucesso “REC”, “Verónica” pega emprestado o mote de 2 projetos blockbusters: “Invocação do mal” e o seriado “Stranger things”. Do primeiro, ele pega o mote de histórias sobrenaturais baseadas em fatos reais. Do segundo, o uso de crianças que usam rádios comunicadores e trilha sonora oitentista repleta de sintetizadores. Paco também homenageia a obra prima de Carlos Saura, “Cria Cuervos”, ao falar da história de crianças presas em um apartamento e pais ausentes. Para isso, ele escalou Ana Torrent, a menina extraordinária de “Cria Cuervos”, aqui no papel da mãe delas. Em junho de 1991, a polícia foi chamada para uma ligação de emergência em um apartamento. Ao chegar lá, o detetive testemunha um fenômeno paranormal. O filme retrocede 3 dias e acompanhamos a história de Verónica, 15 anos e sua relação com seus três irmãos pequenos, a ausência da mãe e a morte do pai. Com a chegada do eclipse solar, ela brinca com duas amigas de Ouija e acaba invocando o espírito de seu pai. Bem dirigido e com ótimas performance de todo o elenco infantil, o filme se diferencia de similares americanos por trazer um olhar mais realista ao tema e menos fantasioso. Para quem gosta de um bom suspense inteligente, essa é uma boa pedida.


7 Desejos - Filme 2017 - AdoroCinema

7 Desejos (2017)

DOWNLOAD

Dirigido pelo mesmo Cineasta do blockbuster "Annabelle", "7 desejos" pega emprestado os motes de "Hellraiser" (sem os Cenobitas) e de "Premonição" e sacode tudo num mesmo saco sem sal. Vendido como terror, o filme não assusta, e pior, as cenas de morte que deveriam ser fortes, acabam não sendo mostradas. Provavelmente, os produtores, visando um público maior, evitaram mostrar sangue e violência. É um filme para adolescentes, mostrando todo aquele universo que já estamos batidos de assistir: bullying, filha deprimida, o garotão da escola, a bitchie da escola, os nerds, etc Claire (Joey King), é uma adolescente atormentada pelo suicídio de sua mãe. Seu pai, Jonathan (Ryan Phillippe, irreconhecível) virou catador de lixo. Um dia, ele encontra uma caixa chinesa e o presenteia a sua filha. Ela descobre, aos poucos, que a caixa garante 7 desejos a quem o possuir. Entre cobiça, vingança e ambição, Claire descobre que os desejos podem se tornar mortais. Queria muito ter gostado do filme, mas a história é fraca, o elenco sem carisma algum (queria que a protagonista morresse em determinado momento) e os sustos inexistentes. Quanto ao roteiro, ele é tão ridículo que irrita algumas passagens (a cena da vizinha querendo mexer no triturador de lixo é patética). Porém, nada me deixou mais triste do que testemunhar a derrocada de outrora uma grande promessa de ator, que nos anos 90 se destacou como um ídolo adolescente: Ryan Phillippe. Ele chegou a se casar com Reese Witerspoon, que esperta, se reinventou e saiu dos filmes medianos. Ryan se perdeu no caminho. Torço para que ele também se reinvente.


Baronesa (2017)

Download GoogleDrive

Premiado documentário dirigido e escrito por Juliana Antunes, é uma produção mineira toda rodada em Belo Horizonte, mais precisamente, na comunidade de Vila Mariquinhas, periferia da Capital. O filme, com um olhar totalmente feminino (o filme tem uma equipe quase toda de mulheres), foca sua câmera em 2 protagonistas: as amigas e moradoras Andréia e Leidiane. Assim como qualquer morador de comunidade, as duas já se acostumaram a todas as barbaridades: tiroteio, tráfico de drogas, violência doméstica, assédio, brigas, desemprego, etc. Mesmo assim, no bate papo descontraído das duas, elas procuram encontrar um fiapo de motivação para continuarem vivendo e batalhando seu dia a dia: os filhos, os bailes, o sexo, os amigos, as drogas (tem uma impressionante cena onde uma delas cheira de forma totalmente espontânea uma carreira de cocaína, junto de um amigo, sem qualquer tipo de preocupação de estarem sendo filmados). Lá na parte final, durante uma conversa, elas presenciam um tiroteio: o câmera se esconde, mas para elas, é apenas mais um dia. É um filme que não pode ser visto como um documentário etnográfico sobre moradores de comunidade. Existe um propósito para ele: acompanhar seres humanos no limite da sobrevivência e da dignidade, e que não perdem jamais a sua esperança de uma vida melhor. Andreia almeja se mudar pro bairro vizinho, Baronesa, mas lhe falta dinheiro. Um filme digno, que merece ser visto e discutido.


Resultado de imagem para joão o maestro filme

João, o Maestro - 2017

ASSISTA ON LINE

Direção e roteiro de Mauro Lima

A cinebiografia do pianista e Maestro João Carlos Martins ganha corpo nas mãos do cineasta e roteirista Mauro Lima, autor já de diversas adaptações biográficas para o Cinema, como "Tim Maia", "Meu nome não é Johnny" e em breve, "Eike Batista". A vida de João Carlos Martins, repleta de tragédias e reviravoltas mirabolantes, é interpretada por vários atores: criança, adolescente e na fase adulta, por Rodrigo Pandolfo e depois, Alexandre Nero. O adolescente é quem aparece menos. No filme também aparecem os 2 grandes amores da vida desse Maestro que, pelo filme, parece ser um grande galanteador: elas são interpretadas na primeira fase por Fernanda Nobre, e depois, por Alinne Moraes. O elenco todo está muito bem, assim como a parte técnica do filme, irrepreensível: A fotografia, a trilha sonora, a edição de som, a direção de arte, figurino e maquiagem. O roteiro segue o mesmo formato de "Tim Maia": seguindo cronologicamente a vida do músico, sendo que vez ou outra algum flashback toma corpo para explicar melhor alguma passagem. João Carlos nasceu em São Paulo, filho de imigrante português, que trabalha numa gráfica. Seu pai sempre quis ser pianista, mas na impossibilidade, depositou no filho essa vocação. A vocação se torna uma obsessão e João praticamente ocupa toda a sua infância e adolescência estudando piano. O que vem a acontecer com o protagonista, nem vou contar, pois eu mesmo não estava acreditando. Se algum roteirista tivesse escrito do zero, teriam dito que ele tinha exagerado na dose do melodrama e das tragédias. A produção filmou em São Paulo, Uruguai e Nova York, algo raro hoje em dia. É um filme requintado, luxuoso e glamouroso, que vale ser visto por quem acha que aqui no Brasil, não se faz filme com qualidade de dar gosto para o resto do mundo. Assim como João Carlos Martins.


ALGUMA COISA ASSIM (2017)

Assista Online

Download GoogleDrive

Eu sou um grande apaixonado pelo premiado curta homônimo que deu origem a esse longa. Exibido em 2006, o filme, ambientado em São Paulo, mostrava a amizade entre Mari (Carol Abras) e Caio (André Antunes). Mari sente paixão platônica por Caio, mas ele, ao se declarar gay, frustra a expectativa da amiga. O filme lidava lindamente com a questão do amadurecimento dos pós-adolescentes, de forma extremamente delicada e sutil. 12 anos depois, Esmir Filho e Mariana Bastos lançam o filme com os mesmos personagens, e tratam do difícil tema da aceitação de ser adulto. Agora já com quase 30 anos, os personagens já possuem outros itens incorporados ao seu dia a dia: aborto, casamento, separação, falta de moradia, busca de emprego, enfim, encontrar o seu lugar no mundo. E sim, Mari continua apaixonada por Caio. O filme acontece em 3 tempos distintos, editados de forma inteligente: 2006, usando cenas do curta; 2013, apresentando o casamento de Caio com seu marido e Mari como madrinha; e 2016, com Mari morando em Berlin e trabalhando como corretora de imóveis, e Caio indo para a capital alemã para fazer uma pesquisa sobre embriões e já divorciado. Nesse reencontro, antigas e novas rusgas da relação mal resolvida vêm à tona. Com bela fotografia e trilha sonora melancólica, o filme talvez frustre um pouco quem é fã do curta: os personagens deram lugar a uma Mari triste, e a um Caio sofrido. Saí do filme pensando o quanto é chato envelhecer, assumir responsabilidades. Talvez por isso eu seja tão apaixonado pelo curta, que apresenta um mundo idealizado e apaixonante.


Resultado de imagem para libertos o preço da vida

LIBERTOS, O PREÇO DA VIDA (2017)

DOWNLOAD / Assista Online

Emanuel (André Ramiro), um médico voluntário, dedica todo o seu conhecimento prestando os seus serviços ao povo ribeirinho de uma distante região da Amazônia, onde atende também diversas tribos da região, tudo por vontade própria. O problema é que ele passa a ser um potencial obstáculo para a ação de uma perigosa quadrilha especializada no tráfico humano, acostumada a tratar aquele povo como mercadoria.


Resultado de imagem para o nó do diabo download

O nó do Diabo (2017)

Download GoogleDrive

Filme de terror brasileiro que conseguiu o feito de ter sido selecionado para a Competição principal do prestigiado Festival de Brasilia em 2017, "O Nó do Diabo" se apropria do gênero para fazer uma metáfora da situação político-social brasileira dos dias recentes. Racismo, escravidão, luta de classes sociais, machismo, intolerância. O filme percorre 200 anos da história do Brasil, em 5 episódios independentes mas interligados por todos esses temas e por um personagem: Fernando Teixeira, que em todos os curtas representa o papel do Senhor do Engenho. O filme retrocede no tempo, como se dissesse que o País também retrocede na sua história: começa em 2018, segue para 1987, 1921, 1871 e termina em 1818, todos ambientados na Paraíba, na mesma Fazenda de Engenho, onde havia um cemitério de escravos. O filme se apropria da estética trash de filmes de terror dos anos 70 e 80, com muito sangue, gore e vísceras. Difícil não se lembrar das produções de Lamberto Bava e Lucio Fulcci. O filme é prejudicado pela sua longa duração (126 minutos) e pela total irregularidade na qualidade dos episódios. Os melhores são o do casal que pede emprego e o das irmãs escravas. Os outros são problemáticos no quesito Direção, elenco irregular e efeitos. O quarto episódio deveria ter sido cortado na edição, sua história pouco acrescenta e tem um ritmo muito arrastado, além de ter uma linguagem totalmente destoante dos demais. De qualquer forma, é bastante louvável a realização de um filme de gênero no Brasil, mas acho difícil ele ser um projeto que irá conquistar um grande público. No elenco, nomes como Zezé Motta e Everaldo Pontes dão peso a um enorme quadro de personagens. 


Atômica - DVD - Saraiva

ATÔMICA (2017)

MEGA / DriveGoogle

O que mais me chamou a atenção nesse filme de ação e aventura protagonizado por Charlize Theron, foi a participação de Barbara Sukowa no filme. Pouca gente deve lembrar, e ela aqui ainda faz uma pequena participação, muito aquém de seu gigantesco potencial. Mas como o dinheiro é quem manda, ela interpreta uma médica da perícia em Berlim. Para quem não sabe, Barbara Sukowa foi uma das grandes musas de Fassbinder, estrela de "Lola" e "Berlin Alexanderplatz", além de ter trabalhado com Lars Von Triers em "Europa", depois fez também o premiado "Hannah Arendt". "Atômica" se passa logo antes da derrubada do muro de Berlim, novembro de 1989. Charlize interpreta Lorraine, uma agente do MI6 inglês, que vai até Berlim descobrir quem matou um agente do grupo, e aonde está uma poderia lista com nomes de espiões. O mundo estava sob o efeito da Guerra fria, e não se pode confiar em ninguém. Para ajudá-la, estão os agentes David Percival (James McAvoy) e a francesa Delphine (Sophia Boutella), de "Kingsman"). Com um super elenco, que inclui ainda John Goodman, Eddie Marsan e Toby Jones, "Atômica" é um filme totalmente estilizado, bem ao gosto de Nicholas Windfren Refn, de "Drive", repleto de cores fortes e ácidas e com uma maravilhosa trilha sonora repleto de hits dos anos 80. Não tem também como não mencionar o brilhante plano-sequência de mais de 10 minutos, com Charlize distribuindo porrada para tudo quanto é lado. "Atômica" é a resposta para os filmes de brucutus doa anos 80 e 90, e depois de "Mulher Maravilha" e as princesas modernas da Disney, parece que elas vieram pro ataque mesmo. O Cineasta David Leitch foi stunt por quase toda a sua carreira, e seu próximo projeto é a Direção de "Deadpool 2".


Hostis – 4K UHD Remux 2160p – Dual Áudio

Hostis - 2017

DOWNLOAD

Em 1892, duas famílias se unem ao chefe de um exército (Christian Bale) para ultrapassar as barreiras de uma guerra e voltar para suas tribos. Esta tarefa não será fácil, visto que os membros das família tem, entre si, conflitos que devem ser superados para terem sucesso em sua missão.  


TUNGSTÊNIO (2017)

 Download MEGA / MediaFire

SENHA PARA DESCOMPACTAR: www.baixefilmes.org

Adaptação cinematográfica da premiada Graphic novel de Marcello Quintanilha, e dirigida pelo mesmo cineasta de "O cheiro do ralo", "À deriva" e "Serra pelada". Tungstênio é um dos metais que compõe material para o explosivo, e o filme começa exatamente com a imagem de dois pescadores jogando explosivo no mar, matando peixes clandestinamente. Esse incidente é o início para o encontro inesperado e visceral entre personagens que habitam Salvador: O ex-militar conservador Ney (Zé Dumont), o jovem traficante Caju (Wesley Guimarães), o policial corrupto Richard (Fabrício Boliveira) e sua esposa Keira (Samira Carvalho Bento). Um dia de calor, com todos os personagens à flor da pele, a um ponto da explosão, entre violência, traições e ódio. Dito assim, parece sinopse de 2 filmes clássicos: "Faça a coisa certa", de Spike Lee, e "Pulp fiction", de Tarantino. E muito dos elementos desses filmes estão presentes na narrativa: a montagem que vai e volta no tempo, entrecruzando as histórias; a câmera angulada e inquieta, nervosa. A violência prestes a explodir a qualquer momento. O elenco é a grande força e ponto de interesse do filme: todos, sem exceção, estão excelentes. Por eles, vale ir correndo assistir ao filme e se deleitar com performances arrebatadoras. Duas coisas me incomodaram: a narração em off de Millen Cortaz, redundante, e a câmera contra-plongé excessiva.


Resultado de imagem para feito na américa filme

Feito na América - 2017

MEGA / 1fichier / legenda

Diretor da franquia "A identidade Bourne" e também da ficção cientifica com Tom Cruise "No limite do amanhã", o cineasta Doug Liman narra a incrível história de Barry Seal, um piloto de avião comercial dos anos 70 que é contratado pela CIA para fotografar grupos revolucionários em Países da América Central em pleno voo, e depois, é contratado pelos traficantes (entre eles, Pablo Escobar), para traficar cocaína para os Estados Unidos. Seduzido pelo dinheiro fácil, Barry enriquece, mas as consequências trágicas de sua ação farão efeito em sua família. Impossível não se lembrar de "Prenda-me se for capaz", "Top gun", "Scarface", "Narcos". Nesse ambiente onde policiais, traficantes, agentes da Cia e homens comuns perambulam juntos, ninguém é perfeito e está acima da lei. O filme privilegia o drama, portanto, quem espera encontrar porradaria tipo "Missão impossível" ou " Jack Reacher", não irá encontrar. O filme é bem narrado, tem um roteiro incrível, mas as cenas de ação são muito discretas. Tom Cruise está muito carismático e trabalha bem o drama e o humor de seu personagem. Domhnall Gleeson também está ótimo como o Agente da CIA Schaefer, mas quem rouba a cena é Sarah Wright, no papel da brava esposa Lucy. A fotografia é do uruguaio radicado no Brasil Cesar Charlone, de "Cidade de Deus". O filme infelizmente será lembrado pelo acidente fatal que vitimou 2 stunts em cenas de voo, Alan Purwin and Carlos Berl.


O ESTRANGEIRO (2017)

MEGA

O cineasta Martin Campbell dirigiu vários Blockbusters: "A marca do Zorro", "007 Cassino Royale", "Lanterna verde", entre outros. Em 2010, ele dirigiu "O fim da escuridão", com Mel Gibson, e que se assemelha bastante a esse filme. A trama fala sobre um homem movido pela vingança pelo assassinato de sua filha. Em "O estrangeiro", baseado no livro "The chinaman", Jackie Chan vive esse homem amargurado pela morte cruel de sua filha, em uma explosão reivindicada por uma facção do Ira. Quan (Chan) é um imigrante chinês que fugiu da China para Londres. Dono de um restaurante chinês, ele larga tudo para ir até a Irlanda e descobrir quem são os assassinos de sua filha. Para isso, ele usa táticas de guerra, quando ele serviu no exército. Seu caminho cruza com o de Liam (Pierce Brosnan), agente do governo que se recusa a fornecer os nomes dos supostos terroristas. "O estrangeiro" representa uma virada na carreira de Jackie Chan, não pela qualidade do filme, mas sim pelo gênero. O filme tem cenas de ação, mas são poucas, e ele investe mais no drama. Chan está ótimo, e a gente torce por ele. O problema é que o roteiro investe em inúmeras tramas paralelas (e são muitas!! ) que não envolvem Chan diretamente, o que faz ele sumir de cena por um bom tempo. Tem diversas tramas de adultério, traições políticas, etc. A gente quer ver cenas de Jackie Chan, e a segunda parte ele quase desaparece, para somente retornar no final. Mas enfim, vale assistir, para quem é fã dele, para encontrar um registro diferente.


OS INICIADOS (2017)

Download MEGA

Um dos 9 pré-selecionados para o Oscar de filme estrangeiro de 2018, o filme Sul Africano "Os iniciados" tem a curiosa participação de um brasileiro entre os produtores internacionais. O produtor mineiro Elias Ribeiro tem em seu currículo outras participações em produções africanas, como o premiado "Eles só usam Black tie", de 2015. "Os iniciados" ganhou inúmeros prêmios em Festivais internacionais, e exibido nos importantes Festival de Berlin e Sundance. A academia do Oscar gosta de ter entre seus indicados um filme antropológico, que mostra curiosidades e tabus de civilizações quase primitivas. Foi assim ano passado com o Polinésio "Tanna", e agora com "Os iniciados", acompanhamos em linguagem documental, um ritual ancestral de uma tribo africana nos dias de hoje. Xolani é funcionário de uma fábrica em Johhanesburg. Com a proximidade do início da data do ritual Xhosa, ele pede licença e segue até as montanhas, onde será o Instrutor de um grupo de jovens iniciantes. Nesse ritual, os instrutores iniciam sexualmente os iniciantes, fazendo a circuncisão e ensinando práticas da vida de um homem. A ideia é que os jovens voltem para a civilização prontos para constituírem uma família. Xolani no entanto tem um segredo: durante o ritual, ele se reencontra com Vija, outro instrutor, e os 2 tem um romance. Xolani é apaixonado, mas Vija não quer se envolver emocionalmente, só quer sexo. Um dos iniciantes de Xolani, Kwanda trazido por seu pai da capital porque ele acha que seu filho é afeminado testemunha Xolani e Vija fazendo sexo e os chantageia. "Os iniciados" é um filme que dificilmente atrairá o público. Com ritmo lento, focado na antropologia do ritual de forma documental, e tendo como contraponto ficcional o drama da homossexualidade reprimida de Xolani, O ponto de interesse fica por conta da curiosidade da história, da belíssima fotografia e pelo trabalho dos atores, todos em registro naturalista.


Resultado de imagem para como se tornar o pior aluno da escola

Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (2017)

Download MEGA / 4SHARED

Dirigido por Fabrício Bittar

O longa traz os jovens estudantes Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel), que se veem divididos entre as obrigações escolares, a necessidade de tirar boas notas e ter bom comportamento, e a falta de propósito em cumprir todas as normas de uma escola que adota medidas cada vez mais politicamente corretas graças ao diretor Ademar (Carlos Villagrán). Após momentos de frustração, Pedro encontra no banheiro do colégio um diário contaminado com dicas para instaurar o caos na escola sem ser notado.

Elenco:

  • Danilo Gentili como "Pior Aluno"
  • Bruno Munhoz como Bernardo
  • Daniel Pimentel como Pedro
  • Carlos Villagrán como Diretor Ademar F. Melquior
  • Joana Fomm como Professora de Matemática
  • Moacyr Franco como Olavo
  • Fábio Porchat como Cristiano
  • Raul Gazolla como Professor de Educação Física
  • Rogério Skylab como Professor de História
  • Luiggi Vizuso como Luciano
  • Marcelo Rafael como Segurança
  • Jerusa Franco como Mãe do Pedro

Thor: Ragnarok (2017)

MEGA / 1FICHIER

Hollywood tem uns mistérios deliciosos. O Ator e Diretor Neozelandes Taika Waititi só havia dirigido pequenas comédias em seu país. Talvez por conta do sucesso de "O que fazemos nas sombras", um inusitado e divertido filme de vampiros que virou cult no mundo todo, ele tenha sido chamado para dirigir essa 3ª parte de Thor. De qualquer forma, da trilogia, esse é o que menos gostei, mas não quer dizer que o filme não seja bom. Ele rende ótimas piadas, pois investe mais na comédia, em cenas antológicas envolvendo Hulk e Loki. Na onda do emponderamento feminino não poderia faltar uma vilã poderosa, Hela (Cate Blanchett, se divertindo horrores) e uma heroína Valkiria, a atriz Tessa Thompson, de "Creed" e "Selma". O elenco continua sendo o ponto forte do filme: Além do elenco fixo, que inclui Idris Elba e Mark Ruffalo, tem o suporte poderoso de Anthony Hopkins, Jeff Goldblum (Sensacional), uma ponta de Matt Damon, Cate Blanchett e Benedict Cumberbatch, no papel do Dr Estranho. Não sou a pessoa ideal para fazer dissertação sobre o filme. Vale assistir, é hilário e um passatempo da melhor qualidade. A trilha sonora é super, recorrendo aos sintetizadores dos anos 80.

 


Submersão - Filme 2017 - AdoroCinema

 Submersão - 2017

download

 Danielle (Alicia Vikander) é uma exploradora do oceano que descobre um novo desafio: uma terrível, porém pioneira, descida ao abismo Ártico. James (James McAvoy) é um empreiteiro acusado de ser um espião e interrogado por jihadistas africanos que irá se unir à moça para ajudá-la em sua missão.


Resultado de imagem para nunca diga seu nome

Nunca Diga seu Nome (2017)

ASSISTA ON LINE / DRIVEGOOGLE

Três estudantes universitários decidem sair para acampar no tranquilo estado do Wisconsin, nos Estados Unidos. Mas os planos de terem alguns dias e diversão e descanso são interrompidos quando suas vidas se cruzam com o temido "The Bye Bye Man", uma criatura mística e sobrenatural que acaba perseguindo-os. Agora eles vão ter que lutar para sobreviver, contra este que é a raiz de todos os atos maus do homem.


Cano Serrado (Cano Serrado, 2019) - Crítica - Leitura Filmica

Cano Serrado - 2017

DOWNLOAD

Sargento Sebastião está em busca de vingança: seu irmão, um caminhoneiro, foi morto brutalmente. Agora, ainda abalado, ele está disposto a tudo para fazer justiça, nem que seja com as próprias mãos. Em sua jornada, porém, dois policiais da cidade acabam sendo confundidos com os suspeitos, se tornando o alvo principal de Sebastião e causando um rebuliço na região.


A Cabana (2017)

MEGA / 1Fichier

Participação: Alice Braga

Há exatos 10 anos, em 2007, o livro "A cabana" foi lançado nos Estados Unidos, e logo, na época, vendeu 10 milhões de exemplares. Escrito por William P. Young, aqui no Brasil vendeu 4 milhões de cópias. A adaptação para o cinema se tornaria algo óbvio. Claramente um produto Cristão, o filme acredita nas mensagens que prega, e tem como temas o perdão, a culpa, a depressão e a falta de amor. Se você é um espectador repleto de preconceitos com filmes religiosos e apenas quer ver por causa da Octavia Spencer e Sam Worthington, melhor se poupar e não ver para não se irritar. A cada minuto, algum personagem declama uma frase de sabedoria ou mensagem de fé. Agora, se você, assim como o personagem Mack Philips, se permitir assistir ao filme sem julgamento, sem preconceito, pode ser que você goste. E Bastante. Inegável o desejo dos produtores: fazer a platéia chorar e se emocionar. Toda hora uma reviravolta na trama, com música alta melodramática, nos faz lembrar de que os personagens vão conseguir dar a volta por cima. O intento é um só: se liberte de suas amarras e permita Deus e suas palavras invadirem sua alma e seu coração, perdoando a quem nos machucou. Dito assim, parece ser um filme doutrinário. Mas ele evita, de verdade. Ele faz o espectador decidir sobre as suas ações e a do personagem, sempre dando pelo menos 2 caminhos a seguir. Claro que tanto sucesso na dramaturgia só foi possível por conta do elenco escolhido: Sam Worthington e Octavia Spencer estão maravilhosos. Difícil pensar em outra atriz para interpretar Deus com tanto deboche, amor e respeito. Sam prova aqui seu talento, no caminho perigoso do melodrama, mas se sai super bem. A fotografia e a trilha sonora funcionam bastante, além dos efeitos especiais, parte fundamental para que o público aceite o filme. Alice Braga faz uma participação bem interessante, no papel da "Sabedoria", com bastante força e abraçando seu personagem com garra. O filme esta antenado com a época: Jesus é um ator árabe, o Sabor da vida, uma japonesa, Deus uma mulher negra e às vezes, um Índio, e Alice Braga, a sabedoria. Negros, latinos, árabes, indígenas e orientais devidamente representado na tela, e as religiões unidas em um só coro: Deus é amor! Cafona? É sim. Mas também, muito bonito. Deixe seu preconceito em casa e vá assistir a um filme bem realizado. E com um propósito bem definido.  


Eu, Tonya (2017)

Download MEGA 1080p

Cinebiografia sobre a incrível história da premiada patinadora americana Tonya Harding, que após ser acusada de ser cúmplice num atentado contra a sua rival, Nancy Kerrigan, foi punida e proibida de patinar pelo resto da vida. Depois disso, ela se tornou boxeadora e atriz. O cineasta Craig Gillespie é bem eclético: ele dirigiu a comédia com Ryan Gosling "Lars e a garota real", o terror "A hora do espanto" e a aventura "Horas decisivas". Com essa biografia, Craig Gillespie arranca de seus atores o máximo de performance. Margot Robbie, que protagoniza e também produz o filme, está impressionante, e as cenas da patinação, segundo eu pesquisei, foi ela mesmo (com exceção da cena do triplo Axel, que houve computação). Allison Janney, no papel de sua mãe megera LaVona Golden também está incrível e tem ganho todos os prêmios de atriz coadjuvante. Sebastian Stan, que interpreta seu marido Jeff, fez o Buck Barnes em "Capitão America". O filme me lembrou bastante "O touro indomável", pelo retrato do esportista e da violência doméstica que ela presencia em casa diariamente. Sua mãe e seu marido Jeff constantemente a batiam e praticavam bullying nela. A reconstituição de época e a trilha sonora, repleta de clássicos pop dos anos 80, estão impecáveis. O filme se utiliza da narrativa do Mockmentary, que é o documentário fake: os atores falam pra câmera e narram o filme como se tudo fosse real. 


 

O porteiro do dia (2017)

Assista Online

Premiado curta gay pernambucano, repleto de safadeza e malícia. Os atores Edilson Silva e Carlos Eduardo Ferraz passam mais da metade do filme pelados e trepando, entregando ao filme 2 interpretações viscerais e bastante despojadas. Marcelo é um jovem técnico de som de cinema, e mora em um condomínio. Gay assumido, ele flerta com o porteiro Márcio. De tanto seduzir, ele acaba conquistando Márcio, que segue com ele em seguidas cenas de sexo quente. O mais interessante do filme, escrito e dirigido por Fabio Leal, é mostrar que mesmo dentro do gueto gay, existe um forte preconceito racial e social. O filme é longo para um curta, 25 minutos, mas tem belas cenas, como a final, na praia ao entardecer. Fora isso, na trilha sonora eclética, Fabio resgatou a cult de Marina Lima, "Pé na tábua", e o hino pop do Daft Punk, "Giorgio by Moroder". O Ator Carlos Eduardo Ferraz tem uma divertida cena na cozinha, de cuecas, dançando e cantando um hit de Beyoncé. Definitivamente, um filme contra a caretice.


Historietas Assombradas - O Filme - Filme 2017 - AdoroCinema

Historietas Assombradas: O Filme (2017)

Download 1Fichier

Direção: Victor-Hugo Borges

Pepe é um menino de 12 anos que mora com sua avó, uma bruxa-empresária. Após descobrir que é adotado e que seus pais estão vivos, ele decide sair em busca deles, mas assim acaba atraindo a atenção de Edmundo, um vilão biomecânico que precisa de Pepe para concretizar seu enorme plano maléfico: usar a energia do menino para conquistar a imortalidade da sua espécie.


Divórcio - Assista online esse e outros sucessos no Telecine

Divórcio (2017)

Download 1Fichier

SENHA: downloadlivre.net

Dirigido por: Pedro Amorim

É evidente a grande influência cinéfila do Cineasta Pedro Amorim. Com um roteiro escrito por Paulo Cursino, sobre as agruras da rotina familiar e o consequente pedido de divórcio de uma das partes, o filme pega emprestado referências de filmes queridos pelo público, como "Sr e Sra Smith" e "A guerra dos Rose". Sobra até uma brincadeira cinéfila no desfecho, como o anel à la "A origem", de Christopher Nolan (que também já teve um momento "Senhor dos anéis"). A grande sacada do filme, produzido por Tuba Junior (que já realizou "O vendedor de sonhos" e a comédia "O concurso") é localizar o filme no interior do Brasil, mais precisamente, no rico município agrícola de Ribeirão Preto, São Paulo. É ali que existem as maiores piadas do filme: o sotaque do interior e os famosos "r", as festas sertanejas, o figurino e maquiagem divertidíssimos das peruas da alta sociedade, que mais parecem saídos do seriado "Dallas", e as inevitáveis brincadeiras com o morador da cidade do interior. O Elenco é o grande trunfo do filme. A química entre Murilo Benício e Camila Morgado é perfeita, os dois devem ter se divertido bastante durante as filmagens, senti até falta de um quebra-pau fudido entre eles, chegando a um nível de insanidade Master. Luciana Paes, Thelmo Fernandes roubam todas as cenas onde aparecem, provando que são excelentes coadjuvantes para qualquer tipo de filme. Direção de arte luxuosa, figurino e cabelos divertidos, e fotografia fodona de Hélcio Alemão Nagamine. Mas o que mais gostei, mesmo? A trilha sonora repleta de referências pop e cinematográficas, recheado de Sergio Leone, Tarantino e muito mais, a cargo de Fabiano Krieger e Lucas Marcier. 


Maria e a Flor da Bruxa (2017)

DOWNLOAD

Mary, uma agitada jovem japonesa, está prestes a ter sua vida alterada de maneira radical. Isso porque, depois de seguir dois estranhos gatos, ela acaba achando uma curiosa e desconhecida flor, que lhe concede extraordinários poderes mágicos. Logo em seguida, com a ajuda de um dos animais, ela encontra uma vassoura e, ao tocá-la, ela começa a voar. É aí que descobrirá que pode ter se tornado uma bruxa.


CineMagia: a história das videolocadoras de São Paulo (2017)

Download 1Fichier

Dirigido por: Alan Oliveira

"CineMagia" é um documentário que conta a história do surgimento das principais videolocadoras da cidade de São Paulo. Com a participação dos fundadores de mais de 20 lojas, funcionários, clientes, vendedores, críticos de cinema e distribuidores, o filme revela os personagens e acontecimentos que desenvolveram a experiência do "cinema em casa” no Brasil nos últimos 40 anos, celebrando o cinema, a gênese das fitas VHS, DVDs e Blu-rays e pontuando a importância do trabalho de profissionais que resistiram às inúmeras transformações do setor.


Resultado de imagem para Mojin – A Lenda Perdida (2017)

Mojin – A Lenda Perdida (2017)

MEGA

Em 1988, três lendários ladrões de túmulos, os Mojin, se aposentam e mudam para Nova York. Hu Bayi (Kun Chen) e Shirley Yang (Shu Qi) acabam se envolvendo romanticamente, enquenato Wang Kaixuan (Bo Huang) pensa que o grande Mojin merece mais do que os problemas financeiros que eles enfrentam nos Estados Unidos. O trio volta à ativa no interior da Mongólia, China, quando recebem a missão de encontrar o túmulo de uma antiga princesa do local.


Resultado de imagem para a forma da água filme downloadResultado de imagem para The shape of water gif

A FORMA DA ÁGUA (2017)

Download MEGA / DriveGoogle

O Cineasta mexicano Guillermo Del Toro é um dos grandes responsáveis por fazer toda uma geração se apaixonar por filmes de monstros e de fantasia, posto que por um bom tempo ficou reservado para Tim Burton. Consagrado em filmes anteriores como "A espinha do diabo" e "O labirinto do fauno", Del Toro apresenta para os espectadores um de seus filmes mais brilhantes e apaixonantes. Repleto de um tom de conto de fadas macabro, "A forma da água" traz de volta o tema da Guerra fria, por um bom tempo esquecido por Hollywood. Nos anos 60, uma faxineira muda, Elisa (Sally Hawkins), mora sozinha em um pequeno apartamento que fica em cima de uma sala de cinema decadente. Ela mantém a mesma rotina diária: se masturba na banheira, come ovos cozidos, cuida de seu vizinho também solitário e gay, Giles (Richard Jenkins), pega um ônibus e vai trabalhar em uma base militar fazendo faxinas. Zelda (Octavia Spencer) é sua melhor amiga no trabalho. Um dia, uma enorme cápsula chega na base, trazida por Strickland (Michael Shannon). Elisa descobre que nela se encontra um ser meio anfíbio meio humano. O ser é usado como experimento científico pelos americanos, que querem avaliar se ela pode trazer informações para usar contra os russos. Elisa se afeiçoa pelo ser e quer de qualquer jeito, tirá-lo de lá. Grande vencedor de Veneza 2017, levando 4 prêmios, entre eles, de melhor filme e melhor trilha sonora, o filme chama atenção por todos os seus quesitos técnicos: Fotografia magistral de Dan Laustsen (que também fotografou o filme anterior de Del Toro, "A colina escarlate"), trilha sonora do Mestre Alexander Desplat, Direção de arte e figurinos impecáveis, um roteiro criativo e emocionante de Del Toro e Vanessa Taylor e claro, um trabalho antológico de todo o elenco. Sally Hawkins bota pra quebrar no papel de uma surda, se comunicando apenas por sinais. Seus olhares são absolutamente geniais. Michael Shannon interpreta um maravilhoso vilão, daqueles que a gente fica com ódio. Richard Jenkins traz humanidade ao seu maravilhoso Giles; Michael Stuhlbarg (de "Um homem sério", dos irmãos Coen) também rouba cena como um cientista de dupla nacionalidade. E para finalizar, Octavia Spencer, apaixonante como a doce e vibrante Zelda. A gente torce, se emociona, se encanta, ri, e quase chora nessa pequena obra-prima que mistura gêneros como drama, comédia, fantasia, musical, aventura e ficção científica. Ah sim, e porque não, um romance erótico? O filme tem uma cena antológica de sexo debaixo da água, numa banheira. Muita poesia. Impossível não se apaixonar pelos protagonistas, e o final, de arrasar quarteirões.


Resultado de imagem para como nossos pais filme

Como Nossos Pais (2017)

Download MEGA

Download 1Fichier

Direção: Laís Bodanzky

Durante boa parte do filme, me veio em mente um clássico drama familiar americano de 1983: "Laços de ternura", com Shirley Maclaine, Debra Winger, Jack Nicholson e Jeff Daniels. "Como nossos pais" tem uma paralelo bem próximo: relações familiares que vão de Esposa X Marido e Mãe X Filha, até uma reviravolta surpreendente na história. O filme venceu 5 Oscar. "Como nossos pais" ganhou 6 Kikitos em Gramado 2017 e pode vir a ser um dos selecionados pela Comissão Brasileira para competir a uma vaga no Oscar. Tudo isso indica a alta qualidade do filme, principalmente no quesito Elenco: Maria Ribeiro, Clarisse Abujamra, Paulo Vilhena e Jorge Mautner estão fabulosos em seus personagens cheios de erros e poucos acertos. As participações especiais também colaboram bastante, como os excelentes atores Gilda Nomacce e Felipe Rocha. A fotografia do espanhol Pedro J. Márquez traz lindas tintas melancólicas, e especialmente na cena da praia no anoitecer é muito poética. O roteiro, de Laís e de Luis Bolognese, é o retrato de todas as famílias do mundo inteiro: traições, rusgas mal resolvidas, conflitos pais e filhos, amantes e como não poderia deixar de existir, o terapeuta que discute a relação de casal. O vigor e disponibilidade do elenco, principalmente Maria Ribeiro e Clarisse Abujamra conferem ao filme várias cenas antológicas: mas a que mais me marcou, foi o passeio da mãe e filha comprando sapatos pra mãe. A mãe chega e pede a opinião da filha sobre qual sapato comprar: vermelho ou marrom. A filha escolhe um, a mãe outro, e ai começam uma discussão interminável. Essa cena para mim resume o filme: cada um é e deve ser dono de si e de suas opiniões. Sejam elas acertadas ou não. Um belo filme que merece ser visto.

Elenco

  • Maria Ribeiro - Rosa
  • Paulo Vilhena - Dado
  • Felipe Rocha - Pedro
  • Sophia Valverde - Nara
  • Heleninha Boskovic Cortez - Rosa quando era criança.
  • Jorge Mautner - Homero
  • Clarisse Abujamra - Clarice

Três anúncios para um crime (2017)

DOWNLOAD mega / 1FICHIER

O cineasta inglês Martin McDonagh é da mesma linhagem de filmes de Tarantino, Irmãos Coen e Guy Ritchie: são filmes que possuem personagens psicóticos, violentos, geralmente morando em um ambiente opressor e que estão em busca de vingança. Ah sim, não podemos esquecer da cultura pop, que é fundamental para os seus filmes. Ou você acha normal um policial truculento ouvir "Chiquitita" de Abba, dançar e achar isso normal? Martin McDonagh. dirigiu os excelentes "Na mira do chefe" e "Sete Psicopatas e um Shih Tzu". Agora, com "Três anúncios para um crime", ele atinge o seu ápice. Seu roteiro é extraordinário, o Elenco, como um todo, está muito foda e a direção, não menos que brilhante, O filme tem pelo menos 2 cenas antológicas, verdadeiras aulas de cinema: o plano sequência do Policial Dixon (Sam Rockwell, soberbo) quebrando tudo numa sala de anúncios de classificados, e a cena do incêndio. O filme alterna momentos de tensão, drama e comédia de humor negro, Típico dos irmãos Coen, mas quem viu os outros filmes de Martin McDonagh. sabe que ele sempre foi assim, e o seu humor esta próximo ao inglês. Mildred (Frances McDormand) é uma mulher em busca de vingança. Sua filha foi estuprada e assassinada, e ela culpa a polícia local de sua cidade de não avançar no caso. Ela resolve então alugar 3 anúncios na estrada, e isso faz o caso voltar à tona, incomodando a todos na cidade. É um deleite assistir tantos atores foda dando tudo de si em interpretações vibrantes. Além de Frances e de Sam Rockwell, temos Woody Harrelson, sensacional, e os jovens Lucas Hedges (de "Manchester à beira mar" e "Ladybird") e Caleb Landry Jones. Ah, e quem atua na cena de Chiquitita" é Sam Rockwell, fenomenal. 


Resultado de imagem para as boas maneiras filme 2017

As Boas Maneiras (2017)

Mega

Dirigido por Marco Dutra e Juliana Rojas

ELENCO:

Isabél Zuaa
Marjorie Estiano
Miguel Lobo
Cida Moreira
Andréa Marquee

Exercício de gênero realizado pelos mesmos diretores do cult "Trabalhar cansa". Premiado em Locarno, o filme mistura o terror, o musical, o drama, a comédia em longos 135 minutos. São 2 filmes em um: exatamente no meio do filme, existe uma enorme reviravolta que nos dá a impressão de assistir a um outro filme, praticamente com um elenco diferente, somente repetindo a protagonista Izabel Zuaa, no papel da enfermeira Clara, e sua locatária, interpretada por Cida Moreira. Clara, desempregada, vai procurar emprego como babá, e acaba sendo entrevistada pela ricaça e perua Ana (Marjorie Estiano), que está grávida. As duas criam um forte vínculo, e se tornam amantes. Ana conta para Clara quem é o pai da criança. Essa revelação norteará a segunda parte do filme, que não posso contar porque irá configurar spoiler. Uma segunda leitura para esse bizarro conto de fadas, pode ser uma discussão sobre a luta de classes e a relação patroa branca e empregada negra, que em alguns momentos, é tratada quase como uma subalterna (exemplo, a cena da loja de sapatos). A outra discussão pode ser os maus tratos contra as crianças, mesmo elas sendo "dotadas" de poderes especiais. Salta aos olhos o excelente trabalho de efeitos especiais, e também o uso de músicas famosas na trilha, como "Can't take my eyes off you". Outro ponto a ser elogiado é o excelente trabalho do elenco: Marjorie Estiano em seu papel mais radical, a revelação de Izabel Zuaa, o trabalho do menino Miguel Lobo, irrepreensível, e a participação da sempre excelente e ladra de cenas, Gilda Nomacce. Difícil indicar o filme e dizer a um amigo a que gênero o filme pertence. Poderia dizer que é um filme para cinéfilos, pois as referências são várias: "O bebê de Rosemary", "Somos o que somos" (filme mexicano), "Raw" ( filme francês), o clássico "Um lobisomem americano em Londres", "Frankenstein" e a peça de Karen Accioly "O Ogroleto", sobre um menino Ogro carnívoro que não aceita o seu destino e resolve se tornar vegetariano.


 Gabriel e a Montanha (2017)

MEGA

O jovem economista Gabriel Buchmann, estudante da PUC, foi encontrado morto aos 28 anos no cume do Monte Mulanje, no Malawi. A data foi 17 de julho de 2009, quando ele desapareceu ao escalar a montanha, e seu corpo foi encontrado 17 dias depois. O filme, dirigido brilhantemente por Fellipe Barbosa (de "Casa Grande"), retrata os 70 últimos dias de vida de Gabriel, já na África. Descobrimos que Gabriel tirou um ano sabático para viajar pelo mundo, e a última parada foi a África, antes de voltar para casa. Gabriel quer se especializar na pobreza do terceiro mundo, e por isso mesmo, é sacaneado pelos seus colegas da PUC, que o chamam de "Pobrólogo". Durante a trajetória, descobrimos as várias facetas de Gabriel (em performance arrebatadora de João Pedro Zappa), que ao mesmo tempo que aparenta ser simpático e carismático, mostra seu lado intempestivo, arrogante e bipolar. O filme procura fazer a gente entender as razões de Gabriel ter subido a montanha sozinho, sem guia. Para isso, a narrativa mescla linguagem ficcional e documental, com algumas pessoas reais interpretando a si mesmos. O filme foi um tour de force de realização: a equipe e elenco fez a trajetória real de Gabriel. Talvez por conta disso, o filme tenha ficado longo (mais de 130 minutos). Em Cannes, o filme ganhou dois prêmios especiais. A destacar, a linda fotografia de Pedro Sotero e a trilha sonora. composta por ritmos africanos. Impossível não comparar o filme a "Na natureza selvagem", de Sean Penn.


Ver a imagem de origem

Triplo X 3 - xXx Reativado (2017)

MEGA

Xander Cage (Vin Diesel) desiste de sua aposentadoria quando Xiang, um guerreiro alfa mortal, coloca suas mãos em uma arma indestrutível chamada de “Caixa de Pandora”. Xander recruta os melhores soldados do mundo para destruir o vilão e paralelamente tem que enfrentar uma resistência formada por governos corruptos de todo o mundo.


Depois daquela montanha (2017)

MEGA

Quase todo filme trabalha com metáforas, e esse suposto filme de aventura e sobrevivência não poderia deixar de ser uma. As montanhas geladas e assustadoras acabam sendo uma simbologia da relação fria e distante entre duas pessoas totalmente opostas em histórias de vida. Eu seria a última pessoa do mundo a convidar o Diretor palestino a dirigir esse drama romântico (ele dirigiu filmes importantes e premiados como “Paradise Now”), mas ainda bem que os produtores americanos têm essa noção de que um Cineasta pode ser eclético e filmar qualquer gênero, qualquer tipo de filme (quando se permitem, claro). Ben (Idris Elba) é um médico. Alex (Kate Winslet) é uma fotógrafa jornalística. Ambos se encontram no aeroporto de Idaho e precisam embarcar para Nova York. Ele para encontrar a esposa, ela para casar. Mas impossibilitados de embarcar, resolvem alugar um pequeno bimotor (o piloto é o sumido Beau Bridges, irmão de Jeff Bridges). Quando estão atravessando as montanhas geladas, o piloto sofre um derrame e o avião cai. A partir daí, é a costumeira luta pela sobrevivência, e por sorte, acompanhados pelo esperto cachorro do piloto, que estava no avião. Idris e Kate carregam o filme, mas o excesso de "facilidades" que o roteiro se permite, para fazer a história caminhar, incomoda bastante. Para quem quer um sessão da tarde romântico (pois é isso o que o filme acaba sendo), é uma boa pedida. Para os que buscam ação e aventura... melhor não esperar tanta adrenalina.


Resultado de imagem para carcereiros série 

Carcereiros (2017)

Primeira Temporada / Segunda Temporada

Adriano (Rodrigo Lombardi) é um historiador graduado que decide virar agente penitenciário para seguir os passos do pai. Quem lhe ajuda a lidar com os conflitos do ambiente sempre tenso são os colegas Vinícius (Jean Amorim) e Isaías (Lourinelson Vladmir), o chefe de segurança Juscelino (Aílton Graça) e a diretora Vilma (Nani de Oliveira), além do rabugento e quase aposentado agente penitenciário Valdir (Tony Tornado). O viúvo faz o que faz pela filha adolescente, Lívia (Giovanna Rispoli) e a segunda esposa, Janaína (Mariana Nunes).


Corra! (2017)

DOWNLOAD

Filme de estréia do Cineasta Jordan Peele, é, mal comparando, o "Moonlight" dos filmes de terror. Explico: produção independente que rendeu bastante nas bilheterias, aclamado pela crítica, escrito e dirigido por um jovem cineasta negro e que toca no tema do preconceito racial de forma explosiva. Dificilmente esse filme poderia ter sido filmado por um Cineasta branco, pois com certeza teria sido acusado de racismo. Sério, seu tema é totalmente polêmico. Chris (Daniel Kaluuya, excelente) é um jovem negro que namora uma mulher branca, Rose. Rose quer levar Chris para conhecer os seus pais, mas Chris teme o fato deles não saberem que ele é negro. Ao chegar numa distante cidade provinciana, onde moram os pais de Rose, Chris estranha de cara a família, composta pelos pais e um irmão, todos sinistros (Catherine Keener interpreta a mãe, diabólica). Para sua surpresa, todos o tratam bem. Os caseiros da casa são negros e agem de forma estranha. No dia seguinte, chegam os convidados de uma festa da família, e são todos brancos. Chris resolve investigar suas suspeitas, e adentra em um mundo surreal onde nada é o que parece ser. Um roteiro repleto de reviravoltas, totalmente à moda Shayamalan, "Corra!" foi uma das grandes sensações em Sundance desse ano de 2017, e fez uma bilheteria de quase 180 milhões de dólares, a um custo de 5 milhões. Com um elenco sintonizado com a proposta do filme e uma trama mirabolante que remete a filmes de terror dos anos 80. "Corra!" (Get up, no original) surpreende o tempo todo. O suspense é baixos teores, mas sempre instigante. A parte final vira uma verdadeira catarse, e o filme ainda consegue fazer divertir através do personagem de Rod, amigo policial de Chris, que tem ótimas tiradas.


DEATH NOTE (2017)

DriveGoogle

Adaptação americana de famoso mangá que rendeu uma franquia com 3 filmes e uma série de animação no Japão, “Death note” ganha refilmagem do Netflix pelas mãos do Diretor Adam Wingard, do excelente filme de terror “A visita”. O filme foi destruído pela crítica e pelo público, mas como eu não assisti aos originais japoneses, até que me diverti. Corrigindo: o filme de fato não é bom, é repleto de problemas (roteiro, efeitos toscos, atuação), mas como ele tem um charme de Filme B (o que inclui trilha com sintetizadores), achei digno. E mais: um diretor que inclui 2 músicas para lá de bregas e que não tem nada a ver com as cenas em dois momentos chaves, merece meu respeito. É como se ele dissesse: “Foda-se o público, faço o que eu quero!”. Ou alguém com mente sã poderia imaginar que em uma cena do desfecho, poderia tocar impunemente “Como uma deusa”, da Rosana, em versão americana? O filme me lembrou bastante a premissa de “7 desejos” com “Premonição”: um jovem nerd, que sofre bullying na escola, Light Turner (Nat Wolff, de “Cidade de papel” e “ A culpa é das estrelas”) encontra misteriosamente um caderno com a capa escrito “Death note”. Ele descobre que o caderno é administrado por um entidade chamada Ryuk (voz de Willen Dafoe) e que permite que o dono do caderno mate quem ele quiser. Basta que escreva o nome da pessoa e pense em seu rosto. Eu adorei as cenas toscas das mortes, bem ao estilo “Premonição": decapitação, etc, tudo com bastante sangue. Chegam a ser bizarras algumas mortes. As performances prejudicam também o filme: Nat Wolff, bom ator, inexplicavelmente fica com cara de tábua em muitas cenas. Mas os piores são os atores que interpretam o pai de Light, o policial James, e o Detetive “L”, interpretado por Lakeith Stanfield, de “Corra!”. Esse último compõe um tipo esquisito, que combina mais com um filme e a cultura japonesa, mas não em um filme americano: ou alguém acha normal uma pessoa sentar de cócoras (típico da sociedade japonesa, mas não da ocidental). Se não tiver nada para assistir, “Death note” pode ser um passatempo. Se vai irritar ou não, vai depender do seu astral do dia. Pelo menos dá para se divertir com a voz de Willen Dafoe, maravilhosa e sarcástica.


Resultado de imagem para confronto+no+pavilhão+99 download

Confronto no Pavilhão 99 - 2017

Download MEGA

Bradley Thomas é um ex-boxeador que perde o emprego como mecânico e resolve trabalhar, contra a vontade, como entregador de drogas, unicamente para dar uma vida melhor à esposa que está grávida do seu primeiro filho. Depois de uma entrega de rotina sair terrivelmente errado, Bradley é preso e mergulha num inferno de extrema violência.


Resultado de imagem para O Culto de Chucky

O Culto de Chucky (2017)

MEGA / DriveGoogle

O roteirista e Diretor Don Mancini foi quem escreveu o primeiro Chucky em 1988, que se chamava de "O brinquedo assassino" e foi dirigido por Tom Holland. Vários filmes depois, a franquia parece não ter fim. Agora com "O culto ao Chucky", Mancini esculhamba de vez o personagem. Não basta ter um Chucky, agora serão 4!!! E fora isso, ainda tem a Noiva de Chucky, ambos com as vozes de Brad Dourif e de Jennifer Tilly. Andy (Alex Vincent, que interpreta o personagem desde o 1º filme, quando tinha 5 anos, e agora está com 34 anos!!) quer tentar salvar Nica (Fiona Dourif), presa em uma clínica psiquiátrica injustamente, acusada de ter matado toda a sua família no filme anterior. O que Andy não imagina, é que o Diretor da clínica resolve encomendar vários bonecos de Chucky como terapia para os seus pacientes. O filme infelizmente não faz juz ao personagem Chucky. O roteiro é fraco, apostando apenas em sucessão de mortes e personagens tolos. Mesmo as cenas de morte nem são divertidas, como eram as do primeiro filme. A franquia já se auto-paródia. Um exemplo: A personagem de Jennifer Tilly se apresenta para Nica como sua tia Valentine, e Nica diz: "Você se parece com a Jennifer Tilly". Um ou outro momento diverte pela tosquice, mas no geral, o filme é de verdade, mais do mesmo. Para quem assistir, existe uma cena pós-créditos.

 


Resultado de imagem para sp-cronicas-de-uma-cidade-real

SP: Crônicas de uma Cidade Real - 2017

DOWNLOAD MEGA

São Paulo. É onde acontece ao mesmo tempo o resgate de um policial e a punição de um assassino; é onde um sádico estuda a arte; onde tem uma busca pela memória esquecida; e onde se descobre que a justiça é uma coisa e lei é outra.


Resultado de imagem para 55 passos filme

55 Passos (2017)

DOWNLOAD MEGA

Eleanor Riese (Helena Bonham Carter) é uma mulher que decide batalhar pelos seus direitos: após muitos anos de um longo e complexo tratamento psiquiátrico, ela decide batalhar na justiça para que outros pacientes possam ter voz durante o processo, sem que eles sofram possíveis abusos de médicos. Para isso, Eleanor receberá a ajuda da advogada Colette Hughes (Hilary Swank), que fará de tudo para vencer a batalha judicial.


A Grande Jogada (2017)

DOWNLOAD MEGA

Molly Bloom, uma esquiadora olímpica que operava os jogos de pôquer de altas apostas mais exclusivos do mundo. Isso levou ela a tornar-se um alvo para o FBI. Baseado em uma história verdadeira.


Jogos Mortais: Jigsaw (2017)

DOWNLOAD MEGA

Vários corpos aparecem na cidade, cada um com sinais de um horrível final. À medida que a investigação prossegue, a evidência aponta para um suspeito: John Kramer, o homem conhecido como Jigsaw, que morreu há dez anos.


Lady Bird: A Hora de Voar (2017)

DOWNLOAD 1FICHIER

Famoso por ser o filme que por um bom tempo se manteve no ranking da Rotten Tomatoes como a produção que ganhou 100% de aprovação dos críticos (logo depois suplantada por “Toy Story 2”), “Lady Bird” é o filme de estréia da atriz Greta Gerwig, que também escreveu o roteiro. Impossível assistir ao filme e não pensar que ele é um prequel de “Frances Ha”, filme de Noah Baumbach que tornou Greta famosa no circuito indie cinematográfico. Cristine (Saorsie Rosnan) é uma adolescente de 17 anos que mora com sua família na cidade de Sacramento, lugar que ela odeia por estar fora do circuito cultural efervescente do País. Seus pais, a enfermeira Marion (Laurie Metcalf, brilhante e comovente) e Larry (Tracy Letts, ótimo), desempregado e seus 2 irmãos adotivos moram confinados em uma casa na periferia da cidade. Christine, que se auto-denomina “Lady Bird”, vive às turras com sua mãe, com o colégio católico que ela odeia e quer passar para uma faculdade em Nova York, mas além dela não ser uma boa estudante, seus pais não tem como bancar os estudos. Christine passa a experimentar tudo que uma menina de sua idade deseja: primeiro namorado, primeiro sexo, fumar maconha, ser atriz na escola, ter os melhores amigos. Totalmente amparado no talento da atriz Saorsie Rosnan, no papel principal, que está absolutamente adorável, o filme tem todas as qualidades que a gente espera de uma produção indie: bons atores, bom roteiro e diálogos, trilha sonora envolvente, e principalmente, uma direção que valoriza o material humano e não queira inserir a técnica acima do material humano. É um filme muito simples na decupagem, na execução, e aí está o grande acerto de Greta Gerwig. Ela sabe o ouro que tem no seu roteiro com diálogos vibrantes, com seu elenco impecável. 


Adeus Christopher Robin (2017)

DOWNLOAD MEGA

Cinebiografia de Alan Milne (Domhnall Gleeson, extraordinário), jornalista e escritor inglês, criador do Ursinho Pooh (Winnie, the Pooh), se baseando na imaginação de seu filho Christopher Robin (um trabalho fantástico do jovem Will Tilston, a cara de Geena Davis). Alan lutou na 1ª Grande Guerra e por conta disso, ficou traumatizado. Sua esposa Daphne (Margot Robbie) resolve engravidar, na esperança de que um filho trouxesse a alegria de volta para Alan. Mas a criança nasce, e Alan continua depressivo. Aos 8 anos de idade, tendo a família se mudado para uma casa de campo, junto da babá Olive (Kelly Macdonald, ótima). Christopher brinca com seus bonecos de pelúcia. A imaginação fértil de Christopher inspira Alan a criar o Ursinho Pooh e seus amigos, que logo, se tornaram um fenômeno mundial (num mundo onde todos estavam tristes por causa da Guerra, a alegria de Pooh e seus amigos foram um antídoto). O que Alan não poderia prever, é que Christopher ficasse irritado, pois com o sucesso, ele entendeu que aquele mundo que ele criou apenas para ele e seu pai, acabou sendo dividido para outras pessoas. Christopher cresceu problemático e sofrendo bullying aonde quer que fosse. Simon Curtis foi o realizador do comovente "Sete dias com Marylin". Com uma linda trilha de Carter Burwell (Compositor de vários filmes dos irmãos Coen e de "Carol") bela fotografia, o filme, de uma forma correta, conta uma história de sucesso e suas consequências desastrosas. E todo mundo sabe que os atores ingleses são os melhores! Apelando pro melodrama e para o encantamento, típico do universo de Walt Disney (que décadas depois, se apropriou dos direitos do Ursinho), é um filme para toda a família, apesar do seu desfecho melancólico e que com certeza, fará muita gente chorar.


Querido Ditador (2017)

DOWNLOAD MEGA

Quando a turbulência política força a um ditador a fugir da sua nação ilha, ele busca refúgio e se esconde com uma adolescente rebelde nos subúrbios e acaba ensinando a garota como começar uma revolução e derrubar as "garotas malvadas" da sua escola.


Fragmentado (2017)

Download MEGA / GoogleDrive

O Cineasta M. Night Shyamalan teve seus momentos de glória, inferno e o retorno para a glória, exatamente nessa ordem. Graças ao sucesso de seu filme anterior, "A visita", e agora com esse "Fragmentado", Shayamalan deu as coordenadas de como fazer filmes baratos renderem muito. "Fragmentado" custou 9 milhões de dólares, e já rendeu até agora mais de 123 milhões de dólares. O Sucesso? A eterna fórmula do "Twist", aquela virada que pega a todos os espectadores de surpresa no final, e que todo mundo adora. A bem da verdade, a maior virada aqui acontece depois dos créditos finais, mas nenhuma pessoa na face da Terra será capaz de comentar o que acontece, correndo o maior risco do mundo de provocar um mega spoiler. Uma pena, pois suscitaria uma discussão bem grande entre os fãs do cineasta indiano. Muito pouco pode se falar sobre o filme. Somos apresentados a 3 garotas, que logo no inicio são raptadas por um sequestrador, que as prende em uma espécie de cativeiro subterrâneo. Logo, apavoradas, elas descobrem que é esse homem: Kevin (James McAvoy, genial) é um homem que sofre de múltiplas personalidades. Dentro de sua mente, existem 23 diferentes tipos de pessoas, mudando de gênero e idade. O que as apavora, é que uma 24ª personalidade está para surgir. Direção segura de Shayamalan, que na parte final deixa o espectador com o coração na boca, nos preparando durante toda a trajetória para o que virá. As meninas não são tão boas atrizes, mas como o filme está todo em McAvoy, a gente releva. Fotografia merecedora de nota especial, a cargo de Mike Gioulakis, que realizou o excelente "A corrente do mal". Iluminando o subterrâneo com sombras e luzes amarelas, Mike Gioulakis cria tensão nas suas cores, praticamente criando uma luz para cada personalidade de Kevin. 


Resultado de imagem para rei arthur a lenda da espada

Rei Arthur - A Lenda da Espada - 2017

MEGA

Que Guy Ritchie sabe dirigir filmes de ação, isso ninguém tem dúvida, basta avaliar a franquia "Sherlock Holmes", de onde saiu inclusive Jude Law, aqui interpretando cruel Rei Vortigem. Mas o que poderia ter dado errado nesse filme, que inclusive em seu final, aponta para uma possível, mas pelo visto morta (foi um dos maiores fracassos da recente história de Hollywood), possibilidade de continuação? Acredito que a síndrome de "Quero ser Game of thrones" possa ser um fator que tenha afundado o filme. Tudo nele tem um que do famoso e celebrizado seriado da HBO. O mesmo universo, praticamente a mesma caracterização e figurinos, e para piorar, escalaram o ator Aidan Gillen, o Mindinho de GOT, para um dos importantes papéis centrais. Impossível não achar que estamos assistindo ao seriado, porém, piorado. O filme não tem carisma, não tem alma, os personagens não conquistam a simpatia do espectador. Tudo meio mecânico, meio a toque de caixa. Os efeitos são bem fracos, as coreografias de ação não chamam atenção, e as câmeras lentas famosas de Guy Ritchie já ficaram com sensação de Deja Vu. E para atrair um público mais juvenil, o filme evita mostrar violência, quase nem há sangue, pode passar direto no sessão da tarde sem cortes. Ver aqueles enormes elefantes no filme, que é repleto de magia, é muito estranho, mas de novo, como ele quer se aproximar do universo fantástico de GOT, ficou parecendo que estamos assistindo a um outro filme, mas não a Rei Arthur. O filme "Excalibur", de John Boorman, realizado em 1981 e que conta a mesma história da formação dos Cavaleiros da Távola Redonda, é muito mais instigante do que esse aqui, que tem elementos narrativos que lembram "Ben Hur". Charlie Hunnan, que está excelente em "Z, a Cidade perdida", aqui posa de brucutu, até dá conta, mas não tem carisma para tal. Jude Law faz cara de mal e até diverte, mas com certeza o tilintar do dinheiro em sua conta bancária falou mais alto. De qualquer forma, não é um filme ruim. Dá para assistir como passatempo, porém, sem qualquer tipo de expectativas. Como manda o figurino dos pipocas, pode fazer a alegria da molecada. Mas quem quer um pouco mais de novidade, vai ficar devendo.


O Doutor da Felicidade (2017)

DOWNLOAD MEGA

Doutor Knock é um ex-bandido que se tornou um médico e chega à pequena aldeia de Saint-Maurice para fazer sua fortuna usando um método particular. Ele faz com que os moradores acreditem que eles não são saudáveis e encontra em cada um deles um sintoma imaginário, ou não, para assim poder exercer sua profissão de forma lucrativa. Depois de ganhar a confiança da aldeia, Knock está à beira de alcançar seus objetivos, mas seu passado o alcança e um velho conhecido perturba os planos do médico.


Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas (2017)

MEGA

Saí do filme completamente extasiado com a história de William Moulton Marston (Luke Evans), o criador do Cartoon da Mulher Maravilha em 1941. Quem diria que por trás da super heroína, havia uma história de taras, perversões e poliamor. O Professor Marston era psicólogo e Professor da Universidade de Radcliffe. Sua turma tinha apenas alunas, e ele estava se aprofundando na "Teoria DISC (D (Dominante), I (Influente), S (Seguro), e C (Cauteloso), que estuda o comportamento humano. Casado com Elisabeth (Rebecca Hall), também psicóloga e professora da mesma Universidade, ele escala uma aluna, Olive (Bella Heathcote) para trabalhar com eles na pesquisa. Os 3 descobrem uma afinidade muito grande entre eles na forma de encarar o amor e se tornam amantes. Anos se passam, e com vários filhos, o casal de professores é demitido, por conta do escândalo. Tentando sobreviver de todo jeito, Marston, anos depois, começa a conceber o cartoon da Mulher Maravilha, que vem a ser uma junção de Elisabeth e Olive: uma mistura da inocência, arrogância, poder e submissão das duas mulheres que ele ama, num Universo pervertido do Bondage e da Dominatrix. Com uma história tão poderosa e provocante, a diretora e roteirista Angela Robinson coloca em pauta os temas do feminismo e do poliamor, tão em voga hoje em dia. Os 3 atores principais dão conta de seus personagens com muito esmero e bastante sensualidade. O filme prefere passar batido pelo ponto de vista dos filhos em relação a esse triângulo amoroso tão à frente de seu tempo. Tecnicamente correto, o filme tem uma certa frieza narrativa, mas funciona pois instiga o espectador a querer saber mais e mais dessa história safada e arretada. Com certeza, ninguém conseguirá enxergar os filmes da Mulher Maravilha com olhos inocentes a partir de agora. Amei ver os cartoons da época, repletos de momentos Dominatrix.


Resultado de imagem para a maldição das formigas gigantes

A Maldição das Formigas Gigantes (2017)

ASSISTA ON LINE

Três adolescentes viajam para o deserto com a intenção de participar de uma festa. Eles descobrem uma instalação de pesquisas secreta, que aparentemente vinha estudando os efeitos radioativos de um meteoro em uma colônia de formigas. O resultado do experimento foram formigas gigantes, que não vão demorar para escapar e transformar a festa em um massacre.


Imagem relacionada

As Apimentadas: #desafiomundial - 2017

DOWNLOAD

Destiny (Cristine Prosperi), a capitã da equipe tri-campeã The Rebels, é desafiada à uma competição mundial pela nova equipe The Truth. Ela descobre que todas as equipes da competição estão tentando derrubá-la, e ela vai ter que ignorar seu ego e descobrir quem são seus verdadeiros amigos para poder ganhar essa competição.


 Resultado de imagem para redemoinho filme

Redemoinho -2017

DriveGoogle

Adaptação do livro "O Mundo Inimigo”, de Luiz Ruffato, mesmo autor de outro filme chamado "Estive em Lisboa e me lembrei de você", ambos rodados no Polo de Cinema em Cataguases. O filme é a estréia na Direção Do diretor da Globo José Luis Villamarin, consagrado por dirigir novelas e seriados, entre elas, "Avenida Brasil". Villamarin é famoso pela excelente Direção de Atores, e é justamente esse ponto, e o da fotografia, que o filme tem de mais memorável. Walter Carvalho aprimora ainda mais o seu olhar aguçado sobre a imagem que o rodeia. Muitas cenas são verdadeiras pinturas, como as da fábrica de algodão, a da beira da estrada de ferro e a da chuva. Simplesmente brilhante. Villamarin apostou em um cinema autoral para a sua estréia, e para isso, contou com o apoio de atores consagrados no cinema de autor: Irandhir Santos, Julio Andrade, Dira Paes e Cassia Kiss. Todos estão incríveis, trabalhando a questão do tempo e o conflito interno de cada um de seus personagens. Em Cataguases, mora Luzimar (Irandhir), operário de uma fábrica de algodão. Ele é casado com Tininha (Dira). Um dia, Gildo (Julio Andrade) retorna à cidade, para visitar sua mãe (Cassia Kiss), na noite de Natal. O reencontro dos dois amigos irá fazer florescer uma tragédia do passado. Com uma belíssima direção de imagens, o filme abraça o minimalismo e vai de encontro a um ritmo extremamente lento, compassado, onde poucas coisas acontecem. Todo o turbilhão emocional encontra-se no interior dos personagens. É um filme autoral, artístico e que vai encontrar no público cinéfilo os seus espectadores. O grande público será desafiado a assistir a uma obra que precisa ser saboreada lentamente, em seus pequenos detalhes. A quem se permitir tal acordo, encontrará uma obra adulta e que provavelmente, provocará mesas de discussão pelo sentimento que ele provoca ao fim da projeção.


Crimes na Madrugada (2017)

DOWNLOAD

O agente encoberto Vincent Downs se encontra envolvido em uma rede de policiais corruptos e bandidos violentos. Quando depois de um roubo seu filho é sequestrado, Downs deve correr contra o tempo durante uma noite intensa para salvá-lo e levar os criminosos à justiça.


Resultado de imagem para tubarão tóxico filme

Tubarão Tóxico (2017)

MEGA

No filme, um fim de semana de um grupo de jovens se torna um pesadelo quando um tubarão venenoso surge nas límpidas águas de um paraíso tropical. O tubarão tóxico rasgará suas vítimas e irá contaminá-las com um ácido que os transforma em “zumbis”.

 

O Espaço Entre Nós (2017)

MEGA

Britt Richardson é um fenômeno: uma jovem atriz, bonita, talentosa... mas com um dom impressionante para ser pé fria. Ela precisa urgente ou mudar de Agente, ou reavaliar as suas escolhas. Todos os seus últimos filmes ou fracassaram nas bilheterias, ou foram polêmicos. "Tomorrowland" foi um dos maiores desastres financeiros da Disney. "Quatro vidas de um cachorro" naufragou antes de ser lançado, por conta do vídeo de maus tratos a um dos cachorros usados no filme. "Mr Church", com Eddie Murphy, nem foi lançado aqui no Brasil, e foi alvo de críticas pela comunidade negra, que o acusou de fazer parte dos filmes "Magical negre", onde negros são subservientes ao homem branco. Agora, com esse "Um espaço entre nós", que foi detonado pela crítica e público. O filme, pelo trailer, emocionava bastante com a história incrível de um garoto que nasceu em uma primeira missão de colonização em Marte. Porém, devido as condições de seu nascimento, ele não pode vir à Terra, pois seu corpo frágil não aguentaria a gravidade. Passado os anos, o menino se torna adolescente, Gardner (Asa Butterfield, de "Hugo Cabret" e "O lar das crianças peculiares"). Ele é criado por cientistas na estação espacial em Marte. Conectado à alta internet, ele bate papo em um chat com uma adolescente problemática, Tulsa (Richardson), sem que ela saiba que ele está em Marte. Apaixonado, Gardner quer vir à Terra por duas razões; conhecer Tulsa e conhecer seu pai, sem paradeiro. Com um elenco formado também pelos talentosos Gary Oldman e Carla Gugino, o filme desanda quando o menino chega à Terra. Parece que se transforma em um outro filme, e se torna um filme corriqueiro sobre adolescentes desajustados e bullying. A direção não aproveita o alto potencial da trama bizarra e lúdica e o romantismo, que deveria ser um pequeno clássico de jovens feito para chorar, não provoca a minima emoção. Uma pena, porque Asa Butterfield é um rapaz muito talentoso. Gary Oldman está totalmente no automático. O filme é sem ritmo, e os efeitos, razoáveis. 


Resultado de imagem para corrida mortal 2050

Corrida Mortal 2050 (2017)

MEGA

O ano de 2050, o planeta tornou-se superpovoado, para ajudar a controlar a população o governo desenvolve uma corrida. A corrida da morte. Anualmente a corrida tem concorrentes de todo o país, marcando pontos por matar pessoas com seus veículos. A refilmagem de Corrida da Morte: Ano 2000 (Death Race 2000), que o lendário cineasta Roger Corman dirigiu em 1975. 

Resultado de imagem para o confidente da rainha

Victoria E Abdul - O Confidente Da Rainha (2017)

MEGA

1887, cidade de Agra, na Índia. Dois jovens locais são escolhidos para viajar até Londres de forma a presentear a rainha Victoria (Judi Dench) com uma valiosa moeda local. Ao chegar, tanto Abdul (Ali Fazal) quanto Mohammed (Adeel Akhtar) estranham bastante os costumes da realeza britânica, sempre a postos para mimar a rainha. Ao entregar a moeda, Abdul quebra o protocolo e encara a monarca. Tamanha ousadia chama a atenção da rainha Victoria, que através de várias conversas não só passa a conhecê-lo melhor como também o transforma em seu conselheiro. Esta decisão não agrada nem um pouco a corte inglesa, que não entende como um humilde indiano pode ser detentor de tal honraria.

Resultado de imagem para

Ninguém Entra, Ninguém Sai - 2017

MEGA

Após fazer uma vaquinha entre amigos, Edu (Emiliano D'Ávila) consegue dinheiro suficiente para levar Suellen (Letícia Lima) ao Zeffiro's, um motel bastante conceituado e caro. Lá também estão a juíza Letícia (Danielle Winits) e seu assessor Acauã (Tatsu Carvalho), os adolescentes Caju (João Côrtes) e Bebel (Bella Piero), a virgem Margot (Mariana dos Santos) e o assaltante Alexandre (Rafael Infante), além de vários outros casais. Paralelamente, o funcionário do motel Donizete (Paulinho Serra) vai até um hospital e lá é diagnosticado com um vírus raro, que até então não existia no Brasil. Por causa disto, o motel é imediatamente colocado em quarentena, com seus funcionários e hóspedes sendo impedidos de deixar o local. Ao mesmo tempo em que temem que suas identidades sejam reveladas, eles precisam encontrar um meio de conviver em harmonia enquanto desfrutam dos prazeres do estabelecimento. 

Resultado de imagem para paraíso perdido filme cineclick 

PARAÍSO PERDIDO (2017)

GoogleDrive

Direção: Monique Gardenberg

O passado de Monique como produtora de uma dos maiores Festivais de música no Brasil, com certeza, explica a sua paixão pela musicalidade que emana no seu filme "Paraíso perdido". Com um repertório que passeia pela música brega de Valdick Soriano, Marcio Greik, Reginaldo Rossi e até uma versão brasileira de "You're so vain", de Carly Simon, o filme discute as relações familiares da forma mais transgressora possível: lésbicas, gays, trans, menage, vale tudo para poder trazer a mensagem de que toda a forma de amor é possível. E para isso, nem são preciso palavras: podem ser través de linguagem de surdo mudo ou através das letras das músicas cantadas na boite que dá nome ao filme. Nesse sentido, o filme se aproxima do cult de John Cameron Mitchell, "Shortbus". Ali, a boite, que também tem o nome do filme, é o ponto de encontro para solitários, desencantados, carentes, frustrados, assassinos, frígidos e toda sorte de traumas humanos. As pessoas cantam, dançam, se beijam, sem se importar com preconceitos que existem da boite pra fora. Nesse bunker emotivo, nossos personagem perambulam num ambiente de encontros e desencontros: Tem o dono da boite, José (Erasmo Carlos), pai de 3 filhos: Teylor (Seu Jorge), que é adotivo; Angelo (Júlio Andrade), pai de Celeste (Julia Konrad); e Eva (Hermila Guedes), que se encontra presa por um crime do passado. Eva é mãe de Imã (Jaloo, em sua estréia como ator), um ser andrógino que procura descobrir a sua identidade sexual, em conflito se quer ser homem ou mulher. Todos cantam na boite. E ali, vai parar o fio condutor do filme, o policial vivido por Lee Taylor, filho da surda interpretada por Malu Galli. Ah, e ainda tem os namorados de Celeste e Imã, interpretados por Felipe Abib e Humberto Carrão. Como se vê, são muitas as tramas e sub-tramas desse filme ambicioso, mas que trata seus personagens com carinho. Monique dirige bem os seus atores, e a fotografia do Mestre Pedro Farkas ajuda a criar essa atmosfera onírica que o filme precisa. Vixe, faltou contar a sub-trama da presidiária interpretada por Marjorie Estiano, e amante de Eva! Será que vem seriado por aí ?? (Monique dirigiu o seriado "Ó Paí Ó", que se tornou seriado depois).

Imagem relacionada

Malasartes e o Duelo com a Morte (2017) 

MEGA / 1Fichier

Vivendo no interior do Brasil, o jovem Pedro Malasartes (Jesuíta Barbosa) é um malandro. Com a sua lábia, ele consegue pregar peças em comerciantes e se aproveitar da boa vontade alheia. No entanto, sua incrível esperteza será colocada à prova pela Morte, a ceifadora de almas.

Dirigido por Paulo Morelli

Elenco

Ator/Atriz Papel
Jesuíta Barbosa Malasartes
Isis Valverde Áurea
Júlio Andrade Morte
Leandro Hassum Esculápio
Vera Holtz Cortadeira
Augusto Madeira Zé Candinho
Milhem Cortaz Próspero
Luciana Paes Tecelã
Julia Ianina Fiandeira

Resultado de imagem para eu compartilho eu gosto eu sigo filme

Eu Compartilho. Eu Gosto. Eu Sigo. - 2017

MEGA

Quando Garret (Keiynan Lonsdale), um youtuber em ascensão, começa a namorar Shell (Ema Horvath), uma fã emotiva, ele começa a questionar se compartilhar sua vida com estranhos online é um convite para comunidade ou para obsessão e perseguição.

Resultado de imagem para Meus 15 Anos: O Filme

Meus 15 Anos: O Filme (2017)

Download 1Fichier / GoogleDrive

Aos quatorze anos de idade, Bia (Larissa Manoela), uma garota órfã de mãe, humilde, ingênua e tímida, descobre que vai ganhar uma grande festa de quinze anos. Mas tem um problema: a garota sonhadora e apaixonada por música não tem muitos amigos para convidar ao evento, por ser pouco popular na escola. Ela conta com a ajuda do único grande amigo, Bruno, e do pai Edu, para consertar a situação. Ela enfrentará vários desafios, como lidar com sua ex-melhor amiga de infância Jéssica, a garota mais popular do colégio que morrerá de inveja da festa, e também a dificuldade em lidar com seu crush Thiago, aquele gato do terceirão. Tudo isso para fazer com que sua noite de 15 anos seja inesquecível.

Dirigido por Caroline Okoshi Fioratti

Elenco

 
Atores Personagem
Larissa Manoela Bia
Lorena Queiroz Bia (Criança)
Bruno Peixoto Thiago
Daniel Botelho Bruno
Clara Caldas Jéssica
Bruna Tatar Rita
Heslaine Vieira Diana
Rafael Awi Heitor
Pyong Lee Fabio
Rafael Infante Edu
Victor Meyniel Joseph Charles
Polly Marinho Kátia
Anitta Ela mesma

 

Resultado de imagem para Real - O Plano Por Trás da História

Real: O Plano por Trás da História (2017)

Download 1Fichier

Direção de Rodrigo Bittencourt

Elenco

  • Emílio Orciollo Netto como Gustavo Franco
  • Bemvindo Sequeira como Itamar Franco
  • Norival Rizzo como FHC
  • Tato Gabus Mendes como Pedro Malan
  • Mariana Lima como Denise
  • Paolla Oliveira como Renata
  • Cássia Kis Magro como Valéria
  • Guilherme Weber como Pérsio Arida
  • Giulio Lopes como Edmar Bacha
  • Fernando Eiras como Winston Fritsch
  • Carlos Meceni como Clóvis Carvalho
  • Thiago Justino como Joubert
  • Klebber Toledo como Marcelo
  • Juliano Cazarré como Gonçalves
  • Anamaria Barreto como Ruth Cardoso
  • Ricardo Kosovski como Rubens Ricupero
  • Arthur Kohl como José Serra
  • Bia Arantes como Luiza
  • Blota Filho como Mascarenhas
  • Denis Derkian como Serjão
  • Wagner Molina como Ministro da Justiça
  • Edmilson Barros como Senador Baiano

Brasília, maio de 1993. Após uma sequência de planos econômicos que não surtiram efeito, o país é levado à hiperinflação. Uma seleta equipe de economistas é recrutada e protegida em um bunker contra pressões políticas. Eles mergulham na missão de reformar o Estado. Para tanto, criam e implementam um plano visando reformas econômicas e estabilização da economia, o que viria a ser denominado Plano Real.

 

O Herói (2017)

MEGA

Lee Hayden é um ator de filmes western cujos melhores anos já passaram depois de seu grande sucesso, O Herói. Agora, diagnosticado com câncer, ele deve aceitar seu passado e sua própria mortalidade na solidão, até que conhece uma jovem comediante, Charlotte Dylan.

 

Logan Lucky - Roubo em Família (2017)

MEGA

Tentando reverter a maldição da família, os irmãos Jimmy e Clyde Logan pretendem realizar um elaborado roubo durante a lendária corrida Coca-Cola 600 da NASCAR.

Resultado de imagem para a vida secreta dos casais

A Vida Secreta dos Casais (2017)

A sexóloga Sofia (Bruna Lombardi) vê sua vida virada de cabeça para baixo depois que uma relação com um paciente a coloca na mira de uma investigação. Agora ela vai ter que defender seus segredos dos ataques que passará a receber de todos os lados, enquanto um mistério atrai suas suspeitas. Pouco a pouco ela vai ver desfeitas as aparências das relações interpessoais e dos poderes privados na capital paulista.

Dirigida por Kim Riccelli e Carlos Alberto Riccelli

Episódio 00 / Episódio 01 / Episódio 02 / Episódio 03 / Episódio 04 / Episódio 05 /

Episódio 06 / Episódio 07 / Episódio 08 / Episódio 09 / Episódio 10 / Episódio 11 / Episódio 12

 

Resultado de imagem para os penetra 2

Os Penetras 2 – Quem Dá Mais? (2017)

ASSISTA ON LINE

Internado em uma clínica psiquiátrica, Beto (Eduardo Sterblitch) está desolado por ter sido enganado por Marco (Marcelo Adnet), o malandro que considerava seu amigo. Até que um dia ele recebe uma notícia que muda os rumos da sua vida e de seus parceiros, Laura (Mariana Ximenes) e Nelson (Stepan Nercessian). Logo depois, os três conhecem o milionário Santiago (Danton Mello) e o mafioso russo Oleg (Mikhail Bronnikov).

Elenco

  • Eduardo Sterblitch como Beto
  • Marcelo Adnet como Marco Polo
  • Mariana Ximenes como Laura
  • Stephan Nercessian como Nelson
  • Danton Mello como Santiago
  • Elena Sopova como Svetlana
  • Laila Zaid como Maria Pincel
  • Mikhail Bronnikov como Oleg
  • Stenio Garcia como Adão
  • Whindersson Nunes como ele mesmo
  • Maju Trindade como ela mesma
  • PC Siqueira como ele mesmo
  • Julio Cocielo como ele mesmo
  • Gabbie Fadel como ele mesmo

Resultado de imagem para o círculo

O Círculo - 2017

MEGA

Segundo filme de Tom Hanks baseado em livro de Dave Eggars (o primeiro foi "Um holograma para o Rei"), "O circulo" parece uma mistura de episódios de "Black mirror" misturado a "Steve Jobs", versão de Danny Boyle. Tom Hanks personifica uma versão mais vilanesca de Steve Jobs, com o talento e carisma habitual. A grande surpresa, novamente, é observar o quanto que Emma Watson cresce cada vez mais como atriz. Ela está excelente, carregando o filme todo nas costas, uma vez que ela é a protagonista e Tom Hanks, uma escada. Os outros atores também são muito bons: Karen Gillan (a Nebula, de "Guardiões das galáxias"), aqui interpretando Annie, a amiga obcecada e psicótica de Mae (Watson); os recém falecidos Glenny Headley e Bill Paxton, nos papéis dos pais de Mae, estão comoventes; e o jovem Ellar Coltrane, de "Boyhood", lembrando bastante o seu personagem do filme de Richard Linklater. O filme é um drama de fantasia, com elementos de thriller. Mae é uma jovem introvertida que passa em uma entrevista para a Empresa O Circulo (uma espécie de Facebook) e se deixa envolver com os objetivos da empresa, que é criar suporte tecnológico para invadir a privacidade das pessoas, se alimentando de todos os dados possíveis. Sem se dar conta das reais intenções de dono da empresa, Bailey (Tom Hanks), Mae vai cada vez mais se seduzindo pelo Poder, até que percebe que foi longe demais. Um ótimo filme, que exige concentração do espectador, é um entretenimento inteligente, muito bem dirigido e conduzido, com maravilhosa trilha de Danny Elfman. Assim como nos episódios de "Black mirror", o filme faz uma critica pesada no quanto a sociedade se permite deixar dominar pela tecnologia no dia a dia de suas vidas. O visual do filme é incrível, incluindo o desenho de arte visual da parte das telas de computador e de celular.


Resultado de imagem para IT A COISA

It - A Coisa - 2017

DOWNLOAD

O cineasta argentino Andy Muschietti, responsável pelo excelente curta de terror "Mama", de 2008, e também pela sua adaptação para um longa homônimo (infelizmente não tão bom), foi extremamente feliz nessa sua versão para o livro de Stephen King. Andy entendeu que o seriado de sucesso "Stranger things" pegou o espectador pelo emocional, e fez o mesmo com o seu filme: encheu de nostalgia e homenagem aos anos 80. E mais: nada disso teria dado certo, se os atores jovens não fossem cativantes. Cada jovem ator é um grande acerto. Escolhidos a dedo, eles representam os estereótipos daquela garotada que estamos acostumados em ver em qualquer filme pré-adolescente americano: loosers, virgens, medrosos, um gordo, outro negro, todos nerds e com problemas familiares. Ou seja, prato cheio para saciar a fome infinita de Pennywise, o palhaço devorador de crianças medrosas. Aliás, que performance incrível de Bill Skarsgård, filho do Astro sueco Stellan Skarsgard, no papel do grande vilão. Fico torcendo para que a sua carreira não se confunda com o de Pennywise, para não ficar marcado. Ele merece muitos filmes maravilhosos em sua filmografia. O seu olhar, o seu sorriso sedutor e assustador que faz com que se aproxime das crianças, é um grande achado. Os efeitos especiais também são maravilhosos. Impossível não se lembrar de Freddy Krueger vendo a performance do palhaço que se transforma no que quer. A jovem Sophia Lillis, no papel de Beverly, faz lembrar o tempo todo de Molly Ringwald (até motivo de piada de um dos garotos) e na sua cena extraordinária no banheiro, uma homenagem incrível a "O iluminado" e "Carrie", com cores fortes no jorro de sangue. Em 1988, na fictícia cidade de Derry, crianças desaparecem. Um grupo de amigos, que se intitula "Grupo dos perdedores" (que a tradução das legendas infelizmente colocou como "Grupo dos otários"), tenta descobrir quem está por trás dos sumiços e descobrem que tiveram pesadelo com a mesma figura maléfica: o palhaço Pennywise, que se alimenta dos medos das crianças. Tá tudo aqui: "Conta comigo", A hora do pesadelo", "Et", "Alien" , "Goonies", tudo exatamente como em "Stranger things. Até mesmo um dos atores, Finn Wolfhard, o Mike de "Stranger things", o personagem mais divertido, com piadas infames e sujas. O grande barato da história de Stephen King, e que Andy Muschietti soube dosar muito bem, foi essa mistura entre drama, terror, comédia, aventura e ação. Ele captou a essência do filme: o verdadeiro medo dos adolescentes é se tornarem adultos, e ficarem iguais a seus pais: violentos, apáticos, sem vida. O desfecho, mostrando o desapego da rapaziada, é emocionante e chorei, me lembrando do final de "Conta comigo". Algumas cenas antológicas: a cena do banheiro, com Beverly em banho de sangue; a da projeção de slides na garagem, e o reencontro dos irmãos no desfecho. Para quem tem medo de filmes de terror, um alento: o filme não é violento, afinal, ele foca no público adolescente. Para nostálgicos, imperdível!

Resultado de imagem para rio mumbai filme

Rio Mumbai - 2017

Download 1Fichier

SENHA PARA DESCOMPACTAR: www.baixefilmes.org

Nelson (Pedro Sodré) é um jovem jornalista casado com Maria (Clara Choveaux). Um dia, o rapaz passa a presenciar estranhas experiências e é convencido por seu vizinho, um velho cientista (Bruce Gomlevsky), de que tais acontecimentos estão ligados a viagens no tempo. Maria, por sua vez, descobre por meio de um diário de bordo que há uma conexão atemporal entre eles.

Direção: Gabriel Mellin, Pedro Sodré

Medo Profundo (2017)

DOWNLOAD

Duas irmãs de férias no México ficam presas em uma gaiola de tubarões no fundo do oceano. Com menos de uma hora de oxigênio e um grande tubarão branco à espreita, devem lutar para sobreviver.

Resultado de imagem para todo dia filme

Todo Dia - 2017

MEGA

A tem o incrível poder de acordar todos os dias em um corpo diferente, independente de gênero, cor ou idade. Sua rotina de constante adaptação, no entanto, ganha ares tristes quando acorda no corpo de Justin (Justice Smith) e acaba se apaixonando perdidamente pela namorada dele, Rhiannon (Angourie Rice).

Você Nunca Esteve Realmente Aqui (2017)

Download MEGA

Extraordinário thriller, uma mescla fabulosa de "Drive", "Taxi driver" e "Hardcore: o mundo do sexo", 3 grandes obras-primas do cinema. Linney Ramsey, realizadora do tenso "Precisamos falar sobre Kevin", adaptou o livro de Jonathan Ames e escreveu o roteiro. Com direção primorosa e atuação brilhante de Joaquim Phoenix, o filme arrebatou em Cannes os Prêmios de Melhor ator e roteiro. Joaquin Phoenix é Joe, um ex-combatente da Guerra do Golfo e que se encontra cheio de paranóias e visões traumáticas da guerra. Ele mora com sua mãe que também é doente mental. Joe trabalha como um detetive em busca de garotas raptadas/traficadas, e usa de métodos brutais para fazer o resgate. Um dia, ele recebe uma encomenda: resgatar a filha perdida de um Senador. Com um roteiro realmente foda, que homenageia todos os filmes citados, "You Were Never Really Here" é maravilhoso em todos os níveis. Cenas muito bem orquestradas, fotografia estilizada, atores maravilhoso e uma cena antológica: Joe ao lado de um agente moribundo, prestes a morrer, cantando o clássico "Never been to me", de Charlene. Absolutamente imperdível.

Resultado de imagem para tubarões no rio mississipi filme

Tubarões no Rio Mississipi - 2017

ASSISTA ON LINE

Os tubarões atacam um rodeio de peixe no rio Mississippi, e cabe a um grupo de pessoas locais para detê-los.

Resultado de imagem para aos teus olhos filme

Aos Teus Olhos - 2017

Download MEGA / 1Fichier

Um filme de Carolina Jabor com Daniel de Oliveira, Malu Galli, Marco Ricca, Luiz Felipe Melo

Adaptação da peça teatral "O princípio de Arquimedes", do autor catalão Josep Maria Miró, que já rendeu uma excelente versão teatral protagonizada por Cirillo Luna, "Aos teus olhos" é a segunda incursão na ficção de longa da Diretora Carolina Jabor, que já havia realizado "Boa sorte". Em ambos os filmes, o foco está no protagonista atormentado pelas sua culpa e por atos do passado que trazem a sua tragédia atual. Debora Secco interpretava uma viciada em drogas contaminada com o vírus HIV. Daniel de Oliveira interpreta Rubens, um professor de natação simpático e adorado pelos alunos, mas que acaba sendo acusado por uma das crianças de ter abusado dela, dando um beijo na boca. Impossível não se lembrar de 2 filmes que tem como tema a denuncia de crianças contra os seus professores: "Infâmia", de Lilian Hellman, que rendeu um filme com Shirley MacLaine e Audrey Hepburn, e "A caça", premiadíssimo filme dinamarquês com Mads Mikkelsen. Com um belo elenco, "Aos teus olhos" é um filme de atores. Além de um ótimo Daniel de Oliveira, temos Marco Ricca, Malu Galli, Gustavo Falcão, Stela Rabello e Luisa Arraes. Um filme que critica a onda atual de calúnias via rede social antes mesmo de serem avaliadas as informações, colocando pessoas contra a parede e difamando sua carreira e sua vida pessoal.

 

Todo Clichê do Amor - 2017

Download MEGA

Direção: Rafael Primot

Conheça a história de uma prostituta passional que decide se tornar mãe, de um entregador que comete um assassinato como prova de amor a uma garçonete comprometida, e veja a última chance que uma madrasta tem para conquistar o afeto de sua enteada durante velório de seu esposo. Um entrechoque de carências e erros emerge novas e inesperadas formas de afeto. 

 

Resultado de imagem para lobo guerreiro filme

Lobo Guerreiro 2 - 2017

MEGA 1080p Senha: downloadlivre.net

Um furtivo e experiente agente das forças especiais chinesa leva uma vida tranquila no mar, até que mercenários locais começam a atacar e aterrorizar civis inocentes próximos a ele. Vendo o caos que se instaura entre os habitantes, ele deixa sua nova vida de paz de lado e volta a servir os seus deveres como soldado.

Annabelle 2: A Criação do Mal (2017)

MEGA

Doze anos depois da trágica morte de sua filha, um fabricante de bonecas e sua esposa recebem em sua casa uma freira e várias meninas de um orfanato, onde logo se tornam o alvo de uma das criações do fabricante: Annabelle.

Resultado de imagem para star wars os ultimos jedi

Star Wars: Episódio 8 - Os Últimos Jedi (2017)

MEGA

Após encontrar o mítico e recluso Luke Skywalker (Mark Hammil) em uma ilha isolada, a jovem Rey (Daisy Ridley) busca entender o balanço da Força a partir dos ensinamentos do mestre jedi. Paralelamente, o Primeiro Império de Kylo Ren (Adam Driver) se reorganiza para enfrentar a Aliança Rebelde.

Resultado de imagem para ENTRE MORTOS E VIVOS filme

Entre Mortos e Vivos - 2017

DriveGoogle

Dirigido por: Beto Ribeiro

Em pleno Dia das Bruxas, os corredores de um sanatório serão ainda mais perigosos do que o normal. No local, ocorrem acontecimentos estranhos, com mortes inesperadas e zumbis à procura de carne humana.

 

Resultado de imagem para O VAMPIRO DA PAULISTA filme

O Vampiro da Paulista - 2017

DriveGoogle

Direção: Beto Ribeiro

O famoso Conde Drácula renasceu em plena São Paulo no século 21. Perdido na maior cidade do país, ele começa uma jornada para encontrar uma antiga companheira de milênios passados na Romênia. 

Perfeita é a Mãe 2 (2017)

1Fichier / MEGA

Quando suas próprias mães decidem chegar de visita inesperadamente, três mães pouco apreciadas e muito ocupadas se rebelam contra os desafios a as altas expectativas que as pessoas têm delas durante o Natal. 

 

Resultado de imagem para além da morte filme

Além da Morte - 2017

MEGA

Na esperança de fazer algumas descobertas, estudantes de medicina começam a explorar o reino das experiências de quase morte. Cada um deles passa pela experiência de ter o coração parado e depois revivido. Eles passam a ter visões em flash, como pesadelos da infância, e a refletir sobre pecados que cometeram. Os experimentos se intensificam, e eles passam a serem afetados fisicamente por suas visões enquanto tentam achar uma cura para a morte. Refilmagem "Linha Mortal, 1990".

Resultado de imagem para no intenso agora

No Intenso Agora - 2017

MEGA  Senha: www.baixefilmes.org

Dirigido por João Moreira Salles

Documentário que faz uma análise sobre o Movimento estudantil e dos trabalhadores por direitos de igualdade social e política nos anos 60 pelo Mundo, mais precisamente no ano de 1968, em Paris, Tchekoslováquia, Brasil, fazendo uso dos mártires de cada um desses movimentos. João Moreira Salles se apropria de imagens amadoras que sua mãe fez quando visitou a China da Revolução cultural de 1966 e faz uma analogia entre o Universo Burguês e o Universo da classe operária e assalariada. Impossível também não identificar um olhar sobre o atual estado sócio-politico-econômico no Brasil de hoje em dia, com o Brasil dos anos 60, ou seja, praticamente tudo continua igual. João faz toda uma tese sobre todos esses temas propostos, mas aonde eu mais me identifiquei, foi quando ele faz uma critica ao uso da mídia para conseguir os seus intentos. Dois exemplos esmagadores: O líder do movimento estudantil em Paris, Daniel Cohn-Bendit, que usa um poderoso discurso quando fala para um canal de televisão, e que no final das contas, acabou virando vítima de seu próprio personagem: fugiu para a Alemanha bancado por uma Revista burguesa, e depois vendeu a sua história por dinheiro para a publicação de um livro biográfico. Depois, Quando fala que o Presidente francês Charles de Gaulle venceu a Revolução de maio de 68, quando resolveu não aparecer na tv (por conta de sua imagem de idos contrastando com os jovens estudantis rebeldes) e gravou um discurso poderoso para a rádio. A sua voz imponente conquistou a nação e ele venceu a luta sem derramamento de sangue. João também diz que o movimento estudantil em Paris foi um movimento machista de homens brancos, aonde negros e mulheres fizeram figuração, ao contrário dos americanos. Por conta da alta qualidade das imagens de arquivo mostradas, é um filme obrigatório, mas que tem uma longa duração, e que teria sido melhor apresentada como seriado de televisão dividido em 2 ou 3 capítulos. 

Ver a imagem de origem 

Divino Amor (2017)

mega

Mais do que “Black Mirror”, uma associação que muita gente tem feita ao filme do mesmo realizador dos ótimos “Boi neon” e “Ventos de agosto”, “Divino Amor” me remeteu o tempo todo à fantasia distópico e sem esperanças de “A lagosta”, do grego Yorgos Lanthimos. Na fábula protagonizado por Colin Farrel, ninguém poderia ser solteiro. Todo ser humano deve formar um casal e se amar de verdade, e como punição aos que não cumprirem essa meta, se transformam em animais. No filme de Mascaro, acompanhamos um Brasil ambientado em Recife do ano 2027. O país agora é uma República evangélica. Assim como em “Matrix”, rolam raves sexualizada onde a população canta músicas louvando ao senhor, e na intimidade, transam entre si, como forma de pregar amor ao próximo. Joana (Dira Paes, fabulosa) é funcionária exemplar de um cartório. Religiosa fervorosa, ela tenta impedir que casais se divorciem, e para isso, os convence a frequentarem o “Divino Amor”, um culto terapia para casais onde todos transam como em uma orgia. Joana frequenta também um Pastor Drive Thru, interpretado por Emilio de Mello, para receber conselhos. Casada com Danilo (Júlio Machado, excelente), que trabalha como preparador de coroas de flores em velórios, o casal tenta engravidar, sem sucesso. Danilo se descobre infértil, e pior, Joana se descobre grávida. Ela alega ser obra do Messias que está por vir. O roteiro é uma grande alegoria que faz crítica ao núcleo familiar e à Igreja, além da burocracia do Estado. O elenco está de forma geral excelente, e é incrível testemunhar o despudor de atores como Júlio Machado e Dira Paes, totalmente nus e à vontade em cenas de sexo vibrantes. A fotografia é do uruguaio Diego Garcia, um habitué dos filmes do tailandês Apitchchapong. Direção de arte, trilha sonora do Dj Dolores, é um conjunto de tantas qualidades nesse filme metafórico e brutalmente triste e visionário que a gente sai do cinema tentando entender em que mundo vivemos e que futuro reservamos às próximas gerações. O filme concorreu em Sundance e Berlin, além de ter sido exibido em mais de 20 Festivais.

Resultado de imagem

Chocante - 2017

GoogleDrive 720p / 1080p

Dirigido por Jonhy Araújo e Gustavo Bonafé

Em 2007, a comédia romântica inglesa "Letra e música" fez muito sucesso, ao narrar a história divertida de uma banda pop e colorida famosa dos anos 80 que fez sucesso com uma música e que, 20 anos depois, resolve retornar "as paradas de sucesso. "Chocante" parte de uma premissa semelhante. Só que ao invés de uma dupla, agora temos um quinteto, bem ao molde das Boys band dos anos 90 (uma sátira ao Backstreet Boys, N'Sync e aos brasileiros Dominó e Polegar). Bruno Mazzeo, Lúcio Mauro Filho, Marcus Majella, Pedro Neschling e Bruno Garcia incorporam esses cantores/dançarinos, interpretados por um elenco jovem talentoso nos anos 90 (Rafael Canedo, Matheus Corcione entre eles). Depois do desentendimento no auge do sucesso, o grupo se reencontra 20 anos depois, após a morte acidental de um deles. Com o reencontro, e pilhados pela groupie interpretada por uma endiabrada Debora Lamm, a turma resolve voltar na ativa. O empresário deles, na pele de um engraçado Tony Ramos, mete os meninos em enrascadas. O filme mescla comédia com uma dose de dramas familiares, discutindo temas como paternidade, desemprego, luta pela sobrevivência e sonhos frustrados. Fotografado por Toca Seabra, e produzido por Augusto Casé, o filme vem conquistar uma platéia em busca de filmes que enalteçam as boas intenções e que buscam uma diversão leve e descontraída, mas com mensagens edificantes.

Elenco

  • Marcus Majella como Clay
  • Lúcio Mauro Filho como Tim
  • Bruno Mazzeo como Téo
  • Bruno Garcia como Toni
  • Pedro Neschling como Rod
  • Débora Lamm como Quézia
  • Klara Castanho como Dora
  • Tony Ramos como Lessa
  • Renata Gaspar como Estrella
  • Priscila Assum como Rita
  • Bruno Padilha como Pedro
  • Paolla Oliveira como Brunah
  • Marcius Melhem como Jayme
Participações
  • Sônia Abrão como Sônia Abrão
  • Nelson Motta como Nelson Motta

Pastor Cláudio (2017)

UPTOBOX

Direção:  Beth Formaggini

Depoimento nauseante do pastor evangélico Cláudio Guerra que narra o período em que era delegado do DOPS e foi responsável por execuções e incinerações de militantes de esquerda a fim de desaparecer com opositores da ditadura militar.

Resultado de imagem

Dona Flor e Seus Dois Maridos - 2017

MEGA / MEGA HD / DriveGoogle

Direção: Pedro Vasconcellos
ELENCO:
Juliana Paes
Marcelo Faria
Leandro Hassum
Nívea Maria
Ana Paula Bouzas
Cassiano Carneiro
Duda Ribeiro
Fábio Lago

Dona Flor é uma sedutora professora de culinária casada com Vadinho, que só quer saber de farras e jogatina nas boates. A vida de abusos acaba por acarretar sua morte precoce. Logo Dona Flor se casa de novo, com o recatado e pacífico farmacêutico Dr. Teodoro. As saudades do antigo marido que, apesar dos defeitos era um ótimo amante, fazem com que ele retorne em espírito que só a viúva consegue ver. Isso a deixa em dúvida sobre o que fazer com os dois maridos que passam a dividir o seu leito.

DUNKIRK (2017)

MEGA / DriveGoogle

Os alemães empurram o exército aliado para a praia de Dunquerque, cidade francesa na fronteira com a Bélgica. Ali, planejam arrasar franceses e britânicos enquanto estes aguardam quem possa resgatá-los. 

Ver a imagem de origem

Caminhos da Reportagem (2017) TV Brasil

ASSISTA ONLINE

Jornalistas viajam pelo país e pelo mundo atrás de grandes histórias, trazendo ao telespectador uma visão diferente, instigante e complexa de cada um dos assuntos escolhidos.

Artista do Desastre (2017)

1Fichier / MEGA

Quando Greg Sestero, um aspirante a ator, conhece o misterioso e excêntrico Tommy Wiseau em uma aula de atuação, eles formam uma amizade única e viajam para Hollywood para fazer seus sonhos uma realidade. Baseado em uma história verdadeira.

MARTÍRIO (2017)

MEGA

Uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do centro-oeste brasileiro, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si.

Direção: Vincent Carelli 

Resultado de imagem para atos de violencia filme download mega

Atos de Violência - 2017

ASSISTA ON LINE

Quando a esposa de Roman (Ashton Holmes) é sequestrada por traficantes de pessoas, ele e seus irmãos ex-militares começam a tentar rastreá-la para salvá-la antes que seja tarde demais. Durante a sua busca, Roman une forças com Avery (Bruce Willis), um policial que investiga o tráfico de pessoas e combate a prejudicial e corrupta burocracia.

 Alguém Como Eu - 2017

MEGA 720p

Direção: Leonel Vieira

"Depois de anos de relacionamento e uma crise, Helena (Paolla Oliveira) começa a imaginar como as coisas seriam se seu parceiro, Alex (Ricardo Pereira), fosse ele próprio do sexo feminino e pudesse compreender seus dilemas. Tudo seria apenas imaginação se os devaneios dela não passassem a atrapalhar a relação dos dois."

Resultado de imagem para D. P. A. - Detetives do Prédio Azul o filme

D.P.A - O Filme (2017)

MEGA 1080p - 720p

Dirigido por André Pellenz

Bento, Sol e Pippo vão ter que desvendar o maior mistério de suas vidas, para evitar que o prédio azul seja demolido. Esse enigma envolve uma mudança brusca de comportamento da síndica, Dona Leocádia, um quadro falante desaparecido e ferramentas mágicas curiosas, como um relógio que para o tempo e uma capa que pode abrigar uma biblioteca inteira. A história une duas gerações de detetives. Na missão, o trio recebe a ajuda de Tom, Mila e Capim, os Detetives do Prédio Azul originais.

Elenco

Ator(riz) Personagem
Letícia Braga Sol Madeira
Pedro Henrique Motta Filippo Tomatini (Pippo)
Anderson Lima Bento Prata
Tamara Taxman Leocádia Leal
Letícia Pedro Camila Cristina (Mila)
Caio Manhente Tom
Cauê Campos Cícero Capim (Capim)
Ronaldo Reis Severino Capim
Charles Myara Theobaldo Trons
Suely Franco Berta Leal (Vó Berta)
Otávio Müller Jaime Quadros
Mariana Ximenes Bibi Capa Preta
Aílton Graça Temporão
Maria Clara Gueiros Mari P.
George Sauma Pietro Putrefatos/ Homem Bagre
Miriam Freeland Lena Prata
Luciano Quirino Ptolomeu Prata
Savio Moll Salvatore Tomatini
Carol Futuro Sissineide Madeira (Sissi)


Resultado de imagem para kong a ilha da caveira 

Kong - A ilha da caveira (2017)

MEGA 720p / 1080p

Curioso o caminho de um cineasta mega independente como Jordan Vogt-Roberts, que tinha no currículo 2 filmes pequenos e baratos, e de repente, estar comandando um mega blockbuster como ”Kong-A ilha da caveira”. Com certeza, é preciso ter muito culhão para tal desafio. E em partes, foi bem realizado. Subvertendo a história original do filme “King Kong”, onde na segunda metade do filme ele era levado até Nova York para o desfecho no Empire States, esse novo filme acontece quase em sua totalidade na tal Ilha da Caveira, e ali termina. O filme começa com um breve prólogo que acontece no ano de 1944, e daí parte para 1973, quando os Estados Unidos perderam sua batalha no Vietnã. 2 pesquisadores procuram o Governo querendo que financiem uma missão até a misteriosa Ilha da Caveira, localizada no Pacífico. Para convencer o financiamento, eles alegam que os russos podem chegar ali primeiro e serem pioneiros na descoberta de curas para doenças e outras possibilidades. Assim, um grupamento militar vai até lá nessa missão. Os soldados que estariam de volta para a sua casa nos Estados Unidos, recebem essa última missão. Eles se encontram na Tailandia, e de lá partem para a Ilha. Entre eles, o mercenário James Conrad (Tom Hiddleston), a fotógrafa Weaver (Brie Larson) e o General Packard (Samuel L Jackson). No elenco, também temos John C Reilly no papel de Hank, sobrevivente de 1944, e Bill (John Goodman), um dos pesquisadores. Ao chegarem na Ilha, se deparam com monstros pré-históricos e o Rei de todos, o grande macaco King Kong. Como filme de ação, o filme funciona bastante. O cineasta Jordan Vogt filma as cenas com muita estilização na fotografia e na textura, e com ótimos enquadramentos. Os efeitos são muito bons. O que faltou foi ritmo e clima de tensão. O roteiro deixa bastante a desejar, com desdobramentos óbvios e alguns bastante irritante. Os personagens também são mal desenvolvidos. A quantidade de personagens é tão grande, que acaba que fica tudo pulverizado. John Goodman está absurdamente mal aproveitado. A personagem da fotografa é uma louca: no meio de tantas mortes, ela fica ali, tirando foto, como se estivesse tudo lindo e maravilhoso. Samuel L Jackson tem um personagem ridículo e muito irritante em sua obviedade. E Tom Hiddleston tenta dar um charme a La Indiana Jones ao seu mercenário, mas faltou o carisma que eternizou Harrison Ford. As referencias a “Apocalipse now” são muito gritantes e escancarados. Inclusive o personagem James Conrad tem o sobrenome do autor de “No coração das trevas”, Joseph Conrad, livro que deu origem ao filme de Coppola. Quer saber mesmo quem é o melhor em cenas e mais carismático? Kong!!! A gente acaba torcendo bastante por ele.


Imagem relacionada

Vade Retro (2017)

http://ouo.io/82yMDv
http://ouo.io/xu0QIF
http://ouo.io/I9Utdq
http://ouo.io/7tMB67
http://ouo.io/GvRslR
http://ouo.io/xBY8DY
http://ouo.io/w52IFX
http://ouo.io/xLl6KU
http://ouo.io/155rE7
http://ouo.io/9qgHoK

Advogada certinha e ingênua que tem um namoro morno com Davi, Celeste sofre com a falta de clientes, quando é contratada pelo poderoso e sedutor Abel Zebu, executivo que dá palestras para empresários alcançarem sucesso em seus negócios, e está para se divorciar de sua esposa, Lucy. Celeste não se dá conta, de que tudo não passa de uma jogada para ser usada como laranja nos negócios suspeitos de Abel e cada vez mais se encanta por ele, mesmo alertada pela mãe e pelo namorado, que o empresário pode ser na verdade o tinhoso.

Elenco

Ator/Atriz Personagem
Monica Iozzi Celeste Vasconcelos
Tony Ramos Abelardo Zebul (Abel)
Maria Luísa Mendonça Lucy Ferguson
Juliano Cazarré Davi
Luciana Paes Kika
Maria Casadevall Lilith
Cecília Homem de Mello Leda Vasconcelos
Enrico Baruzzi Damien
Nathália Falcão Carrie
Pascoal da Conceição Padre


Resultado de imagem para happy hour filme 

Happy Hour - Verdades e Consequências - 2017

MEGA 720p

Direção: Eduardo Albergaria

Após um acidente, Horácio (Pablo Echarri) muda completamente suas perspectivas de vida e decide confessar para sua esposa, Vera (Letícia Sabatella), que deseja ter relações com outras pessoas, embora ainda queira continuar o casamento. Confusa e inserida em um momento profissionalmente complicado, ela não gosta da ideia mas percebe que precisa, mais do que nunca, continuar seu casamento.

Resultado de imagem para filhos da patria série

Filhos da Pátria (2017)

Episódio 01: Mega – GDrive
Episódio 02: Mega – GDrive
Episódio 03: Mega – GDrive
Episódio 04: Mega – GDrive
Episódio 05: Mega – GDrive
Episódio 06: Mega – GDrive
Episódio 07: Mega – GDrive
Episódio 08: Mega – GDrive
Episódio 09: Mega – GDrive
Episódio 10: Mega – GDrive
Episódio 11: Mega – GDrive
Episódio 12: Mega – GDrive

8 de setembro de 1822. Em meio ao "bucólico caos urbano carioca", a promessa de mudança chega à recém-proclamada independência do Brasil. Parecia ser a solução de todas as mazelas que atingiam a antiga colônia e, ao mesmo tempo, marcava a origem da identidade brasileira. Filhos da Pátria é uma crônica cotidiana sobre o Brasil do século XIX, sob a ótica de uma típica família de classe média: pessoas comuns, anônimas, situações que os livros de História didáticos não contam, que acompanham a formação da nossa essência e refletem o que somos hoje.

Elenco

Ator/Atriz Personagem
Alexandre Nero Geraldo Bulhosa
Fernanda Torres Maria Teresa Bulhosa
Johnny Massaro Geraldinho (Geraldo Bulhosa Filho)
Lara Tremouroux Catarina Bulhosa
Jéssica Ellen Lucélia de Deus
Matheus Nachtergaele Pacheco
Flávio Bauraqui José Gomes de Deus (Zé Gomes)
Sérgio Loroza Domingos
Letícia Isnard Leonor
Marcos Caruso Padre Toledo
Karine Teles Madame Dechiré
Saulo Laranjeira Figueira
Lvy Ziese Gabardine
Paula Frascari  Tafetá
Luiz Magnelli Seu Vasco
Aramis Trindade Delorges
Bruno Jablonski Juca
André Dale Tobias
Isaac Bernat Reinoldo Albuquerque
Josie Antello Mirtes Albuquerque
Eduardo Melo Aristides Albuquerque
Teuda Bara Índia Cigana
Ranieri Gonzalez Neiva
Ricardo Pereira Padre Adão
Marcos Holanda Custódio
Cândido Damm Olegário
Susanna Kruger Madalena Almeida de Prado Reis
Rose Abdallah Silvana Coutinho Ribeiro Mendonça
Ísis Pessino Marília de Castro Pinto Teixeira 
Fernanda Caetano Isabel Albergaria de Paula
Emiliano Queiroz Padre Elano
Thales Cavalcanti Nelson Moreira Cardoso Pessoa de Castro
Paulo Hamilton Lobato
Adriano Garib Intendente Matoso
Antônio Alves Jorge
Felipe Rocha Murilo Fonseca
Beto Vandesteen Dr. Herculano
Victor Lamoglia Nunes da Veiga
Xando Graça Lemos
Xande Valois Duque de Camboinhas
Olívia Araújo Caetana
Vitor Thiré Paulo Roberto
Wellington Leite Índio
Greta Antoine Cândida
Leandro Santanna Ademário 
Thierry Tremouroux Jean-Pierre Houël
Edi Botelho Jean-Baptiste Debret
Lu Grimaldi Lady Grantham
Gustavo Ottoni Eustáquio Abranchez
Nilvan Santos Pantoja
Samuel Toledo Divino
Eber Inácio Antônio
Daniela Fontan Floriana
Dida Camero Candinha
Juliana Guimarães Mercedes
Gillray Coutinho Oficial da Marinha
Greg Blanzat Coroinha
Nelito Reis Cigano
Marcelo Caridade Leiloeiro

Minha Vida em Marte - 2017

MEGA

O que seriam das comédias românticas se a protagonista não tivesse como conselheiro, o melhor amigo gay? Monica Martelli explodiu com o monólogo “Os homens são de Marte...e é para lá que eu vou” em 2005, ficando 12 anos em cartaz e levando 2 milhões e meio de espectadores ao teatro. A peça falava sobre Fernanda, uma mulher de 35 anos, linda e independente, mas que não conseguia encontrar a sua cara metade, apesar do sucesso em outras áreas. A adaptação para o cinema, realizada em 2014, levou 2 milhões de espectadores, e ampliou o universo de Fernanda para outros personagens, entre eles, Anibal, personagem de Paulo Gustavo, o desbocado e irreverente gay que sempre tem algo para falar. Em 2017, a continuação para o Teatro estreou no Rio, se chamando “A vida em Marte”, e dessa vez, Fernanda, aos 45 anos, casada e com filha pequena, sofre com a crise dos 4 anos: ela está a um passo de se separar. De novo em formato monólogo, dessa vez, escorado no sucesso astronômico de Paulo Gustavo pelos 10 milhões de espectadores de “Minha mãe é uma peça 2”, a adaptação para o cinema trouxe Aníbal como uma personagem que está 90% do filme colado em Fernanda. Vendo o filme, fica visível e evidente que a peça e o filme são 2 produtos muito distintos. E isso é proposital, pois tanto os roteiristas quanto a diretores Susana Garcia procuram divertir os espectadores com o máximo de gags e improvisos possíveis, espalhados em personagens e situações em formato sketch. Tudo embalado pela tal crise no casamento. Ciúmes, viagens terapêuticas para o Litoral do Rio de Janeiro e Nova York, homens lindos, consumismo, tudo acontece em quase 2 horas de filme. Susana Garcia tem intimidade o suficiente para carregar o filme nas costas: é irmã de Monica Martelli, e diretora das séries “Os homens são de Marte” e “A vila”, esse com Paulo Gustavo.

O Sacrifício do cervo sagrado (2017)

DOWNLOAD

Premiado em Cannes 2017 com a Palma de Ouro de melhor roteiro, co-escrito pelo Cineasta grego Yorgos Lanthimos, o filme protagonizado pelos astros Nicole Kidman e Colin Farrell expõe o lado mais negro do ser humano. O cinema de Yorgos Lanthimos não é para qualquer um: uma espécie de Michael Henecke da Grécia, Lanthimos, em seus filmes "Alpes", "Dentes caninos", "O lagosta" traduz o horror da humanidade. Capazes de atos violentos, os personagens de todos os seus filmes matam sem compaixão. Não expressam sentimentos: são frios. Levando ao pé da letra a escola de Robert Bresson, os seus Atores agem como modelos robóticos, proferindo as falas de forma monótono, sem vida. Isso confere aos filmes um tom aterrorizante, angustiante e desesperador. Kidman e Ferrell repetem a dupla que fizeram em "O estranho que nós amamos", de Sophia Coppola, exibido na mesma edição do festival de Cannes. "O sacrifício do cervo sagrado" é um filme com forte simbologia religiosa. Logo de cara, conhecemos Martin (Barry Keoghan, de "Dunkirk"), um adolescente. Ele mantém uma estranha relação com o cardiologista renomado Stephen (Colin Farrell). Tudo leva a crer ser uma relação pedófila. Stephen é casado com Anne (Kidman) e pai de dois filhos, os adolescentes Bob e Kim. Mas a história toma rumos inesperados, tornando a trajetória dos personagens em uma corrente de violência e terror sem fim. Com uma trilha sonora aterrorizante repleta de metais que lembram os acordes de "O iluminado", o filme investe no terror psicológico e no realismo fantástico. Não dá para falar muito para não estragar a surpresa. O que posso dizer é que o filme toma uma dimensão bizarra e tensa. Incrível como um elenco de porte como Farrel e Kidman se expuseram em cenas viscerais. Por outro lado, existe uma cena antológica da Ex-Patricinha de Beverly Hills Alicia Silverstone, como a mãe de Martin, tentando seduzir Stephen. Yorgos faz um Cinema inteligente, adulto e provocador, infelizmente para poucos.

 

 

Resultado de imagem para o sequestro 2017

O Sequestro (2017)

MEGA

SENHA PARA DESCOMPACTAR: www.baixefilmes.org

Karla Dyson (Halle Berry) trabalha como garçonete em uma lanchonete e tem a vida voltada para a criação do filho, o pequeno Frankie (Sage Correa). Um dia, ao atender o telefone em um parque, ela descobre que o garoto simplesmente desapareceu. Ao vê-lo sendo colocado dentro de um carro, Karla parte em se encalço em uma busca desesperada, perseguindo os sequestradores em seu próprio automóvel.

Resultado de imagem para não devore meu coração

Não Devore Meu Coração (2017) 

Download MEGA / GoogleDrive

SENHA PARA DESCOMPACTAR: www.baixefilmes.org

Direção: Felipe Bragança

Falando objetivamente: o que mais gostei foi da trilha sonora oitentista repleta de sintetizadores. Imaginem um filme que parece uma mistura de “Romeu e Julieta”, “Stranger things”, “A guerra dos botões”. “Reza a lenda” e que ousa escalar Ney Matogrosso como um capataz viril e assassino? Cauã Raymond praticamente repete seu personagem do motoqueiro rebelde de “Reza a lenda”. O que mais me incomodou no roteiro foi tentar acreditar na história de amor entre dois adolescentes, ele branco brasileiro, e ela Índia Guarani paraguaia. Não existe chama, não existe credibilidade nessa relação. Por mais metafórica que seja esse encontro Brasil/Paraguai representado nesse amor juvenil, não existe liga. De bom, mesmo, é a atuação dos 2 jovens atores: Eduardo Macedo, no papel de Joca, irmão de Fernando (Cauã Raymond), e Adeli Benitez, no papel de Bonasa, a jovem Índia. Cauã é ótimo Ator e já provou isso em outros filmes, mas aqui no filme, sua imagem surge meio desconexa no meio de tantos atores desconhecidos. Mesma sensação eu tive quando assisti a "Abril despedaçado", de Walter Salles, quando surgia Rodrigo Santoro no meio dos nordestinos. O filme fica em um híbrido entre ser Pop, através de sua estética, enquadramentos e trilha sonora, e claro, o grupo de motoqueiros, e um filme de denuncia, ao querer fazer o espectador se lembrar que na Guerra do Paraguay, o Brasil matou mais de 60 mil paraguaios, e continua matando, segundo a historia do filme.

A Noite é Delas (2017)

MEGA

Cinco melhores amigas da faculdade se juntam depois de dez anos para uma selvagem despedida de solteira em Miami, mas as coisas dão muito erradas com o stripper que contrataram para a noite. 

Resultado de imagem para Projeto Flórida filme download mega

Projeto Flórida (2017)

MEGA

Sam Baker é daqueles Cineastas que metem a mão na massa e fazem de tudo em seus filmes independentes. Foi assim em "Starlet", depois no premiado "Tangerine" (famoso por ter rodado o filme com 4 celulares Iphone 6) e agora com o também super premiado "Projeto Flórida". Rodado em 35 mm, apenas na cena final, com as meninas correndo pela Disneyland, ele rodou com Iphone, escondido da segurança da Disney (ele usou o mesmo recurso do cult de terror "Fugindo do amanhã", de Randy Moore, totalmente rodado às escondidas na Disney). Sam Baker dirigiu, escreveu, editou e produziu esse comovente drama sobre mãe e filha desajustadas em uma Orlando longe da Fantasia da Disney, Choca, e muito, o talento de Brooklynn Prince, no papel de Moonee, uma menina de apenas 6 anos de idade! Que talento! Além dela, Willen Dafoe, no papel de Bob, gerente do Motel onde elas moram, Bria Vinaite, no papel de Halley, mãe de Mooneey e as outras crianças do casting conferem uma performance naturalista em um filme que mais parece um documentário sobre a sociedade marginalizada dos Estados Unidos, os sem teto brancos, negros e latinos que não possuem qualquer tipo de futuro brilhante em suas vidas. Desemprego, prostituição, trapaças, roubo, vale tudo para sobreviver no dia a dia dos personagens. O filme traz um olhar para uma parcela da população que não tem casa para morar, e vivem em Motéis de 35 dólares a diária. Uma dessas pessoas é Halley e sua filha Mooney. Halley faz de tudo para ganhar um dinheiro suado, desde vender perfumes falsificados até se prostituir. Mooney, por sua vez, se diverte com os filhos de outros moradores. Bob age como uma figura paterna, botando ordem no local e na vida dos moradores. Não é um filme fácil de assistir. Sam Baker não se preocupa se nós, os espectadores, sentiremos pena das personagens, Ele não faz questão de piedade, tanto que mãe e filha são irritantes, mal educadas e mau caráter. Fazem tudo errado e ainda contagiam pessoas inocentes para embarcar nessa viagem louca pelo lado marginal da vida. Sam Baker quer ir além: quer mostrar a falta de assistencialismo do Governo, que não supre as necessidades básicas para os sem teto. Quando a assistência social aparece, vem de forma truculenta, violenta. A melhor coisa do filme, é o paralelo que Baker faz entre o Mundo encantado da Disney para quem frequenta seus parques caríssimos, e o mundo encantado dos pobres, formado por lojas de 5ª categoria, rodovias e parques infestados de pedófilos. Uma cena antológica: um casal de brasileiros (atores brasileiros mesmo!) levando um susto ao chegarem para o check in no Motel vagabundo e descobrirem que foi tudo um engano (afinal, o Motel se chama "Magic Kingdom"). O filme foi exibido na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes 2017.

 

Cora Coralina - Todas as Vidas (2017)

YOUTUBE

Dirigido por: Renato Barbieri

Cora Coralina para além da imagem da senhorinha que escrevia poemas e preparava doces na casa às margens do Rio Vermelho, na cidade de Goiás. 

O Jardim das Aflições (2017)

ASSISTA ON LINE / MEGA

Direção: Josias Teófilo

A vida, a obra, a trajetória e o pensamento filosófico de Olavo de Carvalho, um autor e ensaísta brasileiro. Sua rotina de trabalho, com livros políticos, de filosofia e também de peças jornalísticas; além da vida com a sua família, que mora em Virgínia, nos EUA.

 

Resultado de imagem para os saltimbancos trapalhões rumo a hollywood

Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood (2017)

YOUTUBE

Dirigido por João Daniel Tikhomiroff

Elenco

  • Renato Aragão como Didi
  • Letícia Colin como Karina Sumatra
  • Dedé Santana como Dedé
  • Emilio Dantas como Frank (Francisco Frank)
  • Roberto Guilherme como Barão de Sumatra
  • Marcos Frota como Assis Satã
  • Alinne Moraes como Tigrana de Albuquerque e Afrodite
  • Maria Clara Gueiros como Madame Zoroastra
  • Lívian Aragão como Luisa
  • Rafael Vitti como Pedro
  • Nelson Freitas como Prefeito Aurélio Gavião
  • Dan Stulbach como Tom Hanks
  • Marcos Veras como Carlos Beraldo Rogaciano da Costa
  • Luís Felipe Mello como Saltimbanco mirim

Vozes (dublagem)

  • Cláudio Galvan - Burro Alípio
  • Mabel Cezar - Vaca Turmalina
  • Lauro Fabiano - Cachorro Mirandinha

O que me chamou a atenção nesse filme novo de Renato Aragão é a alta qualidade técnica: fotografia, figurino e direção de arte. Confesso que eu morria de medo de assistir a esse filme, pois o original dos "Saltimbancos Trapalhões" foi um dos meus filmes chave da minha infância. Graças a Deus a Estrutura desse aqui é bastante diferente, mesmo porque seria impossível resgatar o espírito do filme dos anos 80 simplesmente porque não temos mais Mussum e Zacarias, fundamentais para o sucesso do filme. Didi e Dedé em cena sempre são motivos para diversão. Mas o tempo passou e eles precisam agora dividir o tempo em cena com outros comediantes e artistas atuais: Marcus Veras, Maria Clara Gueiros, Letícia Colin, Alinne Moraes, Marcos Frita, Emílio Dantas, Nelson Freitas, Rafael Vitti, Lilian Aragão... e sim claro, Roberto Guilherme, companheiro fiel do grupo. Todos em total espírito dos Trapalhões. Os números musicais ficaram sob a responsabilidade da dupla Claudio Botelho e Charles Mueller, que montaram o mesmo projeto para o teatro. Eu gosto mais do frescor e da espontaneidade dos números musicais do filme original, que condiz mais com o espírito mambembe dos Saltimbancos. Aqui ficou tudo milimetricamente estudado e marcado, o que não é uma crítica. Mas como é inevitável fazer a comparação... A história todo mundo já conhece. A registrar o belo trecho final, homenageando o quarteto, com inserção de Mussum e Zacarias, é claro, prestar uma declaração de amor a todo o talento e dedicação ao seu público de Renato Aragão. As palmas dentro e fora do filme são reais.

Um Tio Quase Perfeito (2017)

MEGA

Tony (Majella) é um adorável trambiqueiro que vive de bicos como estátua viva, cartomante, pastor e sempre conta com a cobertura da mãe, Cecilia (Ana Lucia Torre). Quando eles são despejados do muquifo onde moram, procuram a irmã de Tony, Angela (Letícia Isnard), com quem não falam há anos. Ela tem três filhos, Valentina, de 5 anos; João, de 10; e Patricia, de 14, que mal conhecem a avó e o tio. A partir daí, os pequenos ficam nas mãos dessa dupla, que não tem a menor familiaridade com as crianças e provoca muitas confusões nas suas rotinas. A convivência inusitada acaba virando a vida de todos de cabeça para baixo. 

Dois Irmãos (2017)

Episódio 01: Mega 
Episódio 02: Mega 
Episódio 03: Mega 
Episódio 04: Mega 
Episódio 05: Mega 
Episódio 06: Mega 
Episódio 07: Mega 
Episódio 08: Mega 
Episódio 09: Mega 
Episódio 10: Mega 

A história gira em torno de dois irmãos gêmeos idênticos, Omar e Yaqub, que têm personalidades conflitantes desde pequenos, e suas relações com a mãe (Zana), o pai (Halim) e a irmã (Rânia). Moram na casa da família a empregada Domingas e seu filho, Nael. O menino é quem narra, após trinta anos, os dramas que testemunhou calado. Do seu canto, ele vê entes da família de origem libanesa terem desejos incestuosos e se entregarem à vingança, à paixão desmesurada, em uma Manaus em transformação.
Ambientada em Manaus, entre as décadas de 1920 e 1980, a trama narra a trajetória de uma família libanesa, através de Nael, filho da índia Domingas, focando na relação conflituosa dos gêmeos Omar e Yaqub. Halim é apaixonado por Zana, mas por medo de deixar de ter momentos felizes com a amada, tem dificuldade em querer ter filhos, ao contrário da esposa, que almeja ao menos três. O nascimento dos gêmeos muda a relação familiar, em razão da mãe ter uma predileção pelo filho mais novo, Omar, quando este nasce com problemas respiratórios. Algum tempo depois, nasce Rânia, que virá comandar os negócios da família, mas vive à sombra dos irmãos. Os conflitos entre os gêmeos se acentuam com a chegada de Lívia, que os atrai, fazendo com que Omar corte o rosto do irmão, ao flagrar Yaqub beijando a moça. Halim decide enviar os irmãos ao Líbano, em meio a Segunda Guerra Mundial, mas ao chegar no porto, Zana não consegue soltar a mão de Omar, por quem adquiriu um amor desmedido. Yaqub viaja sozinho, mas sua volta traz consequências inimagináveis.

 

Resultado de imagem para eu fico loko

Eu Fico Loko (2017)

MEGA / GoogleDrive

Direção: Bruno Garotti

Bom, todo o mundo já sabe que "Eu fico loko" é a cinebiografia de Christian Figueiredo, que tem um canal no youtube homônimo com mais de 7 milhões de seguidores. O filme narra 3 fases na vida de Christian: criança, adolescente e pós adolescente, interpretado nessa última fase por ele mesmo. Tanto criança quanto adolescente, Christian sofre Bullying na escola. Adolescente, ele se apaixona, leva tôco, briga com seu melhor amigo e tenta resolver tudo com a ajuda de sua avó moderninha (Suely Franco, genial como sempre). Quando as coisas parecem que irão explodir, ele tem a ideia de criar o Canal "Eu fico loko". O resto, é o que todos já sabemos. Não tenho como falar desse filme sem parabenizar a todos os envolvidos, que são pessoas queridas do Cinema nacional. Não é puxa-saquismo, é o reconhecimento do quanto estamos mandando muito bem na parte técnica, por isso ninguém mais pode falar mal do cinema brasileiro. O nível é muito alto. A primeira direção de um longa está com cara de gente grande, cheio de segurança, nas mãos do Bruno Garotti. A fotografia criativa, inteligente e se comunicando com o público adolescente, perfeita de Dante Belluti. Direção de arte, som, edição, e ponto mais do que positivo, a trilha sonora envolvente e pulsante. O roteiro escrito pelo próprio Garotti com Sylvio Gonçalvez traz elementos de grandes clássicos adolescentes, daqueles que a gente guarda no coração e não esquece mais: "Curtindo a vida adoidado, "A hora de voltar", "As vantagens de ser invisível", "Carrie, a estranha", são alguns que identifiquei. O filme faz parte de um gênero que eu gosto muito, "o "Feel good movie". São elementos de drama, de melancolia, de redenção e de virada do protagonista, em sua descoberta espiritual, que transcende a tela e conquista o público.

Elenco

  • Filipe Bragança como Christian Figueiredo (15 anos)
    • Christian Figueiredo como Ele mesmo / Narrador
    • Cauã Gonçalves como Christian Figueiredo (10 anos)
  • Isabella Moreira como Alice (15 anos)
  • José Victor Pires como Yan
  • Giovanna Grigio como Gabriela Coelho (Gabi)
  • Michel Joelsas como Mauro
  • Thomaz Costa como Rodrigo
  • Alessandra Negrini como Lilian Figueiredo
  • Suely Franco como Tatiana Figueiredo
  • Marcello Airoldi como Wanderley de Caldas
  • Ceará como Geraldo
  • Tania Khalill como Martha Coelho
  • Giovanna Moreira
  • Gabriel Santana
  • Gabi Lopes
  • Derick Lecoufle
  • Rafaella Khatchikian
  • Fernanda Albuquerque
  • David Pereira
  • Giulia Cuono
  • Chris Couto
  • Felipe Montanari
  • Marcos Zeeba

Resultado de imagem para 10 segundos para vencer 

10 Segundos para Vencer - 2018

MEGA / DRIVEGOOGLE

Direção: José Alvarenga Júnior

Ambiciosa cinebiografia do pugilista brasileiro Eder Jofre, que vai da década de 50 até os anos 70, começando pela sua infância, sua pós-adolescência e o seu desejo de ser um desenhista até começar a treinar nos ringues e se tornar campeão mundial no ano de 1961, nos Estados Unidos. Depois disso ele se casa com sua esposa Cida, com quem tem filhos, mas a crise conjugal o faz se afastar do boxe. Anos depois, em 1973, ele retorna aos ringues, e novamente, se torna campeão mundial. Mas o filme é mais do que isso: pegando carona na narrativa de "Dois filhos de Francisco', de Breno Silveira, que também é um dos produtores do filme, "Dez segundos para vencer" tem na figura paterna o grande personagem. Através de sua obsessão, de sua perseverança, do desejo de tirar sua família do limbo, da pobreza e de mostrarem ao mundo de que eles são capazes, o filme constrói tudo pelo ponto de vista de Kid Jofre (Osmar Prado, sensacional). É ele quem carrega o filme, é ele que, com seu método cruel de treinamento, faz o filho se tornar o grande campeão. Mas será que tanto sacrifício valeu a pena? Pelo visto sim. O filme traz a mensagem de que, com muito treinamento, luta, garra e ambição, conseguimos construir a nossa estrada. Mas convenhamos, todos os filmes de lutadores possuem esse mesmo mote. O que se conclui que vencer é uma metáfora de chegar ao topo da pirâmide, sair do anonimato e se tornar alguém visível, de sucesso. O elenco é a grande força do filme. Daniel de Oliveira, Sandra Corveloni (no papel da mãe), Osmar Prado e Renato Gelli, que faz o tio Silvano, são o destaque. Tanto Osmar quanto Ricardo Gelli ganharam prêmios de interpretação em Gramado 2018, de ator e ator coadjuvante, respectivamente. A direção de arte e a fotografia, de Lula Carvalho, também ajudam a recriar esse universo pobre da família, decadente e ao mesmo tempo onírico.

 

Resultado de imagem para Shaolin - Show de Piadas

Shaolin - Show de Piadas (2017)

YOUTUBE

Resultado de imagem para MEU QUERIDO AMIGO 2017

MEU QUERIDO AMIGO (2017)

vk / YOUTUBE

Uma forte amizade entre um garoto e um urso de pelúcia se torna um dilema entre a adolescência e seu querido brinquedo.

 

De Volta para Casa (2017)

1Fichier / MEGA

A vida de uma mãe solteira criando suas filhas em Los Angeles dai uma virada inesperada quando ela permite que três jovens se mudem para sua casa.

Emoji: O Filme (2017)

1Fichier / MEGA

Gene, um emoji que tem múltiplas expressões, decide sair em uma jornada para tentar se tornar em um emoji normal. 

 Ver a imagem de origem

 Axé - Canto do povo de um lugar (2017)

Youtube

Direção: Chico Kertész

A história da axé-music revelada em detalhes, com os elementos determinantes para o nascimento desse gênero musical, contada por meio de entrevistas com empresários, produtores e músicos.

 

Stefan Zweig: Adeus, Europa (2017)

FILEFACTORY

Em 1936 o escritor austríaco, de origem judaica, Stefan Zweig foge do nazismo na Europa e vai para a América do Sul. Passando pelo Rio de Janeiro, Bahia, Buenos Aires, Nova York e Petrópolis, e apaixonado pelo Brasil, Stefan começa a escrever um livro sobre a nova terra. Ele se instala em Petrópolis, a cidade imperial, para escrever. Mas, ao mesmo tempo, ele fica atormentado com o crescimento da intolerância, barbárie e autoritarismo na Europa.

 Resultado de imagem para leo lins piadas secretas dvd

Léo Lins – Piadas Secretas (2017)

Youtube

O irreverente comediante Léo Lins apresenta seu humor excêntrico neste especial ao vivo com temas como super-heróis, sexo e escola.

Resultado de imagem para Calango Ball O Filme

Calango Ball (2017)

Youtube

"A história conta a vida de Polku que foi enviado para Terra e se tornou um menino pobre, morador de Campestre, que vende geladinho, quebra coco e faz carvão. Durante sua vida foi aumentando suas forças e ganhando superpoderes.

Os pequis sagrados são alguns dos componentes da história. São sete pequis de cristal alaranjado, que estão espalhados por Campestre e que possuem estrelas no seu interior (de uma a sete). Quando todos são reunidos, se o portador souber as palavras mágicas, são usados para realiza três desejos."