Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
2015
2015

 

 

 

 

 

Jonas e o circo sem lona (2015)

Assista Online

Documentário que faz parte do projeto da Vitrine Filmes e da Petrobrás, levando filmes autorais para as salas de cinema com preços reduzidos, é um delicado estudo sobre a evasão escolar e sobre sonhos de criança que morrem antes do tempo. Jonas é um menino que mora no Subúrbio de Salvador. Sua família, que mora longe de sua cidade, trabalha em um circo, e ele sonha também trabalhar ali. Mas a sua mãe o proíbe, e quer que ele estude, deixando o sonho de trabalhar em um circo para um futuro. Para satisfazer o seu desejo, Jonas monta um circo improvisado nos fundos do quintal de sua casa, com a ajuda de amigos. Realizado com muita simplicidade, o filme se apoia no carisma do menino Jonas e a sua história acaba se tornando símbolo de muitas crianças que não conseguem levar seus sonhos adiante por falta de recursos. As cenas improvisadas que ele e seus amigos "atuam" como sendo artistas de circo são bem divertidas e lúdicas. O filme aproveita para discutir também o quanto que uma câmera interfere no conteúdo que esta sendo filmado. Segundo a diretora da escola que Jonas estuda, ela diz que quando o menino esta na frente da câmera age como sendo aluno exemplar, mas quando a equipe de filmagem vai embora, ele some e não frequenta a aula. 

Resultado de imagem para sos mulherés ao mar 2

S.O.S. Mulheres ao Mar 2 (2015)

Download MEGA

SENHA PARA DESCOMPACTAR: www.baixefilmes.org

Um ano depois de terem se conhecido, a escritora Adriana (Giovanna Antonelli), agora uma escritora bem-sucedida, segue feliz em seu romance com André (Reynaldo Gianecchini), que está prestes a lançar sua mais nova coleção de moda durante um cruzeiro pelo Caribe e viajará dos EUA ao México acompanhado por uma top model devoradora de homens. Porém, quando ela descobre que a bela ex-noiva do estilista irá acompanhá-lo em busca de uma reconciliação, Adriana convoca a irmã Luiza (Fabíula Nascimento) e Dialinda (Thalita Carauta) a pegar o primeiro voo para Miami. No dia seguinte, Dialinda, que agora trabalha nos EUA, recebe as irmãs e leva as duas até o porto. Um problema inesperado faz com que elas percam a partida do navio. Dialinda propõe que sigam de carro até o México, sem saber que foi jurada de morte pela família de traficantes para quem trabalhava. Além dos bandidos, Adriana e suas amigas também são seguidas por Roger, um charmoso agente do FBI. É o começo de uma nova jornada cheia de equívocos e confusões, por ar, terra e finalmente mar, em que Adriana provará, uma vez mais, que não há fronteiras para uma mulher apaixonada.

Elenco

  • Giovanna Antonelli como Adriana
  • Thalita Carauta como Dialinda
  • Fabíula Nascimento como Luiza
  • Reynaldo Gianecchini como André
  • Rhaisa Batista como Anitta
  • Gil Coelho como Rafael
  • Felipe Roque como Mauricio
  • Felipe Montanari como Roger
  • Selma Lopes como D. Granny
  • Aline Guimarães como D. Vanda
  • Jean-Paul Rappeneau como Frank

Dirigido por Cris d'Amato

 Resultado de imagem para

Para minha amada morta (2015)

Download Uptobox

Drama de suspense psicológico dirigido pelo cineasta Aly Muritiba, baiano de nascença mas paranaense de formação cinematográfica. Diretor de vários curtas premiadíssimos, Aly realiza aqui um filme sobre memória e sobre a tentação da vingança. Inconscientemente, "Teorema" de Pasolini permeia a história de um fotógrafo policial, Fernando (Fernando Alves Pinto) que, ao descobrir a traição da falecida esposa, a quem tanto venerava, resolve descobrir o paradeiro do amante. Esse amante vem na figura de Salvador, um evangélico recém convertido, casado e pai de duas filhas. Fernando aluga uma casa dos fundos e passa a seduzir e atormentar todos que ali habitam, planejando a sua vingança. Um filme de planos longos, alguns com mais de 8 minutos, e um trabalho extraordinário de atores. Além de Fernando Alves, o filme lança Lourinelson Vladmir, ator paranaense que com certeza terá uma bem vinda carreira bem sucedida pela frente, e uma Mayana Neiva reinventada, ótima no papel da evangélica e dedicada dona de casa. A fotografia de Pablo Baião traz a dureza das locações, da casa, de uma Curitiba sem identidade, das emoções veladas dos personagens. Um filme que instiga, e jamais traz o óbvio. Parabéns ao Cineasta Aly Muritiba, que vem enriquecer a filmografia nacional.

Ver a imagem de origem

UM FILME FRANCÊS (2015)

Assista Online

Ah o Cinéfilo, esse Ser tão estranho que dentro e fora das telas exala paixão por filmes que fizeram a sua cabeça. Quando essa paixão se materializa de Cinéfilo para Cineasta, a vontade de querer homenagear todos os que mudaram a sua percepção do mundo se faz quase que como uma obrigação. Nouvelle vague, Truffaut, Godard, Agnes Varda (Será que o nome da personagem Cleo não vem do filme "Cleo de 5 às 7"? ). A música também tem lugar certo nesse filme de memórias: Jim Morrison, Jorge Benjor, Jards Macalé... E já que falamos de memória e nostalgia, está valendo imortalizar a Cinemateca do Mam, o cine Santa, o Odeon, a Cavideo (locadora do diretor Cavi Borges, especializada em filmes cults). O filme brinca com referências a vários filmes clássicos, inclusive com os atores reproduzindo as cenas (como a corrida em "Jules e Jim", ou a dança em trio de "Band a part"). Na metalinguagem de atores interpretando atores, vale até divulgar a peça que uma das atrizes está ensaiando, "Sarau das putas". Erom Cordeiro, Juliana Terra e Patrícia Niedemeier dão vida a um casal de atores e a uma diretora de filme independente que passam o filme todo ensaiando para um filme que irão rodar. O filme discute o processo criativo de todos, e foi nessa parte que me diverti mais. É notório que na Nouvelle Vague era permitido aos atores improvisar, e isso é nítido no filme. Mas a personagem da diretora, inconscientemente, exige que seus atores hajam como ela quer. Ela fala muito, é ansiosa. É divertido ver e refletir o quanto o Diretor muitas vezes atrapalha o processo criativo do Ator e faz comentários inapropriados na hora errada. Rodado em preto e branco (Raoul Cottard, fotógrafo mor do cinema francês, sinta-se homenageado), o filme transita entre enquadramentos clássicos e câmera na mão, marca da liberdade técnica da Nouvelle Vague. Os atores se divertem em papéis espontâneos, brincando de Ana Karina, Jean Paul Belmondo, Jean Seberg, Jeanne Moureau. Triângulo amoroso, esse é o símbolo do amor francês. A quem interessa um filme nacional que se chama "Um filme francês"? Nessa mistura tresloucada entre a malícia carioca e a sofisticação francesa, ganha o espectador que está em busca de Amor. Amor ao Cinema, amor aos filmes, amor ao ofício de atuar, dirigir, viver a Sétima arte.

Ver a imagem de origem

Meu namorado é michê (2015)

Assistir Online

Delicioso e debochado curta de 3 minutos Vencedor do Prêmio Porta curtas Petrobrás do Festival Mix Brasil em 2006. Rodado em Super 8, narra a tragicômica epopéía de um casal de namorados que dividem o apartamento. Quando o cliente do michê está para chegar, o namorado vai para a rua e aguarda o término do atendimento. É uma idéia simples, sem diálogos, quase um video clip, ao som da maravilhosa música "In the flesh", do Blondie, com pegada super anos 50. Criativo, divertido e singelo. Uma ode à cafonice. 

 

A paixão de JL (2015)

Assista Online

Um dos filmes mais tristes a que assisti, o documentário "A paixão de JL" me lembrou bastante a experiência que tive ao assistir ao documentário sobre "A verdade sobre Marlon Brando". No filme, ouvimos o ator Marlon Brando falando sobre vida e profissão, através de mais de 300 fitas que ele deixou como legado, aonde ele fazia uma espécie de terapia, registrando todos os seus pensamentos e divagações. Em "A paixão de JL", o cineasta Carlos Nader faz o mesmo. Amigo de Leonilson, ele se apropria das fitas K7 deixadas gravadas pelo Artista, morto aos 36 anos em decorrência da Aids, e faz um dos filmes mais belos do cinema nacional. Leonilson, em 1990, resolveu gravar áudios aonde ele discursava sobre a vida, sobre seus amores, sobre a sua condição de homossexual, sobre fatos relevantes da economia, política e cultura mundial. Apaixonado por cinema e música, vemos trechos de filmes como "Paris Texas" e "Um filme de Nick", de Win Wenders, e o clip de Madonna, "Cherish". A idéia era que esses áudios virassem um livro depois. Leonilson era cearense e se mudou para São Paulo, realizando mais de 4000 obras, se tornando um dos artistas mais influentes dos anos 80 no Brasil. Em 1991, ao descobrir ser portador do vírus do HIV, ele desaba emocionalmente, e os relatos passa, a ser sobre morte e depressão, e mais, sobre a possibilidade de nunca mais namorar ("quem vai querer namorar um cara com Aids?" e o temor de que sua família saiba sobre a sua condição. Lembrando que nessa época, a Aids era tratada com o coquetel de Azt e existiam muitos os efeitos colaterais, além do preconceito ser enorme para os portadores da doença. Havia o estigma da morte eminente. Pouco vemos de imagens de Leonilson. No entanto, o filme é repleto de imagens de suas obras, de suas dores retratadas nas pinturas e tecelagens. Trechos de filmes clips, documentários (Relembramos de Annie Lennox cantando "Everytime we say good bye" em "Ricardo II", de Derek Jarman). O filme faz uma brilhante investigação nostálgica sobre os anos 80 e início dos 90, com imagens de arquivo chaves do período, como a derrubada do muro de Berlin, os tanques na Praça da Paz Celestial, o Impeachment de Collor. Alerta: é um filme bastante depressivo, os relatos são bem duros e comoventes. O filme venceu inúmeros prêmios em Festivais, merecidamente.

Resultado de imagem para nova dubai filme download

Nova Dubai (2015)

Assista Online

O cineasta paulista Gustavo Vinagre cresceu em São José dos Campos, mas foi estudar Roteiro na escola de Cuba. Após passar anos por lá, voltou para sua cidade e se assustou com a cidade. Vítima da especulação imobiliária, São José dos Campos mudou radicalmente, e com esse crescimento, as pessoas também mudaram. Gustavo resolveu colocar um projeto de curta no Catarse e para sua surpresa, os temas eram tantos, que o curta virou um média de 50 minutos. Misturando a linguagem do documentário com o de ficção, Gustavo se escalou para o elenco, e incluiu, entre outros, seu namorado, o também cineasta Caetano Gotardo, diretor do interessante "O que se move". Gustavo interpreta um jovem de classe média, que mora com a sua mãe, e que passa os dias perambulando pelas ruas com um amigo, com quem transa em lugares públicos. Eles também transam a três com um peão de obra; Gustavo transa com o pai do amigo, e para finalizar, os 2 amigos estupram um corretor de imóveis, interpretado por Caetano. Todas essas cenas, encenadas com sexo real, explícito. Costurando o filme, alguns personagens dão depoimentos, entre eles, um amante de filmes de terror que vai citando filmes famosos. Dito assim, o filme parece uma colcha de retalhos, E é. Muitas das situações são aleatórias, mas no final me pareceu que Gustavo quis, além de criticar o avanço imobiliário (que inclusive dá nome ao filme, pois um grande empreendimento se chamará de "Nova Dubai"), retratar a solidão e a falta de perspectiva de jovens na grande cidade. O sexo é visto como fetiche (incesto e estupro), e a violência está em cena explicita ou implicitamente. Não é um filme que a gente possa indicar para qualquer cinéfilo, tanto por conta das cenas de sexo explícito, quando pela aparente falta de lógica da trama. O elogio fica por conta da coragem do cineasta em se expôr de forma tão aberta, o que me fez lembrar de Edgar Navarro, mítico cineasta baiano do underground, que surge em cena defecando no filme "O rei do cagaço". 

Resultado de imagem para paulina 2015 download

Resultado de imagem para paulina filme 2015 Dolores FonziResultado de imagem para paulina filme 2015 Dolores Fonzi

Paulina (2015)

Download 1Fichier

Filme argentino co-produzido pela Videofilmes de Walter Salles, "Paulina" tem nas perfomances do elenco o seu grande trunfo. Dolores Fonzi no papel principal e Oscar Martinez no papel de seu pai e juiz poderoso estão extraordinários. Sai do filme meio tonto, ele levanta questões e posicionamentos da personagem que colocam o espectador em papel de juiz e de algoz. Naturalmente boa parte da plateia com certeza já tem posição formada sobre o que fariam no lugar de Paulina no desenrolar da trama. Uma frase do pai sintetiza o drama da jovem idealista e de esquerda:" Você não é heroína, você é uma vítima. Eu não entendo essa sua postura Messiânica.". Paulina é uma jovem advogada que anuncia ao seu pai que irá abandonar a carreira promissora e seguir até o interior da Argentina para lecionar em uma escola de uma comunidade pobre. Ela quer dar oficina sobre política para jovens alienados no intuito de fortalecer uma geração que já nasceu derrotada pela vida e pelo sistema. Obviamente o pai reage mal, mas Paulina já é adulta e ele de nada pode fazer. No primeiro dia de aula Paulina se assusta com a atitude dos alunos, desmotivados e questionadores da sua postura de professora e representante de uma classe hierarquicamente superior. Ela resolve sair para beber com uma outra professora. No caminho de volta, ela é estuprada por um grupo (o filme é adaptado de um filme dos anos 60 chamado "A patota"). Para surpresa de todos, Paulina não denuncia os algozes e nem aborta. Muito bem dirigido e com um ótimo plano sequência no início que valoriza o trabalho dos atores, "Paulina" vale ser visto por grupos e ser objeto de estudo e de discussão. O filme foi premiado em vários Festivais, incluindo "Cannes". Ótima fotografia.

Égun - Mistérios do mar (2015)

Assista online

Premiado curta de animação brasileiro, realizado por mineiros que usaram o misticismo para abusar da criatividade e do lúdico. Em uma aldeia de pescadores, um homem procura entender os motivos que levaram o seu pai, também pescador, à morte quando ele era criança. Já crescido, o pescador, casado, resolve ir pescar mar adentro, mas ele esquece a sua proteção. Egun é uma palavra em Yorubá usada no Candomblé, que significa alma ou espírito de qualquer pessoa falecida, iniciada ou não na religião. O filme é lindo, com uma trilha sonora envolvente. Mas o mais importante, e o que mais me chamou atenção, são os traços da animação. Simples, parecem traçados que fazem contornos em atores de verdade. Não sei qual foi a técnica usada, mas funciona bastante para a história. Vale muito a pena assistir.

Sangue azul (2015)

Download MEGA

Vencedor de prêmios no Festival do Rio (Filme, diretor e ator coadjuvante), mais fotografia em Paulínia e no Grande prêmio para Mauro Pinheiro Jr, "Sangue azul" é um belíssimo filme totalmente rodado em Fernando de Noronha. As cores do circo, a luz do sol, a noite, os neons da balada, tudo parece mágico. Pedro (Daniel de Oliveira) é funcionário de um circo, que aporta em Fernando de Noronha. Ele é o Homem bala. Pedro nasceu ali, mas sua mãe fez com que ele fosse embora do local, por um mistério que só saberemos ao longo do filme. Mulherengo e bicho solto, Pedro tenta encontrar uma forma de se reinserir na região e às pessoas de sua família: sua mãe (Sandra Corveloni) e sua irmã (Carol Abras). Com um elenco repleto de grandes nomes (Matheus Nachtergaele, Millen Cortaz, Laura Ramos, Paulo Cesar Pereio, Ruy Guerra), "Sangue azul" tem momentos muito bons de dramaturgia, mas a sua longa duração e o excesso de personagens que acabam não se desenvolvendo melhor acaba tirando o foco principal do filme, que é o conflito de Pedro com o seu passado. Muitas cenas de apresentação circense (as cenas são muito bem filmadas) também, ajudam a dispersar a narrativa. Mas a qualidade técnica do filme é tão intensa, que no final me senti absorvido. O que talvez tenha prejudicado a minha melhor observação quanto ao filme, foi o fato de eu ter assistido a "Órfãos do Eldorado" antes. Em "Órfaos", Daniel de Oliveira tem uma trajetória muito semelhante. Ele retorna ao seu lugar de origem e tenta resolver fantasmas do passado, que envolvem um relacionamento conflituoso com a sua irmã. No meio de "Sangue azul", pensei: "O conflito é o mesmo do outro filme". No elenco, destaque total para Millen Cortaz e Romulo Braga por uma corajosa e visceral cena no desfecho.

Resultado de imagem

ENTRE ABELHAS (2015)

Download 4Shared / MEGA

Direção: Ian SBF

Elenco

  • Fábio Porchat como Bruno
  • Irene Ravache como Ângela, mãe de Bruno
  • Marcos Veras como Davi, melhor amigo de Bruno
  • Luis Lobianco como Nildo, atendente de pizzaria
  • Giovanna Lancellotti como Regina, ex-mulher de Bruno
  • Marcelo Valle como Psicólogo
  • Letícia Lima como Rebeca

Em 2004, um filme independente de um diretor genial se transformou no cult de toda uma geração e transformou um ator famoso pelas comédias escrachadas em um ator dramático e finalmente de talento reconhecido pelos críticos. O filme?: "Brilho eterno de uma mente sem lembranças", de Michel Gondry. Na história, o personagem de Jim Carrey sofre depressão após a sua separação e enfrenta um grande desafio: apagar a sua memória relacionada ao convívio da amada. O filme se faz valer de cenas surreais e de realismo fantástico para que a narrativa consiga ser contada. Em "Entre abelhas", o comediante Fábio Porchat investe em uma porção mais dramática e sofre de depressão após a separação. Resultado: as pessoas passam a sumir de sua vida. Amigos, desconhecidos... O maior triunfo do roteiro é não querer explicar o inexplicável. Surto? Esquizofrenia? Nem o terapeuta consegue resolver. A porção comédia sai de Porchat e entra em outros personagens, como o amigo Marcos Veras ou a mãe Irene Ravache. Pessoalmente, não gosto da porção comédia do filme e adoraria ter visto um filme melancólico. Mas entendo que comercialmente o filme precisa vender. É um filme tecnicamente muito competente, bonito, e o mais curioso e inovador, usar as ruas do centro da cidade do Rio de Janeiro como se fossem ruas residenciais. O melhor mesmo, de tudo? A brilhante trilha sonora, que evoca acordes do gênio Michael Nyman. Ah, sim, a fotografia de Alexandre Ramos que ajuda a narrar essa história fabulesca de forma sensorial: a gente sente na pele o peso da tristeza através das cores que o filme emana. Um filme diferente da atual safra de filmes por querer ter algo a mais: Inteligência.

A ESTRADA 47 (2015) Download MEGA / Minhateca

 Dirigido por Vicente Ferraz

Elenco:

Sergio Rubini como Roberto
Daniel de Oliveira como 'Guima'
Thogun como Sargento Laurindo
Francisco Gaspar como Piauí
Júlio Andrade como Tenente Penha
Ivo Canelas como Rui
Richard Sammel como Coronel Mayer
Daniele Grassetti como Partizano
Giorgio Vicenzotti como Partizano

Em "A ponte do Rio Kwai", de David Lean, clássico de 1957, um pelotão de soldados ingleses feitos prisioneiros pelos japoneses durante a 2ª Guerra são obrigados a construiu uma ponte por onde passarão comboios de soldados inimigos. Em "A estrada 47", pracinhas brasileiros, em conflito e crise emocional e física precisam desativar minas da citada Estrada para evitar que soldados aliados sejam explodidos pelas minas escondidas em sua rota. O filme discute a relevância da participação de soldados brasileiros, alguns despreparados para enfrentar uma guerra de tamanho porte. Imparcial, o roteiro mostra que italianos, alemães e brasileiros têm um único ideal: honrar sua Pátria e a sua família, acima de tudo. O maior mérito do filme é sem dúvida a fotografia, de Carlos Arango de Montis. Bela em seu tom cinza, reforça a dramaticidade da história. Figurino, Direção de arte e edição de som são impecáveis. O elenco está correto e dividem seu espaço de forma homogênea, assim como no filme de José Belmonte, "Alemão". Todos têm o seu momento. Nesse elenco 100% masculino, há uma mistura de atores brasileiros, alemães, portugueses e italianos, mostrando a força da globalização e dos apoios dos produtores dos citados países. O filme tem um ritmo lento, e a narração em Off do personagem de Daniel de Oliveira também não contribui muito para a história. Mas definitivamente, é um filme nacional diferente de tudo o que já foi produzido: elegante, glamouroso nas locações, de alto nível técnico e com pinta de filme europeu. Um grande passo para as co-produções futuras com o Brasil.

 

De gravata e unha vermelha (2015)

Assista Online

Direção: Miriam Chnaiderman

Documentário vencedor do Prêmio de melhor filme LGBTS no Festival do Rio 2014, tem como tema a libertação sexual e do corpo. Transexuais, cross dressers, gays, transgênicos masculinos e femininos, todos se misturam através de depoimentos divertidos e emocionados de pessoas que ousaram dizer "NÃO" ao corpo e ã identidade de nascença. Celebridades como Ney Matogrosso, o cartunista Laerte, o estilista Dudu Bertollini ( que conduz as entrevistas junto com Miriam Chnaiderman, cineasta e psicóloga), o modelo e Dj Jonnhy Luxo são alguns dos depoentes, além de sub-celebridades e anônimos. O filme em si é convencional, naquele padrão de depoimentos misturados, editados através de músicas da Banda pernambucana UÓ, cuja vocalista Mel é transsexual. Mas o que seduz o espectador são diálogos saborosíssimos e sem censura sobre sexo, cirurgia de mudanças de sexo, aplicação de hormônios, espetáculos ditadura, direito ao seu próprio corpo, vergonha, aceitação, estilo e bullying, seja na família ou na rua e escolas. Com 82 minutos, o filme é uma ode ao mundo de personagens marginalizados e que desejam apenas uma coisa: ter o direito ao corpo e serem felizes.

Aspirantes (2015)

Download Openload

Dirigido por: Ives Rosenfeld

De imediato essa produção independente me remeteu aos filmes dos cineastas belgas Dardenne, de quem sou enorme fã. Trabalhando com o naturalismo típico dos filmes deles, Rosenfeld apenas se diferencia deles pela formalidade de sua câmera, na maioria das cenas fixa, em planos gerais e sem corte. Estilizado, o filme brinca com o foco e em várias cenas os atores ficam desfocados. A história me lembrou bastante o sub Plot do personagem de Vinicius de Oliveira em "Linha de passe", de Walter Salles. Aspirantes a jogadores de futebol profissional treinam sem receber nada. Junior (Ariclenes Barroso) inveja Bento (Sergio Malheiros), que é focado no treinamento. Quando Junior recebe a notícia de que sua namorada (Julia Bernat) está grávida, seu mundo se dissolve. O elenco do filme é cult voltado para atores de teatro. Além dos já citados, temos Guti Fraga, Julio Adrião e Karine Telles, a nova Darling do cinema de autor. O filme provoca um distanciamento enorme do espectador para com a narrativa do filme, o que me afastou da história em vários momentos. Adoraria estar angustiado com o drama de Junior, assim como estável com o de Marion Cottilard em "2 dias e 1 noite", dos irmãos Dardenne. Ponto para a trilha sonora e para a fotografia, muito interessantes.

Olmo e a gaivota (2015)

Download MEGA

Documentário dramatizado dirigido por Lea Glob e co-dirigido pela brasileira Petra Costa, que já havia feito muito sucesso no circuito de arte com o seu filme anterior, "Elena", que fala sobre a depressão e suicídio de sua irmã. Em "Olmo e a gaivota", ela também fala sobre depressão. Mas em outro nível. O filme acompanha o casal de atores Olivia Corsini e Serge Nicolaï, que fazem parte de um grupo teatral francês, o Theatre du soleil. Durante os ensaios de "A gaivota", de Anton Tchekhov, Olivia se descobre grávida, e assim, impossibilitada de prosseguir no espetáculo. Pior: a sua gestação é de risco, ela não pode nem mesmo sair de casa. Assim, acompanhamos o seu périplo quase solitário (seu marido continua nos ensaios, e ainda passa 1 semana viajando para Nova York com o grupo). O filme é uma metáfora sobre a gestação, tanto física quanto artística, e o processo do Ator em relação ao seu grande papel, aqui no caso, de ser mãe. O conflito que comete todo artista que trabalha como free lance é estar impossibilitado de continuar a trabalhar. Nessa crise emocional e existencial, Olivia discorre sobre ciúme profissional (do marido por continuar trabalhando, e por ele estar em cena com atrizes mais jovens), problemas financeiros (o drama de todo ator que precisa pagar as suas contas) e a solidão. Sobra espaço também para falar sobre envelhecimento físico e mental, e o quanto o amor de um filho pode ajudar a manter a união de um casal. Belamente fotografado e com um ótimo casal de atores para o espectador acompanhar, o único porém que me incomoda nesse tipo de documentário tão invasivo é saber o quanto os atores realmente estão à vontade com a presença de uma equipe de filmagem e 2 diretoras o tempo todo. Tem uns momentos do filme que claramente entendemos que tudo ali está sendo encenado. Mas o que é de fato espontâneo? Essa é minha dúvida, mas no geral, não invalida a grande qualidade desse filme, que ganhou o Prêmio de melhor documentário no Festival do Rio 2015.

Outro Olhar: Convivendo com a Diferença (2015)

Assista Online

Direção: Renata Sette

Documentário que conta a história de um indivíduo para buscar o universal. O individuo, no caso, é Charbel Gabriel, um senhor de 60 anos que ainda trabalha, exercita-se, cuida-se, estuda, interage diariamente com a família e a comunidade e tem síndrome de Down. Não seria pouco para quem tem tudo a seu favor, para Charbel, acaba sendo uma prova de que a síndrome de Down nem o afasta nem o limita no convívio com a sua comunidade, sua família e seus amigos. E, principalmente, não diminui seu impacto e sua influência sobre aqueles que convivem com ele.

Superpai (2015)

Download MEGA

Dirigido por Pedro Amorim

Diogo (Danton Mello), típico pai de família, se vê em dois dilemas: em mostrar para sua mulher Mariana (Monica Iozzi) que é o marido e pai exemplar e aos seus amigos da época da escola, Júlia (Dani Calabresa), Cezar (Antonio Tabet) e Nando (Thogun Teixeira), que é ainda a pessoa festeira de vinte anos atrás. Ao saber da festa de vinte anos desta formatura, Diogo se vê na oportunidade de também conquistar seu amor de escola, Patrícia (Juliana Didone), mesmo sendo casado. Além da esposa, Diogo tem um filho pequeno, e tudo já estaria planejado para que ele fosse a festa, saísse com a moça e depois voltasse para casa como se nada tivesse acontecido. Para seu azar, sua sogra sofre um pequeno acidente e acaba quebrando a perna bem no dia da festa fazendo com que Mariana não fique com o filho. Diogo sai a procura de uma babá sem sucesso, e acaba deixando o filho em uma creche noturna.

Depois ao chegar na festa, Diogo enfim encontra Patrícia, porém ao ver também seus amigos, Diogo acaba deixando novamente a festa para voltar a creche e buscar seu filho, que está usando uma máscara de cachorro. Após um tempo, Diogo descobre que o menino não era o seu filho, e ao voltar novamente para a creche para procurar seu filho, descobre que outra pessoa o levou para a casa. Para piorar sua situação, o menino que está com Diogo é coreano e não sabe falar uma palavra em português. Mesmo assim, Diogo faz o possível para encontrar seu filho, voltar para a festa e ficar com seu amor de escola, e assim voltar para casa antes que sua mulher apareça de manhã.

Elenco

  • Danton Mello: Diogo
  • Dani Calabresa: Júlia
  • Antonio Tabet: Cezar
  • Thogun Teixeira: Nando
  • Juliana Didone: Patrícia Ellen
  • Monica Iozzi: Mariana
  • Gustavo Novaes: Paulo
  • Paulinho Serra: Cleverson
  • Lucélia Maquiavelli: Dona Sofia
  • Maurício de Barros: Cueca
  • Lukas Brombini: Luca
  • Otávio Fantinato: Malabarista Argentino
  • Luana Tanaka: Scheila
  • Erik Min Soo Chung: Jaspion
  • Lulu Pavarin: Mãe Mariana
  • Ricardo Oshiro: Kim
  • Nick Farewell: Senhor Coreano
  • Nicole Bahls: Carla (namorada do Cueca)
  • Rafinha Bastos: Gilson
  • Danilo Gentili: Policial

O AMULETO (2015) / Download Axfiles / Minhateca / Assista Online

de Jeferson De

ELENCO: Bruna Linzmeyer, Maria Fernanda Cândido, Michel Melamed, Régius Brandão

Suspense co-escrito e dirigido pelo mesmo cineasta do premiado drama "Broder", é uma colcha de retalhos de vários filmes de terror teen americano. É muito difícil de um verdadeiro fã de filmes de terror se assustar com esse filme. Talvez a melhor forma de assisti-lo seja juntando uns amigos e se divertindo a valer com a trama, a parte técnica e as atuações. De verdade, não sei se o filme foi realizado para ser levado a sério ou se é uma grande brincadeira com o cinema de gênero, ainda mais que na ficha técnica existe o nome do preparador de elenco Sergio Penna, conceituadíssimo no cinema e na tevê. Por isso achei que era para ser tudo um grande pastiche, de fato não levei a sério mesmo porque tinham cenas que é quase impossível não rir. Bruna Linzmeyer interpreta uma jovem sobrevivente de uma chacina que ocorreu em uma floresta na região de Moçambique, Florianópolis. O delegado a interroga e ela se torna suspeita da morte de três amigos. Sua mãe, interpretada por Maria Fernanda Cândido, é a única que acredita em sua inocência e guarda um segredo, baseado em um amuleto. O roteiro é tão simplório que a solução da trama já se encontra no prólogo. O elenco de apoio impressiona pela falta de espontaneidade e experiência. No final das contas, o charme do filme reside justamente ainda.

Resultado de imagem para Sorria, Você Esta Sendo Filmado - O Filme

Sorria, Você Esta Sendo Filmado - O Filme (2015)

Download MEGA

Dirigido e roteirizado por Daniel Filho

Comédia popular rodada toda em um único plano sequência (essa é a proposta narrativa, apesar do filme ter alguns cortes imperceptíveis para o espectador), é livremente inspirado na comédia de humor negra Servia "A morte de um homem nos Bálcãns", de Miroslav Momcilovic. Um roteirista de um seriado de humor da Rede Globo se suicida, mas antes, deixa a webcam do computador ligado. Logo, vários tipos loucos e sem noção surgem no apartamento, entre eles: o porteiro (Lázaro Ramos), sua esposa (Roberta Rodrigues), o síndico (Otávio Augusto), sua esposa, a atriz decadente (Susana Vieira), o corretor de imóveis (Marcos Caruso), o homem da funerária (Lucio Mauro Filho), o policial (Juliano Cazarre) e seu assistente (Thiago Rodrigues), a médica (Déborah Secco) e seu assistente (Thiago Martins), o faxineiro (Aramos Trindade) e outros vizinhos, interpretados por Teresinha Amayo e Cris D'Amato. O filme tem uma proposta muito curiosa de colocar o espectador na boca de cena, como no teatro, onde a cena se desenrola inteira, sem cortes. Atores entram e saem de cena, numa ótima marcação do espaço cênico orquestrada por Daniel Filho. Cheio de ritmo é um humor escrachado que não deixa o filme ficar entediante, é uma opção encontrada para baratear os custos de produção. O elenco deve ter se apaixonado pela proposta do filme, pois diferente da forma tradicional que é filmar por planos, cheios de cortes em cena, aqui Daniel Filho coloca o Ator em primeiro plano. O filme é uma divertida homenagem a Arte da Atuação. 

Elenco

  • Lázaro Ramos como Geneton
  • Otávio Augusto como Valdir
  • Roberta Rodrigues como Neide
  • Susana Vieira como Vera
  • Lúcio Mauro Filho como Agente Funerário
  • Juliano Cazarré como Policial
  • Thiago Rodrigues como 2º Policial
  • Deborah Secco como Doutora
  • Thiago Martins como Assistente da Doutora
  • Marcos Caruso como Corretor de imóveis
  • Aramis Trindade como Damião
  • Gustavo Pereira como Entregador de pizza
  • Cris D'Amato como Vizinha
  • Bruce Gomlevsky como Mathias
  • Pedro Nercessian como Funcionário da TV

Resultado de imagem para Babá Fora de Controle: Operação Brasil (2015)

Babá Fora de Controle: Missão Brasil (2015)

Download MEGA

Franck, Sonia, Sam, Ernest, Alex e Estelle viajam até o Brasil, para passar as férias no hotel de Jean-Pierre, o pai de Sonia. Franck quer aproveitar esta viagem para propor casamento a Sonia. No hotel, o grupo está hospedado por Jean-Pierre e Yolande, a avó rabugenta de Sonia.

Eles então organizam uma excursão até a selva. Mas na noite passada, os rapazes, a avó e seu guia ainda não regressaram. Na manhã seguinte, uma câmera GoPro é encontrada.

OS 33 (2015) Download MEGA

Capiapó, Chile. Um desmoronamento faz com que a única entrada e saída de uma mina seja lacrada, prendendo 33 mineradores a mais de 700 metros abaixo do nível do mar. Eles ficam em um lugar chamado refúgio e, liderados por Mario Sepúlveda (Antonio Banderas), precisam racionar o alimento disponível. Paralelamente, o Ministro da Energia Laurence Golborne (Rodrigo Santoro) faz o possível para conseguir que os mineiros sejam resgatados, enfrentando dificuldades técnicas e o próprio tempo.

Elenco: Antonio Banderas, Rodrigo Santoro, Juliette Binoche, Gabriel Byrne

Que Horas Ela Volta? (2015)

Download MEGA

Dirigido por Anna Muylaert

Em 2009, o filme chileno "A criada" de Sebastian Silva ganhou vários prêmios internacionais. Através do drama da empregada doméstica interpretada excepcionalmente pela atriz Catarina Saavedra, passiva, muda e atenciosa, o filme trazia um relato cruel da relação patrão e empregado. Os filhos interagiam mais com a Empregada do que com os pais que, friamente, apenas viviam uma vida burguesa vazia e de aparências. Em 2015, o cineasta Felipe Barbosa nos trouxe "Casa grande", também Premiadíssimo filme que igualmente narra a relação hierárquica entre patrões e empregados, a contradição entre a moradia na mansão e a moradia na favela. Agora, com "Que horas ela volta?", a roteirista e cineasta Anna Muylaert volta ao mesmo tema, com um diferencial: um olhar apaixonado e humano pela empregada vivida espetacularmente por Regina Casé. O filme, premiado em Sundance e Berlim, tem como ponto de vista o olhar dessa empregada que trabalha a mais de uma década na casa de um família rica, Bárbara (Karine Teles) e Carlos (Lourenço Mutarelli). Nesse elenco cult, cabe espaço para estreantes explosivos: Camila Mardila, como Jessica, a filha de Val (Casé) e Fabinho (Michel Joelsas). Curioso que, assim como em "Casa grande", o filho do casal também se refugia no quarto da empregada quando não consegue dormir. No caso de Fabinho, com outro propósito: Val, como diz o título em inglês do filme, é a segunda mãe da história. A chegada de Jessica, que vem de Recife para poder prestar vestibular, e acaba indo morar com Val na casa dos patrões, acaba trazendo consequências para a casa: a patroa odeia sua presença, o marido fica apaixonado, o filho fica curioso e Val fica assustada com o atrevimento da filha que resolve discutir hierarquia e valores burgueses. Belamente dirigido, com fotografia discreta e bonita de Bárbara Alvarez é uma trilha sonora que não briga com as imagens, é um filme que merece ser visto por suas qualidades artísticas e técnicos. Regina Casé mostra que ela faz falta em bons personagens nas telas do Cinema.

Resultado de imagemLinda de Morrer (2015)

Download MEGA

A cirurgiã plástica Paula (Glória Pires) aplica em si mesma uma fórmula experimental para eliminar celulites e morre. Com a ajuda de um amigo psicólogo/médium, ela volta à Terra e tenta evitar que a gananciosa sócia coloque o nocivo produto no mercado.

Dirigido por Cris D'Amato

Elenco:

  • Glória Pires - Paula Lins
  • Antonia Morais - Alice Lins
  • Emilio Dantas - Daniel
  • Susana Vieira - Mãe Lina
  • Vivianne Pasmanter - Jô
  • Ângelo Paes Leme - Francis
  • Pablo Sanábio - Marcelo
  • Priscila Marinho - Jaci
  • Stella Miranda - Gilda
  • George Sauma - Leon Terra
  • Alexandre Rosa Moreno - Deodato
  • Carol Macedo - Marta
  • Laura Prado - Shirley
  • Gláucia Rodrigues - Cristina
  • Charles Fricks - Rodrigo
  • Aline Guimarães - Laurinha
  • Mariana Bassoul - Manicure
  • Dhu Moraes - Cliente do Salão
  • Luisa Thiré - Repórter
  • Mel Costa - Alice Lins (criança)

Resultado de imagem para Operações Especiais (filme) 

Operações Especiais (2015)  / DVD-r

Download MEGA

Direção: Tomas Portella

Elenco: Adriano Saboya, Amélia Bittencourt, Analu Prestes, Antonio Pedro Tabet, Carlos Fonte Boa, Cléo Pires, Ed Oliveira, Fábio Lago, Fabiula Nascimento, Fabrício Boliveira, Gillray Coutinho, Jonathan Azevedo, Luci Pereira, Marcos Caruso, Olivia Araújo, Paulo Verling, Thiago Martins

Um grupo de ações especiais da polícia lutará contra os traficantes do Complexo do Alemão, refugiados numa pequena cidade do interior do Rio. Mas quando eles finalmente conseguem liberar a cidade da violência do tráfico é que os problemas começam a aparecer.

Resultado de imagem para entrando numa roubada filme

Entrando Numa Roubada (2015)

Download MEGA

Diretor de curtas, clips e publicidade, o longa de estréia do cineasta e músico André Moraes é uma grande salada pop que reverencia filmes autorais de Cineastas "nervosos" e cults como Guy Ritchie, Robert Rodriguez e Tarantino. Em relação a filmes nacionais, fãs de "Dois coelhos", de Afonso Poyart, também irão curtir o filme, pois a estética e a narrativa quase quadrinhos mesclada à animação farão a festa da geração Geek e cinéfilos. Cult do primeiro ao último fotograma, o filme exige do espectador que ele entenda que tudo é uma grande brincadeira com o Universo do Cinema. Nessa metáfora do mundo cruel e injusto dos artistas, técnicos e celebridades do Cinema, vale tudo. Até mesmo roubar e quem sabe, matar. Afinal, como dizem muitos produtores, "Cinema é uma grande jogatina. Para entrar no jogo, tem que saber jogar." A história é bizarra por si só: Um grupo de amigos fazem um filme chamado "Missão explosiva" e aguardam o grande sucesso do blockbuster nacional: Os atores Vitor (Bruno Torres​), Laura (Deborah Secco) e Eric (Julio Andrade), se juntam ao Diretor Walter (Lucio Mauro Filho) e o produtor Alex (Marcus Veras). O que era para ser um grande sucesso, acaba se tornando um grande fracasso, e todos literalmente se dão mal. Dez anos se passam, e aí começa nossa história. Decadentes e fracassados, a vida de todos mudou: Vitor virou borracheiro, Laura e Walter animam festa infantil e Eric, virou um muambeiro sedento de vingança. O Alvo? Alex, que se tornou um Pastor/celebridade e ganha milhões. Eric junta o grupo e resolve armar uma trama para se vingar de Alex. Somente Walter sabe de seu golpe: juntar a turma, inventar que irão filmar um longa independente onde eles irão assaltar postos de gasolina (Walter inventa um método de interpretação, e os atores acreditam que os assaltos são fictícios). A grana a ser investida vem de um prêmio de roteiro de cem mil reais que Vitor ganhou, junto de 15 mil reais que o patrão de Vitor (Tonico Pereira) doa, com a condição de botar sua filha Leticia (Ana Carolina Machado) como estagiária. O filme se utiliza de edição dinâmica, animação, efeitos especiais, voz off e todo tipo de recurso técnico e de narrativa para deixar o espectador ligado na tela como se estivesse assistindo a um grande game que tem como tema o Universo do Cinema. A direção de André Moraes é constantemente agregada a recursos estilísticos que trazem um olhar de publicidade ao filme. O roteiro brinca com um clássico do cinema independente que também fala da paixão por produzir filmes, "Vivendo no abandono", só que aqui, a trama vem embalada no gênero humor negro, ganhando contornos de filme NOIR. Os atores divergem em estilos: alguns apostam em interpretação naturalista, outros vão para o caminho da caricatura (principalmente o de Marcus Veras). Com personagens tão interessantes, é uma pena que o desfecho os abandone em nome de um final abrupto, como se um fã de video-game simplesmente apertasse a tecla OFF. De qualquer forma, um filme cheio de boas e melhores intenções, que deve ser visto, de novo, como uma grande brincadeira metafórica do Mundo do Cinema e quem entender desse Universo vai provavelmente se divertir mais do quem não entende patavinas do sistema. Editais, métodos de interpretação, câmera go-pro, cross mídia, enfim, todo tipo de jargão profissional está ali presente. Um título mais pertinente ao filme talvez fosse "Vale tudo". Pois aí mora a sacação do projeto: discutir vários temas (morte do cinema, ascensão da igreja evangélica, desemprego, aumento da violência), tudo apresentado em formato de apresentação cult. A prova do Amor ao Cinema se encontra na figura de André Moraes: na ficha técnica, ele está como Diretor, Roteirista, Produtor e autor da trilha sonora. Mais Amor, impossível.

Direção: André Moraes

Elenco

  • Deborah Secco ... Laura
  • Lúcio Mauro Filho ... Walter
  • Júlio Andrade ... Eric
  • Bruno Torres ... Vitor
  • Ana Carolina Machado ... Leticia
  • Marcos Veras ... Alex
  • Tadeu Mello ... Mario Jorge
  • Tonico Pereira ... João
  • Thogun ... Julio
  • João Guilherme Ávila ... Jarbas
  • Mariana Boccara ... refém #2
  • Maira Chasseroux ... mãe
  • Wagner Galvão ... apresentador
  • José Mojica Marins ... gerente
  • Luisa Micheletti ... repórter da TV
  • Manoela Paixão ... refém #1
  • Ranieri Rizza ... torturado
  • Reiner Tenente... tio
  • Aramis Trindade... Armando / Joe Joe
  • Theo Werneck... policial #2
  • Otavio Zobaran... policial #1

 

Resultado de imagem para Qualquer Gato Vira-Lata 2

Qualquer Gato Vira-Lata 2 (2015)

Download MEGA

Direção: Roberto Santucci, Marcelo Antunez
Tati (Cléo Pires) e Conrado (Malvino Salvador), que terminam juntos o primeiro filme, viajam a Cancún, onde ele participa de uma conferência para o lançamento de seu livro. Lá, ela aproveita a ocasião para pedi-lo em casamento, com transmissão via internet para todos os amigos no Brasil. Mas, ao responder, Conrado solta apenas um “Posso pensar?”. A moça, então, se decepciona e Marcelo (Dudu Azevedo), ex de Tati, volta a ter esperanças. Para complicar, Ângela (Rita Guedes), a ex de Conrado, também é convidada para o mesmo evento no México, onde também está lançando um livro, cuja tese bate de frente com a dele.

Bem Casados (2015)

Download MEGA 720 / 1080

Direção: Aluizio Abranches

Heitor (Alexandre Borges) é um solteirão convicto que ganha a vida filmando festas de casamento. Durante os preparativos para cobrir mais um casamento, ele conhece Penélope (Camila Morgado), uma mulher sensual e independente que está determinada a acabar com a festa antes mesmo que ela comece. A missão de Heitor é garantir que o casamento saia exatamente como os noivos querem. Já para Penélope, a cerimônia é a oportunidade perfeita para executar o seu plano. Juntos, essa dupla surpreendente, e um tanto atrapalhada, dará aos noivos muito mais emoção do que eles jamais imaginaram. Afinal, bem casados só os doces.

Elenco

  • Alexandre Borges como Heitor
  • Camila Morgado como Penélope
  • Bianca Comparato como Alice
  • Fernando São Thiago como Fernando
  • Christine Fernandes como Laura
  • Luíza Mariani como Bruninha

Resultado de imagem para em busca da justiça natalie portman

Em Busca Da Justiça - 2015

Download MEGA 720 / 1080

Estrelando: Rodrigo Santoro

Jane Hammond (Natalie Portman) é a esposa de Bill (Noah Emmerich), um dos maiores bandidos da região. Um dia ele volta casa depois de levar oito tiros dos integrantes de sua própria gangue, que se voltaram contra ele. Com o marido à beira da morte, Jane decide se vingar. Com isso, a solução foi pedir ajuda a Dan Frost (Joel Edgerton), um ex-namorado que ainda a ama e detesta Bill.

Imagem relacionada

Presságios de um Crime (2015)

Download MEGA 720 / 1080

Direção: Afonso Poyart

Depois do sucesso com o filme "Dois coelhos", o cineasta Afonso Poyart foi convidado a dirigir um longa americano. Ele teve em suas mãos 70 roteiros disponíveis para escolher um. E é curioso que tenha escolhido um thriller psicológico (depois dessa informação sobre a quantidade de roteiros propostos para um Diretor, fico imaginando a qualidade dos mesmos). "Solace", no original, foi concebido para ser uma sequência de "Seven", de David Fincher. Porém Fincher não autorizou e o roteiro seguiu outro caminho. Anthony Hopkins assumiu além do protagonista, o papel de produtor executivo. O mais bizarro é que ele agora faz um personagem que é o oposto de Hannibal Lecter, seu vilão mais famoso de "O silêncio dos inocentes". Agora, o personagem dele, John, é um médico que possui o dom de ler pensamentos e prever futuro e até mesmo, ao encontrar em alguém vivo ou morto, saber o que se passou com ela. John por um bom tempo trabalhou para o Fbi, ajudando seu colega Joe (Jeffrey Dean Morgan). Após o falecimento de sua filha por conta de leucemia, John resolve abandonar tudo. Porém, por conta de recentes assassinatos creditados a um serial Killer (Colin Farrel), Joe vai atrás de John para que ele o ajude a descobrir o paradeiro do assassino. A agente Katherine (Abbie Cornish), é descrente dos poderes de John, e acha que o Agente Joe deveria seguir o procedimento normal de investigação. Porém, para a surpresa do próprio John, ele descobre que o assassino também tem o dom de ler mentes e prever o futuro e sabe da existência um do outro. O gênero suspense parece atrair cineastas brasileiros para o mercado americano: vide Walter Salles com "Água negra" e Heitor Dhalia com "12 horas". Se ambas as produções não tiveram sucesso, a produção de Afonso Poyart ainda é uma incógnita: segue inédito no mercado de vários países, mesmo tendo sido filmado em 2013. O roteiro me soou muito deja vu, ainda mais que eu assisti ao seriado "Hannibal" e a premissa é a mesma: Will Graham é um agente do Fbi que ajuda o Agente Jack através de seus poderes psíquicos. Ele vai ao local do crime e ao encostar na vítima, ele descobre como a pessoa foi assassinada, fazendo um flashback do ocorrido antes do crime. Em "Presságios de um crime" acontece igual: vemos muitas cenas de flashbacks, estilizados, e claro, em câmera lenta. Poyart realiza aqui um filme com a mesma cartilha de "Dois coelhos"; muita estilização e estética publicitária. Como parceiro, ele convocou o fotógrafo Brendan Galvin, que trabalhou em quase todos os filmes do Cineasta indiano Tarsem Singh, famoso pelo visual dos seus filmes, que aliás, se aproxima bastante do cinema de Poyart. A linguagem do flashback em jump cuts me remeteu também ao filme dos anos 80 de Ken Russel, "Viagens alucinantes". Agora, o que realmente me intriga, é que o filme se passa em Atlanta e não sei porquê, houve uma Segunda unidade filmando em São Paulo e na edição enxertaram stock shots da capital paulista como se fizesse parte de Atlanta.

Resultado de imagem para a hora e a vez de augusto matraga filme

A Hora e a Vez de Augusto Matraga (2015)

Download MEGA 720 / 1080

Direção: Vinícius Coimbra

Baseado na obra de Guimarães Rosa, é uma refilmagem do filme de Roberto Santos, de 1965.
Augusto Matraga (João Miguel) é um fazendeiro cheio de dívidas, e que maltrata todos ao seu redor. Ele tem uma índole terrível, e trata a todos com ignorância. Sua esposa (Vanessa Gerbelli) o trai com um Coronel (Werner Shunnerman), e foge com a filha do casal para morar com ele. Matraga resolve ir atrás dela, mas no caminho, é emboscado e deixado entre a vida e a morte. Um casal de negros humilde o encontra e cuidam dele por um tempo. Matraga repensa sua vida e resolve se entregar a religiosidade e a simplicidade da vida, achando que o que aconteceu com ele foi uma dádiva de Deus. Até que um dia surge o justiceiro Joãozinho Bem Bem (José Wilker) no seu caminho, e Matraga enxerga nele o homem mau que ele já foi um dia.
Bom drama de estréia de Vinicius Coimbra, diretor de TV e de publicidade. O filme arrebatou quase todos os prêmios no Festival do Rio 2011: melhor filme, filme do juri popular, melhor ator (Joao Miguel), ator coadjuvante (José Wilker), prêmio especial (Chico Anysio). O roteiro é confuso em vários momentos, o que dá a ideia de terem cortado algumas cenas para dar dinâmica a história (quem é a jovem prostituta do final? a filha de Matraga?). O filme tem um ritmo muito lento, o que não é bom para um filme de ação. A fotografia de Lula Carvalho
é muito bonita, e os atores estão bem, apesar de eu sempre achar que José Wilker interpreta a ele mesmo há muito tempo. A trilha sonora é excessiva, sempre com um caráter épico que não condiz com as imagens. Algumas cenas isoladas são muito bem construídas, mas às vezes não tem muita função dramática para a história, como a cena do cavalo sendo resgatado do rio.

Resultado de imagen para tô ryca filme download

Tô Ryca! (2015)

Download MEGA / 1Fichier

Dirigida por Pedro Antonio

O filme conta a história de Selminha, conhecida como SOS, uma frentista que tem a chance de deixar seus dias de pobreza para trás ao descobrir uma herança de família. Mas para conseguir colocar a mão nessa grana, ela terá que cumprir o desafio lançado por seu tio: precisa gastar R$ 3 milhões em 30 dias, sem acumular nada e nem contar para ninguém. Mas, nessa louca maratona, ela vai acabar descobrindo que tem coisas que o dinheiro não compra.

Elenco

  • Samantha Schmütz.... Selminha Oléria Silva (Selminha S.O.S) / Tio da Selminha
  • Katiuscia Canoro.... Luane
  • Marcus Majella... Ulysses
  • Fabiana Karla.... Marilene
  • Anderson Di Rizzi.... Nico
  • Marcello Melo Jr.... Rubens
  • Marcelo Adnet.... Falácio Fausto
  • Mauro Mendonça.... Fernando
  • Marília Pêra.... Madame Claude
  • Sílvio Matos.... Belchior
  • João Camargo.... Concierge
  • João Côrtes.... Funcionário Hotel
  • Cristina Pereira.... Nedéia Pontes
  • Simone Soares.... Simone
  • Flávio Pardal.... Dinei
  • Fiorella Mattheis.... Patricinha da Boate
  • Leo Castro.... Vendedor de Coxinhas
  • Flávia Reis.... Vendedora da Madame Claude
  • Larissa Câmara.... Recepcionista
  • Paulo Mathias Jr.... Assessor do Falácio

Resultado de imagen para ayrton - retratos e memórias filme

Ayrton - Retratos e Memórias (2015)

Download MEGA

O filme conta a história do tricampeão de Fórmula 1 através de entrevistas com auxiliares do piloto, colegas de pistas como Gerhard Berger, Niki Lauda e Rubens Barrichello e com jornalistas esportivos como Celso Itiberê, Galvão Bueno e Reginaldo Leme. Depoimentos de adoradores anônimos, como dona Leda, André e Geraldo, relembram a força do ídolo.

Episodio 1: Um Certo Da Silva
Episodio 2: Batismo de Fogo
Episodio 3: Velozes e Orgulhosos
Episodio 4: O Samurai e o Professor
Episodio 5: O Maior Duelo
Episodio 6: Companheiros de Classe
Episodio 7: Segredos do Paddock
Episodio 8: Vida de Campeão

O jornalista Ernesto Rodrigues – também biógrafo do atleta – transforma as páginas de seu livro e remonta a trajetória pessoal e profissional de Ayrton Senna, um mito do automobilismo mundial.

Resultado de imagem para real beleza 2015

Real Beleza (2015)

Download MEGA

Dirigido por Jorge Furtado

Em 1996, Bertolucci lançou um filme que provocou suspiros mundo afora. O motivo? A então ninfeta Liv Tyler, que interpretava uma menina que deixava o personagem de Jeremy Irons nas nuvens. Quase 20 anos depois, em "Real beleza", o cineasta Jorge Furtado, famoso pelos curtas e longas premiados de sua carreira, lança a jovem Vitória Strada, a tal real beleza do titulo. Bonita? Sim, mas jamais estonteante e que justifique tanto celeuma. Cinema é imagem, e fica difícil acreditar que João (Vladimir Brichta), fotógrafo de moda, tenha viajado por vários estados e sem encontrar uma garota exemplar, acaba encontrando nela o ideal da beleza. O filme segue "flat", sem grandes acontecimentos, e as situações parecem forçadas. O excesso da trilha sonora também tira a atenção em cenas importantes. O talento do elenco principal é o que acaba sobressaindo no filme. Mas é Francisco Cuoco quem surpreende no papel do marido literato e cego da personagem de Adriana Esteves. Contido, sem caricatura, memorável. Adriana Esteves também merece aplausos pela coragem de se expor totalmente nua no filme, entendendo a necessidade para a trajetória da personagem. Palmas para ela!!!! Ah, a cena final soa extremamente exagerada. Será que a intenção era ser uma cena lúdica?

Elenco

  • Vladimir Brichta como João
  • Adriana Esteves como Anita
  • Francisco Cuoco como Pedro
  • Vitória Strada como Maria
  • Samuel Reginatto como Bruno
  • Isadora Pillar como Guacira

Resultado de imagem para Ninguém Ama Ninguém Por Mais de Dois Anos

Ninguém Ama Ninguém... Por Mais de Dois Anos (2015)

Download MEGA

Elenco: Antônio Fragoso, Branca Messina, Débora Olivieri, Ernani Moraes, Gabriela Duarte, Lidi Lisboa, Luana Piovani, Marcelo Faria, Michel Melamed, Paulo Reis, Pedro Brício, Thelmo Fernandes, Zezeh Barbosa

Longa de estréia do Diretor de publicidade Clovis Mello, "Ninguém ama ninguém..." reúne 5 contos de Nelson Rodrigues, todos tendo como tema a infidelidade, em sua grande parte, feminina. Adaptar Nelson Rodrigues nos dias de hoje torna-se sempre um perigo, podendo correr risco do público feminino não se identificar com a imagem da mulher objeto e infiel. Fora isso, boa parte das mulheres também são maquiavélicas, não tendo o mínimo pudor de trair os maridos, retratados como machos bobões e amantes incautos. Mas esse é o universo de Nelson, que para a época que foi escrito era visto como libertário. O elenco é composto por um elenco numeroso, entre famosos e outros advindos do universo do Teatro, em uma bem-vinda mistura. Esse é o ponto alto do filme, além da parte técnica: fotografia, figurino, direção de arte e maquiagem de alto nível. O filme em si é um belo passatempo, prejudicado pelo excesso de histórias e personagens. Alguns contos são ótimos e teria sido mais instigante se tivessem sido mais explorados, como a de Pedro Brício e Gabriela Duarte, e Branca Messina e Antonio Fragoso. Acabam virando flashes, em uma estrutura narrativa onde todas as histórias se misturam. De qualquer forma, foi uma pena que o filme não tivesse melhor sorte no circuito comercial.

Resultado de imagem 

Amor em Sampa (2015)

Download Filecloud  / Assista Online

Direção de Carlos Alberto Riccelli

Não tenho como começar a falar sobre esse filme sem citar a beleza estonteante da atriz/roteirista e produtora Bruna Lombardi no alto dos seus 63 anos de idade. É impressionante a sua beleza e vitalidade. "Amor em Sampa" é uma mistura de gêneros: comédia, romance, drama e musical. Eu sou um apaixonado por musicais e louvo a ousadia de Riccelli e Bruna de inserirem números musicais com atores que não são cantores, cantando. Mas é a parte que menos curto no filme. O que me faz ficar apaixonado pelos musicais são principalmente as canções, que aqui, timidamente e ingenuamente surgem na tela. O filme já começa com um número musical durante um engarrafamento em São Paulo: motoristas cantam enquanto esperam o trânsito ceder, e exploram as mazelas e as maravilhas da Cidade. Esse número é o melhor do filme, e a partir daí, o filme deveria ter se atido ao drama realista dos personagens e esquecer as canções. O filme faz um painel de vários personagens que vão de todos os tipos possíveis e imagináveis, costurados pela narração de Riccelli, que interpreta um taxista. Ex-empresário que faliu com a crise econômica, ele interage com os passageiros. Uma vez apresentados, cada passageiro segue na sua história. Tem então o Diretor de teatro mulherengo, as atrizes que dormem com ele para conseguir papel, a empresária fodona, a trambiqueira, a empregada que revela ser uma cantora, os gays assumidos e não assumidos, a mulher que está com baixa auto-estima por ter retirado um seio devido ao câncer, um publicitário que tenta fazer com que seus chefes aceitem seu projeto, e por aí vai. Esse excesso de personagens e histórias acabam fazendo com que o filme se estique demais, tendo quase 2 horas, o que é mortal para uma comédia romântica. O resultado foi que o filme, lançado comercialmente, não chegou a 8 mil espectadores. E isso impressiona, levando em conta que o elenco é quase todo formado por globais: Rodrigo Lombardi, Eduardo Moskovis, Miá Mello, Leticia Colin, Marcelo Airoldi, Tiago Abravanel, Mariana Lima e muitos outros. Difícil prever como e quando um filme fará sucesso, e fico triste de verdade quando a resposta não chega. É um filme honesto, com belas imagens de São Paulo, que me fizeram ter uma vontade danada de passar uns dias lá e conhecer melhor essa cidade. Os excessos de duração, de personagens e da caricatura de alguns personagens (como os gays) prejudicam o filme. A dupla Riccelli e Bruna foram responsáveis por uma bela comédia romântica, "O signo da cidade", e por conta disso, sabemos da qualidade que eles podem chegar. O curioso é que o filme oscila entre mensagens ingênuas e uma picardia que podem afastar um público mais família. E para finalizar, fica uma questão: A quem interessa um filme que declara o seu amor a uma cidade? Aos seus moradores, aos turistas? No caso de Woody Allen, ele acertou em cheio em "Manhattan" e na sua franquia européia. Mas lembremos que "Rio, eu te amo", foi um enorme fracasso.

 ELENCO:

Ator Papel
Bruna Lombardi Aniz
Carlos Alberto Riccelli Cosmo
Rodrigo Lombardi Mauro
Mariana Lima Tutti
Tiago Abravanel Raduan
Marcello Airoldi Ravid
Bianca Müller Carol
Eduardo Moscovis Lucas
Miá Mello Lara
Carol Portes Gisnelly

Meu Amigo Hindu - 2015

Download MEGA

O longa narra o drama de Diego (Willem Dafoe), um cineasta que após ser diagnosticado com um câncer em estado avançado decide se casar com sua mulher de muitos anos, despede-se dos amigos e embarca numa viagem para os Estados Unidos onde irá submeter-se a um tratamento experimental. No hospital, ele conhece um menino hindu de oito anos, que também está internado e logo os dois se tornam amigos. A partir desse encontro ambos passam a dividir fantasias que os ajudam a suportar o período de tratamento.

Direção: Hector Babenco

Elenco

  • Willem Dafoe como Diego
  • Maria Fernanda Cândido como Livia
  • Bárbara Paz como Sophia Guerra
  • Selton Mello como Morte
  • Reynaldo Gianecchini como Ricardo Steen
  • Rio Adlakha como O amigo hindu
  • Maitê Proença como Debora
  • Dalton Vigh como Dr. Morris
  • Ary Fontoura como Dudu
  • Tânia Khalill como Rosemary
  • Dan Stulbach como Marcos
  • Guilherme Weber como Antonio
  • Denise Weinberg como Anita
  • Daniela Galli como Mary Flowers
  • Gilda Nomacce como Mulher de Antonio
  • Juan Alba como Rodrigo
  • Ju Colombo como Sebastiana
  • Fabiana Gugli como Eugênia
  • Barry Baker como Eduardo
  • Amanda Sobel como Ivy Stupakoff
  • Henry Sobel como Rabino
  • Cristina Mutarelli como Manuela
  • Roney Facchini como Carlos
  • Christine Fernandes como Dra. Virginia
  • Clara Choveaux como Mulher jovem
  • Vera Valdez como Esposa da Morte
  • Nizo Neto como Apresentador de TV
  • Ana Clara Fischer como Mulher Rajneesh
  • Aida Leiner como Enfermeira #123
  • Marcello Airoldi como Doutor #41
  • Daniella Pinfildi como Esposa do Eduardo

Resultado de imagem para para ter onde ir filme 2015

Para Ter Onde Ir - 2015 

Download Usersdrive / Uptobox

Um filme de Jorane Castro com Lorena Lobato, Ane Oliveira, Keila Gentil, Ramon Rivera Moret.

No Pará, uma viagem nada tranquila de três mulheres bastante diferentes: Eva (Lorena Lobato), formal e cheia de incertezas; Melina (Ane Oliveira), que busca a liberdade e o amor; e Keithylennye (Keila Gentil), que lamenta ter abandonado a adorada carreira de cantora e dançarina de tecnobrega.

Resultado de imagem para muitos homens num só filme

MUITOS HOMENS NUM SÓ (2015)

Download DriveGoogle

Dirigido por: Mini Kerti

Elenco:

  • Alice Assef Adriana
  • Alice Braga Eva
  • Caio Blat Félix Pacheco
  • César Troncoso Vellez
  • Luís Carlos Miele Barão
  • Pedro Brício Jorge
  • Sílvio Guindane Barreto
  • Vladimir Brichta Dr. Antônio

Filme de estréia da diretora de comerciais Mini Kerti, faturou no Festival Cine PE de 2014, 10 prêmios, entre eles, Melhor filme, Ator, Atriz e Direção, além do Prêmio do Juri Popular. Lançado no circuito, no entanto, o filme não seduziu o público, ficando com uma bilheteria fraca para o seu potencial. Misturando drama, policial e melodrama romântico, o filme é baseado no livro de João do Rio, intitulado "Memórias de um rato de Hotel". No início do Sec. XX, no Rio de Janeiro, Arthur Antunes Maciel era um ladrão inteligente e sedutor que roubava os pertences de hóspedes de hotéis. Filho de família rica do Sul, ele foi expulso de casa e encontrou no latrocínio a forma para poder se sustentar. Com várias identidades, Arthur (Vladimir Brichta) acaba se apaixonado por Eva (Alice Braga), casada com Jorge (Pedro Brício), um político mau caráter e machista. Paralelo, o detetive policial Felix Pacheco (Caio Blat) está no encalço de Arthur, mas não faz idéia de como ele é. Com excelente técnica (fotografia, direção de arte, maquiagem, figurino) o filme segue em ritmo de novela, cheia de reviravoltas rocambolescas que fazem o anti-herói Arthur fugir de um lado pro outro. O charme do filme está no carisma do casal principal, e na galhardice do personagem de Pedro Brício, um pilantra da pior espécie. O ritmo do filme, no entanto, segue lento. Fazer filmes de época hoje em dia no Brasil é algo bem arriscado, o público parece que só vai assistir se for novela. O elenco de apoio é ótimo: Roberto Birindelli, Cesar Troncoso, Alejandro Claveaux, Silvio Guindane, entre outros. Confesso que durante todo o filme, só me lembrava de "Ladrão de casaca", do Hitchcock.

CARROSSEL, O FILME (2015) Download MEGA / Minhateca

Direção: Alexandre Boury, Mauricio Eça

A galera do Carrossel está de férias da Escola Mundial! E desta vez, a aventura acontece no acampamento Panapaná, do avô de Alicia. Juntos eles viverão dias incríveis, participando de uma gincana organizada pelo Senhor Campos, um velhinho muito simpático, que faz de tudo para que as crianças se divirtam ao máximo. Até a amarga diretora Olívia parece se divertir em meio à algazarra dos alunos. É nesse clima de diversão que chega Gonzáles, funcionário de uma incorporadora, que tem a missão de comprar o terreno do acampamento para transformá-lo em uma fábrica poluidora. Mesmo que para isso ele precise sabotar e difamar o Panapaná para obrigar Campos a fechá-lo. A tarefa é aparentemente fácil, mas Gonzales e seu fiel parceiro, Gonzalito, terão pela frente a turma esperta da Escola Mundial para atrapalhar os seus planos. Os meninos precisarão abandonar a rivalidade entre os times da gincana e se unir para tentar desmascarar os bandidos e salvar o acampamento.

Quinze - 2015

Download MediaFire

 Maurilio Martins é um dos fundadores da Produtora "Filmes de plástico" e junto de seus outros sócios e diretores, ganharam dezenas de prêmios mundo afora com os seus curtas. Todos são de Contagem, Minas Gerais, e é de lá que saiu "Quinze", que também ganhou vários prêmios, entre eles, o de aquisição do Canal Brasil no Fest​ival de Tiradentes. A grande força do filme se chama Karine Teles. Protagonista do longa "Riscado", de Gustavo Pizzi, Karine mais uma vez mostra o seu enorme talento como protagonista. Aqui, ela interpreta Raquel, uma doméstica que mora em Contagem, em uma casa humilde com sua filha, que está prestes a completar 15 anos. Entre gastos com a festa da filha e várias contas que ela deixa de pagar, Raquel ainda encontra tempo para namorar Luisa, uma negra, um namoro totalmente às escondidas. O filme exibe essa rotina de uma mulher diante de tantos desafios corriqueiros. Não existem cenas explosivas, nem clímax. Tudo é muito simples, as atuações contidas, quase minimalistas. O retrato de uma sociedade de classe média e pobre, que consome músicas bregas e se alimenta de sonhos. O desfecho é bem conclusivo em relação a essa pegada lúdica. Para os que nada têm, só resta sonhar.

Resultado de imagem para o diabo mora aqui

O Diabo Mora Aqui (2015) Download 1FICHIER / Assista Online

Dirigido por: Dante Vescio Rodrigo Gasparini

Elenco:

  • Felipe Frazão Luciano
  • Mariana Cortines Alexandra
  • Pedro Caetano Sebastião
  • Pedro Carvalho Apolo
  • Clara Verdier Maria Augusta
  • Diego Goullart Jorge
  • Ivo Müller Barão do Mel
  • Sidney Santiago Bento

Delicioso exercício de suspense e horror realizado por 2 amigos jovens paulistas, verdadeiros fãs do filme de gênero. Sapecando referências dos clássicos "Evil dead", "Candyman" e "A bruxa de Blair", os jovens talentos arrebataram prêmios e palmas em vários Festivais. É um filme curto, divertido e desprentencioso, mas que por isso mesmo, cumpre o que promete. Não é uma tentativa de fazer filme trash, e mesmo com algumas deficiências de roteiro e questões técnicas, dá de mil em muito filme de terror nacional banhando em orçamento. Esse filme aqui custou 200 mil reais, e faz exatamente o que todo filme de terror precisa: atmosfera e clima. Com tudo isso, e mais um ótimo trabalho de fotografia, já tem metade da platéia conquistada. A outra metade fica por conta do elenco e do roteiro. O elenco até que surpreende: predominantemente jovem, a galera leva a sério os seus papéis, o que seduz o espectador. Nada de galhofa, nada de auto-paródia. O que peca é o roteiro. Talvez use tantas referências, que ficou um samba do crioulo doido. Mas quem se deixar levar pelo exercício de linguagem e narrativa que homenageia filmes famosos, irá se divertir. 2 casais vão passar uma noite num casarão afastado da cidade. Ali existe uma lenda sobre o Barão da abelha, que na época da escravatura, torturava os escravos. Os jovens, em um ritual, liberam o espírito do Barão, que quer se vingar de todos os que lhe colocaram uma maldição. A maquiagem é bacana, a cargo de Kapel Furman, mago da caracterização no Brasil. Boa trilha sonora, com um rock raivoso e climático.

Resultado de imagem para Até que a Sorte nos Separe 3: A Falência Final

Até que a Sorte nos Separe 3: A Falência Final  (2015) DVD-r

Download Depositfiles / MEGA

Após perder a herança da família em Las Vegas, Tino, já falido, arranja um trabalho de camelô na rua. Um dia é atropelado pelo filho do empresário mais rico do país, ficando assim por meses em coma. Quando acorda, Tino descobre que o jovem que o atropelou está apaixonado por sua filha, e os dois pretendem se casar.

Para gerar dinheiro para pagar pelo casamento, Tino é convidado pelo pai do seu genro para trabalhar em sua empresa. No exercício de suas novas funções, Tino leva a empresa à falência, mergulhando o país em uma grande crise financeira.

Direção: Roberto Santucci e Marcelo Antunez

Elenco

  • Leandro Hassum como Tino
  • Camila Morgado como Jane
  • Julia Dalavia como Teté
  • Kiko Mascarenhas como Amauri
  • Leonardo Franco como Rique Barelli
  • Emanuelle Araújo como Malu de Carmo
  • Bruno Gissoni como Tom
  • Aílton Graça como Adélson
  • Henry Fiuka como Juninho
  • Ana Julia Freitas como Vitória
  • Silvia Pfeifer como Nora Banks

Participação Especial

  • Mila Ribeiro como Dilma Rousseff
  • Daniel Filho como Elias Barelli, pai de Rique Barelli
  • André Marques como ele mesmo
  • Luciano Huck como ele mesmo
  • Bemvindo Sequeira como Nestor Cerveró
  • Paulo Silvino como Padre Elias

Vai Que Cola - O Filme (2015) 

Download MEGA

Diretor: César Rodrigues

Após ser roubado através de um golpe, Valdomiro tem que se mudar para uma pensão, onde vende quentinhas para sobreviver. Porém, quando ele finalmente recupera seus bens, a pensão acaba fechada e todos têm que se mudar, junto com ele, para seu apartamento no Leblon. 

Resultado de imagem

Através da Sombra - 2015

Assista Online

Direção: Walter Lima Jr.

Em 1961, Jack Clayton adaptou o livro de Henry James, "A volta do parafuso" e a transformou em obra prima do cinema, sendo considerado por Scorsese um dos 10 melhores filmes de terror de todos os tempos. O filme se chamou "Os inocentes" e teve Déborah Kerr como protagonista. Walter Lima Jr se apropria do livro e faz a sua versão, acrescentando novos fatos, mudando situações e tornando explícito tudo o que era sutil no filme de Clayton. Com Virginia Cavendish no papel principal, o filme deixa claro que as obsessões dos personagens giram em torno de sua sexualidade reprimida. Particularmente não gosto das alterações feitas em relação ao filme original, mas não deixa de ser curiosa a história se passar em uma fazenda de café decadente. Tecnicamente o filme é primoroso: fotografia de Pedro Farkas e direção de arte de Clovis Bueno. Muito bem vinda também a decisão de Lima Jr partir para um Cinema de gênero, no caso o suspense psicológico, raro na filmografia brasileira. Destaque para a performance de Ana Lúcia Torres no papel da empregada da mandão.

Elenco

Elenco Papel
Virginia Cavendish Laura
Ana Lúcia Torre Geraldina
Mel Maia Elisa
Xande Valois Antonio
Dandara Mariana  
Domingos Montagner Afonso
Alexandre Varella Bento
Isabel Guerron  
Romeu Evaristo  
Dja Marthins

 

Resultado de imagem

Para Minha Amada Morta (2015)

Download MEGA

Direção: Aly Muritiba
Após a morte de sua esposa, o fotógrafo Fernando (Fernando Alves Pinto) torna-se um homem calado e introspectivo. Ele vive cercado de objetos pessoais da falecida até descobrir, em uma fita VHS, uma surpresa que coloca em dúvida o amor da esposa por ele. A partir de então Fernando decide investigar a verdade por trás destas imagens, desenvolvendo uma obsessão que consome seus dias e sua rotina.

Sabotage: Maestro Do Canão (2015)

Download MEGA

Documentário sobre a vida de Mauro Mateus dos Santos, o rapper Sabotage. Desde a infância pobre na Zona Sul de São Paulo e a adolescência na favela do Canão, a carreira como traficante, até a ascensão como cantor de rap de estilo peculiar e de trajetória curta. Imagens inéditas, depoimentos de diversos músicos e pessoas ligadas a ele demonstram a importância deste artista que misturou estilos e se tornou uma lenda após sua morte.

Resultado de imagem

MARESIA

Um perito de arte, obcecado por um pintor mítico desaparecido há cinquenta anos, recebe a visita de um velho misterioso que diz ter conhecido o artista na juventude. Este encontro embaralha passado e presente, falso e verdadeiro.

Direção: Marcos Guttmann
Julio Andrade faz o papel do crítico e também do pintor, e o elenco conta ainda com Pietro Bogianchini, Vera Holtz, Mariana Nunes, Jonas Bloch

Resultado de imagem para o duelo filme

O Duelo (2015)

Direção: Marcos Jorge
Elenco: Joaquim de Almeida, José Wilker, Tainá Müller, Márcio Garcia, Patrícia Pillar
Baseado no clássico de Jorge Amado, "Os velhos marinheiros", essa mistura de gêneros drama-comédia-romance traz de volta para o espectador brasileiro, desacostumado com as palavras e a escutar o bom português, o cinema falado. O que quero dizer é, falado com ótimos diálogos. O público ficou preguiçoso de ouvir, e segundo o clichê que se ouve por aí, "as pessoas não têm mais saco para escutar diálogos no filme", só querem tiros, explosões e gags. Mas "O duelo", dirigido pelo cineasta de "O estômago", prova que uma boa prosa pode sustentar um belo filme. Capitaneado por um ótimo time de atores, (entre eles, Zé Wilker e Joaquim de Almeida, encapetados), o filme possui um excelente apuro técnico, a conferir: fotografia de Zé Bob Elieser, Direção de arte de Marcos Flaksman e efeitos especiais poucas vezes visto no cinema brasileiro, com direito a uma cena a la Titanic. O filme me fez lembrar muito de "As aventuras do Barão de Munchausen", de Terry Gillian. Afinal, contar histórias e acreditar ou não nelas, somente alguém com muita cara de pau. E essa pessoa se chama Comandante Vasco (Almeida), que chega em uma cidade fictícia narrando histórias para um grupo curioso. Chico Pacheco (Wilker) não acredita em nada do que o homem conta e resolve desmascará-lo. Divertido e inteligente, é um filme nacional diferente. Fantástico, fantasioso, romântico e principalmente, carinhoso com os seus personagens, todos marotos, todos querendo viver e ser feliz.

Resultado de imagem

A DESPEDIDA  (2015) DVD-r

Escrito, Dirigido e produzido por Marcelo Galvão, mesmo Diretor de "Colegas" e "Bellini e o demônio", "A despedida" é uma homenagem ao grande ator Nelson Xavier, que se entrega no papel do "Almirante", um homem de 90 anos debilitado pela saúde e pressentindo que a morte está próxima. O filme todo se passa em um dia: O Almirante acorda, toma banho e resolve dizer ao seu filho que vai para a rua tomar café. Sabendo da deficiência física de seu pai, o filho tenta impedi-lo, em vão. Dá-se início à epopéia do Almirante por um dia onde ele começa a se despedir de todos: de antigo desafeto, do neto. Há espaço também para experimentar coisas novas: fumar maconha é uma delas. Até que o dia termina com o seu encontro com sua amante, a jovem "Morena", interpretada belamente por Juliana Paes, em atuação emocionante. O filme me lembrou de imediato, por conta do tema, de 2 filmes distintos: "30 anos essa noite", de Louis Malle, e "Antes de partir", com Jack Nicholson e Morgan Freeman. Em comum, o desejo de homens comuns de despedirem da vida, após fazerem um balanço do que realmente importa para eles. O ritmo do filme vai lento, como se o Almirante aproveitasse cada segundo de sua vida. O elenco de apoio, formado por atores paulistas, é ótimo. A fotografia traz um visual que alterna o moderno e o vintage. Porém, o filme não existiria senão fosse a performance irretocável de Nelson Xavier, talvez em sua atuação mais vibrante e brutal. A cena de Almirante com 3 jovens rappers é antológica. O filme é uma homenagem de Marcelo Galvão ao seu avô, e venceu inúmeros prêmios em vários Festivais.

Dirigido por: Marcelo Galvão

Elenco:

  • Deto Montenegro
  • Juliana Paes
  • Nelson Xavier
  • Nill Marcondes

Resultado de imagem para os suburbanos

Os Suburbanos

Jeferson de Souza dos Santos é um motorista de kombi que sonha com a fama. O sucesso chega quando ele grava um clipe amador para a música “Xavasca Guerreira”. Quando o vídeo vira hit na web, Jeferson se transforma em Jefinho do Pagode.

Conta com Rodrigo Sant'Anna, Mariah da Penha, Carla Cristina, Nando Cunha, Isabelle Marques, Érika Januza, Zezeh Barbosa, Solange Couto, Tadeu Mello e Babu Santana nos principais papéis.

INFÂNCIA  / MEGA

Direção: Domingos de Oliveira
Elenco: Fernanda Montenegro, Raul Guaraná, Maria Flor, Nanda Costa

Rio de Janeiro, anos 1950. Dona Mocinha (Fernanda Montenegro) é uma matriarca bastante rígida que é fã de Carlos Lacerda. Em sua casa está o neto Rodriguinho, triste pois seu cachorro morreu após comer as bolinhas de naftalina que a avó sempre coloca nos armários de casa. Em meio a esta situação ela precisa lidar com o fato de que o genro, Henrique, vendeu dois terrenos seus sem permissão.

Resultado de imagem 

Amor em Sampa

Cosmo (Carlos Alberto Riccelli) é um taxista que ama rodar por São Paulo. Um dia, ao encontrar Mauro (Rodrigo Lombardi) em um bar, recebe uma proposta inusitada: gravar depoimentos de passageiros em seu táxi, nos quais as pessoas falariam sobre o que gostam em São Paulo. A ideia faz parte de uma campanha publicitária idealizada por Mauro, que pretende levantar a auto-estima do paulistano em relação à cidade. Paralelamente, a aspirante a atriz Carol (Bianca Müller) e sua amiga Mabel (Letícia Colin) chegam atrasadas a um teste para uma peça teatral. Lá conhecem Matheus (Kim Riccelli), um diretor mulherengo que logo se interessa por ambas. Há ainda a empresária Anis (Bruna Lombardi), que trava um duelo de poder com o ambicioso Lucas (Eduardo Moscovis), e também o casal formado por Raduan (Tiago Abravanel) e Ravid (Marcello Airoldi), que pretende em breve oficializar a união.

Direção de Carlos Alberto Riccelli

Resultado de imagem para Chapa+Quente

Chapa Quente

A trama que se passa em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, mostra as confusões da cabeleireira Marlene (Ingrid Guimarães) dona do salão de beleza "Marlene's Hair", casada com o folgado do Genésio (Leandro Hassum) e sócia de seu ex-namorado Fran (Tiago Abravanel). A vida dura e o temperamento forte da dona do salão vão mostrar que a realidade não é fácil e a chapa esquentar.

Resultado de imagem para Nos confins do Brasil e do mundo documentário

NOS CONFINS DO BRASIL E DO MUNDO

Documentário escrito e dirigido por Marco Schiavon sobre a vida dos militares da Marinha do Brasil que vivem isolados da civilização na Antártica e na Ilha da Trindade. Imagens nunca vistas antes.

Resultado de imagem para Ano luz (Felipe Carrelli)

Ano luz (Felipe Carrelli)

2015 foi declarado pelas Nações Unidas como o Ano Internacional da Luz (AIL2015). Acompanhamos o projeto GalileoMobile pelo norte da Bolívia e Brasil em suas atividades relacionadas à astronomia que precederam a celebração do ano da luz.

GalileoMobile é uma iniciativa sem fins lucrativos realizada por astrônomos, educadores e comunicadores de ciência. É um programa de educação de ciência que tem o objetivo de! levar a astronomia para perto de jovens ao redor do mundo, principalmente a regiões que tem pouco ou nenhum acesso a esse tipo de ação. Realizando atividades que envolvem astronomia em escolas e vilas, o grupo visa incentivar a busca do conhecimento crítico através das maravilhas do nosso universo.
Ao longo do trajeto conhecemos diversas pessoas com diferentes interpretações cosmológicas. O documentário busca retratar o encontro dessas diferentes visões e refletir sobre a importância do conhecimento da fenomenologia cosmológica. Paralelamente ao discurso sonoro, buscamos a presença da luz através de sua bela manifestação. O documentário também é uma homenagem a luz. No total percorremos aproximadamente 3.200 km durante cinco semanas de atividades realizadas em 11 cidades no distrito de Pando (Bolívia) e nos estados do Acre e Rondônia (Brasil).

Resultado de imagem para Desculpe pelo transtorno (Todd Southgate)

Desculpe Pelo Transtorno: A História do Bar do Chico

Direção: Todd Southgate
O documentário narra a história de um pescador e seu pequeno bar a na beira da praia. O local foi tomado como ponto principal de uma luta da comunidade contra o desenvolvimento desenfreado da região e os interesses políticos.

Resultado de imagem

Últimas Conversas

Dirigido por Eduardo Coutinho

O cineasta Eduardo Coutinho entrevista diversos alunos da rede pública do Rio de Janeiro, perguntando sobre suas vidas, seus sonhos e o que almejam para o futuro.

CHATÔ - O REI DO BRASIL  (2015) Download Mega

Direção: Guilherme Fontes

Elenco

  • Marco Ricca.... Assis Chateaubriand
  • Andréa Beltrão.... Vivi Sampaio (reúne muitas características de Aimée Soto-Maior de Sá, figura da sociedade carioca)
  • Paulo Betti.... Getúlio Vargas
  • Leandra Leal.... Lola
  • Eliane Giardini.... Consuelo
  • Gabriel Braga Nunes.... Carlos Rosemberg (inspirado em Samuel Wainer, fundador do jornal Última Hora, e no jornalista Carlos Lacerda)
  • Letícia Sabatella.... Maria Eudóxia
  • Zezé Polessa.... Germana de Almeida, 1ª sogra de Chateaubriand (baseada em Ana Louise Lundgren, dona das Pernambucanas)
  • Liliana Castro.... Ingrid Borgoin
  • Marcos Oliveira.... Teddy
  • Ricardo Blat..... Manuel
  • Alexandre Régis.... Afrânio
  • José Lewgoy.... General
  • Walmor Chagas..... General
  • Guilherme Fontes.... Apresentador de Tv

O filme mais polêmico da história do Cinema brasileiro rendeu um dos filmes mais originais e ousados ao narrar uma cinebiografia nada convencional do jornalista paraibano e arretado Assis Chateaubriand. Tecnicamente o filme é um primor em todos os aspectos: fotografia, direção de arte, figurino, maquiagem, trilha sonora e principalmente, a montagem. É ela quem faz uma costura totalmente vanguarda e original de aspectos realistas e lúdicos do protagonista. Chatô, enfermo e delirante, repassa a sua vida em vários niveis: se vê em um julgamento tropicalista e em flashback repassa momentos e mulheres importantes que o transformaram em um dos homens mais importantes da história e da comunicação no Pais. Impossível falar do filme sem revelar esse talento brilhante de Marco Ricca, defendendo com brio o personagem complexo e multifacetado com carisma e força. Andrea Beltrão, Gabriel Braga Nunes, Leandra Leal, Paulo Betti, Eliane Giardini e uma infinidade de atores talentosos desfilam com garra e sagacidade nesse delírio visionário baseado no livro de Fernando Moraes. Guilherme Fontes a mais de 20 anos atrás pensou grande e com enorme talento para a Direção. Pensando no filme somente como obra cinematográfica e esquecendo por completo o tumultuado bastidor, podemos dizer que é um filme causador de aplausos entusiasmados pela sua alta qualidade.

Resultado de imagem para orfãos do eldorado filme

Órfãos do Eldorado (2015)

Direção: Guilherme Cezar Coelho

Elenco: Daniel de Oliveira, Dira Paes, Mariana Rios

Adaptação da obra literária de Milton Hatoum, considerado o maior romancista Amazonense e também autor de "Dois irmãos", minissérie dirigida por Luiz Fernando Carvalho. Em 2003, o cineasta americano independente Vincent Gallo dirigiu o polêmico "Brown Bunny". No filme, um homem vaga no mais profundo existencialismo depressivo em busca de uma mulher, e ao encontrá-la, se demonstra incapaz de mostrar afeto. Em "Órfãos do Eldorado", acompanhamos a história de Arminto (Daniel de Oliveira), um jovem que volta para o Pará para tentar reatar laços com seu pai empresário outrora rico e hoje falido. Na casa também mora Florita (Dira Paes), mescla de amante e empregada que iniciou Arminto no sexo. No entanto ele não consegue se afeiçoar ao pai e acaba saindo em busca de uma jovem cantora de brega que ele viu em uma casa noturna (Mariana Rios). Arminto tem certeza de que ela será a resposta de muitos de seus questionamentos que tem atormentado a sua vida. O filme tem brilhante fotografia de Adrian Teijido, que valoriza as belas locações. Mas o roteiro peca ao não envolver o espectador. De narrativa fria, confusa, e com personagens sem carisma, o filme se limita a mostrar imagens chavão do Norte do País, já vistos em inúmeros filmes.

Resultado de imagem para tudo que aprendemos juntos filme

Tudo que Aprendemos Juntos (2015)

Download Yandex

Dirigido por Sérgio Machado

Baseado na peça teatral escrita por Antônio Ermírio de Moraes, "Acorda Brasil", "Tudo que aprendemos juntos" evoca aqueles clássicos da sessão da tarde que falam da relação Professor humanista X Alunos problema da periferia. Filmes como "Mentes perigosas", com Michelle Pfeiffer, e "Um Diretor contra todos", com James Belushi, falam sobre como a Arte e o Amor podem mudar a rota e o destino de jovens desprovidos de assistência social e principalmente, atenção e carinho. Laerte (Lázaro Ramos) é um violoncelista que tenta passar para uma vaga na Osesp para fazer parte da Orquestra. Rejeitado, em função de sua insegurança, ele acaba dando aula para jovens da comunidade de Heliópolis. No início, Laerte sofre com o descaso dos alunos, mas aos poucos, vai ganhando confiança. Mas a convivência de alguns alunos com traficantes pode fazer tudo ir por água abaixo. Bela direção de Sergio Machado, repetindo sua parceria com Lázaro Ramos em "Cidade baixa", e fotografia melancólica de Marcelo Durst. Trilha sonora repleta de música clássica e raps fazendo uma mistura contemporânea de sonoridades. Fátima Toledo, a famosa preparadora de elenco, se faz presente na vibrante interpretação do elenco jovem da periferia. Um filme que merece ser visto, conduzido com muito profissionalismo e talento.

Elenco

Ator Personagem
Lázaro Ramos Laerte dos Santos
Kaique de Jesus Samuel Alves da Silva
Elzio Vieira VR
Sandra Corveloni Alzira
Criolo Clayton
Fernanda de Freitas Bruna
Graça Andrade Rosimeire (mãe de Samuel)
Milton Gonçalves pai de Laerte (voz)
Caiti Hauck Ludmilla
Hermes Baroli amigo de Laerte
Marin Alsop ela mesma
Rappin' Hood ele mesmo
Thogun Teixeira pai de Samuel
Herberth Vital Sorriso (amigo de Samuel e VR)

 

Resultado de imagem para o hipnotizador

O Hipnotizador

Arenas (Leonardo Sbaraglia) é um homem de 40 anos solitário, reservado e que só fala quando realmente precisa. Ele é um hipnotizador, e seu poder se concentra na voz grave e no olhar penetrante. Sua inspiração é o doutor Victor Corelli (Ruy Guerra), que sempre apoiou Arenas. O hipnotizador mora no hotel As Violetas, e é amigo do proprietário, Salinero (Cesar Troncoso) e da recepcionista Anita (Bianca Comparato). Com suas capacidades mentais, Arenas também atua como "detetive do inconsciente", e ajuda aqueles que a ele recorrem para desvendar mistérios e trazer a paz.

Elenco

Ator Personagem
Leonardo Sbaraglia Arenas
César Troncoso Salinero
Chico Diaz Darek
Bianca Comparato Anita
Juliana Didone Lívia
Miguel Lunardi Castor
Mel Fronckowiak Daria
Marisol Ribeiro Carolina
Ondina Cais Zoraid
Rodrigo Garcia Luiz
Marilú Marini Domingas
Chino Darín Gregório
Stefanie Neukirch Margarida


Resultado de imagem para amorteamo

Amorteamo

MINHATECA Capítulo01 / Capítulo02Capítulo03 / Capítulo04 / Capítulo05

ELENCO:

Marina Ruy Barbosa
Johnny Massaro
Arianne Botelho
Letícia Sabatella
Daniel de Oliveira
Jackson Antunes

Ambientada no Recife do início do século XX, a trama acompanha dois triângulos amorosos, e se inicia quando Aragão mata Chico, amante de sua esposa Arlinda, que concebe Gabriel no último minuto de vida de Chico. Após 18 anos, Gabriel está noivo de Malvina embora ame Lena, filha de Zefa, empregada de seu pai, visto que sua família passa por dificuldades financeiras. Para que os jovens não se envolvam, Aragão mente e diz que os dois são irmãos; mas no dia do casamento de Gabriel, Arlinda diz ao filho que o pai mentiu, fazendo com que o rapaz abandone a noiva no altar. Após várias desilusões amorosas, Malvina se suicida, se atirando de uma ponte. Com remorso, Gabriel abre o túmulo da moça, mas com isso, não só a moça como todos os mortos da cidade retornam à vida, incluindo Chico, que planeja se vingar de Aragão. Então, Chico manda Arlinda denunciar Aragão, e assim é feito por ela. Depois, o morto-vivo vai atrás de Aragão na cadeia. Arlinda se arrepende e retira a queixa contra o marido. Malvina e Gabriel planejam se casar novamente, mas o Padre Joaquim se recusa a casar os dois. Malvina aceita ser enterrada de novo, mas manda Gabriel se matar para que eles fiquem juntos até no Mundo dos Mortos. Porém, quando ela estava prestes a matar o jovem, o Zé Coveiro consegue fazer com que Malvina desmaie. Zé está enterrando Malvina, mas a morta-viva agarra o pé dele e o mata. Malvina se esconde na loja do pai, que chega e diz a ela que Lena é o grande amor de Gabriel. Malvina captura Lena, e ameaça mata-la. Chico finalmente resolve concluir sua vingança e aponta uma arma para Aragão na frente de Arlinda. Ele atira e acaba acertando em Arlinda. Gabriel se oferece para morrer no lugar de Lena, mas Malvina percebe o amor dos dois e resolve partir sozinha. Ela se joga da ponte mais uma vez. Malvina é enterrada por Gabriel e Isaque promete cuidar da jovem no Mundo dos Mortos. Gabriel e Lena se casam, mas o final não feliz da série foi Aragão, chorando a morte de Arlinda. A série termina com a imagem dos sinos da Igreja tocando.

 

Loucas pra Casar

Malu (Ingrid Guimarães) tem 40 anos e trabalha como secretária de Samuel (Márcio Garcia), o homem de sua vida. Apesar de estarem namorando há três anos, não há o menor indício de que um pedido de casamento esteja por vir. Um dia, Malu percebe que faltam algumas camisinhas no estoque pessoal de Samuel e logo deduz que ele tem uma amante. Após contratar um detetive particular, logo descobre que há mais duas mulheres na vida de Samuel: a dançarina de boate Lúcia (Suzana Pires) e a fanática religiosa Maria (Tatá Werneck).

Dirigido por Roberto Santucci

Elenco

  • Ingrid Guimarães como Maria Lucia (Malu)
  • Suzana Pires como Lúcia
  • Tatá Werneck como Maria
  • Márcio Garcia como Samuel
  • Fabiana Karla como Dolores
  • Guida Vianna como Adir
  • Alice Borges como Lourdes
  • Charles Paraventi como Geraldo José
  • Rogério Fróes como Padre Alaor
  • Edmilson Filho como Rubi
  • Camilla Amado como Suely
  • Aline Fanju como Beth(amiga Malu)
  • Nanda Andrade como Dália(amiga Malu)
  • Dani Antunes como Rosemary(amiga Malu)
  • Mariana Bassoul como Cibele(amiga Malu)
  • Alan Nunes (padrinho/noivo de Cibele)

Resultado de imagem para Los Hermanos - GNT - Esse é só o Começo do Fim da Nossa Vida

Los Hermanos - Esse é Só o Começo do Fim da Nossa Vida

Dirigido pela atriz e apresentadora Maria Ribeiro, o filme promete emocionar e provocar nostalgia entre os fãs de carteirinha do quarteto formado por Marcelo Camelo, Rodrigo Amarante, Rodrigo Barba e Bruno Medina

Após três tentativas frustradas, a diretora conseguiu convencer os músicos, que preferem manter sua privacidade longe dos palcos e das câmeras, a fazer esse registro inédito da turnê em comemoração do aniversário de 15 anos do grupo. O anúncio da despedida da banda Los Hermanos ainda era recente quando Maria Ribeiro deu início a um longo e desafiador processo de conquista de confiança dos integrantes.

Momentos de intimidade, como o de Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante trocando impressões sobre suas letras autorais, assim como de descontração e relaxamento durante as viagens de ônibus, são revelados ao público através das lentes da equipe e dos próprios músicos. Mas a maior parcela de emoção talvez fique por conta das imagens impressionantes do público em êxtase diante dos ídolos

FELIZES PARA SEMPRE / MINHATECA

Diretor Fernando Meirelles

A minissérie retrata os dilemas de cinco casais de uma mesma família. Marília (Maria Fernanda Cândido) é uma restauradora de arte, sofisticada e elegante, casada com Cláudio (Enrique Díaz), vivendo socialmente um casamento perfeito, mas, em casa, muito mal se falam. Desde a morte do filho, acontecimento trágico que ocorreu há mais de dez anos, quando o menino de cinco anos morreu afogado na piscina da casa, Marília vive um casamento decadente. Amargurada e infeliz, não aceitou a morte do filho e ficou frustrada, pois não conseguiu mais engravidar. Com os anos, passou a se sentir feia, gorda e velha, pois o marido não a procura mais na cama, e se atormenta diariamente ao imaginá-lo com outras na rua. Disposta a reacender a paixão, faz terapia, e o marido reluta a acompanhá-la. Quando decide ir, ele revela para a esposa e a terapeuta a vontade de fazer um ménage à trois. Marília fica chocada e é contra, mas ele a convence. Com isso, Cláudio entra num site de prostitutas de luxo e contrata a garota de programa bissexual Denise (Paolla Oliveira), mais conhecida pelo apelido Danny Bond. Marília não consegue participar do ménage e o marido fica furioso. Denise não se dá por vencida, não aceita uma recusa, e passa a se infiltrar na vida de Cláudio, querendo dinheiro. Ela mudará a vida do casal completamente ao se envolver com a restauradora Marília, que após muito sofrer e se enganar, tentando renegar suas inclinações sexuais e manter de pé um casamento falido, decide se abrir para uma nova possibilidade de sentir prazer e ser feliz. Com o tempo, Danny se descobre totalmente apaixonada por ela, querendo que ela largue o marido para ficarem juntas, o que deixa Marília muito tentada de aceitar, mas fica em dúvida. Danny também se envolve com o marido dela, vendendo seu corpo por euros, já que ele é um rico empresário e está completamente atraído pela jovem meretriz. Cláudio sempre traiu Marília com diversas mulheres, e Danny usa isso para tentar conquistar Marília, que mesmo sabendo ser traída, reluta em deixar um casamento de muitos anos e bem visto na sociedade por medo do que vão falar dela, e teme ser feliz. Ao mesmo tempo que Danny vai para cama com o casal sem nenhum deles saber dessa traição, ela sai com outros clientes, mas em sua vida privada, está em um relacionamento estável com Daniela (Martha Nowill), com quem mora junto. Daniela nem imagina que Danny é uma garota de programa de luxo, achando que tem uma parceira fiel e dedicada.

O engenheiro Hugo (João Miguel), irmão de Cláudio, tem um casamento sólido com a cirurgiã plástica Tânia (Adriana Esteves), mas o casamento começa a ruir quando o engenheiro perde o emprego na empresa de Cláudio e se envolve com álcool e drogas, e descobre ser estéril, pondo em dúvida a paternidade do filho, Júnior (Matheus Fagundes), e suspeitando que Cláudio teve um caso com sua esposa e é o verdadeiro pai de seu filho. Tânia viverá um inferno com as acusações de infidelidade feitas pelo marido e lutará para recuperá-lo da decadência moral.

O irmão caçula, Joel (João Baldasserini), surpreende a família, quando anuncia amigavelmente o fim da relação com Susana (Carol Abras), mas acaba descobrindo que a moça o traía desde quando namoravam e continua se relacionando com Buza (Rodrigo dos Santos). Joel passa a persegui-la, desistindo da separação e querendo vingança.

Por fim, há a professora de sociologia Norma (Selma Egrei) e o ex-delegado Dionísio (Perfeito Fortuna), pais de Cláudio, Hugo e Joel, que estão juntos há mais de 40 anos, porém quando o ex-delegado reencontra Olga (Cássia Kis Magro), uma ex-namorada; e Norma descobre ser objeto de desejo de Guilherme (Antônio Saboia), rapaz bem mais jovem e seu colega de trabalho, a vida de ambos passa por uma grande transformação, que o farão olhar o próprio casamento de outra forma, passando a refletir mais sobre o que realmente sentem e querem.

Resultado de imagem para pequeno dicionário amoroso 2

PEQUENO DICIONÁRIO AMOROSO 2 / MEGA / DVD-r / MINHATECA

Dirigido por Sandra Werneck

Gabriel e Luiza estão separados há 16 anos. Luiza agora está casada com Alex, com quem teve o sonhado filho. Gabriel namora Jaqueline, uma mulher mais nova e cheia de energia. Mesmo aparentemente felizes em seus relacionamentos, o interesse entre os dois renasce após um inesperado encontro.

Elenco

  • Andréa Beltrão ... Luiza
  • Daniel Dantas .... Gabriel
  • Glória Pires .... Bel
  • Fernanda Vasconcellos .... Alice
  • Marcello Airoldi ... Alex
  • Eduardo Moscovis .... Guto
  • Miguel Arraes ... Pedro
  • Camila Amado .... Sônia
  • Fernanda de Freitas .... Jaqueline
  • Renato Góes .... João
  • Elisângela .... Lady Jane
  • Priscila Steinman .... Ju 

 

1 Contra Todos

Disco 01 / 02 / 03

Ambientada em uma penitenciária do interior de São Paulo, a trama gira em torno de um homem casado, com um filho ainda criança e a esposa grávida. Ele tem a rotina revirada depois de ser apontado como o principal traficante de drogas no Brasil. Na cadeia, entende que todos os valores que carregou ao longo da vida se contradizem com sua realidade no cárcere. E diante da repercussão de sua prisão e, consequentemente, da fama que ganha entre os detentos, pode ser mais interessante assumir uma personalidade que não é sua, se comportar como o criminoso que todos acreditam que seja. Até por uma questão de sobrevivência. Mentira que, sem que ele possa controlar, muda drasticamente sua vida e também as vidas das pessoas que ama.

 

Resultado de imagem para Quando Parei De Me Preocupar Com Canalhas (curta)

Quando Parei de Me Preocupar com Canalhas

Diretor: Tiago Vieira
Elenco: Dora Smék, Matheus Nachtergaele, Nilton Bicudo, Otto Ferreira, Paulo Miklos, Richard Ferreira
João Carlos se acha politizado, mas começa se dar conta de que vem se tornando tão chato quanto os taxistas da cidade. Enquanto é perseguido por esse fantasma e vive uma crise de relacionamento, tem um surto de lucidez.

Resultado de imagem para mister brau

Mister Brau

A história girará em torno de um cantor popular, o "Mr. Brau" (Lázaro Ramos) ele será casado com "Michele" (Taís Araújo), ela também será empresária e coreógrafa dele e é super controladora com o marido seguindo a risca o ditado "por trás de um grande homem tem uma grande mulher" esse será o lema de "Michele".

Mister Brau e Michele valorizam também o que não tem preço: a amizade. Ele se mantém fiel a Lima (Luis Miranda), seu parceiro e assessor desde o início de sua carreira, e Michele se apoia em Gomes (Kiko Mascarenhas), seu assessor pessoal, para tomar qualquer decisão.

Henrique (George Sauma), advogado competente e atento à capacidade de seu novo vizinho para se meter em encrencas, acaba prestando a ele seus serviços, transformando a inconveniente vizinhança numa ótima fonte de renda. Isso para o desespero de sua esposa Andréia (Fernanda de Freitas), típica dondoca carregada de preconceitos, que faz de tudo para se livrar dos incômodos vizinhos.

Ele é emoção, ela, razão. Ele dá show, ela negocia cachê. Ele é o artista brilhante, ela, a empresária mandona. Ele vive se metendo em confusões, ela, "arrancando os cabelos" por causa do astro.

Assim como o casal sem vergonha da música do grande sambista Zeca Pagodinho, "Brau" e "Michele" estão sempre brigando, porém, um não vive sem o outro. Choram, mas se amam. Ela é a musa das canções do marido e ele, o ídolo da esposa.

Quem vê os dois, bem-sucedidos e felizes hoje em dia, não imagina que eles já passaram necessidade no passado. De origem humilde, eles tiveram que batalhar duramente para alcançar seus sonhos e vencer na vida, sempre um apoiando o outro nos momentos difíceis. Atualmente, Brau e Michele são um exemplo de superação e fonte de inspiração para muitos casais. E o interessante é que a série é gravada na própria casa do casal.

Elenco

Lázaro Ramos Mister (Mr.) Brau ou Braúlio
Taís Araújo Michele Maria Brau
Fernanda de Freitas Andréia Tolledo de Menezes
George Sauma Henrique Tolledo de Menezes
Luís Miranda Lima
Kiko Mascarenhas Fernando Gomes (Gomes)
Cláudia Missura Catarina
Marcelo Flores Tenente Marques
Leonardo Lima Egídio Brau
Brunna Oliveira Lia Brau
Sérgio​ Rufino Carlito Brau

Resultado de imagem para Até que a Sorte nos Separe 3: A Falência Final

Até que a Sorte nos Separe 3: A Falência Final  / DVD-r

Após perder a herança da família em Las Vegas, Tino, já falido, arranja um trabalho de camelô na rua. Um dia é atropelado pelo filho do empresário mais rico do país, ficando assim por meses em coma. Quando acorda, Tino descobre que o jovem que o atropelou está apaixonado por sua filha, e os dois pretendem se casar.

Para gerar dinheiro para pagar pelo casamento, Tino é convidado pelo pai do seu genro para trabalhar em sua empresa. No exercício de suas novas funções, Tino leva a empresa à falência, mergulhando o país em uma grande crise financeira.

Direção:

  Roberto Santucci
Marcelo Antunez

Elenco

  • Leandro Hassum como Tino
  • Camila Morgado como Jane
  • Julia Dalavia como Teté
  • Kiko Mascarenhas como Amauri
  • Leonardo Franco como Rique Barelli
  • Emanuelle Araújo como Malu de Carmo
  • Bruno Gissoni como Tom
  • Aílton Graça como Adélson
  • Henry Fiuka como Juninho
  • Ana Julia Freitas como Vitória
  • Silvia Pfeifer como Nora Banks

Participação Especial

  • Mila Ribeiro como Dilma Rousseff
  • Daniel Filho como Elias Barelli, pai de Rique Barelli
  • André Marques como ele mesmo
  • Luciano Huck como ele mesmo
  • Bemvindo Sequeira como Nestor Cerveró
  • Paulo Silvino como Padre Elias

Resultado de imagem para se não fosse o onofre

Se não fosse o Onofre

Curte de estréia da atriz Erika Mader como diretora que conta com a participação de Malu Mader no elenco.

Depois de uma brincadeira com o amigo Onofre, Zé acorda na caçamba de uma Kombi, em uma estrada deserta, e apaixona-se perdidamente pela jovem motorista Adália. À partir daí, sua vida muda radicalmente.

Zé do Caixão  1ª Temporada HDTV 720p

1Fichier Episódio01 / Episódio02 / Episódio03 / Episódio04 / Episódio05 / Episódio06

Mega Episódio01 / Episódio02 / Episódio03 / Episódio04 / Episódio05 / Episódio06

José Mojica Marins é cineasta, ator e roteirista, mas é lembrado mesmo quando se fala em Zé do Caixão, suas roupas pretas, unhas gigantescas e voz gutural. E o seu icônico personagem é o tema da nova série brasileira que estreia hoje no canal Space.
Protagonizada por Matheus Nachtergaele, Zé do Caixão tem uma equipe de produção que se empenhou exclusivamente em auxiliar o ator a se transformar no lendário personagem, passando pelas fases que transformaram o cineasta no mito. "Aprofundei bastante meu conhecimento, minha relação e minha admiração. Tinha visto alguns filmes que tinha gostado muito e outros que não tinha gostado nada, mas nunca tinha me debruçado para entender os porquês disto", contou..
A temporada tem seis episódios de 40 minutos, cada um focado especificamente em um dos filmes de Mojica, seus respectivos processos de criação mesclados à vida pessoal do cineasta.

Imagem relacionada

Os Dez Mandamentos

primeira temporada

segunda temporada

A novela é subdividida em 3 fases - 1ª Temporada:

  • Primeira Fase: Mostra o nascimento e infância de Moisés.
  • Segunda Fase: A fase adulta de Moisés se dá na segunda fase da novela em que ele passa por vários momentos até chegar a seu exílio.
  • Terceira Fase: Representa sua fase adulta mais avançada se encaminhando para a velhice, ao qual acontecerá as famosas histórias de Moisés, as dez pragas lançadas sobre o Egito, a abertura do Mar Vermelho, a libertação do povo Hebreu, a escrita das duas tábuas da lei por Deus contendo os Dez Mandamentos e a corrupção do povo que passa a adorar um bezerro de ouro.

2ª Temporada - Subdividida em 2 fases:

O foco principal de Moisés e seu povo continua o mesmo: chegar a Canaã. Os egípcios ficaram para trás, e para alcançarem seu objetivo, os hebreus precisam atravessar uma região habitada por reinos inimigos, que temem ver suas terras invadidas pelo povo de Israel. Nessa travessia os hebreus percebem que eles mesmos serão seus piores inimigos.

  • Primeira Fase: Mostra os acontecimentos posteriores à adoração do Bezerro de ouro, como as murmurações do povo, o milagre da água brotando do rochedo e também a terra se abrindo durante a rebelião de Corá, Datã e Abirão.
  • Fase Final: Após quarenta anos vivendo no deserto, é chegado o momento de conquistarem Canaã. A novela encerra com a disputa entre anjo e diabo pelo corpo do líder hebreu.

Elenco

Guilherme Winter
Sérgio Marone
Camila Rodrigues
Petrônio Gontijo
Giselle Itié
Vitor Hugo
Vera Zimmerman
Denise Del Vecchio
Adriana Garambone
Sidney Sampaio
Larissa Maciel
Floriano Peixoto
Juliana Didone
Zé Carlos Machado
Dudu Azevedo
Heitor Martinez

TRINTA MINHATECA

Direção de Paulo Machline

Elenco: 

Léa Garcia
Paola Oliveira
Matheus Nachtergaele
Marco Ricca
Ernani Moraes
Tato Gabus Mendes

Cinebiografia do carnavalesco Joãosinho Trinta (Matheus Nachtergaele), desde sua vinda de São Luís, no Maranhão, até a glória no Carnaval do Rio de Janeiro. O início de carreira como bailarino, a ida para o Salgueiro, a estreia como carnavalesco e o reconhecimento como artista.

Resultado de imagem para Magnífica 70

Magnífica 70

Primeira Temporada

Segunda Temporada

São Paulo, 1973. Vicente (Marcos Winter) é um homem entediado que trabalha como censor do governo, graças a uma indicação de seu sogro, o influente general Souto (Paulo César Pereio). Um dia, ao assistir em sessão privada a pornochanchada "A Devassa da Estudante", ele fica abalado pelas semelhanças entre a protagonista Dora Dumar (Simone Spoladore) e sua falecida cunhada, Ângela (Bella Camero), e com isso veta o longa-metragem. Dias depois, a própria Dora e o produtor Manolo (Adriano Garib) vão ao departamento de censura, em uma tentativa desesperada de liberar o filme. Disposto a se aproximar de Dora, Vicente oferece ajuda a Manolo para que o filme possa ser exibido. É o início da trajetória do censor em plena Boca do Lixo, onde ele cada vez mais se apaixona por fazer cinema.

Resultado de imagem

Escolinha do Professor Raimundo

Discos 01 / 02

Resultado de imagem para Meu Passado me Condena 2 

Meu Passado Me Condena 2 (2015)

Download MEGA

Direção: Júlia Rezende

Elenco:

  • Fábio Porchat - Fábio
  • Miá Mello - Miá
  • Inez Vianna - Suzana
  • Marcelo Valle - Wilson
  • Ricardo Pereira - Álvaro
  • Mafalda Rodiles - Ritinha
  • Antonio Pedro - Nuno
  • Rafael Queiroga - Cabeça

A vida de casado dos apaixonado Fábio (Fábio Porchat) e Miá (Miá Mello) cai na rotina quando, as diferenças, que não são poucas, precisam ser enfrentadas. Após Fábio esquecer o terceiro aniversário de casamento, Miá decide pedir um tempo. Quando o avô de Fábio, que mora em Portugal, o comunica que ficou viúvo, ele enxerga nesta viagem para o funeral uma oportunidade de salvar seu casamento.

 

Resultado de imagem para aí eu vi vantagem multishow

Aí Eu Vi Vantagem

Como se já não bastassem as confusões que Jéssica apronta com sua mãe e seus namorados no Vai Que Cola, ela agora vai sacudir as estruturas de uma outra família: os Barroso de Barros.

 Resultado de imagem para ferdinando show

Ferdinando Show é um late-night talk show brasileiro, apresentado pelo humorista Marcus Majella que foi exibido pelo Multishow. Definindo-se basicamente como um programa de entrevistas, a atração também mistura entretenimento, música e humor.

O famoso "concierge" da Pensão da Dona Jô em Vai que Cola agora tem um programa para chamar de seu. No formato de programa de entrevistas e com uma plateia de 150 pessoas, Ferdinando Show traz entrevistas com personagens conhecidos do público e também com personalidades. O cenário reproduz a recepção de um hotel 5 estrelas e conta ainda com uma DJ, Zelda, e belos assistentes de palco. No início de cada episódio, Ferdinando performa hits de famosas cantoras como Madonna, Katy Perry, Beyoncé, Sia, Lady Gaga, Ivete Sangalo, Wanessa e Shakira.

"É como se fosse um universo paralelo do personagem, é o sonho realizado do Ferdinando. Ele não gosta de trabalhar na Pensão da Dona Jô e sempre imagina ser o concierge de um hotel cinco estrelas. E as apresentações que ele faz na Quinta Gay aqui ganham mais glamour, têm figurino, coreografia e bailarinos", declarou Marcus Majella.

Equipe

Apresentação
  • Marcus Majella como Ferdinando
Assistentes de palco
  • Nicole Bahls (2016–presente)
  • Jonathan Dobal (2015–presente)
  • Marcelino Miranda (2016–presente)
  • Thiago Jannuzzi (2016–presente)
  • Pollyanna Rocha (2015)
  • Guilherme Trestini (2015)
Música
  • DJ Zelda (Marise Lima) (2015–presente)

Resultado de imagem para mate-me mais uma vez

Mate-me Mais Uma Vez (Kill Me Three Times) Download Mega / Minhateca

Diretor: Kriv Stenders

Elenco:

Simon Pegg as Charlie Wolfe

Alice Braga as Alice Taylor

Sullivan Stapleton as Nathan Webb, a dental surgeon with a gambling debt

Teresa Palmer as Lucy Webb, Nathan's wife and receptionist

Luke Hemsworth as Dylan Smith

Callan Mulvey as Jack Taylor

Bryan Brown as Bruce Jones, a corrupt cop

Matando com estilo. Originalidade! Talvez esta seja uma das qualidades mais escassas no cinema da atualidade, principalmente por conta dos reboots e continuações que, em tese, já são garantia de sucesso. Porém, ainda somos agraciados com produções que concedem frescor ao cinema devido a forma interessante como que é conduzido, tanto na narrativa quanto nas interpretações. O obra que poderia receber um título nesse quesito vem da Austrália e tem o curioso título de MATE-ME MAIS UM VEZ (Kill Me Three Times, no original). Aqui, Simon Pegg interpreta o assassino de aluguel Charlie Wolfe, que é contratado por Jack Taylor (Callan Mulvey) para matar a infiel esposa Alice Taylor (Alice Braga), entretanto, durante suas buscas para execução do contrato, ele descobre que existem mais pessoas interessadas no assassinato. A partir daí somos surpreendidos com diversas situações que vão moldando o enredo de forma pouco tradicional, juntando elementos e variando entre o presente e passado, mas sempre criando sentido na narrativa. Essa estratégia da montagem lembra o estilo de filmes de Tarantino, pois não são explicados de forma linear. O interessante que isso ainda vai apresentando outros personagens de forma pontual e não invasiva, fazendo com que todos tenham sua devida importância na história. Nitidamente orçado sem muitas verdinhas para gastar, o diretor Kriv Stenders foi competente o suficiente para unir um ótimo elenco em uma histórica cuja simplicidade ganha ares amplos e repleto de reviravoltas, isso ainda fazendo uso de elementos como comédia, ação e suspense, sempre bem dosados para que o filme não seja puramente caracterizado como um deles. Ainda chama atenção a presença de Luke Hemsworth (irmão de Chris e Liam Hemsworth), do carismático Bryan Brown interpretando um policial corrupto e caricato ao extremo e, evidentemente, do hilário Simon Pegg que consegue ser engraçado só com o olhar. Liberdade criativa e inventividade fizeram desta produção uma pequena obra prima do cinema. Além do elenco bem entrosado, uma montagem inteligente, violência na medida (as vezes explícita em excesso) e uma história cheia de reviravoltas fizeram de MATE-ME MAIS UMA VEZ um exemplo de produção que merece ser assistida e tem potencial bem acima da média.

 

Imagem relacionada

Verdades Secretas

Arlete (Camila Queiroz), uma jovem do interior de São Paulo, chega à capital com um sonho: ser modelo. Ela conhece Visky (Rainer Cadete), um booker que se encanta imediatamente por ela e a convida para fazer parte do casting da agência comandada por Fanny Richard (Marieta Severo).

O novo trabalho vem a calhar. Arlete e a mãe, Carolina (Drica Moraes), vão morar com a avó, Hilda (Ana Lúcia Torre), mas as coisas não andam nada bem. Ela até consegue uma bolsa para estudar em um colégio excelente, mas falta dinheiro para as coisas básicas, como pagar a conta de condomínio. Arlete só pensa em ajudar em casa. Justamente por isso, Carolina aceita que a filha modele. Essa ideia nunca foi muito bem recebida por essa mãe, uma mulher simples e dedicada à família. Carolina abriu mão dos estudos muito cedo e nunca teve uma carreira. Futuro que ela não planeja para Arlete.

Os olhos de Fanny também brilham ao encontrar Arlete. Experiente e ambiciosa, ela vê na menina um caminho promissor. Angel, como ela é batizada artisticamente pela empresária, tem beleza e juventude. Mais do que estar nas passarelas e em campanhas publicitárias, Angel tem para ela outra serventia. Disfarçada de oportunidade, a garota é apresentada a um submundo: Fanny a convida para integrar outro tipo de catálogo, aquele que é conhecido como “book rosa”. Mas Angel só entende do que se trata quando as regras do jogo ficam claras: prostituição de luxo.

A princípio, Arlete fica receosa. Mas logo ela entende que o “book rosa” pode ser o meio mais rápido para multiplicar seus cachês e desafogar as finanças em sua casa. E é como prostituta que Arlete/Angel acaba vivendo uma intensa paixão com o rico empresário Alexandre Ticiano, o Alex (Rodrigo Lombardi), que, extasiado pelo sentimento que nutre pela jovem, se envolve com a mãe dela, Carolina, para ficar perto da garota e tê-la quando quiser, num jogo de amor e desejo arriscado que tem tudo para um final trágico.

Resultado de imagem para as fábulas negras 

As Fábulas Negras

MEGA / 1FICHIER

Quatro garotos brincam de super-heróis no meio do mato. Em um intervalo nas brincadeiras, eles passam a contar histórias repletas de suspense e terror, supostamente veridicas, envolvendo lendas urbanas e mitos do folclore brasileiro.

O Monstro do Esgoto, de Rodrigo Aragão

O prefeito de uma cidade se recusa a investir no tratamento do esgoto, preferindo embolsar o dinheiro que seria gasto nesta obra. Com isso, o esgoto é despejado bem na frente de um homem que, desesperado, tenta resolver o problema com todo tipo de autoridade pública.

Pampa Feroz, de Petter Baiestorf

A ameaça de um lobisomem faz com que dois capangas partam para enfrentá-lo. Um deles está apaixonado pela filha do coronel local, o que lhe traz sérios problemas.

O Saci, de José Mojica Marins

Um homem despreza o conselho de Pai Pedro de respeitar o povo da mata e entra no bambuzal à noite, por conta própria. Tal arrogância desperta o saci, que passa a perseguir não só a ele, mas também a mulher pela qual é apaixonado.

A Loira do Banheiro, de Joel Caetano

Aprisionada em um banheiro sujo, onde é obrigada a invocar a loira do banheiro, uma garota é morta pelo espírito. Só que a brincadeira de mau gosto não era direcionada a ela, mas sim à uma amiga que, agora, é enviada a um colégio interno. Lá ela precisa lidar com o bullying das colegas e ainda a arrogância da diretora.

A Casa de Iara, de Rodrigo Aragão

Alertada por um monstro, Iara descobre que seu marido a está traindo. É o suficiente para que ela elabore um plano para matá-lo, sem dó nem piedade

ELENCO
Mayra Alarcón 
Ricardo Araújo 
Ana Carolina Braga 
Marcelo Castanheira 
Walderrama Dos Santos 
Markus Konká 
Cesar Coffin Souza 

 

 Resultado de imagem para condado macabro

Condado Macabro (2015)

Dirigido por Marcos DeBrito e André de Campos Mello

Elenco: Bia Gallo, Francisco Gaspar, Larissa Queiroz, Leonardo Miggiorin, Paulo Vespucio Garcia, Rafael Raposo

Premiado no Festival de Cinema fantástico de Porto Alegre, Fantaspoa, com o prêmio de Melhor filme, "Condado macabro" é uma grande brincadeira do gênero terror: satirizando filmes clássicos como "O massacre da serra elétrica", "Evil dead" e "Sexta feira 13", o filme provoca risadas e histeria nos espectadores que buscam apenas uma diversão. Há quem sinta medo, afinal, é um filme de terror. Mas realizado no Brasil, o filme brinca ainda com a chanchada: picardia e malícia como se fazia no cinema nacional dos anos 70 e 80. É como se misturassemos os filmes citados com "American pie" ou "Porky's". A trilha sonora também evoca pérolas dos anos 80. Outro filme que também é reverenciado o tempo todo é "Prova de morte" do Tarantino, com sua estética suja e riscos na imagem, inclusive usando o efeito de queimar a película. A história? Bom, pela milionésima vez, um grupo de amigos vai passar um fim de semana em uma casa perdida no meio da floresta. Claro, chegando lá, eles se envolvem com tipos bizarros: palhaços assassinos e uma família de serial killers xerocada do Massacre da serra elétrica. Clichê? Claro, do início ao fim. Sim, você sabe o que acontecerá a cada segundo. Sim, as coisas acontecem. Quem morre primeiro? Dou uma bala para quem adivinhar. E o segundo? O terceiro? O diretor, roteirista e produtores brasileiros não querem e nem pretendem ser originais. Apenas querem se divertir e zoar com os estereótipos do terror. Ninguém aqui tem a pretensão de fazer nada novo. É cinema nacional fazendo o Slasher, e rindo disso tudo. O fã clube de terror pode assistir sem medo, porquê a diversão existe. Fosse um filme de Ivan Cardoso, seria considerado "terrir". No elenco, Leonardo Miggiorin, Paulo Vespúcio e Rafael Raposo (que já foi Noel Rosa no cinema) são alguns dos atores que devem ter se cagado de rir durante as filmagens. Francisco Gaspar é a grande revelação no papel do palhaço. Deixe o cérebro em casa e se esbalde na sala.

 

 

Breaking Through / MINHATECA

Um filme de John Swetnam com Anitta, Bruna Marquezine, Jordan Rodrigues, Carlito Olivero

Breaking Through conta a história de Kacy (Sophia Aguiar). Ela é uma dançarina amadora que alcança o sucesso através de vídeos publicados YouTube. Com o reconhecimento, ela deixa o trabalho como vendedora de loja. Bruna Marquezine interpreta Roseli, colega de trabalho de Kacy, que acaba tendo inveja da amiga. 

Resultado de imagem para Adeus ao Mito: Rogério Ceni 

Adeus ao Mito: Rogério Ceni  / Mega

Foram 1.237 jogos, 131 gols, muitos títulos e glórias, recordes incontáveis... Sobram números na histórica carreira de Rogério Ceni. Faltam palavras ao são-paulino para definir o sentimento vivido neste 11 de dezembro de 2015. Tão natural quanto o tricolor do uniforme era ter o Mito no gol. Foi assim por 25 anos. Não será mais. O ídolo pendurou as luvas para virar lenda eterna – e viva – do futebol mundial.

Imagem relacionada

Malasartes e o Duelo com a Morte

Dirigido por Paulo Morelli

Vivendo no interior do Brasil, o jovem Pedro Malasartes (Jesuíta Barbosa) é um malandro. Com a sua lábia, ele consegue pregar peças em comerciantes e se aproveitar da boa vontade alheia. No entanto, sua incrível esperteza será colocada à prova pela Morte, a ceifadora de almas.

Elenco

Ator/Atriz Papel
Jesuíta Barbosa Malasartes
Isis Valverde Áurea
Júlio Andrade Morte
Leandro Hassum Esculápio
Vera Holtz Cortadeira
Augusto Madeira Zé Candinho
Milhem Cortaz Próspero
Luciana Paes Tecedeira
Julia Ianina Fiandeira

Resultado de imagem para o rio por eles globo

O Rio Por Eles

O Rio por Eles - O Rio de Janeiro que os Brasileiros Nunca Viram na Tela, em homenagem aos 450 anos da cidade, comemorados no dia 1º de março. O documentário é um resgate histórico, sentimental e diferente da cidade do Rio. Nele, o público vai descobrir como documentaristas, repórteres e emissoras de televisão do exterior viram a cidade ao longo do século 20. É um registro do Rio pelos olhos estrangeiros e em diferentes idiomas. Em cores e em preto-e-branco. Dirigida e roteirizada por Ernesto Rodrigues, a série documental O Rio por Eles é resultado de uma pesquisa de dois anos em centenas de fontes estrangeiras. Cinematecas, emissoras de TV, arquivos nacionais, centros de pesquisa, acervos de universidades, bibliotecas e arquivos públicos, empresas privadas, produtoras de audiovisual, institutos de preservação audiovisual, correspondentes estrangeiros. Nas Américas, na Europa, na Ásia e na África. Para a apresentação e narração da série, feita especialmente para a TV, foram convidados nove repórteres da equipe de Jornalismo da Globo no Rio. Eles percorreram 43 locais característicos da cidade para gravar textos que contextualizam os mais de 200 trechos de 127 filmes, cinejornais e reportagens que compõem a série. O Rio por Eles revela paisagens que se perderam no tempo; acompanha tipos humanos e transformações urbanas surpreendentes; testemunha episódios da história do Brasil nas ruas da então Capital Federal ou na época em que o Rio, mesmo depois da inauguração de Brasília, ainda era o centro político do país.
O Rio por Eles exibe também o que impressionou cinegrafistas e editores estrangeiros na vida cultural e social do Rio, incluindo as características comportamentais do carioca. O documentário revela ainda vícios, clichês, preconceitos e erros no enfoque estrangeiro da cidade e sua gente. 

Resultado de imagem para mate-me por favor

Mate-me Por Favor

Direção: Anita Rocha da Silveira

Elenco


Valentina Herszage ... Bia
Dora Freind ... Renata
Mariana Oliveira ... Mariana
Júlia Roliz ... Michele
Rita Pauls ... Garota Morta
Laryssa Ayres ... Amanda
Lorena Comparato  
Vicente Conde ... Bernardo
Gabriel Lara ... Bruno
Matheus Malafaia ... André
Bernardo Marinho ... João
Antara Morri ... Nicole

Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Uma onda de assassinatos invade o bairro. O que começa como uma curiosidade mórbida se apodera cada vez mais da vida dos jovens habitantes. Entre eles, Bia, uma garota de 15 anos. Após um encontro com a morte, ela fará de tudo para ter a certeza de que está viva.

TRASH - A ESPERANÇA VEM DO LIXO / MINHATECA Legenda / MEGA / DEPOSITFILES

Dirigido por Stephen Daldry

A trama de Trash nos apresenta aos garotos Gabriel, Rafael e Gardo, três meninos que vivem rodeados pela pobreza e miséria em um lixão do Rio de Janeiro. Porém, após um deles encontrar uma carteira em meio aos despejos do aterro sanitário, os garotos entram na mira do policial Frederico e do político corrupto Santos. A carteira em questão pertencia a José Angelo, que deixou um código capaz de levar a uma fortuna de R$ 10 milhões. Os únicos que apoiam os meninos são o padre Ricardo , que atua no lixão, e a professora Olivia , que tenta contar a história deles para o mundo.

Elenco

  • Rooney Mara — Professora Olivia
  • Martin Sheen — Padre Juilliard
  • Wagner Moura — José Angelo
  • Selton Mello — Frederico Gonz
  • André Ramiro — Marco
  • Stephan Nercessian — Santos
  • Nelson Xavier — Jeferson
  • José Dumont — Carlos
  • Daniel Zettel — parceiro de Carlos
  • Jesuíta Barbosa — Turk
  • Rickson Teve — Rafael
  • Maria Eduarda — Pia
  • Gisele Fróes — esposa de Santos
  • Eduardo Luís — Gardo
  • Gabriel Weinstein — Rato

Resultado de imagem para a sombra do fogo 2015

A Sombra do Fogo (2015)

Dirigido por: Jean Grimard

Elenco:

  • Alexandre Souza
  • Babi Soares
  • Clayton Novais
  • Lorena Puttini
  • Luciana Bejar
  • Luis Bezerra
  • Márcia Nunes
  • Pedro Bezerra
  • Raul Bezerra
  • Wladimir Raeder
  • Zhé Gomes

Drama de Rony, um desempregado que passa seu tempo perambulando pelas ruas procurando oportunidades, dinheiro e diversão. O centro da cidade é o seu território e seu sustento.

Desde chantagear a polícia, até fingir ser um pastor, Rony conhece muitas pessoas diferentes em seu caminho. Jonas (Luis Bezerra) seu amigo e parceiro nos trambiques, Sandra (Márcia Nunes) uma mulher viciada em drogas que adora festejar, Janete (Dora Nascimento) uma mulher possessiva que contrata Rony para assassinar uma garota e “Sem” (Zhé Gomes) um morador de rua que ensina Rony como sobreviver nas ruas.

Resultado de imagem para os experientes

OS EXPERIENTES

Série de quatro episódios sobre envelhecer, mas também sobre se redescobrir, se reinventar e sobre começar a viver uma das melhores fases da vida. São quatro histórias independentes, mas que se ligam por meio de seus personagens.

 "Meus dois amores", de Luiz Henrique Rios (2015) Minhateca

Assista Online

Direção - Luiz Henrique Rios
Elenco:
Caio Blat - Manuel
Maria Flor - Das Dô
Alexandre Borges - Targino
Lima Duarte - Nhô Peixoto
Vera Holtz - Flausina
Fabiana Karla - Tomázia
Júlio Adrião - Julio Adrião
Guilherme Weber - Zéza
Milton Gonçalves - Monsenhor Fidélis
Xando Graça - Rosendo
Ana Rios - Dorita
Ana Lúcia Torre - Vó Lindelena
Carol Aguiar - Nelzi
Marcello Escorel - Doutor
Lucas Oradovschi - Cigano Malaquias
Marina Vianna - Isaura
Beija-Fulô - Mula Beija-Fulô
Marcio Ehrlich - Tabelião
Clara Serejo - Nilzi

Em 1946, o escritor mineiro do município de Cordisburgo, Guimarães Rosa, escreveu seu romance de contos "Sagarana". Desse romance, saiu o seu conto mais conhecido, "A hora e a vez de Augusto Matraga", adaptado duas vezes no cinema. O cineasta Luiz Henrique Rios buscou no livro um conto, "Corpo fechado", e dele fez a sua estréia no cinema, intitulado 'Meus dois amores". Enquanto a atual filmografia nacional tem se dividido entre o Cinema de Pernambuco e as comédias populares que arrebatam multidões ao cinema, "Meus dois amores" procura fazer essa junção entre o popular e o folclórico, entre o humor e o realismo fantástico. O mais incrível no roteiro adaptado por Zeca Carvalho foi ter mantida a prosa e a poesia saborosa do original de Guimarães Rosa. Os diálogos são um primor, combinando coloquialismo e prosódia mineira e que, na bica dos personagens, soam líricas e lúdicas. Aliás, fantasia é o grande mote do filme: ele propõe ao espectador embarcar nessa história ambientada em uma cidade do interior de Minas, Laginha, e testemunharmos as figuras heróicas e vilanescas que habitam o lugar. Nessa mescla do Universo do Faroeste de Sergio Leone com o que Mazzaropi tinha de melhor, que era a ingenuidade e pureza do herói de bom coração, "Meus dois amores" diverte e emociona. Cada personagem do filme é carinhosamente, uma caricatura de tudo o que já vimos em tantos filmes: o mocinho, a mocinha, o vilão matador, o feiticeiro da floresta, a virgem, o padre, o coronel inóspito. Aí alguém diz: "Mas essas pessoas não existem!". Podem não existir na vida real, mas no nosso imaginário da Cultura popular brasileira, habitam nossas mentes desde os primeiros livros de Monteiro Lobato e outros grandes escritores brasileiros. O elenco é uma diversão total: Caio Blat, Maria Flor, Lima Duarte, Milton Gonçalves, Alexandre Borges, Fabiana Karla, Marcelo Escorel. Um detrator de comédia pode explanar: "Mas são todos atores Globais!". Mas gente, desde quando isso foi pecado? Aliás, o elenco trabalha harmoniosamente atores de TV e de teatro de forma inteligente e bem distribuída. Guilherme Weber, que tem formação teatral, se diverte tanto quanto qualquer um no filme. E mesmo os globais, interpretam aqui tipos totalmente diferentes do que já fizeram. A grande surpresa fica por conta de Fabiana Karla​, interpretando uma vilã de proporções minimalistas, sábia, sem caras e bocas. Para quem se permitir assistir a um filme que resgata a brasilidade e a cultura mineira, vai poder avaliar um projeto que transborda carinho e paixão seja na excelente fotografia de Roberto Amadeo, na Direção de Arte de Paulo Flaksman e figurino de Inês Salgado. A destacar também a trilha sonora de Plínio Profeta​, rica e sem brigar com o que se Vê na tela. Vamos assistir! Ah, a história: Manuel (Caio Blat) é um jovem vaqueiro que cuida das terras com sua mãe (Vera Holtz). Pobre, ele quer casar com sua noiva Das Dô (Maria Flor), que por sua vez, sente ciúmes da grande afeição de Manuel por sua mula. Súbito, um matador e sequestrador de noivas surge na cidade e provoca o pânico na população.

Resultado de imagem

Ponte Aérea (2015)

Download MEGA

Direção: Júlia Rezende, Paulo Eduardo

Elenco

  • Caio Blat Bruno
  • Cristina Flores Maria Eugênia
  • Emílio de Mello Fernando
  • Felipe Camargo André
  • Gabriela Rocha Carol
  • Letícia Colin Amanda
  • Marina Rigueira Joana
  • Martha Nowill
  • Nicolas Cruz Edu
  • Sílvio Guindane

Em 2011, o cinema argentino lançou um romance que rapidamente se tornou um cult de toda uma geração: "Medianeras - Buenos Aires da era do amor virtual", de Gustavo Taretto. No filme, acompanhamos a trajetória de duas almas solitárias de uma grande metrópole, sufocados por enormes prédios que os rodeiam. Jovens, bonitos, bem-sucedidos. Porém, incompreensivelmente solitários e melancólicos. Em "Ponte aérea", temos um casal: Amanda (Letícia Colin, uma Deusa européia) e Bruno (Caio Blat). Ela, paulista e morando na capital de São Paulo. Ele, carioca e morando na capital do Rio de Janeiro. O que diferencia as cidades? As cores, a energia, a arquitetura. Como em "Manhattan", a câmera absurdamente bem enquadrada de Dante Belluti registra os prédios e construções das duas metrópoles. São esses prédios belos e de épocas distintas por onde passeiam nossos anti-heróis. Entra, sai, entra, sai. São escadarias, apartamentos duplex, salão de dança, mega escritórios, casa de vila, galeria de arte até mesmo um Hospital High tech. No meio de tanto cimento, temos um refresco de um Simba Safari cercado de animais. Mas o que tudo isso tem a ver com o filme? Talvez porquê os corações desses 2 apaixonados também seja de pedra. Separados pela distância, aproximados pela carência afetiva, Amanda e Bruno se amam, sofrem emocionalmente juntos. Espertamente, o roteiro foge das mazelas do estigma de terceiro mundo do Brasil e lida com pessoa independentes, bem estruturadas, que circulam por ambientes que exalam cultura e bom papo. O filme procura fugir dos estereótipos de SP x RJ: você não ficar ouvindo o tempo todo "Meu", nem "mermão". O que ouvimos são diálogos exasperados de uma geração que cresceu na era virtual, e que na falta de palavras ou mesmo de um incentivo, se comunicam através de Facebook, Instagram ou Whatsapp. O que diferencia "Medianeras" de "Ponte aérea"? No filme argentino, os personagens nunca se cruzam. Em "Ponte aérea", elas vivem se esbarrando. O filme de Julia Rezende é Pop, é moderno, é jovem, tem uma trilha esperta de Berna Ceppa, Fotografia de Dante Belluti que está em seu auge criativo e uma Direção com sabor delicioso de melancia gelado no verão de 45 graus: exalando frescor em cada poro. Uma falha imperdoável: Não ter uma cena ambientada no Rio de Janeiro, com Amanda sendo forçada a comer uma pizza calabreza carioca cheia de queijo e se conformar: "É verdade, calabresa com queijo é muito mais gostoso". Julia, prepara a parte 2 do filme com essa cena, por favor. Salve a tradição dos cariocas!

Resultado de imagem para Quintal curta metragem
Mais um dia na vida de um casal de idosos da periferia.

Resultado de imagem

Depois de Tudo (2015) Download MEGAMinhateca

Direção: Johnny Araújo, João Araújo

Adaptação da peça "No retrovisor", de Marcelo Rubens Paiva, o filme surpreende para quem não viu o espetáculo teatral, com a mesma dupla de protagonistas, Marcelo Serrado e Otávio Muller: é um Drama! Eu achei de verdade que iria assistir a uma comédia romântica. E essa surpresa foi muito interessante. Mesmo que o tema não seja nada original (20 anos da história da amizade entre 2 amigos, sonhos desfeitos, triângulo amoroso), o filme seduz pela linda fotografia de Dudu Miranda, a trilha sonora de Plínio Profeta, que inclui a música hino do Legião Urbana, "Soldados" e pela direção de atores muito boa de João Araújo. Otávio Muller prova ser um dos maiores atores em atividade no Brasil. A boa revelação fica por conta do jovem Rômulo Estrela e Maria Casadevall, bons em cena. A história gira em torno do reencontro 20 anos depois de Marcos e Ney. Um virou um famoso cantor brega, mas está cego. O outro trabalha em uma repartição pública aprovando projetos culturais. A internação por overdose de uma antiga paixão de ambos os faz se reencontrarem. E nesse retorno, o passado volta forte. O filme talvez pese demais no drama na segunda parte, deixando o filme em tom de tragédia que pode incomodar alguns espectadores. Mas vale assistir pelo trabalho técnico e pelas performances do elenco, principalmente Otávio Muller.

Resultado de imagem para um lugar para ser feliz filme

Um Lugar Para Ser FelizMega

Um filme de Fábio Faria com Victor Pecoraro, Franciely Comunello, Ilze Körting, Gustavo Bezerra

O filme conta a história de Artur (Victor Pecoraro), um homem que se acostumou a viver na pequena e aconchegante cidade de Campo Alegre, e que deixou seus sonhos de lado para cuidar de sua mãe alcoólatra Alzira (Ilze Körting) e de seu pequeno irmão Rodrigo (Gustavo Bezerra). Artur vê sua vida mudando quando seu amor de infância Marcela (Franciely Comunello) volta a Campo Alegre para vender a casa de seus pais e trabalhar como dentista no lugar de sua amiga. Eles se reencontram e juntos irão viver mais do que um amor, irão ajudar a reconstruir um antigo sonho do Tio Peter (Carlinhos Félix), um grande homem que criou Artur praticamente como um filho. Este filme irá mostrar que por trás de cada sorriso existe a dor de uma vida que pode ser reconstruída.

 Resultado de imagem para anjo de cabelos longos filme

Anjo de Cabelos Longos

Rafael (Rodrigo Simas) sai do interior do Mato Grosso do Sul para tentar a vida em São Paulo. Porém, durante o caminho, o ônibus em que encontra-se quebra. Ele, então, consegue carona com os amigos Luiza (Sophia Abrahão), Guilherme (Jonatas Faro) e Paulinha (Bia Arantes) que também encaminhavam-se para a capital, mas em direção a um show de Fernando e Sorocaba.

Um filme de Fernando Trevisan com Sophia Abrahão, Jonatas Faro, Bia Arantes, Luiza Tomé.

O Fim e os Meios (2015) MINHATECA

Diretor: Murilo Salles

Filmes com tema político no Brasil estavam fora da pauta da filmografia nacional a um bom tempo, salvo raríssimas excessões, como "Uma longa viagem", da Lucia Murat. Murilo Salles possui um histórico de filmes bem ecléticos em relação a gêneros: drama, ação, policial, suspense. Agora, fechando essa há tempo, ele vem com uma mistura interessantíssima de filme político e thriller. Já imaginaram a mistura de 2 obras-primas do cinema, "Investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita", de Elio Petri, e "Sob o domínio do medo", de Sam Peckimpah? Paulo (Pedro Bricio) é um publicitário com uma relação mal resolvida com Cris (Cintia Rosa, melhor atriz em João Pessoa), jornalista investigativa. Ela está grávida, mas Paulo se assustou e sumiu. Agora, ele quer recomeçar vida nova e pede desculpas a Cris. Juntos, eles seguem até Brasília: Paulo recebeu um convite milionário para produzir uma campanha para um Senador. Ele conhece Hugo (Marco Ricca), político que o ajudará na campanha. Os meandros da política acabam interferindo na vida pessoal e profissional de Cris, que fica à mercê da ética profissional e pessoal quando percebe que Paulo acaba se envolvendo com a corrupção. Belamente interpretado pelo trio principal, e uma direção segura e precisa de Murilo Salles, o filme instiga e provoca com seus temas polêmicos, que farão a festa de grupos conservadores. Porém a grande estrela do filme é a fotografia. Com enquadramento e marcação de planos estudados minuciosamente, o filme impressiona pela sua beleza plástica. Janice D'ávila está de parabéns pela fotografia, mesmo que eu tenha assistido em uma sessão com projeção ruim, estava muito evidente a qualidade técnica do filme. É um filme denso, árido, de narrativa fria, no melhor sentido da palavra.


 

Em Três Atos / MINHATECA

Um filme de Lucia Murat com Nathália Timberg, Andréa Beltrão, Angel Vianna, Maria Alice Poppe

Ficção, documentário e literatura se mesclam neste filme. Andréa Beltrão e Nathália Timberg narram textos de Simone de Beauvoir enquanto Maria Alice Poppe e Angel Vianna dão vida a duas bailarinas, uma no auge da carreira e outra aos 85 anos, que ensaiam passos de dança contemporânea sob uma atmosfera que narra os processos de vida e morte e o encarar da velhice.

 

 


Resultado de imagem para na mira do crime filme

Na Mira do Crime: O Filme (2015) / MINHATECA

Assista Online

Direção: Edson Spinello

Elenco:

Ator Personagem
Rodrigo Veronese Márcio Valle
Renata Dominguez Luana Ribeiro
Carlo Briani Pajé
Juan Alba Dr. Francisco
Gabi Lopes Bianca Valle
Jacqueline Sato Sandra Martinelli (Sandrinha)
Rafael Dib Joca
Rogério Britto Policial Otávio
Beto Schultz Chico Piá
Fábio Blanchini Policial Sebastião
Juliana Xavier Stella
Luciana Vendramini Eleonora
João Vitti Delegado Luciano
João Paulo Bineman Marola
Jhonas Oliva Carreirão
Edmilson Moraes Maozão
Saulo Segreto Hugo
Joyce Ribeiro Júlia
Jorge Iuri Pregão
Lidia Fagundes Neide

Marcio Valle (Rodrigo Veronese), apresentador do programa policial “Na Mira do Crime”, que além de ser líder de audiência em rede nacional, também ajuda na prisão de diversos criminosos pelo país. Após conseguir colocar dois bandidos na prisão, a quadrilha decide se vingar e sequestrar Bianca (Gabi Lopes), filha do jornalista.

Durante o sequestro, Bianca acaba em coma. Abalado com o incidente, Valle decide largar tudo e se tornar um justiceiro fora da lei, e claro, acima de qualquer suspeita.


Resultado de imagem para garotas o filme

GAROTAS: O FILME (2015) Download MEGA

Talvez para diferenciar do filme francês dirigido por Céline Sciamma, "Garotas", o filme nacional dirigido e escrito por Alex Medeiros ganhou o complemento de "O filme". Tal decisão artística talvez tenha provocado uma expectativa maior em relação ao filme, que na verdade, é pouco ambicioso em termos de roteiro. De baixo orçamento, o que é nítido, o filme se apoia na estilização para poder camuflar problemas de orçamento. Muita luz, planos fechados, câmera na mão nervosa, edição frenética e granulação, claramente inspirados no filme de Harmony Korine, "Spring breakers". Assim como no excelente filme de Korine, as meninas são avançadas, modernas, falam muito palavrão, desbocadas e dominam os homens no quesito sexo. Elas sabem o que querem, e não é pouco. Em pleno Séc XXI, elas querem dizer que são elas, as mulheres, que dizem o que querem fazer. O filme se passa em 2 épocas: o reveillon do ano anterior, o tempo presente, 1 ano depois. Beth, Milena e Carina (Giovana Echeverria, Barbara França e Jeyce Valente, respectivamente), amigas inseparáveis, fazem muita merda e só querem saber de sexo, drogas e música eletrônica. Um ano se passa, e Beth volta de Nova York mais séria, as amigas estranham, mas resolvem aprontar uma festa surpresa na casa de Beth, para desconforto dela. Até o final do filme, saberemos o porquê dessa mudança de comportamento. O cartaz do filme não me pareceu vender o filme certo para o seu público, majoritariamente adolescente. Se eu não soubesse nada do filme, acharia que estaria vendo um filme sobre jovens prostitutas. E o filme não tem nada disso. Ele vai na linha dos filmes juvenis americanos, que é o da loucura adolescente, promovendo inclusive a famigerada festa na casa de uma delas e torcendo para que os pais não cheguem naquela noite. Nesse cenário de destruição, acompanhamos o drama das amigas, cada uma com um problema a resolver: baixa auto-estima, narcisismo e excesso de sexualidade. Uma pena que para poder trazer humor ao filme, alguns personagens se tornem caricatos e só servem para fazer piadas sobre sexo. Parece que estamos vendo 2 filmes diferentes, ainda mais porquê o desfecho vai fundo no drama. O destaque vai para o trabalho das meninas, que fazem o que podem, com diálogos onde 70% elas falam palavrão. Será que a adolescência está assim tão liberal como no filme? 


 Imagem relacionada

MULHERES NO PODER (2015) Download MEGA

Direção: Gustavo Acioli

Elenco

  • Dira Paes Maria Pilar
  • Stella Miranda Ivone Feitosa
  • Camilo Bevilacqua Senador
  • Chica Xavier Senadora
  • Elisa Lucinda Maria do Rosário
  • Gabrielle Lopez Laila
  • Graciela Pozzobon Flavinha
  • João Velho George
  • Maria Helena Pader Senadora
  • Milena Contrucci Jamel Madalena
  • Paulo Tiefenthaler Stefan
  • Roberto Maya Alberto
  • Rogéria Presidenta do Senado
  • Susana Ribeiro Virgínia
  • Totia Meireles Lucinha

Senadora corrupta, Maria Pilar (Dira Paes) vê uma grande oportunidade de ganhos na licitação do projeto Brasil Brasileiro. Após entrar em contato com a ministra Ivone Feitosa (Stella Miranda) em busca de maiores informações, Maria é orientada a conversar com a secretária-executiva do ministério, Madalena (Milena Contrucci Jamel), para acertar uma armação. Mal sabe ela, porém, que Madalena tem seu próprio plano para se dar bem sozinha. 


Resultado de imagem para metanoia filme

Metanoia (2015)

Download MEGA

Direção: Miguel Nagle

Elenco

  • Caíque Oliveira
  • Caio Blat
  • Einat Falbel
  • Guillermo Hundadze
  • Lucas Hornos
  • Sílvio Guindane
  • Solange Couto
  • Thogun Teixeira

Eduardo foi criado num bairro da periferia de São Paulo. Sua infância foi em meio a brincadeiras nas ruas de Jardim Ângela e a boa educação dada por sua mãe Solange. Nada disso impediu que Eduardo traçasse o percurso que o levou a mergulhar no universo delirante e auto-destrutivo das drogas. O filme conta o drama de um filho perdido no crack e as desesperadas tentativas de sua mãe de salvá-lo. Na dependência do crack não existem culpados, nem limites.


 Resultado de imagem

As Aventuras do Avião Vermelho

Direção: Frederico Pinto, José Maia

A trama apresenta a história de Fernandinho, um menino de 8 anos, que perdeu a mãe há pouco tempo, tornando-se um garoto solitário, sem amigos e com problemas de relacionamento com o pai e na escola. Sem saber como lidar com a situação, o pai tenta conquistá-lo com presentes. Nada funciona até que ele dá para o filho um livro de sua infância. Encantado com a história, Fernandinho decide que precisa de um avião para salvar o Capitão Tormenta – aviador personagem do livro, que está preso no Kamchatka. A bordo do Avião Vermelho e junto com seus brinquedos favoritos, Ursinho e Chocolate, que ganham a vida com sua imaginação, Fernandinho visita lugares inusitados, como a Lua e o fundo do mar, e percorre diferentes territórios – África, China, Índia, Rússia. Ao longo dessa jornada, ele descobre o prazer da leitura, a importância de ter amigos e o amor do pai.


Poster

Big jato (2015)

Download MEGA

Direção: Cláudio Assis

Elenco

  • Matheus Nachtergaele Francisco pai / Nelson
  • Rafael Nicácio Francisco filho
  • Gabrielle Lopez
  • Jards Macalé Príncipe
  • Marcelia Cartaxo

"Big jato" é "Os incompreendidos" de Claudio Assis. Explico: para quem assistiu a obra prima de Truffaut, será fácil identificar as inseguranças e sonhos de um adolescente que passa pelo rito da passagem para a vida adulta. Os anseios sobre o primeiro amor, sexo, conflitos familiares, drogas e a busca de um sentido para a vida invadem a vida de Francisco (Rafael Nicacio), morador do município de Peixe de pedra, junto de seu pai (Matheus Nachtergaele), seus três irmãos, sua mãe (Marcelia Cartaxo). Na mesma cidade também moram seu Tio radialista (Matheus Nachtergaele) e um poeta, Príncipe (Jards Macale), que introduzem a arte e a Poesia na vida do menino. O pai de Francisco é dono de um caminhão chamado de Big Jato e vive de limpar as fossas nas casas das pessoas. Mas com a chegada do esgoto e das Privadas o serviço vai diminuindo. Francisco sofre bullying dos colegas da escola que o chamam de limpador de merda. Para piorar a situação, seu pai, machista, proíbe de escrever poesias. Belissimamente fotografado por Marcelo Durst, que traz cores inovadoras para o universo de Claudio Assis, o filme todo tem um tom de fábula. Parece até que o narrador em Off vai começar o filme dizendo "era uma vez". O elenco é o ponto alto do filme. A atriz Maeve Jenkings foi a preparadora de elenco. Estão todos excelentes, do elenco adulto ao jovem. Matheus prova ser dos maiores atores do Brasil, junto de uma explosiva Marcelia Cartaxo. Ambos ganharam prêmios em Brasília, além de filme e roteiro, consecutivo por Hilton Lacerda e baseado em livro de Xico Sá.


Jonas 1

JONAS (2015) Download  MEGA / 1Fichihttps://1fichier.com/?xa1j6p8mi4er

Direção: Lê Politi 

Longa de estreia de Lê Politi, quando lançado em circuito foi bastante criticado pelo que os críticos chamavam de olhar televisivo e novelesco e pelo tema perigoso sobre a vítima que se apaixona pelo seu algoz. Assistindo agora, me deparei com um lindo filme, um drama romântico sobre um amor impossível, com leves toques de humor capitaneados por um excelente elenco de apoio. Sim, o filme tem uma narrativa estilizada e publicitária, mas isso não pode ser visto como um demérito. A fotografia de Alexandre Ermel e a bela trilha sonora de Zezinho Mutarelli ajudam a dar um tom melancólico a essa fábula urbana belamente conduzida por Lê Politi. Ambientada em São Paulo, durante o Carnaval, conta a história de Jonas (Jesuita Barbosa), filho da empregada que trabalha para uma família de classe média alta (Chris Couto e Roberto Birindelli), e cuja filha, Branca (Laura Neiva), é objeto de desejo de Jonas. Jonas faz de tudo um pouco para ajudar no sustento de sua família: o pai é alcoólatra e seu irmão menor, Jander (Luam Marques, excelente), que o venera como herói. Jonas ajuda na quadra da escola de samba e também trabalha como avião para os traficantes do local. Achando que Branca o está seduzindo, Jonas acaba matando sem querer um traficante e sequestra Branca, escondendo-a dentro da alegoria de uma enorme baleia. Além da grande qualidade técnica (o único porém é a cena do incêndio do final bem tosca), o grande trunfo do filme, escrito por Lê Politi e colaboradores, entre eles, o talentoso Felipe Sholl Diretor de de "Fala comigo", é o eclético elenco, composto por atores consagrados e amadores. Além de Jesuita Barbosa, tem os ótimos Ariclenes Barroso, Roberto Birindelli e Ana Cecilia Costa. Tem também os jovens promissores Laura Neiva e Chay Suede, e os cantores Karol Konká e Criollo, surpreendendo em suas composições.

Elenco

Atores Personagem
Jesuíta Barbosa Jonas
Laura Neiva [2] Branca
Criolo Dandão
Chay Suede
Karol Conká Miria
Ariclenes Barroso Berro
Ana Cecília Costa Janice
Cris Couto Rita
Paulo Américo Moisés
Rincon Sapiência Cesinha

Imagem relacionada

Campo Grande (2015)

Direção: Sandra Kogut 

Elenco

  • Carla Ribas Regina
  • Julia Bernat Lila

Após o seu premiado "Mutum", que ganhou Melhor filme no Festival do Rio de 2007, a cineasta e roteirista Sandra Kogut volta novamente ao tema da relação conturbada entre pais e filhos. Em "Campo grande", uma mulher abandona os 2 filhos pequenos no prédio da ex-patroa em Ipanema. Sem saber o que fazer com elas, Regina (Carla Ribas), que já tem uma relação conflituosa com sua filha adolescente (Julia Bernat) se desespera, pois ela já não tem afeição por ninguém mais em sua vida, muito menos 2 crianças. Entre tentativas de localizar a mãe e deixá-las em um orfanato popular, Regina vai se transformando. Rodado na cidade do Rio de Janeiro tomado 100 por cento por obras, Sandra Kogut aproveitou esse cenário caótico para falar sobre mudanças. Regina, destemida e insegura, é uma mistura de Gloria, a personagem épica de Gena Rowlands em "Gloria", de John Cassavettes, e Isadora (Fernanda Montenegro), em "Central do Brasil". Todas duronas, insensíveis e no final, sucumbem ao humanismo das crianças. De ritmo lento, e olhar documental que Sandra Kogut trabalha, o filme vai na linha do naturalismo. Carla Ribas e todo o elenco foram preparados por Fátima Toledo e é visível a construção de personagens ali. Um bom drama, que caminha lentamente, sem pressa, trazendo uma mensagem de libertação, mesmo que em momentos de caos e crise.


 

 

Chico: Artista Brasileiro (2015)

Assista Online

O cineasta Miguel Faria Jr tem uma trajetória curiosa: ele começou fazendo longas de ficção, de onde saiu a obra-prima "República dos assassinos", até o melancólico "Estelinha". É dele também a versão para cinema de "O xangô de Baker Street". Porém, foi no documentário que ele se reinventou. Após o sucesso de "Vinícius", ele traz outro mito da MPB, Chico Buarque. O próprio costura o filme dando um depoimento sobre a sua vida pessoal e artística, sua relação com os pais, a ex esposa Marieta Severo, com quem ficou casado 30 anos, os anos de exílio, os festivais de canção, a relação com grandes intérpretes e o mais curioso: ele vai atrás da história do meio irmão alemão em Berlin, fruto de uma relação de seu pai com uma alemã quando por lá esteve nos anos 30. Dessa história, saiu a matriz de seu último livro, "O irmão alemão". Entre um e outro depoimento, vemos cantores famosos dando as suas versões de clássicos de Chico. O filme é farto de imagens de arquivo, e no final, fica-se um retrato absolutamente comovente e histórico desse que é sem dúvida um dos maiores artistas completos do Brasil. As suas divagações sobre idade, tempo, morte, solidão, criação, memória, batem fundo na alma do espectador.


 Resultado de imagem para sete visitas filme

SETE VISITAS

Entrevistas podem ser explícitas ou implícitas, reveladoras ou até mesmo enganadoras. Como é quase sempre por meio delas que personagens e relatos são apresentados, o jogo de perguntas e respostas no documentário é um recurso narrativo tão crucial quanto os diálogos na ficção.

"Sete Visitas" decifra o funcionamento dessa arte por meio de situações nas quais o banal não se distingue do extraordinário.

O projeto concebido por Douglas Duarte é composto por registros de sete encontros. Em cada um, a mesma personagem conta um pouco de si e de suas experiências por meio de perguntas feitas por vários interlocutores.

A astúcia aqui consiste numa inversão. Em vez de escutarmos a voz de um entrevistador, em geral fora de campo, indagando um ou mais entrevistados, há uma só pessoa entrevistada por vozes distintas e sob múltiplos ângulos.

Quase todos os entrevistadores utilizam o método em suas profissões. Por ordem de entrada, as "Sete Visitas" são a escritora Ana Paula Maia, o documentarista Eduardo Coutinho (1933-2014), as terapeutas Mônica Oliveira e Letícia Tui, o psiquiatra Moises Groisman, o juiz Fábio Uchoa e Clislaine Fernanda dos Santos, filha da entrevistada, Silvana Socorro de Almeida.

Assim, o teor das questões varia conforme a perspectiva e o interesse de quem faz as perguntas. O primeiro efeito dessa variação surge nas múltiplas respostas de humor e emoção de Silvana ao que vem à tona nas conversas.

Apesar dos sofrimentos, abandonos e carências acumuladas por Silvana, o perfil dela é bastante comum. Sua face e modo de vestir assemelham-se aos de milhões de brasileiros que vemos diariamente nas ruas e em ônibus. A única diferença é que nunca ficamos sabendo a história dessas pessoas.

Vivaz e curiosa, Silvana reage de modo ativo aos entrevistadores. Abre-se à investigação alheia, mas também quer saber o que fazem, quantos anos têm, do que gostam. A conversa ganha corpo, ela deixa de ser apenas objeto e torna-se sujeito na conversação.

Uns entrevistadores a alcançam e a seduzem, outros contentam-se a esquadrinhá-la, submetê-la a um perfil, diagnosticá-la e, assim, perder de vista a pessoa.

No fim das contas, "Sete Visitas" é um palco onde Silvana encarna diversos personagens, veste-se e despe-se de acordo com os desejos de quem faz as perguntas.

E se encerra como uma derradeira homenagem a Coutinho, ao demonstrar que o mestre do documentário era não apenas um sagaz entrevistador, mas, sobretudo, alguém que sabia escutar.


 

 Resultado de imagem

A FLORESTA QUE SE MOVE (2015)

Assistir Online

Diretor: Vinicius Coimbra

Dirigido e co-escrito por Vinicius Coimbra, junto de Manuela Dias, "A floresta que se move" é uma livre adaptação de "Macbeth", de Shakespeare. Ambientado nos dias de hoje, a história gira em torno do jogo de ambição e poder que envolve executivos de um grande Banco. Elias (Gabriel Bragas Nunes) é um alto executivo do banco, e tem como melhor amigo Cesar (Angelo Antonio). Voltando de uma reunião na Alemanha, os dois encontram uma bordadeira (Juliana da Cunha), que prevê que Elias será empossado como Vice-presidente hoje, e amanhã, como presidente. De fato, ele chega na empresa e descobre que o Vice-presidente foi acusado de roubo e cometeu suicídio. Heitor (Nelson Xavier) o promove como vice. Ao chegar em casa, a esposa de Elias, Clara (Ana Paula Arósio) motiva Elias a ser mais ambicioso. Convidam Heitor para jantar no mesmo dia e acabam assassinando ele. Elias é promovido a Presidente, mas tanto Cesar quanto a polícia desconfiam dele. Ao mesmo tempo, fantasmas atormentam Clara e Elias, que se enchem de culpa. Extremamente estilizado, o filme valoriza a imagem e o som, repleto de trilha clássica e de imagens publicitárias em câmera lenta. Visualmente é muito bonito auxiliado ainda pelas extraordinárias locações e cenários montados no Uruguai, Alemanha e Escócia. A direção de Vinicius tenta fazer do texto teatral um olhar mais cinematográfico, mas o peso dos diálogos e a interpretação empostada de boa parte do elenco nos confunde e nos faz pensar se estamos assistindo a um filme ou a uma peça filmada. Uma pena que esteja tudo munido de falso realismo. Fosse trabalhado um olhar mais verdadeiro e menos carregado nas tintas, o filme teria uma força mais vibrante. No final, parece até que estamos vendo um embate do filme "Matrix", com direito a câmera lenta na trajetória da bala. O elenco faz o que pode, talvez no palco fossem aplaudidos, mas como cinema fica o peso do teatro na linguagem cinematográfica.


Sítio do PicaPau Amarelo - Um Dia No Sítio do PicaPau Amarelo - Vol. 3 - DVD

Um Dia No Sítio do Picapau Amarelo - Volume 3

Um lugar diferente, onde a realidade se mistura com o faz de conta e a imaginação é algo real. Um lugar onde uma boneca pode falar, um sabugo de milho é cientista e a vilã não passa de um jacaré com cabelos loiros. Um lugar gostoso de viver e se aventurar e que chega agora, em seu volume 3, com novas histórias para ver, rever e guardar. Confira os 7 episódios: Um Lugar Diferente; O Roubo do Pirlimpimpim; A História do Gato; A Princesa do Reino das Águas Claras; Um Grande Aventureiro; As Tarefas do Visconde; As Promessas do Rabicó.