Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico
2013
2013

 

 

 

 

 

Riocorrente - 2013

Assista Online

Com um vasto currículo como montador e produtor, Paulo Sacramento, que havia dirigido o premiado documentário "O prisioneiro da grade de ferro", realiza em 2013 o seu primeiro longa de ficção, "Riocorrente". A última imagem do filme é do Rio Tietê pegando fogo. Pois o filme é todo assim, repleto de simbolismos que refletem as emoções de 4 personagens da grande metrópole que é São Paulo. Carlos (Lee Taylor) trabalha em uma oficina mecânica e tem o hábito de roubar carros para retirar suas peças. Marcelo (Roberto Audio) é um jornalista. Renata (Simone Iliescu) namora os dois. Nesse triângulo amoroso, ainda sobra espaço para contar a história do menino negro Exu (sim, o nome é esse mesmo!!), que é adotado por Carlos e assim como ele, é inconformado com a vida e sai pelas ruas riscando chassis de automóveis. O filme é todo dessa forma como contei na sinopse: apático, frio, experimental, simbólico. O roteiro é desenvolvido de forma muito superficial, o que interessa mesmo é mostrar a desilusão de se morar numa cidade grande, sem vida, sem amor, sem esperanças. Como o poster diz "A hora é agora". O filme não me seduziu infelizmente, faltou alma aos personagens, que se relacionam totalmente frios, mesmo nas cenas de sexo o envolvimento é quase nulo. O que é de fato interessante no filme são as imagens metafóricas que surgem ao longo da narrativa, a montagem e a fotografia, esses dois últimos premiados no Festival de Brasília.

Um filme de Paulo Sacramento com Lee Taylor, Simone Iliescu, Roberto Audio, Vinicius dos Anjos.

Antes de palavras (2013)

Assista Online

Premiado curta nacional que trata com sensibilidade e carinho os seus personagens, e por isso mesmo remete bastante ao igualmente premiado "Hoje eu quero voltar sozinho". Ambos os filmes tratam da dificuldade do adolescente em se aceitar como homossexual e como a descoberta e aceitação transformam suas vidas e de quem os rodeiam. A escolha do elenco foi fundamental para que o filme acontecesse: Maurício Destri interpreta Célio, namorado de Sofia (Marcella Arnulf). O protagonista do excelente "Os famosos e os duendes da morte", Henrique Larré, interpreta Dário, um estudante assumido mas discreto e por isso mesmo, isolado do restante dos estudantes. O filme se baseia em olhares e usa poucos diálogos. Célio aos poucos vai se encantando com Dário e passam a trocar os livros que leem na biblioteca. Sofia (uma referência a Sofia Coppola, assumidamente uma grande influência para o diretor) percebe que está perdendo o namorado e aceita essa transformação. O mais incrível é que esse belo filme foi realizado pelo diretor ainda como filme acadêmico, quando estudava na AIC de São Paulo. É um filme que passa segurança e maturidade. Uma linguagem narrativa que faz com que a mesma cena seja vista por ângulos distintos provavelmente vai fazer todo mundo lembrar de "Elefante", de Gus Van Sant.

Imagem relacionada

Vestido pra Casar (2013)

Download Uptobox

Fernando (Leandro Hassum) acredita que uma mentirinha não faz mal a ninguém. Será?. No dia de seu casamento com Nara (Fernanda Rodrigues), Fernando acidentalmente rasga o vestido de alta costura de uma mulher chamada Valentina (Renata Dominguez) que estava acompanhada do amante Ceição (Marcos Veras) na hora do incidente. Juntos, os três passam a procurar pelo único outro modelo feito pelo costureiro. Mas durante essa jornada, Fernando se mete em várias enrascada que envolvem a noiva Nara, o sogro, a ex-mulher, os policiais, o primo saidinho, um estilista, uma socialite deslumbrada, seguranças e um senador ciumento. No meio disso tudo, um paparazzo insistente faz questão de seguir Fernando, Valentina e Ceição, pois Valentina é casada com um homem muito importante.

Elenco

  • Leandro Hassum como Fernando
  • Fernanda Rodrigues como Nara
  • Renata Dominguez como Valentina
  • Marcos Veras como Ceição
  • André Mattos como Eraldo
  • Tonico Pereira como Belisário
  • Catarina Abdalla como Tia Nenê
  • Érico Brás como Jean-Luc
  • Adriana Garambone como Mariazinha
  • Júlia Rabello como Letícia
  • Eliezer Motta como Geraldo
  • Cláudio Tovar como Senador Theodoro
  • George Sauma como Primo Pompilho
  • Ricardo Conti como Marcelo (Paparazzo)
  • Cristiana Pompeo como Promotora de eventos
  • Jennifer Setti como Grã-fina

Dirigido por Gerson Sanginitto e Paulo Aragão Neto

Depois da chuva (2013)

Assista Online

Vencedor de vários prêmios Internacionais e nacionais (Em Brasília, venceu melhor ator, roteiro e trilha sonora em 2014), "Depois da chuva" é um filme autobiográfico do roteirista e diretor Cláudio Marques. Fiquei impressionado com a semelhança temática e estética entre esse filme e "Tatuagem", de Hilton Lacerda, e depois percebi que o fotógrafo é o mesmo, Ivo Lopes Araújo. Ambos os filmes falam sobre inquietação de uma geração devastada pela ditadura militar, e que quer e precisa botar o que sente internamente para fora, e fazem isso através das artes. Em 'Depois da chuva", o filme mostra uma juventude adolescente que mora em Salvador, Bahia, no ano de 1984. Entre as eleições para a diretas já, essa garotada cresceu sobre as sombras da ditadura militar. Agora, com a possibilidade de se ampliar a liberdade, eles resolvem fazer votação no grêmio estudantil. Essa metáfora clara sobre liberdade e anarquia corre paralelo com a história do protagonista Caio, um jovem insatisfeito, que descobre ao mesmo tempo o gosto pela luta política e a descoberta do amor. Vive com uma mãe que sonha sempre com fantasias Hollywoodianas, enquanto o País cai em desgraça por conta da alta inflação, morte de Tancredo Neves, Avanço do vírus da aids, etc. O filme começa muito bem, e recria de forma criativa os anos 80 de forma sem ser clichê. Porém, do meio pro fim, o filme ganha um forte peso existencialista, que torna o filme lento, arrastado. Os pontos positivos, além da fotografia, é o elenco de atores desconhecidos que manda bem, e principalmente, um filme ambientado na Bahia e que não faz questão de ser cartão postal. Se não fosse o sotaque, o filme poderia ter sido ambientado e situado em qualquer outro lugar do País.

Resultado de imagem

Amor, Plástico e Barulho (2013) / Download MEGA / Minhateca

Dirigido por: Renata Pinheiro

ELENCO:

Jennyfer Caldas

Leo Pyrata

Maeve Jinkings Jaqueline

Nash Laila Shelly

Rodrigo García Rubi

Samuel Vieira

Premiado em vários festivais, o longa de estréia da Diretora de Arte, Artista plástica e super premiada curta-metragista com o filme "Superbarroco" invade o Universo do tecnobrega pernambucano com muita propriedade. Usando a cafonice do gênero musical como pano de fundo (e também como elementos de fotografia e direção de arte, geniais), Renata Pinheiro evoca o clássico "A malvada" para mostrar a amizade e rivalidade entre duas mulheres, famintas pela fama e dinheiro. Jaqueline (Maeve Jinkings, de "O som ao redor") é uma cantora decadente de uma banda de tecnobrega. Brigona e temperamental, ela tem crises de ciúmes e depressão por achar que seu tempo está se esgotando. Para piorar, a dançarina do grupo, Shelly (Nash Laila, de "Deserto feliz" e "Tatuagem") deseja um dia cantar em uma banda. A busca da fama e sucesso provoca rusgas e traições com os homens que surgem na vida delas: cantores, produtores, etc. O filme lembra demais o clima de "Tatuagem", muito por conta do ator Rodrigo Garcia, que aqui interpreta um coreógrafo homossexual, na mesma palheta e energia de sua Paulette em "Tatuagem". O mundo artístico, o preconceito da mídia, a especulação imobiliária, o emburrecimento da população, o sexo e a tragédia são temas recorrentes do Cinema pernambucano.

Resultado de imagem para Bacanal do diabo e outras fitas proibidas de Ivan Cardoso

Bacanal do diabo e outras fitas proibidas de Ivan Cardoso (2013)

Assista Online

Filme porra louquíssimo do subversivo Ivan Cardoso, um dos Cineastas mais incompreendidos do Cinema brasileiro, autor de vários clássicos do terrir, entre eles, "O segredo da múmia" e "As sete vampiras". Os seus filmes têm um sabor único, uma mescla safada de terror, comédia popular e sacanagem. Em "Bacanal do diabo", Ivan reúne 24 curtas que produziu entre 1971 a 2013, muitos deles proibidos e inacabados. O filme se assemelha bastante à estrutura do trailer de "grindhouse", aquela junção de trailers fakes de Tarantino e Robert Rodriguez, onde vemos trechos mal costurados de filmes trash. A receita aqui é muito semelhante: o filme parece um grande trailer, de mais de 1 hora de duração, onde vemos anúncios de curtas e alguns trechos isolados desses filmes. Documentários, filmes pornográficos, experimentalismo, enfim, tudo é possível nesse Universo muito particular e fetichista de Ivan Cardoso. Em um dos curtas, temos um close explícito de uma vagina e um ânus feminino sendo depilado. Nem em filme pornô eu vi uma cena com tanto detalhamento. Em outro curta, tem uma jovem Claudia Ohana satisfazendo o desejo sexual de um adolescente, mergulhando a sua bunda em um prato de leite, que derrama no chão. Cenas assim permeiam o filme, que obviamente saciarão a sede e fome de quem busca uma aventura trash e desmedidamente anárquica, sem limites, sem pudores. Um exemplo máximo: então veja um trecho de um curta onde Ivan coloca Bob Dylan (ele mesmo) intercalado entre a vida de pop star e a de um garanhão que vem ao Rio para transar com o máximo de mulheres possíveis em cenas de orgia. Devassidão em grau máximo. Para quem apostar, pode se deliciar com uma narrativa que tem inspiração na nouvelle vague de Godard (onde inclusive ele brinca com os letreiros de "Pierrot le fou).

Super nada (2013)

Download Axfiles

Vencedor de vários prêmios, entre eles Melhor Ator em Gramado 2012 para Marat Descartes e para o cantor Jair Rodrigues como melhor ator no Festival do Rio dentro da Mostra novos rumos. Os 2 atores são o grande motivo para se assistir a esse drama sobre o desemprego no meio artístico, a decadência e a falta de perspectiva para atores condenados ao ostracismo. É um filme muito cruel com aqueles que buscam um sonho, e que jamais chegará. Guto é um ator que luta para sobreviver. Ele faz bicos em pegadinhas, se apresenta como malabarista em sinais para ganhar dinheiro e vai se virando como pode, até roubar dinheiro da mãe (Denise Weimberg, excelente como sempre). Sua filha pequena mora com a sua mãe, e nas horas vagas Guto assiste ao programa "Super nada", protagonizado por um comediante decadente (Jair Rodrigues, num papel que remete a Renato Aragão). Um dia, Guto é chamado para fazer teste para uma cena do programa "Super nada" e contracenará nada mais nada menos com seu ídolo, Zeca (Jair Rodrigues). Mas algo dá muito errado. O filme de Rubens Rewald (nada a ver com o crítico Rubens Ewald Filho) faz aqui um relato sombrio sobre o Ator e sua luta diária para sobreviver em um mercado onde o ator comum não encontra chance. O filme é uma resposta paulista ao excelente filme carioca de Gustavo Pizzi, "Riscado", com uma Karine Teles endiabrada fazendo também uma atriz que precisa se virar como pode para sobreviver. Ambos os filmes têm um orçamento baixíssimo, e isso fica evidente na tela. Diante de um projeto onde o que se vê tem uma cara de improviso, brilha o elenco, diante de um roteiro bom, mas que vai por caminhos que o tiram do seu foco principal, que é a bela história de Guto. 

 

Coração de Leão - O amor não tem tamanho (2013)

Download Axfiles

O Cineasta argentino Marcos Carnevale tem uma predileção por melodramas. Autor de 2 sucessos argentinos, 'Elsa e Fred" e "Viúvas", ambos carregando em tintas melodramáticas, ele teve que esperar anos para poder realizar esse "Coração de leão". Explico: O cineasta, ao invés de chamar um ator anão para protagonizar o filme, resolveu chamar um dos atores mais prestigiados da Argentina, Guillermo Francella (de "O segredo de seus olhos"), que tem 1,76, e esperou que desenvolvessem um software que pudesse reduzir a sua estatura, passando para 1,36 metros. O resultado é uma comédia romântica divertida e simpática, que conquista o espectador com o carisma de seu casal protagonista. Julieta Diaz é linda e boa atriz, e faz um par divino com Francella. O desfecho foi rodado no Rio de Janeiro, com aéreas no Corcovado e vôo de asa delta. A história gira em torno da advogada Ivana, que descobre a traição de seu marido, também advogado. Ambos dividem o mesmo escritório de advocacia. Um dia, ela recebe a ligação de Leon, que diz que encontrou o seu celular perdido na rua. Ela se encanta com a conversa e a voz, mas ao encontrá-lo pessoalmente, cheia de expectativas, descobre que ele é um anão. Marcos Carnevale fez aqui um filme bem ao padrão americano: sem surpresas, sem sustos, bem conduzido e que deixa todo mundo feliz no final, acreditando que a vida e amor são possíveis, independente da diferença. Aliás, a força do filme está, além dos ótimos efeitos que reduziram o ator de altura, em seu roteiro e trilha sonora. Na trilha, "Always on my mind", na voz de Elvis Presley, toca recorrente. O Roteiro trabalha de forma densa e dramática a questão do preconceito, deixando os 2 protagonistas sofrendo pelas escolhas de vida. Fico imaginando uma versão americana com Peter Dinklage. Será que o sucesso do filme está em usar um ator e reduzi-lo? Usando um ator anão de verdade, terá o mesmo impacto? A conferir.

O MENINO NO ESPELHO (2013) / Download MINHATECA / MEGA / GoogleDrive

Filme baseado no livro homônimo de Fernando Sabino, que faleceu em 2004, conta suas memórias de infância na Belo Horizonte dos anos 30. Através da história do menino Fernando, de 8 anos, o filme narra a crônica de um mundo mergulhado entre guerras. Fernando experimenta amizades, primeiro amor e muitas aventuras, sempre ao lado de seu irmão menor e os amigos Pedro e Mariana, que nutre paixão platônica pelo menino. Sempre metido em encrencas, devido à sua alta imaginação, Fernando fica de castigo, imposto pelos pais, e acaba liberando o seu duplo que habitava no espelho. Ele faz um pacto para que o duplo viva a sua parte chata da vida (Colégio, pais) enquanto ele vai brincar com os amigos e paquerar sua prima da cidade grande (Laura Neiva). Fernando é interpretado pelo paulista Lino Facioli, que fez a fama interpretando Robin Arryn, personagem de "Game of Thrones". Atualmente morando em Londres, Lino tem a difícil tarefa de dar vida a dois personagens. O elenco se complementa com Mateus Solano e Regiane Alves, que interpretam seus pais, Ricardo Blat, um Major ultra patriota e a professora severa da atriz Gisele Froés. Nitidamente inspirado no clássico francês "O pequeno Nicolau", "O menino no espelho" provoca simpatia do espectador pela sua pureza e ingenuidade, um olhar adulto nostálgico. Com excelente fotografia de José Roberto Eliezer, e linda direção de arte de Oswaldo Lioi, o filme carecia de uma divulgação mais voltada para o público infantil. Foi lançado no circuito e poucas pessoas foram vê-lo. Uma pena. O filme tem problemas, como edição e elenco irregular, principalmente infantil. Mas no geral, agrada. No Cinema brasileiro, está no mesmo patamar dos ótimos "Uma professora muito Maluquinha", "O menino Maluquinho" e "A dança dos bonecos", exemplo de filmes infantis que fizeram a mente de muito marmanjo nostálgico.

Elenco
Lino Facioli
Giovanna Rispoli
Gisele Fróes
Laura Neiva
Mateus Solano
Murilo Grossi
Regiane Alves
Ricardo Blat

Direção: Guilherme Fiuza Zenha  

Resultado de imagem para sossego filme 

Sossego, o filme (2013)

Assista Online / Download Axfiles

Dirigido por: Said Nunes

Elenco:

  • Flávio Santos
  • Hortência Santos
  • Jhoseph Fabrício
  • Leopoldo Luccardi
  • Nelson Conceição
  • Pedro Estevã
  • Said Nunes

Sossego O Filme, é baseado em uma história real, que conta a historia de amor e ódio, vivida por Dunga (Abraão Vieira) um adolescente que está cansado de ser maltratado por sua mãe, Dunga decide fugir de casa em busca de uma vida melhor, mais seu sossego acaba quando ele já adulto, tem que fazer escolhas que podem mudar para sempre a sua vida. Os sonhos de um adolescente agora dão lugar a uma grande revolta! Esse é um filme que vai mexer com você.

 Imagem relacionada

                       

         

               

Bonitinha, mas Ordinária (2013)

Download MEGA

O jovem Edgard tem uma séria decisão a tomar: por um lado, ele ama a batalhadora Ritinha, mas recebe uma oferta em dinheiro para se casar com Maria Cecília, a filha de seu patrão, que busca um matrimônio para ocultar a desonra de ter sido estuprada.

Dirigido e adaptado por Moacyr Góes

Elenco:

  • João Miguel como Edgar
  • Leandra Leal como Ritinha
  • Letícia Colin como Maria Cecilia
  • Gracindo Júnior como Dr. Werneck
  • Leon Góes como Peixoto
  • Maria do Carmo Soares como Dona Ivete
  • Augusto Garcia como Coveiro

baixar filme, download, Torrent, Magnet link

Vendo ou Alugo (2013) 

Assista Online

Dirigido por Betse de Paula

O filme narra o drama de uma família de 4 gerações de mulheres, que tentam a 7 anos vender uma mansão decadente aonde moram em Copacabana, mas que se localiza na subida do morro do Chapéu mangueira, o que o desvaloriza. Cheias de dívidas, as mulheres se desdobram e se viram como podem. O filme acompanha um dia na vida dessas mulheres, às voltas com traficantes, policiais do Bope, um trio de idosas viciadas em jogatina, corretores malucos e gringos bizarros. O tom da comédia varia da ingenuidade, pastelão e um cotidiano divertido, típico dos filmes de David Neves dos anos 70 e 80, que unia a carioquice, a picardia e o humor tipicamente brasileiro. Apesar de mexer em temas como uso de maconha, tráfico e ocupação dos morros, o filme é indicado para toda a família, pois não existe maldade: todos são gente boa. A moral da história é que a unificação entre asfalto e morro favorece o convívio mútuo e a união dos habitantes da cidade. Risadas ingênuas e verdadeiras, para quem busca um passatempo leve e gostoso como uma brisa na orla de Copacabana. 

Flores raras (2013)

Download MEGA

 Para mim, Bruno Barreto tem 3 filmes antológicos: "Amor bandido", "Romance da empregada" e "Atos de amor". "Flores raras" se aproxima de "Atos de amor", filme de 1995 com Amy Irving (na época esposa de Bruno) e Dennis Hopper, em um drama intimista sobre uma relação amorosa sofrida entre um casal na faixa dos 50 anos. Em "Flores raras" (o título anterior era "Você nunca disse eu te amo"), narra-se a história verdadeira da relação entre a poeta americana Elisabeth Bishop (Miranda Otto) e a arquiteta e paisagista Lota Macedo (Gloria Pires), que começou no ano de 1951, e durou até o início dos anos 70, com o suicídio de Lota, que se tornou depressiva. No meio do caminho das duas, Mary (Tracy Middendorf), ex-esposa de Lota que fará de tudo para destruir o relacionamento de ambas. O filme tem vários grandes méritos: obviamente, o maior deles, o trabalho irrepreensível do trio protagonista. As 3 atrizes estão estupendas, e para Glória que fala em inglês quase 90% das cenas, deve ter sido um puta desafio interpretar com emoção em outra língua. A trilha sonora, de Marcelo Zarvos, é muito linda e emocionante. A fotografia de Mauro Pinheiro Jr. é outro brinde aos olhos do espectador. O roteiro investe no drama dessas 3 mulheres, e se envereda por uma trama bem novelesca, cheio de intrigas, ciúmes, relações mal resolvidas com pais e mães, adoção de bebê, bebedeiras, etc. Foi uma opção dos produtores. O filme vai em ritmo bem lento, a gente vai acompanhando como se fosse um diário em aberto. No final fica-se a curiosidade de saber como o Aterro do Flamengo foi planejado, e como o Rio de Janeiro é lindo quando apontamos a câmera pras paisagens belíssimas. É um filme de certa forma corajoso, que fala sobre lesbianismo sem rodeios, de forma direta. Um filme de qualidade, com glamour e elegante, elementos muito em falta na cinematografia nacional.

Uma história de amor e fúria (2013)

Download Uptobox / Depositfiles

Elenco

  • Selton Mello como Guerreiro Imortal
  • Camila Pitanga como Janaína
  • Rodrigo Santoro como Piatã / Júnior

Dirigido por Luiz Bolognesi

Animação dirigida pelo roteirista de "Bicho de 7 cabeças"e "As melhores coisas do mundo", "Uma história de amor e fúria" se utiliza de técnica tradicional de animação, em detrimento de uso de computadores para traçar os personagens. Com as vozes de Selton Mello, Camila Pitanga e Rodrigo Santoro, o filme faz um apanhado da história do Brasil, desde a sua descoberta pelos portugueses, que dizimaram os povos indígenas. Através de um feitiço do Pajé da tribo, o índio vivido por Selton Mello vive 600 anos, até chegar no ano de 2096, na cidade do Rio de Janeiro. Junto do amor de Janaína, ele procura sempre defender os oprimidos. O roteiro é muito bom, com uso de lendas e folclore brasileiro. Mas fica o impossível não fazer um paralelo com as técnicas de animação de seus concorrentes, e aí, o filme sai perdendo. Mesmo assim, é uma baita evolução do gênero no Brasil. O trecho final, ambientado no Rio de 2096, é o mais interessante, com as milicas fazendo sua própria justiça, num clima meio "Dredd" e "Robocop".

O Último Desafio (2013)

Download MEGA

Participação: Rodrigo Santoro

Ray Owens (Arnold Schwarzenegger) cai em uma desgraça em Los Angeles devido a uma operação que acabou em desastre. Logo após o fracasso, Ray parte para um município na fronteira dos Estados Unidos com o México, e se torna xerife da pequena cidade. O que ele não esperava era que um poderoso chefão das drogas, que escapou recentemente da prisão, quisesse cruzar a fronteira exatamente na cidade onde ele trabalha. Agora, Ray precisa reunir todo o pessoal que tem a disposição para parar esse perigoso bandido e seu bando. 

MEU PASSADO ME CONDENA (2013) Minhateca

Download MEGA

Fábio (Fábio Porchat) e Miá (Miá Mello) são dois recém-casados que resolveram trocar alianças depois de apenas um mês de namoro. O casal decide passar a lua de mel em um cruzeiro que parte do Rio de Janeiro em direção à Europa. Porém, os dois logo descobrem que um ex-namorado dela (Alejandro Claveaux) e uma antiga paixão platônica dele (Juliana Didone) também estão a bordo.

Dirigido por Júlia Rezende

Elenco:

Fábio Porchat - Fábio
Miá Mello - Miá
Juliana Didone - Laura
Alejandro Claveaux - Beto
Inez Vianna - Suzana
Marcelo Valle - Wilson
Rafael Queiroga - Cabeça

Resultado de imagem para 3 palavrinhas dvd

3 Palavrinhas (2013)

Download MEGA

 As músicas que fizeram parte do universo infantil de milhares de papais e mamães cristãos ganharam uma roupagem nova de muita qualidade e agora poderão ser cantadas também por crianças de todas as idades, especialmente pelos pequenos de 2 a 6 anos, pois, está sendo lançado, em todo o Brasil, o DVD “3 Palavrinhas” – projeto cristão infantil criado para resgatar músicas antigas da igreja e promover a aproximação e a intimidade da criança com Deus. Com músicas de autores variados a obra tem surpreendido positivamente a todos pelas mensagens bíblicas e melodias de fácil assimilação pelas crianças. 10 clipes musicais animados de canções que marcaram gerações como “3 Palavrinhas”, “Deus criou os peixes”, “Eu estou alegre”, “O sabão”, dentre outras, dizem de maneira divertida e singela que Deus é amor. Uma ótima forma de recreação e lazer para pais que desejam ocupar o tempo de seus filhos ensinando-os a se divertirem, sem perder de vista os fundamentos cristãos.

Vídeos do DVD:
01. 3 Palavrinhas
02. Deus Criou Os Peixes
03. Quem Fez?
04. O Sabão
05. Meu Barco
06. Estou Alegre
07. Ao Senhor Agradecemos
08. A Deus Dai Louvor
09. Missionariozinho
10. Alô 

Mato sem Cachorro (2013) Minhateca

Download MEGA 720 / 1080

Deco (Bruno Gagliasso) vive jogado no sofá de sua casa, apesar de ter bastante talento com a música. Um dia, ele encontra dois grandes amores de uma só vez: a radialista Zoé (Leandra Leal) e o cachorro Guto, que desmaia toda vez que fica muito animado. Não demora muito para que o trio viva como se fosse uma família. Só que, dois anos depois, Zoé termina o namoro, fica com a guarda de Guto e ainda por cima arranja um novo namorado (Enrique Diaz). Motivos mais do que suficientes para que Deco fique revoltado e prepare uma vingança: sequestrar Guto. Para tanto ele conta com a ajuda de seu primo Leléo (Danilo Gentili).

Dirigido por Pedro Amorim

Bruno Gagliasso
Leandra Leal
Danilo Gentili
Gabriela Duarte
Rafinha Bastos
Simone Mazzer 

Imagem relacionada

CRÔ, O FILME (2013) Minhateca

Download MEGA

Após herdar a fortuna de sua antiga patroa, Tereza Cristina, Crô se cansa da vida de milionário e decide organizar entrevistas com várias peruas a fim de achar uma nova musa para servir.

Diretor: Bruno Barreto

ELENCO:

Marcelo Serrado como Crodoaldo Valério
Ivete Sangalo como Alzira Valério
Kátia Moraes como Marilda
Alexandre Nero como Baltazar
Carlos Machado como Jean-Jacques
Urzula Canaviri como Paloma
Carolina Ferraz como Vanusa
Milhem Cortaz como Riquelme
Mari Nogueira como Juana
Tiago Abravanel como Juiz de Paz
Karin Rodrigues como Francisca
Luciana Paes como Ariadne Fontura
Alice Assef como Gilda
Ana Maria Braga como ela mesma
Gaby Amarantos como ela mesma

Resultado de imagem para Casa da Mãe Joana 2

CASA DA MÃE JOANA 2 (2013)

Download MEGA

Direção de Hugo Carvana

Elenco:

José Wilker, Paulo Betti, Antonio Pedro, Laura Cardoso, Juliana Paes, Leona Cavalli, Carmem Verônica, Fabiana Karla.

Depois de despejados do apartamento em Copacabana, nossos heróis de Casa da Mãe Joana 1, Juca, PR e Montanha, seguiram rumos diferentes. PR voltou a investir em coroas ricas, Juca resolveu tirar um período sabático em busca da Cannabis perfeita e Montanha finalmente escreveu um livro de sucesso e ficou rico. Hoje ele mora numa antiga mansão no Alto da Boa Vista, e vai receber os amigos Juca e PR que se envolveram em confusões pelo mundo. Novamente reunidos, os três amigos viverão situações hilárias fugindo de duas irmãs em busca de uma herança e terão que contar com ajuda de médiuns para conviver com assombrações que rondam a casa, como o fantasma Zazzie, um dedicado camareiro da Rainha da França Maria Antonieta, que por descuido baixa na casa e decide ficar.

Resultado de imagem para ponto final 2013 curta

Ponto Final (2013)

Assista Online

Dois jovens com vidas paralelas, cada um com os seus problemas, sofrem de forma diferente tentando enfrentar o dia a dia rotineiro repleto de obstáculos. Ambos chegam a uma conclusão: a única forma de acabarem com as suas dores é destruindo a própria existência. Nesta história uma das personagens comete o ato extremo de desespero e coragem: o suicídio, coloca um ponto final na sua vida. A outra, consegue encontrar a razão da sua existência e coloca um ponto final ao desejo da sua morte. Apesar de tudo, é preciso mais coragem para viver do que para morrer.

Realização: João Garcia 

ELENCO: Barbara Ribau Claudia Stattamiller Giancesare Petruzzi Inês Venâncio João Garcia Leonor Figo Leonardo Rodrigues Maria Lopes Raquel Stattamiller

 

O Renascimento do Parto - 2013

Download MEGA

Direção: Eduardo Chauvet

A realidade médica e obstétrica mundial encontra-se em grave condição não por aspectos de infra-estrutura, mas devido a questões éticas e de coerência. De fato, o número de cesarianas e partos com intervenções traumáticas é alto demais para o nível recomendado. Alguns especialistas relatam suas experiências e questionam a opção médica dominante na hora do parto, além de outros elementos científicos que envolvem o futuro do homem.

Resultado de imagen para rio cigano filme 

 Rio Cigano (2013)

Assista On Line

Um filme de Julia Zakia com Leuda Bandeira, Acauã Sol, Georgette Fadel, Mariana Senne.

Kaia é uma cigana que atravessa mundos para salvar sua amiga de infância de uma terrível condessa. O filme é inspirado na narrativa oral cigana, com temas contemporâneos como o consumo da vaidade e as linhas de amor atravessadas pela amizade entre as personagens.

A PELADA (2013) / Download DriveGoogle / Minhateca

Dirigido por Damien Chemin

ELENCO:

Kika Farias
Bruno Pêgo
Tuca Andrada
Karen Junqueira

Primeira co-produção Brasil com Bruxelas, essa comédia popularesca foi toda rodada em Aracaju, cidade aonde o cineasta belga Damien Chemin morou por 7 anos. Misturando equipes brasileiras com belga, Chemin fez uma visão da picardia e malícia brasileira, típica das pornochanchadas dos anos 70, porém bem soft, com direito a nudez parcial. Usando boa parte dos atores de Aracaju em seu filme, Chemin convidou Tuca Andrada para dar dignidade ao projeto. O filme pode ser avaliado de 2 formas: da forma mais óbvia, fazendo uma crítica séria. Ou fazendo observações positivas sobre a produção. Prefiro me ater ao segundo formato, pois na minha avaliação, esse filme, do jeito que foi feito, e com o orçamento despejado, não deveria passar pelo crivo de uma crítica oficial. O roteiro, ingênuo, não ajuda nem um pouco. Logo, os pontos positivos: a interação entre 2 países tão díspares culturalmente, juntando esforços para fazer o espectador rir. Imagino a equipe belga se divertindo no SET de filmagem, deve ter sido uma festa diária. Produzir um filme fora do eixo Rio/São Paulo/Pernambuco e ser visto fora de Aracaju também é um grande feito. Confesso que nunca havia ouvido falar desse filme. Descobri do nada, assim, vasculhando a internet. E graças a ela, e não à distribuição no Brasil (que faz com que centenas de filmes nacionais permaneçam nas prateleiras), tive acesso a ele. No mais, é isso e apenas isso. Ah, o roteiro? Um casal classe média baixa tenta apimentar a relação, e se utiliza de brinquedos eróticos e de relação a três. Como se vê, bem original.

Resultado de imagem para o concurso filme

O CONCURSO (2013)

Download MEGA

Dirigido por Pedro Vasconcelos

ELENCO:

Danton Mello como Caio
Fábio Porchat como Rogério Carlos
Rodrigo Pandolfo como Bernardinho
Anderson Di Rizzi como Freitas
Sabrina Sato como Martinha Pinéu
Gigante Léo como Polegada
Jackson Antunes como o pai de Rogério
Pedro Paulo Rangel como Meirinho
Nelson Freitas como Pai Preto
Carol Castro como Mariana
Érico Brás como Roberval
Oscar Calixto como Drag Queen

No dia da prova final de um concurso público para juiz federal no Rio de Janeiro, os quatro advogados finalistas chegam de forma bizarra: o gaúcho Rogério Carlos (Fábio Porchat) entra vestido de mulher cercado de travestis, o paulista Bernardinho (Rodrigo Pandolfo) maltrapilho em uma moto guiada pela atraente Martinha (Sabrina Sato), o carioca Caio (Danton Mello) aparece em uma viatura da qual desce algemado e escoltado, e o cearense Freitas (Anderson Di Rizzi) surge em uma ambulância junto de sua esposa grávida Mariana (Carol Castro), entrando no salão em uma maca empurrada por praticantes de candomblé. O filme então volta para uma semana antes, mostrando o quarteto se conhecendo e se envolvendo em várias confusões enquanto se preparam para a prova.

Resultado de imagem para beleza sa

Beleza S/A (2013)

Episódio 01: Mega
Episódio 02: Mega
Episódio 03: Mega
Episódio 04: Mega
Episódio 05: Mega
Episódio 06: Mega
Episódio 07: Mega
Episódio 08: Mega
Episódio 09: Mega
Episódio 10: Mega
Episódio 11: Mega
Episódio 12: Mega
Episódio 13: Mega

A série relata a vida e consultas de três doutores, Alex (Antonio Petrin), Jairo (Antonio Saboia), cirurgiões e Cleo (Gabriela Carneiro da Cunha) endocrinologista, que são sócios em uma clínica estética de alto nível e recebem todo o tipo de pacientes que fazem procedimentos cirúrgicos para conseguirem o corpo idealizado.

Resultado de imagem para a menina sem qualidades

A Menina Sem Qualidades (2013)  Minhateca

Episódio 01: Mega – GDrive 
Episódio 02: Mega – GDrive 
Episódio 03: Mega – GDrive 
Episódio 04: Mega – GDrive 
Episódio 05: Mega – GDrive 
Episódio 06: Mega – GDrive 
Episódio 07: Mega – GDrive 
Episódio 08: Mega – GDrive 
Episódio 09: Mega – GDrive 
Episódio 10: Mega – GDrive 
Episódio 11: Mega – GDrive 
Episódio 12: Mega – GDrive

Ana (Bianca Comparato) é uma jovem de dezesseis anos filha de pais separados que foi expulsa do último colégio por agredir um aluno. Muito inteligente, ela costuma entrar em conflito com seus professores. Seu comportamento a transforma em uma solitária até que ela conhece Alex (Rodrigo Pandolfo), um rapaz manipulador de dezoito anos, filho de pai libanês e mãe brasileira. O passatempo de Alex é o de testar os limites das regras sociais, questionando seus valores e suas fraquezas.

Juntos, eles decidem pregar uma peça em Tristán (Javier Drolas), professor de literatura e espanhol. Ele é um argentino que foi preso político durante a ditadura militar de seu país. Agora casado com Bianca (Inês Efron), uma mulher depressiva que já tentou o suicídio, ele passa por uma crise em seu casamento. Ana seduz Tristán, encontro que é filmado por Alex. Mais tarde, os dois ameaçam divulgar o vídeo na internet caso Tristán não concorde em continuar com o relacionamento. Assim, outros encontros ocorrem nas dependências do colégio.

Elenco:

Ana - Bianca Comparato

Alex - Rodrigo Pandolfo

Tristán - Javier Drolas

Bianca - Inês Efron

Hofmann - Eduardo Oliveira

Luna - Luna Martinelli

Olavo - Rodrigo Pavon

Pai de Alex - Wagner Moura

Rodrigo - José Sampaio

Selma - Gabriela Poester

General - Ivo Müller

Sofia - Mariana Nunes

Valter - João Bourbonnais

Daniel - Marcos Felipe

Professor Henrique - Henrique Schafer

Até que a Sorte nos Separe 2 (2013)

Download DEPOSITFILES / MEGA 720 - 1080

Deu tudo errado. Três anos depois, Tino (Leandro Hassum) e Jane (Camila Morgado) estão mais uma vez em dificuldades financeiras. O saldo bancário do casal é salvo graças ao inesperado falecimento de tio Olavinho, que deixou uma herança de R$ 100 milhões a ser dividida igualmente entre Jane e sua mãe, Estela (Arlete Salles). Como o último desejo do tio foi que suas cinzas sejam jogadas no Grand Canyon, Tino aproveita para levar a esposa e dois de seus filhos para conhecer Las Vegas. Entretanto, ele se empolga com a jogatina de um cassino e perde todo o dinheiro ganho por Jane na mesa de pôquer. Para piorar a situação, ainda fica devendo US$ 10 milhões a um capanga da máfia mexicana (Charles Paraventi), que deseja receber o dinheiro a todo custo.

Elenco

  • Leandro Hassum como Faustino “Tino” Araújo Peixoto / Dona Lola Araújo Peixoto
  • Camila Morgado como Janine “Jane” Mendes Peixoto
  • Kiko Mascarenhas como Amauri Ferreira Alves Pinho
  • Rita Elmôr como Laura Ferreira Alves Pinho
  • Rodrigo Sant' Anna como Vander/Manochaco
  • Charles Paraventi como García
  • Julia Dalavia como Stefani “Teté” Peixoto
  • Henry Fiuka como Juninho (Faustino Araújo Peixoto Junior)

Participações especiais

  • Arlete Salles como Estela Mendes
  • Anderson Silva como Andrew Silver/Ele mesmo
  • Jerry Lewis como The Bellboy

Atores convidados

  • Berta Loran como Manuela da Silva
  • Henri Pagnocelli como Dr. Robélio Praxedes
  • Marcius Melhem como Bellboy
  • Victor Leal como Douglas

Dirigido por Roberto Santucci

Resultado de imagem para o tempo eo vento filme

O TEMPO E O VENTO (2013)

Download MEGA / Minhateca Partes 01 / 02 / 03

Direção: Jayme Monjardim

O filme retrata uma história de 150 anos da família Terra Cambará e da oponente família Amaral, a partir da perspectiva da personagem Bibiana. A história de lutas entre as duas famílias começa nas Missões e vai até o final do século XIX. A longa metragem apresenta também o período de formação do estado do Rio Grande do Sul e a disputa de território entre as coroas portuguesa e espanhola.

Elenco

Ator Personagem
Thiago Lacerda Capitão Rodrigo Cambará
Marjorie Estiano Bibiana Terra Cambará (Jovem)
Fernanda Montenegro Bibiana Terra Cambará (Idosa)
Cléo Pires Ana Terra (jovem)
Suzana Pires Ana Terra (adulta)
José de Abreu Ricardo Amaral
Paulo Goulart Ricardo Amaral Neto
Janaína Kremer Bibiana Terra Cambará (Jovem)
Mayana Moura Luzia Silva Cambará
Igor Rickli Bolívar Terra Cambará
Rafael Cardoso Florêncio Terra (Jovem)
Elisa Volpatto Alice Terra Cambará
Luiz Carlos Vasconcelos Manoel Terra (Maneco Terra)
Leonardo Medeiros Bento Amaral
Cyria Coentro Henriqueta Terra
César Troncoso Padre Alonzo
Cacá Amaral Pedro Terra (idoso)
Leonardo Machado Marciano Bezerra
Cris Pereira Juvenal Terra
Marat Descartes Licurgo Cambará
Vanessa Lóes Maria Valéria Terra
Matheus Costa Pedro Missioneiro (Jovem)
Martín Rodriguez Pedro Missioneiro (Adulto)
Áurea Baptista Arminda
Danny Gris Florêncio Terra (Idoso)
Roberto Brindelli Dentinho de Ouro
José Henrique Ligabue Antônio Terra
Marcos Verza Padre Otero
Kaic Crescente

Rodrigo Terra Cambará

Resultado de imagem para elysium

"Elysium" (2013) Download MEGA 720 / 1080

Participação Wagner Moura e Alice Braga

Durante toda a projeção de "Elysium", era impossível não me lembrar o tempo todo de "Distrito 9", filme anterior de Blomkamp e que o projetou internacionalmente: as locações super-povoadas e tudo com cara de barracos de favela, as naves espaciais que mais parecem lixo reciclado, os robôs a serviço do Governo e mais, personagens contraditórios, que ora passeiam pelo bom mocismo, ora pelo vilanismo. No ano de 2054, O mundo está super-povoado e não há mais espaço em terra para abrigar tanta gente desassistida. Os mais ricos seguiram para uma Estação espacial chamada "Elysium", comandado pelo Presidente e por uma chefe Governamental (Jodie Foster). Ela planeja um golpe de estado para poder dominar essa Estação. O que ela não esperava, é que um cidadão comum, Max (Matt Damon), siga clandestinamente até essa Estação, em busca de uma cura para a sua radiação acidental, que o levará à morte em 5 dias. O filme tem como maior mérito fazer um mix de atores em seu casting gigantesco. Atores americanos, sul africanos e latinos (mexicanos e brasileiros) se revezam em papéis de igual importância. Sim, Wagner Moura e Alice Braga têm papéis importantíssimos na trama, acompanhando o filme do início ao fim. Uma excelente entrada de Wagner Moura nos filmes americanos. Seu personagem é muito bem desenvolvido, o mais divertido com certeza e debochado. Impossível para a plateia brasileira não achar graça de seus cacoetes. Alice Braga repete o seu papel no filme "Eu sou a lenda": a mãe super-mega protetora, que protege seu filho como uma leoa protegeria seu filhote. Sharlton Copley, que foi o protagonista de "Distrito 9", agora faz um mega-vilão, e na cena final lembra uma batalha do "Robocop" contra um outro robô. Diego Luna, excelente ator mexicano, está aqui em um papel importante e confere dignidade ao personagem. Tecnicamente o filme é ótimo, com excelente efeitos especiais. Blomkamp tem uma carreira muito interessante: os seus filmes trabalham com o tema do humanismo. Os seus protagonistas são pessoas comuns, que resolvem lutar contra o Sistema em prol do bem da humanidade. A mensagem, mesmo que ingênua, emociona. Max é quase que um Messias, que carrega uma Missão na terra.. E assim prossegue o personagem de Matt Damon, nessa evolução quase predestinada. Mas o roteiro carrega vários exageros: a maca médica, que cura qualquer doença; os vôos projetados pelo personagem de Wagner Moura até a Estação de Elysium (como assim, Elysium não consegue rastrear de onde vem essas naves clandestinas?). Muito mais questões que nem comentarei para não dizerem que sou cri-cri. Mas algo que realmente me incomodou foi o excesso de melodrama e excesso de vilões. Nossa, dá até pena do Max: quanta função, ele ter que ajudar tanta gente!

Faroeste Caboclo (2013)

Download MEGA / Depositfiles

Na década de 1980, João resolve deixar o vilarejo baiano de Santo Cristo após a morte da mãe mas antes vai atrás do militar que executara seu pai quando era criança. É preso e quando termina a pena viaja até Brasília para se encontrar com um parente, o peruano e traficante Pablo. Lá, ele conhece a estudante Maria Lúcia, por quem se apaixona e com quem gostaria de viver um futuro melhor. Mas o envolvimento dele com o tráfico de drogas que o faz ficar conhecido como "João de Santo Cristo" pode colocar tudo a perder, também praticado por Jeremias que virá a se tornar seu grande rival.

Elenco:

Fabrício Boliveira como João de Santo Cristo

Ísis Valverde como Maria Lúcia

Antônio Calloni como Marco Aurélio

Felipe Abib como Jeremias

Cinara Leal como Teresa

César Troncoso como Pablo

Marcos Paulo como Ney

Rômulo Augusto como Saci

Juliana Lohmann como Cris

Max Lima como João de Santo Cristo (jovem)

Dirigido por René Sampaio

Resultado de imagem para de menor filme

De Menor - 2013

Download FilesFlash

Direção: Caru Alves de Souza

Drama que tem como tema o sistema reformatório de menores e o desmantelamento da unidade familiar. Helena (Rita Batata) é uma jovem recém formada como advogada. Ela trabalha na defensoria pública de um órgão para menores infratores. Órfã de pai e mãe, ela cuida de seu irmão, Caio (Giovanni Galo). Mas desde a morte dos pais o irmão tem andado com uma quadrilha de jovens infratores e acaba sendo preso. Helena fica em conflito, pois precisa acreditar na inocência de seu irmão e defendê-lo. Bom drama, econômico (77 minutos) e simples na decupagem de planos. Muitas cenas se resolvem em um único plano. Os atores estão ótimos, em especial Rita Batata e Giovanni Galo. Mas o ritmo do filme é extremamente lento. Fica difícil para um espectador comum acompanhar a narrativa e não se incomodar com a lentidão. Para os que se aventura, irão testemunhar um projeto digno, intimista, sobre almas despedaçadas. 

Imagem

Delírios de um Cinemaníaco (2013)

Download MEGA

Esse filme é a cinebiografia do cineasta amador e artista plástico José de Oliveira, um Homem que desde a sua infância até a velhice, viu a morte levar seus familiares e maiores amigos. Mas encontrou no amor por Edna e na paixão pelo cinema, forças pra encarar as mazelas da vida, vivendo em um grande delírio cinematográfico.

ELENCO
Daniel Marcondes
Eduardo Donizeti Vieira
Jeferson Fragoso
José de Oliveira
Marina de Nóbile

Direção: Carlos Eduardo Magalhães e Felipe Leal Barquete

Resultado de imagem para solidões filme

Resultado de imagem para solidões 2013Resultado de imagem para solidões 2013

Solidões (2013) /Download Mega

Um homem em busca de identidade; uma sensual mulher, vítima de amnésia, que não quer se relacionar com ninguém, e outra que aguarda a chegada do namorado; um veterano palhaço ainda em atividade; um cantor sertanejo sem sucesso; um imigrante em busca de uma vida melhor; e o diabo vivenciando dúvidas existenciais. Estas, entre outras "solidões", são encadeadas em um único enredo formando o painel sobre o tema, em um misto de drama, comédia, musical e um certo tom de documentário.

Direção: Oswaldo Montenegro

ELENCO

Vanessa Giácomo
Oswaldo Montenegro
Pedro Nercessian
Gabriela Carneiro da Cunha
Madalena Salles
Palhaço Cocada
Cristina Prochaska
Kamila Pistori
Renato Luciano 

José do Egito (2013) MINHATECA 

O Filme (2017) Download MEGA

A história de José (Ricky Tavares / Ângelo Paes Leme), fruto do amor de seus pais, Jacó (Celso Frateschi) e Raquel (Mylla Christie), que, após muito esperarem, têm seu primeiro filho. Jacó, por sua vez já era pai de Rúbem (Guilherme Winter), Simeão (Caio Junqueira), Levi (Felipe Cardoso), Judá (Vitor Hugo), Issacar, Zebulom e Diná (Marcela Barrozo / Samara Felippo) – de sua relação com sua outra esposa, Lia (Denise Del Vecchio), irmã de Raquel -; de Dã e Naftali – seus filhos com Bila (Carla Regina), serva de Raquel; – e de Gade e Aser – seus filhos com a serva de Lia, Zilpa (Andréa Avancini). O tempo passa e José se torna um jovem generoso e honesto, o preferido por seu pai, fato que desperta a inveja e o ódio em seus irmãos. A ira deles aumenta quando José expõe seus sonhos, verdadeiras profecias, e diz que um dia os irmãos se curvariam à ele.

Sua mãe engravida novamente. Depois de um tempo de peregrinação, Jacó decide firmar acampamento na cidade de Siquém, em Canaã, para que Raquel dê a luz com tranquilidade. Porém sua filha Diná é estuprada pelo filho (Paulo Nigro) do Governador da cidade, Hamor (Henri Pagnocelli), e, mesmo após este querer reparar o mal feito, pois se apaixonou pela moça, seus filhos não perdoam. Mais tarde, Simeão e Levi acabam provocando um massacre covarde e cruel em Siquém: eles saqueiam a cidade. Com tudo isto, são obrigados a fugir. Entretanto, Raquel sente as dores do parto, dá a luz a Benjamim (Gustavo Leão), mas não resiste e morre. Jacó responsabiliza os filhos pelo óbito da esposa, exceto José que não participou das ocorrências.

E assim José passa a receber todas as honrarias do pai, como se fosse o primogênito. E sob este panorama, os irmãos decidem sumir com ele. Em um primeiro momento, pensam até em matá-lo, porém são convencidos por Judá a vendê-lo. José é vendido como escravo por seus irmãos invejosos, que escondem este ato desleal de seu pai Jacó. Os irmãos disseram-lhe que José havia sido atacado por uma fera selvagem no campo.

José é vendido para Potifar (Taumaturgo Ferreira), no Egito, oficial do Faraó e capitão da Guarda. Apesar de suas desventuras, ele caiu nas graças deste capitão que o promoveu e lhe concedeu toda sua a confiança, deixando em suas mãos o cuidado de sua casa. Mas um dia, Sati (Larissa Maciel), a esposa de Potifar, seduziu José, que se negou a se envolver com ela apesar do assédio constante exercido por esta mulher. Mais tarde, por despeito, ela o acusou de tentativa de estupro, incitando a fúria de seu esposo contra José, que acabou enviado ao cárcere.

Durante seu estadia na prisão, José recebe a visita de Azenate (Anna Rita Cerqueira / Maytê Piragibe), uma jovem egípcia que conheceu assim que chegou ao Egito. Mais tarde, após deixar o confinamento, ela se tornou sua esposa e mãe de seus dois filhos, Efrain e Manasses. Dentro da prisão, José interpretou o sonho de dois empregados do presídio, confirmando seu dom de profeta. Alguns anos depois, ele tem a oportunidade de interpretar um sonho do Faraó (Leonardo Vieira), pois nenhum dos sábios da corte até então havia conseguido desvendá-lo, causando uma grande comoção no soberano. E o sucesso conseguido por José o fez ganhar a confiança da primeira autoridade do país recebendo honrarias e o cargo de Governador do Egito.

MINHA MÃE É UMA PEÇA - O FILME (2013) /Download  Mega /  Depositfiles

Dirigido por André Pellenz

ELENCO:

Paulo Gustavo como Hermínia
Mariana Xavier como Marcelina
Rodrigo Pandolfo como Juliano
Ingrid Guimarães como Soraya
Herson Capri como Carlos Alberto
Suely Franco como Tia Zélia
Alexandra Richter como Iesa
Samantha Schmütz como Valdéia
Mônica Martelli como Mônica
Bruno Bebianno como Garib
Malu Valle como Dona Lourdes
Ana Karolina Lannes como Marcelina (criança)
Augusto César Jr. como Juliano (criança)
Luan Assimos como Garib (criança)
Lucas Cordeiro como Tiago
Jefferson Schroeder como André Luiz
Guida Vianna como Dona Juracy
Marcus Majella como Wesley
Renata Ricci como Andréa
Edmilson Barros como marido de Mônica
Déa Lúcia como ela mesma
Elisa Pinheiro como mulher que está no supermercado na hora da que Dona Hermínia briga com um cliente na fila do supermercado

Dona Hermínia (Paulo Gustavo) é uma mulher de meia idade, divorciada do marido (Herson Capri), que a trocou por uma mais jovem (Ingrid Guimarães). Hiperativa, ela não larga o pé de seus filhos Marcelina e Juliano (Mariana Xavier e Rodrigo Pandolfo), sem se dar conta que eles já estão bem grandinhos. Um dia, após descobrir que eles consideram ela uma chata, resolve sair de casa sem avisar para ninguém, deixando todos, de alguma forma, preocupados com o que teria acontecido. Mal sabem eles que a mãe foi visitar a querida tia Zélia (Sueli Franco) para desabafar com ela suas tristezas do presente e recordar os bons tempos do passado.

Resultado de imagem para A PRIMEIRA VEZ DO CINEMA BRASILEIRO

A Primeira Vez do Cinema Brasileiro (2013)

Assista on line

Direção: Denise Godinho, Bruno Graziano, Hugo Moura
Na década de 1980, ainda durante a ditadura militar, foi lançado Coisas Eróticas, o primeiro filme erótico do país. Anos depois, a produção faz parte da história do cinema brasileiro, por ter levado quase cinco milhões de pessoas aos cinemas mesmo em anos de repressão. O documentário reecontra com os atores e produtores do filme para conhecer a história por dentro da jornada.

MAR NEGRO Minhateca
Direção: Rodrigo Aragão

Elenco:

Mayra Alarcón ... Isidora Fernandez
Carol Aragão ... Clara
Ana Carolina Braga ... Prostituta e zumbi
Kika de Oliveira ... Indiara
Walderrama Dos Santos ... Albino / Baiacu Sereia
Tiago Ferri ... Cavalo Cansado
Gurcius Gewdner ... Bar Man

Uma estranha contaminação atinge uma pequena vila de pescadores. Tudo começa quando uma estranha criatura chamada baiacu-sereia morde um pescador, que após algumas horas começa agir de forma estranha, no final se transformando em um zumbi e espalhando a praga para os outros moradores da vila. Quando peixes e crustáceos se transformam em horrendas criaturas transmissoras de morte e destruição, o solitário Albino luta pelo grande amor da sua vida, arriscando a própria alma numa desesperada fuga pela sobrevivência.

 

Resultado de imagem para casamento blindado filme 

CASAMENTO BLINDADO

Casamento Blindado é um especial que conta a história de três casais (Antonio Carlos e Clarinha, Alan e Pillar e Diogo e Amanda). Através deles, o telespectador vai conhecer alegrias, batalhas e frustrações de seus relacionamentos. Roteirizado por Bosco Brasil. A direção é de Del Rangel.

Elenco:

Guilherme Berenguer
Renata Dominguez
Roger Gobeth
Adriana Garambone
Ricky Tavares
Pérola Faria

Resultado de imagem para mazzaropi 2013 filme

MAZZAROPI

Dirigido por: Celso Sabadin

Elenco:

  • Agnaldo Rayol
  • Alfredo Sternheim
  • Amácio Mazzaropi
  • David Cardoso
  • Ewerton de Castro
  • Gustavo Dahl
  • Hebe Camargo
  • Pio Zamuner
  • Ratinho
  • Selma Egrei
Documentário sobre a vida do ator e diretor Amácio Mazzaropi, criador do famoso personagem Jeca Tatu.

Resultado de imagem para Contos hope

Contos HOPE

E se a Juliana Paes, a mulher mais sexy do mundo segundo leitores de uma revista masculina, ficasse trancada para fora do seu quarto de hotel vestindo apenas uma sensual lingerie? Este é o tema do curta-metragem criado pela Giovanni+Draftfcb para a marca de lingerie HOPE.
No filme, produzido pela Gatacine e com direção do premiado Marcelo Galvão, vencedor de importantes festivais como o de Gramado, Trieste e Moscou, Juliana está hospedada em um hotel e sai no corredor para buscar gelo. Porém, a porta se fecha e a atriz acaba se envolvendo em uma aventura na tentativa de voltar para seu quarto.
Para Marcelo Galvão, este foi um projeto audacioso. "Gravamos dois filmes em uma mesma diária, um comercial de produto com a Juliana e o curta. Só foi possível conceber um projeto assim com uma atriz como a Juliana, pois além de muito talentosa, ela é bonita por natureza, o que ajudou muito na agilidade das cenas. O modo parceiro de trabalhar da Giovanni+Draftfcb foi fundamental para o resultado impecável do filme, porque quando um trabalho é construído junto, tem um resultado diferenciado. É só ver esse filme" acrescenta Galvão.
"O projeto Contos Hope é mais uma aposta criativa da Giovanni+Draftfcb no sentido de diminuir cada vez mais a distância entre propaganda e entretenimento. Afinal, acreditamos que só através de experiências como estas uma marca é realmente capaz de entrar de forma espontânea na vida das pessoas", diz Ricardo "DONA" Martin, Redator da Giovanni+Draftfcb.

Resultado de imagem para Trago Comigo (2013)

Trago Comigo (2013)

Assista Online

Hitchcock e sua obra-prima "Um corpo que cai" foram parar inconscientemente em uma montagem teatral que remonta os tempos da ditadura militar no Brasil. Carlos Alberto Ricceli, um Diretor de teatro aposentado, tenta fazer de sua musa e Atriz, Monica (Georgina Castro) , uma versão paulista de James Stewart e Kim Novak. Ou seja: "ressuscitar" a mulher amada, no caso, a falecida Lia, uma guerrilheira que lutou no mesmo grupo armado do então jovem Telmo (Ricceli), e que, por algum mistério que só sabemos no final da trama, foi assassinada pela polícia. Telmo, ex-refugiado e atual administrador de teatros públicos, é convidado para dirigir uma montagem teatral para ser o espetáculo de reabertura de um antigo Teatro fechado. Ele decide remontar a história de sua vida estudantil, quando, por ironia do destino, acabou se tornando ator, se apaixonou pela namorada do Diretor e entrou na luta armada. Misturando encenação e vida real, o roteiro bem armado e co-escrito pela própria Tata Amaral, Lucia Murat e Matias Mariani, ganha força pela ótima mistura de linguagens, mesclando drama e documentário, através de depoimentos emocionados de ex-combatentes. O elenco, capitaneado por um irretocável e surpreendentemente formidável Carlos Alberto Ricceli, com certeza dando a performance de sua vida aqui no filme. O elenco jovem, com Felipe Rocha e outros belos talentos, dão cor, vida e sofrimento na analogia entre o pensamento da juventude da época da ditadura e da rapaziada de hoje em dia, com postura de vida e pensamento bastante diferente. Para evitar tanta desgraça e barra pesada, o filme brinca com o Universo da relação Diretor X Ator, resultando em ótimas tiradas, como "Aqui é o personagem, não o Ator", ou quando o personagem de Felipe Rocha discorda da direção de Telmo. Um filme que vai resultar em boas discussões, sociais, políticas e porquê não, artísticas.

Direção: Tata Amaral

Elenco

Ator Personagem
Carlos Alberto Riccelli Telmo Marinicov
Georgina Castro Mônica
Felipe Rocha Miguel
Emilio di Biasi Lopes
Selma Egrei Madalena
Pedro Lemos Fábio
Júlio Machado Marcelo
Maria Helena Chira Júlia
Paula Pretta Nina
Gustavo Brandão Betão
Janaína Ávila Fabi Tedesco

 

Resultado de imagem para eu não faço a menor ideia do que eu tô fazendo com a minha vida critica

EU NÃO FAÇO A MENOR IDEIA DO QUE EU TÔ FAZENDO COM A MINHA VIDA

Diretor Matheus Souza

Clara (Clarice Falcão) está indecisa em relação às suas escolhas. A jovem está cursando a faculdade de Medicina por pressão familiar e não por vocação. Sem contar para ninguém o que está sentindo, ela passa a matar aulas no período da manhã. Durante essas aventuras matutinas, Clara conhece um rapaz que a ajuda a encontrar um norte para sua vida.

Elenco

  • Clarice Falcão é Clara
  • Rodrigo Pandolfo é Guilherme
  • Wagner Santisteban como Thiago
  • Nelson Freitas como pai de Clara
  • Bianca Byington como mãe de Clara
  • Daniel Filho como avô de Clara
  • Gregório Duvivier como Marcos
  • Leandro Hassum como Julio
  • Alexandre Nero como Pablo
  • Kiko Mascarenhas como André
  • Priscilla Rozenbaum como Silvia
  • Camila Amado como Inês
  • Augusto Madeira como Ricardo
  • George Sauma como Felipe
  • Christiana Ubach como amiga de Clara
  • Leandro Soares como amigo de Clara
  • Marcella Rica como Cléo

Resultado de imagem para pé na cova

Pé na Cova (2013-2016)

A trama se centra em Gedivan Pereira, mais conhecido como Ruço (Miguel Falabella), que namora Abigail (Lorena Comparato), uma menina órfã que é trinta anos mais nova que ele, e em uma família, moradores de Irajá, no subúrbio carioca, que são donos da F.U.I. (Funerária Unidos do Irajá). Devido a má administração de seus antepassados, só a funerária não é o bastante para prover o sustento da família, então, sua filha, Odete (Luma Costa), que namora a mecânica Tamanco (Mart'nália), começa a trabalhar fazendo stripteases pela internet para complementar a renda familiar. Além de Odete, Ruço e sua ex-mulher, Darlene (Marília Pêra), que é alcoólatra e trabalha como maquiadora de defuntos para a empresa, tem outro filho, Alessanderson (Daniel Torres), um jovem que deseja ingressar na carreira política.

Resultado de imagem para insonia 2014

Insônia (2013)

Direção: Beto Souza
Elenco: Lara Rodrigues, Luana Piovani, Daniel Kuzniecka
Comédia romântica gaúcha, que sofreu muitos percalços de finalização e por conta disso foi lançado 5 anos depois de sua filmagem, que aconteceu em 2007. Em 2012 concorreu em Gramado e somente em 2014 entrou em cartaz, obtendo menos de 3 mil espectadores no total de bilheteria. Uma pena. Mesmo sendo um produto comercial (e não vejo problema algum nisso), é um filme extremamente honesto, sincero, simples e até mesmo docemente ingênuo. Dá para perceber as dificuldades financeiras dessa co-produção Brasil/Argentina. Muitas cenas são filmadas de forma econômica, tanto em termos de direção de arte quanto de "production value" (afinal, a parte final foi toda rodada em Buenos Aires. Mas confesso que achei gostoso de assistir. Tivesse sido melhor aceito pelo público, teria fácil se tornado um filme cult do Sessão da tarde. Talvez um dos responsáveis pelo fracasso tenha sido o título do filme. Eu nunca havia ouvido falar do livro de Marcelo Carneiro da Cunha, de onde o filme se inspirou. Na época do lançamento, achei inclusive que seria um drama. O filme é uma espécie de diário sobre a insegurança e conflitos de uma adolescente de 15 anos, Claudia (Lara Rodrigues, ótima), que mora com seu pai argentino no Sul do País, interpretado pelo argentino Daniel Kuzniecka. Órfã desde que sua mãe morreu quando ela tinha 5 anos, ela tem como melhor amiga Carla, uma menina muito diferente dela por ser toda fogosa e atirada. Claudia acaba conhecendo Andrea (Luana Piovani), uma mulher de 28 anos, que acaba se tornando amiga e confidente. O que ela não esperava, é que Andrea fosse acabar namorando seu pai. Para afogar as suas questões existenciais, Claudia tecla diariamente com um amigo virtual, apelidado de "Insônia". Claramente voltado para o público adolescente, Beto Souza, o diretor, não esconde as suas influências do cinema americano. Trilha sonora pop cantadas em inglês, edição ágil, recursos de animação para seduzir a garotada. O filme não traz nada de novo, mas pela honestidade dele acho que vale a pena dar uma conferida. E Luana está linda, divertida. No final, fiquei pensando o quanto a nossa sociedade muda em função da tecnologia. O filme foi rodado em 2007, e nas cenas personagens teclam via messenger. Em pouquíssimo tempo, esse aplicativo desapareceu e deu lugar ao Whatsapp, que aqui, nem sonhavam em existir. Tudo passa muito rápido, e os filmes vão ficando a cara de seu tempo.

A Mulher do Prefeito  / MINHATECA

ELENCO:

DENISE FRAGA – Aurora
TONY RAMOS – Reinaldo Rangel
FELIPE ABIB – Seixas
MALU GALLI – Maria Fernanda
GIULIA SHANTI – Luiza
LUCIANA CARNIELI – Consuelo
RODRIGO PANDOLFO – Micróbio
DANILO GRANGHEIA – Alberto Salomão
RITA BATATA – Rose
KAUÊ TELLOLI
FABIO NASSAR
MARIAH AMÉLIA FARAH
PEDRO PAULO EVA
EDUARDO ESTRELA
PAULA COHEN
JOÃO VICENTE DE CASTRO – Liosvaldo
INÁ DE CARVALHO
JOÃO BRESSER
PATRICIA PICHAMONE
PAULO EMILIO LISBOA
SIOMARA SCHODER
VICENTINI GOMEZ

Reinaldo Rangel (Tony Ramos) é prefeito da fictícia cidade de Pitanguá, no interior de São Paulo. Corrupto até o último fio de cabelo, ele acaba recebendo um mandado de prisão do governo mas consegue um atestado médico falso que permite que ele permaneça dentro de sua casa, mas sem poder sair para trabalhar. A prefeitura passa então a ser assumida pela esposa de Reinaldo, a adestradora de cães Aurora (Denise Fraga). Para administrar a cidade, ela conta com a ajuda do assessor Seixas (Felipe Abib), que é secretamente apaixonado por ela. A maior rival de Aurora é Maria Fernanda (Malu Galli), presidente do time de futebol de Pitanguá que só está interessada na construção do novo estádio, o Pitanguão.Resultado de imagem para Nem caroço nem casca (Will Martins)

Nem Caroço Nem Casca - Uma História de Quilombolas

Direção: Will Martins

Uma única estrada no interior do Maranhão une os moradores de seis comunidades quilombolas, ligadas pela sua tradição, cultura e visão de exterioridade. Partindo da cidade de Viana, o cotidiano dos povoados é apresentado através da luta passada da escravidão e como a família, educação e religião são ferramentas de resistência.

Resultado de imagem para o amuleto do dragão filme

O Amuleto do Dragão

Diretor: João Paulo Andrade

A busca por um amuleto roubado leva três descendentes de chineses a academia de Kung Fu de um brasileiro. Neste confronto envolvendo honra, orgulho e amor, um segredo guardado por século será revelado.

Resultado de imagem para violões de minas

Violões de Minas

Documentário sobre o violão em Minas Gerais. Participação de Toninho Horta, Juarez Moreira, Gilvan de Oliveira, Chiquito Braga, José Lucena, Aliéksey Vianna, entre outros.

Resultado de imagem para os amigos filme

Os Amigos

Elenco: Marco Ricca, Dira Paes, Caio Blat, Alice Braga

Direção: Lina Chamie

Téo é um arquiteto solitário que passa por uma fase difícil após o falecimento de um amigo de infância. Em meio às lembranças saudosistas do passado, quando ambos dividiam as brincadeiras e as aflições decorrentes dos problemas de família, surge também a culpa pelo afastamento na fase adulta e o questionamentos sobre a natureza da solidão. Em uma prova de companheirismo, a amiga Majú promete ajudar Téo a reverter a situação e fazer com que ele volte a ter esperanças na vida.

 

Resultado de imagem para adoravel psicose serie

ADORÁVEL PSICOSE (TV)

Elenco

Ator Personagem
Natalia Klein Natalia
Juliana Guimarães Dra. Frida
Lucas Oradovschi Cara de Bigode (Ou Karad Bigode)
Carlos Alberto Seidl Narrador
Carol Portes Carol
Raoni Seixas Diogo
Rafael Infante Cara Novo
Regiana Antonini Beth
Eduardo Katz Zingo Schneider
Carol Ferman Hannah
Gerson Lobo Gilvanchir
André Locatelli Andy
Franco Kuster Teo

Uma série que mostra, com muito bom humor, o dia a dia de uma jovem que vê problemas em todos os aspectos de sua vida, principalmente onde eles não existem, e chega à conclusão que é psicótica. A jovem é interpretada pela atriz Natalia Klein, que também assina o roteiro da série e escreve o blog "Adorável Psicose".

Resultado de imagem para O Terno curta metragem

Terno

Assista ao filme, leia o roteiro, comente 0, publique, Ficção, de Gabriela Amaral Almeida, Luana Demange, Duração: 15 min, Plays 0

Dirigido por Gabriela Amaral Almeida e Luana Demange

Elenco: André Guerreiro Lopes, Ênio Gonçalves, Helena Ignez, Walter Breda

A um dia do casamento de Marcelo, o alfaiate, o noivo e seu pai terão de consertar mais do que as medidas de um terno. Pai e filho precisam ajustar as diferenças que os mantiveram afastados durante toda uma vida.

Resultado de imagem para latitudes filme

LATITUDES  / Minhateca

O longa-metragem conta a história de uma casal que se encontra em diversos lugares espalhados pelo mundo todo, como hotéis, aeroportos e estações de trem, em cidades como Paris, Londres, Veneza e outras espalhadas na América Latina e Ásia.

Direção: Felipe Braga

ELENCO:

Alice Braga Olivia

Daniel de Oliveira José

Elisa Volpatto Aline

Michel Noher Marido de Olivia

Resultado de imagem para estrela radiante curta

Es

trela Radiante

Diretor: Fabiana Servilha
Elenco: André Ceccato, Fábio Neppo, Valdano Sousa


Um homem do campo tem sua vida transformada de uma forma assustadora após ver uma estrela cair do céu. Perdido, ele conta com a ajuda de um único amigo para achar uma solução para sua terrível condição.

Resultado de imagem para passionais série

PASSIONAIS

Trata-se de uma série original de ficção livremente inspirada em fatos reais. A cada episódio, a série conta com romance, suspense e doses de humor negro, a história de um casal que se ama intensamente. São casais de todas as estirpes: novos, velhos, bonitos, caretas, modernos. Mas o que os une é que a paixão sempre vira do avesso e, logo, se torna ciúmes, ódio, por fim, crime.

O formato é episódico, no entanto, existe um núcleo narrativo que se passa em um bar, com os personagens Martin (Luis Miranda), Marina (Laís Marques) e Joel (Eduardo Chagas), e que atravessa toda a trama macro.

 

Resultado de imagem para Habi, a estrangeira

Habi, a Estrangeira

Participação:

  • Maria Luisa Mendonça Margarita

 

Aos 20 anos de idade, Analía sempre morou em uma pequena cidade do interior da Argentina. Ela decide fazer uma viagem a Buenos Aires, onde fica impressionada com o local. Acidentalmente, Analía entra em um velório muçulmano, sendo recebida pelos presentes com ternura e respeito. Intrigada, a garota decide permanecer na cidade, frequentando cada vez mais a comunidade islâmica. Ela adota o nome Habiba Rafat, passa a trabalhar em um comércio árabe e se apaixona. Mas como esquecer o passado, e como adotar uma nova identidade?

 COLEGAS (2013) Minhateca

Assista Online

Dirigido e roteirizado por Marcelo Galvão

Elenco:

Ariel Goldenberg como Stalone

Rita Pokk como Aninha

Breno Viola como Marcio

Lima Duarte como Arlindo

Rui Unas como Agente Portuga

Deto Montenegro como Agente Souza

Leonardo Miggiorin como Batatinha Ferrari

Marco Luque como Simple Jack

Juliana Didone como Patrícia

Christiano Cochrane como Otávio Galvão

Alex Sander como Roger

Amélia Bittencourt como Esmeralda

Thogun como Setor Maior

Vicki Araujo como convidado do casamento

Roberto Birindelli como Maître

Marcelo Galvão como Naval

Oswaldo Lot como Joel

Anna Ludmilla como Mãe do Garoto Down

Monaliza Marchi como Mãe de Stallone

Nill Marcondes como Atendente da lanchonete

Giulia de Souza Merigo como Jazilma

Carlos Miola como Novaski

Mayte Piragibe como Sheula

Simone Teider como Garçonete do casamento

Alexandre Tigano como Chefe do Segurança

Elder Torres como Copeiro

Pedro Urizzi como Pai de Stallone

Daniele Valente como Elisa Gigli

Theo Werneck como Hércules

Um filme é sobre 3 personagens com Síndrome de Down, que decoram frases e situações de cinema e fogem da instituição para seguir o mundo e realizar os seus sonhos. Esse filme é bonito, curioso. O outro filme é uma trama policial cômica, caricata, pastelão e que me incomodou profundamente. Primeiro, porque investe nos estereótipos mais bobos e televisivos que existem. Por exemplo, a representação de um personagem gay, atendente de um bar, é constrangedor. Expõe outros personagens com Down ao ridículo (numa cena de entrevista) e que tem 2 policiais ao estilo de "Os trapalhões". Teria sido muito melhor se tivessem investido apenas na trama dos 3 fugitivos.

Resultado de imagem para xuxa só para baixinhos todos

Xuxa só para Baixinhos

01 / 02 / 03 / 04 / 05 / 06 / 07 / 08 / 09 / 10 / 11 / 12 / 13

chamada.jpgimg.jpg

Reportagem sobre o declínio da indústria pornô. Confira, em vídeo, depoimentos de duas estrelas desse tipo de cinema: Rogê Ferro e Bruna Ferraz

Imagem relacionada 

A Liga - Indústria Pornô

 

Resultado de imagem para saturnica filme

SATURNICA

Diretor: Cesar Almeida
Elenco: Maria Manoella
 

"Você é esquisita". A frase que acompanha a protagonista do mais novo filme da dupla Cesar Netto (diretor) e Rodolfo Barreto (autor e roteirista) é capaz de resumir a trama por completo. O curta conta a história de Ana (Maria Manoella), uma jovem que cresce mantendo em segredo, uma estranha compulsão. "O Brasil produz muito dentro da sua realidade cotidiana e nosso objetivo é tirar um pé do chão", diz Netto. Narrada pelo ator Milhem Cortaz (o Capitão Fábio de Tropa de Elite I e II) Satúrnica é realmente uma mistura do surrealismo com o real sem que precise recorrer a cavalos de cinco cabeças. "Colocamos todos os efeitos especiais dentro do psicológico da Ana. Talvez você não conheça ninguém que tenha o mesmo vício que ela, mas seria algo possível", brinca Rodolfo. O vício da dupla por mudar pontos de vista começou em Com a mosca azul e seu questionamento de como seriam as relações interpessoais se todos tivessem o tempo de vida de uma mosca. O filme, que conta com apenas 5 atores dentro de uma casa, foi convidado para dezenas de festivais, levando o prêmio de melhor roteiro no Festival Internacional do Ceará. O filme Satúrnica foi produzido pela INIT arte visual, especializada em conteúdo audio visual através do incentivo da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo. Segundo Fernanda Macedo e Fausto Nocetti que dividem os cargos de produtores e produtores executivos, Satúrnica é um filme que nos faz refletir sobre os comportamentos e manias dos seres humanos em especial da protagonista Ana que elege como objeto de compulsão um anel. "Quando li o roteiro pela primeira vez percebi que a Ana transfomava a obsessão de engolir anéis no real desejo de um elo emocional que ela encontra quando o amor de sua vida chega até ela. O filme fica em aberto se depois da cena final Ana consegue aliviar esse desejo. Deixamos para o público refletir sobre e abrimos uma possibilidade de continuação de um próximo filme.

 

 

Imagem relacionada

Entre Nós (2013)

Assista Online

Dirigido por Paulo Morelli 

Elenco:

  • Caio Blat como Felipe Bechara
  • Carolina Dieckmann como Lúcia
  • Paulo Vilhena como Gus
  • Maria Ribeiro como Silvana
  • Júlio Andrade como Cazé
  • Martha Nowill como Drica
  • Lee Taylor como Rafa

Em 2012, o filme "As palavras", com Dennis Quaid e Bradley Cooper, foi lançado comercialmente. A trama: Um escritor narra em seu livro a história de um autor fracassado e sem criatividade que encontra um manuscrito de autor anônimo. Ele lê e fica abismado com o potencial da obra. Ele o lança e o livro é um enorme sucesso. Em "Entre nós", a história gira em torno de um grupo de amigos escritores, que se reúne em 1992 em uma casa no alto da Serra da Mantiqueira. Durante uma celebração, 2 amigos pegam o carro para comprar mais bebida. Um acidente de carro e um deles morre. O outro sobrevivente pega o manuscrito antes que o carro exploda. Ele acaba lançando o livro como se fosse de sua autoria e o livro é um sucesso. Em ambos os filmes, o tema é a Ética, tanto pessoal quanto profissional. Até onde uma farsa em prol da ambição pode destruir não só sua vida, mas também daqueles que ele ama? Paulo Morelli, roteirista também do filme, pega ainda o mote de "O reencontro", de Lawrence Kasdan. O seu filme se passa em 2 épocas: 1992 e 2002. 10 anos depois, os fracassos e frustrações amorosas e profissionais se mostram arrasadoras. Nesse clima de total desamparo e melancolia, aliados a uma fotografia em tons escuros de Gustavo Hadba, o filme vai se desenrolando. Todos os atores têm seus momentos de cena individual, com destaques para Caio Blat, Carolina Dieckman e Maria Ribeiro. Julio Andrade, Maria Nowill, Paulo Vilhena e Lee Taylor compõem os personagens do filme em participações mais discretas, mas igualmente intensas. Lançado no circuito comercial, o filme foi um grande fracasso, dando um público de 70 mil pagantes. Não sei dizer as pretensões comerciais de Paulo Morelli ao lançar esse filme, mas o tom depressivo da historia com certeza afastou o grande público. Alguns excessos me incomodaram na narrativa: excesso de diálogos, incluindo muito papo jogado fora que só arrasta a trama; excesso de movimento de steadcam - eu sinceramente adoraria ter visto planos fixos em momentos de intensidade dramática, ao invés dela fazendo malabarismos em momentos de total intimidade; excesso de trilha sonora, que tira a atenção da cena em vários momentos... e excesso de sub-plots desnecessários que só aumentam a duração do filme - a eterna discussão e picuinha do casal Julio Andrade e Maria Nowill vamos combinar, é uma chatice. A se louvar a iniciativa de se produzir um drama autoral, com tantos atores bons em cena. Pena que a fotografia escura dê um tom tão sombrio à trama. Seria mais interessante e menos óbvia uma luz mais solar diante de conflitos dramáticos.

Resultado de imagem para serie copa hotel

Copa Hotel

Fred (Miguel Thiré) é o personagem central da história. Ele vive em Londres há 13 anos e o falecimento do pai motiva uma viagem ao Rio. O rapaz não desembarca a tempo do enterro, mas atende à missa de sétimo dia. É na liturgia — afetiva e burocrática — da morte e no processo da herança de um hotel decadente em Copacabana que a trama vai se estabelecendo e os personagens, sendo apresentados. O protagonista chega de suéter de gola roulê a uma cidade que ferve (“40 graus em Guadalupe”, como frisa o porteiro) e, cena a cena, vai absorvendo o calor local. Isso ocorre também à medida em que ele percebe estar aparafusado às suas origens, aos velhos amigos, à família (Tamara Taxman vive a madrasta) etc.

“Copa Hotel” tem uma boa história e pratica o drama, algo raro nas produções brasileiras, em geral voltadas para a comédia. Apesar de uma ou outra tirada engraçadinha, seu drive é sombrio, com um pé na tristeza. Não se trata aqui apenas do fato de que Fred mora em Londres há tanto tempo que já cai no anglicismo automático uma ou outra hora. É bem mais grave: o personagem é um exilado emocional que vai aos poucos se reconectando com suas origens.

Com tudo isso, a série ganha peso. Além disso, consegue construir uma atmosfera própria, uma Copacabana coberta por uma nuvem de nostalgia. É ao mesmo tempo saudade de um passado de fausto e glamour — do bairro e do hotel — e um banzo que o protagonista sente da infância e da família que se desfez. Cenografia, direção de arte (Zilda Moschkovich) e fotografia (Fernando Young) cuidadas ajudam muito na composição desse bairro que também existe no imaginário de grande parte do público.

A principal ressalva fica por conta de diálogos irregulares que alternam naturalidade com afetação e frases feitas. Esse ponto fraco é compensado dentro do possível por algumas atuações. Thiré começa com “sotaque” e não falo aqui da jornada do personagem em Londres. Ela é prejudicado por levar muito a sério aquela linha de interpretação cool que atrapalha tantos atores. Mas, já no segundo episódio, surge mais à vontade, dominando a cena. Cresce muito ao contracenar com Maria Ribeiro, que interpreta a médica que cuidou de seu pai nos momentos finais. E também fazendo dupla com Felipe Rocha (David), seu melhor amigo, hoje um advogado bem-sucedido e defensor aguerrido do capitalismo. Vale destacar a sequência longa em que eles relembram a adolescência numa mesa de bar. Apesar da filosofia de botequim (literalmente) e das divagações sobre o caos e outros temas do gênero, ambos se saem muito bem.

O desafio de “Copa Hotel” é desmontar os lugares-comuns que a tornam artificial. No geral, entretanto, tem muito para seduzir o público do canal.

A BUSCA (2013) MINHATECA

São dois os grandes méritos desse belo filme do Diretor de publicidade da O2, Luciano Moura: A excelente fotografia de Adrian Teijido, que intensifica o drama emotivo e jornada da alma dos personagem de Wagner Moura. E a trilha sonora de Arnaldo Antunes, sensível, embalando como uma canção de ninar o espectador. Por conta dessa dupla de qualidade técnicas, me mantive 100% antenado no filme. O filme vai divagando lento, corrosivo, triste. Wagner Moura e Mariana Lima estão ótimos, com destaque maior para Mariana, econômica nas emoções a flor da pele, evitando arroubos de overacting em cenas excessivamente dramáticas. Brás Antunes, filho de Arnaldo, interpreta o adolescente, e dá conta do recado, mesmo aparecendo em poucas cenas. Lima Duarte, que aparece no máximo 5 minutos, está cativante e emociona no papel do pai de Wagner Moura. O filme é basicamente um reajuste de contas familiar, adornado pelo descobrimento da alma do protagonista, que percorre vários estados, encontrando vários Brasis que ele desconhecia. Ao final da projeção, os personagens passam por uma terapia de auto-conhecimento. O ponto fraco do filme reside no roteiro, da excelente Elena Soarez: praticamente todos os personagens abordados pelo protagonista, já esbarraram com o filho perdido. Acho que ficou fácil demais, e ao mesmo tempo, inverossimel. Também não gosto da montagem "Tropa de elite"do filme. Não precisava ter a cena inicial, um fost forward de um acidente que ocorrera lá quase no desfecho do filme. A história poderia muito bem começar sem esse recurso narrativo, e deixar o espectador embarcar nessa viagem emocional. O numeroso elenco de apoio é ótimo, e com prazer revemos Ruy Resende, sumido das telas por um bom tempo.

Elenco:

  • Wagner Moura como Theo Gadelha
  • Mariana Lima como Branca
  • Lima Duarte como Sal Gadelha
  • Brás Moreau Antunes como Pedro
  • Abrahão Farc como Sr. Custódio

Dirigido por Luciano Moura

 

Resultado de imagem para anita e garibaldi filme

Anita & Garibaldi

Um filme de Alberto Rondalli com Gabriel Braga Nunes, Ana Paula Arósio, Alexandre Rodrigues, Paulo Cesar Pereio.

Giuseppe Garibaldi (Gabriel Braga Nunes), 32 anos, comandante dos rebeldes republicanos que invadem Laguna, Santa Catarina, durante a Guerra dos Farrapos (1835 - 1845), encontra sua alma gêmea em Anita (Ana Paula Arósio), 18 anos, esposa do sapateiro local. Entre a paixão e as batalhas, eles definirão o rumo de suas vidas e influenciarão o curso da revolução.

 

 

Resultado de imagem para As canalhas

As Canalhas

Inspirada no livro Canalha, Substantivo Feminino de Martha Mendonça, a série traz 13 mulheres, uma para cada episódio, contando suas maldades contra a filha, o marido, a amiga da época do colégio, o amigo do trabalho, o idoso debilitado, a colega do time de vôlei, entre outras vítimas. A Série mostra que os homens podem ser mais canalhas em quantidade, mas que as mulheres sabem ser com muito mais qualidade. Elas vieram ao mundo para se divertir e fazer todas as maldades que a maioria não tem coragem de fazer.

Cada história se inicia no salão de Madeleine, frequentado pela protagonista de cada episódio. O salão é de propriedade de Marilyn (Zezeh Barbosa), que também estrela um dos episódios. Casada, quatro vezes, Marilyn está solteira há três anos. Em função disso, vive de mau humor, descontando suas frustrações em Vidal, o cabeleireiro chefe do salão.

No primeiro episódio, Amélia (Mônica Martelli), uma produtora de elenco quarentona se envolve com Gustavo, um adolescente, namorado de sua filha.

Nos episódios seguintes teremos Carolina (Alessandra Colassanti), jovem que não suporta criança. Ao se tornar mãe de primeira viagem, ela inventa sofrer de depressão pós-parto; Larissa (Julia Bernat), jovem publicitária que adora provocar e manipular os homens poderosos; Gisleine (Sílvia Lourenço), evangélica e ganânciosa que trabalha como acompanhante de um idoso, a quem ela explora; Ângela (Suzana Ribeiro), dona de casa que inveja a vida da família do irmão do marido, ela sonha em ser rica sem precisar trabalhar; Ingrid (Priscila Assum), uma aspirante a atriz que sonha com o sucesso, fazendo uso de sua sexualidade; Ednéia (Mônica Barroso), adolescente de família humilde, jogadora de vôlei, que sonha em se tornar atleta profissional; Mariana (Mel Lisboa), arquiteta, sincera, vingativa e rancorosa, ela planeja conquistar o marido da amiga do colégio de quem guardou ressentimentos; Isabela (Laura Prado), adolescente gordinha e meio tímida que inveja a madrasta e sente ciúmes do pai; Irmã Angélica (Carla Marins), professora no colégio Nossa Senhora de Lourdes que pratica bullying com seus alunos; Roberta (Luiza Mariani), diretora de marketing, homossexual que não suporta piadas machistas e de sapatão ou as atitudes do chefe fanfarrão; Dolores (Bete Dorgam), radiologista que não suporta o ronco do marido (Stepan Nercessian), o que a leva a pensar em uma forma de se livrar dele.

 

SOMOS TÃO JOVENS (2013)

Download MEGA

Dirigido por Antonio Carlos da Fontoura

Elenco:

Thiago Mendonça como Renato Russo
Laila Zaid como Ana Cláudia
Sandra Corveloni como Carminha
Marcos Breda como Dr. Renato
Bianca Comparato como Carmem Teresa
Bruno Torres como Fê Lemos
Daniel Passi como Flávio Lemos
Conrado Godoy como Marcelo Bonfá
Nicolau Villa-Lobos como Dado Villa-Lobos
Sérgio Dalcin como André Pretorius
Ibsen Perucci como Dinho Ouro Preto
Olivia Torres como Gabriela
Kotoe Karasawa como Suzy
Nathalia Lima Verde como Helena
Henrique Pires como Carlos Alberto
André de Carvalho como Tony
Vitor Bonfá como Loro Jones 
Victor Carballar como Philippe Seabra
Kael Studart como Andi
Waldomiro Alves como Feijão
Leonardo Villas Braga como Hermano Viana
Edu Moraes como Herbert Viana
Natasha Stransky como Teresa
René Machado como Ico Ouro Preto
Daniel Granieri como Zeca

Em 1973, logo após sua família se mudar para Brasília, Renato Manfredini Júnior (Thiago Mendonça), de apenas 16 anos, fica preso por uma doença degenerativa numa cama. Sem muito a fazer, o jovem começa a compor poesias e sonha em se tornar o líder de uma grande banda de rock. Depois de algum tempo, é curado, descobre em sua cidade o movimento punk, adota o nome de Renato Russo e forma com amigos da Turma da Colina a banda Aborto Elétrico, época em que compõe as músicas "Que País É Este?", "Música Urbana" e "Geração Coca-Cola".

Com a falta de repercussão de seu trabalho e aos conflitos com o restante dos integrantes da banda, ele resolve deixar o grupo e seguir em carreira solo, agora como "O Trovador Solitário", época em que cria canções mais narrativas, tais como "Eduardo e Mônica" e "Faroeste Caboclo". Em 1982, apesar da rejeição de suas novas canções, consegue despertar a atenção em outros círculos e retoma seu sonho de criar uma grande banda, convidando Marcelo Bonfá (Conrado Godoy) e Dado Villa-Lobos (Nicolau Villa-Lobos) para formar a Legião Urbana. Na primeira apresentação, em Minas Gerais, a banda consegue conquistar o público jovem, porém é detida por sua atitude contestadora.

De volta a Brasília a banda conquista mais fãs, até deixar a cidade para se apresentar em 1982 no Rio de Janeiro, iniciando a trajetória que a tornaria umas das maiores bandas do rock brasileiro.

TIM MAIA / Minhateca

Dirigido por Mauro Lima

Elenco:

Babu Santana como Tim Maia (adulto)

Robson Nunes como Tim Maia (adolescente)

Alinne Moraes como Janaína

Laila Zaid como Susi

Cauã Reymond como Fábio

George Sauma como Roberto Carlos

Tito Neville como Erasmo Carlos

Renata Guida como Rita Lee

Luis Lobianco como Carlos Imperial

Bryan Ruffo como Valcir Ribeiro

Paulo Carvalho como Seu Altivo

Valdinéia Soriano como Dona Maria

Marco Sorriso como Cromado

Jonathan Azevedo como Arlênio Lívio Gomes

Ephraim Benton como Bengy

Joya Bravo como Aretha

Charlie Covey como Doug

Nando Cunha como Manoel Jacintho Coelho

André Dale como Wellington

Denise Dumont como Senhora. Cardoso

Ricardo Ferreira como Porteiro Roberto

Tim Hoobler como Red Neck

Helena Lourencette como Nice

Bernardo Mendes como Dito

John Reese como Cornelius

Blake Rice como Max

Pollyanna Rocha como Patricia

Babuzinho Santana como Tim Maia (Criança)

Michael Tomlinson como Mr. O'Meara

Mallu Magalhães como Nara Leão

A vida e a arte de Sebastião Rodrigues Maia, mais conhecido como Tim Maia, músico de criatividade avassaladora e temperamento explosivo que transformou a música brasileira com doses irresistíveis de funk e soul. O filme recria sua trajetória desde a adolescência na Tijuca, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, onde começou a carreira ao lado de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, passando por sua temporada em Nova York, onde tomou contato com a música e o movimento negro, até sua explosão, com dezenas de “hits” que o tornaram um dos artistas mais queridos do Brasil.

 

 Image result for serra pelada o filme

MINHATECA Partes 01 / 02 / 03 / 04

Download MEGA

"Serra pelada (2013)", de Heitor Dhalia

Elenco:

  • Sophie Charlotte - Tereza
  • Juliano Cazarré - Juliano
  • Júlio Andrade - Joaquim
  • Wagner Moura - Lindo Rico
  • Matheus Nachtergaele - Coronel Carvalho
  • Eline Porto - Isabel
  • Silvero Pereira - Severino
  • Lyu Arisson - Marcelo
  • Jesuíta Barbosa - Navalhada
  • Adriano Barroso - Lindomar
  • Rose Tuñas - Bereka

Cobiça, traição, casamento, prostitutas, forró, desilusão, paixão, violência... todos esses ingredientes, que fazem parte do roteiro do filme, já existiam, em suas devidas proporções, na comédia "Os Trapalhões na Serra Pelada", filme de 1982, filmado em loco na própria Serra Pelada. Aliás, muitos dos planos gerais foram cedidos do filme do Renato Aragão, uma vez que a produção de Heitor Dhalia sofreu um redimensionamento em seu orçamento que o impediu de filmar na locação real de Serra Pelada. No final do filme, tenho que confessar que o que me chamou mais atenção foi a trilha sonora de Antonio Pinto, que revisitou inclusive Gretchen, em uma releitura deliciosa, e pinçou clássicos do brega dos anos 80. O filme narra a história de Joaquim (Júlio Andrade) e Juliano (Juliano Cazarré), 2 amigos de infância que durante a crise financeira, resolvem abandonar família e São Paulo e seguir com o sonho de enriquecer na Serra Pelada. Porém, Juliano se transforma com a fortuna, ao passo que Joaquim tenta manter a sua dignidade, mas numa terra de mocinhos e bandidos, tudo pode acontecer. Obviamente que o forte do filme está no elenco, com destaque para Wagner Moura em papel caricato mas divertidíssimo, e para a caracterização (maquiagem e figurino). O roteiro não encontra novidades, e confesso, nos primeiros 10 minutos já entendi o filme inteiro. Aliás, a narração em OFF, óbvia associação a "Cidade de Deus", é redundante. É cinemão de qualidade, para quem busca um entretenimento acima da média. O que já é um enorme feito, visto que muitos filmes recentes têm frustrado bastante as expectativas.

O Dentista Mascarado / MINHATECA

Paladino é um dentista que durante o dia combate as cáries e durante a noite, o crime. Para isso ele terá o apoio do atrapalhado Sérgio, que durante o dia faz próteses dentárias e de Sheila, sua secretária de caráter duvidoso, dona de muitas facetas, conhecida na praça por seus diversos nomes.

O vilão da série é o detetive Miller, que fará de tudo para descobrir a identidade dos heróis. Isso porquê o trio acabará cometendo crimes e quebrando tudo mais que ajudando a sociedade. Por conta disso a advogada Vera terá que cortar um dobrado para defender os anti-heróis.

Ainda no seriado tem Eurico, policial aposentado e pai sensacionalista de Paladino. O herói teve uma relação turbulenta na infância e tenta superar o pai, que trabalhava como delegado, no combate ao crime.

Dirigida por José Alvarenga Jr.

Elenco:

Marcelo Adnet - Adalberto Paladino "Doutor Paladino" (Paladino Justiceiro)
Leandro Hassum - Sérgio (Paladino Justiceiro)
Taís Araújo - Sheila (Sharon/Shaly/Shay/Paladina Justiceira)
Helena Fernandes - Doutora Vera
Otávio Augusto - Eurico Paladino
Diogo Vilela - Investigador Miller 

 

Resultado de imagem para rafinha bastos a vida de

A Vida de Rafinha Bastos

Piloto / Episódios

Em setembro de 2011, Rafinha Bastos, ao fazer uma piada sobre a cantora Wanessa Camargo no programa de televisão Custe o Que Custar da Rede Bandeirantes, o humorista cita que "comeria ela e o bebê". O comentário gerou controvérsias nos meios de comunicação e dentro do próprio programa. No mês seguinte, Rafinha é suspenso do programa, onde posteriormente pediria demissão da emissora. Em fevereiro de 2012, após várias especulações, assina contrato com o Grupo Fox para produzir uma série sobre sua vida no canal FX.

 

O MENINO E O MUNDO (2013) Download 1Fichier / Minhateca

Assista Online

 

Dirigido por Alê Abreu

Perdi esse desenho nacional quando esteve no circuito (pouquíssima gente o viu), mas agora com a indicação ao Oscar de animação de longa-metragem 2016 com certeza muita gente o verá. Corri para ver. E fiquei encantado com a beleza e a sonoridade do filme. Alê Abreu já dirigiu vários curtas de animação e trabalha como artista plástico e publicitário. Tendo trabalhado para Cinema, Tevê e revistas, ele é um artista completo. Aqui, através da história de um menino pequeno, Cuca, Alê faz a sua visão crítica sobre a modernidade e de como ela destrói a individualidade e os sonhos. Desemprego, mídia massiva, máquinas substituindo o trabalho humano, desmatamento. São muitos os alertas descritos no filme. Talvez esse excesso torne o filme com um discurso panfletário demais, mas a trilha sonora nos preenche com tanto lirismo que nos deixamos levar pela narrativa. Cuca mora no campo com seus pais. Um dia, seu pai se despede para ir trabalhar na cidade grande. Cuca passa seus dias triste com saudades do pai, até que um dia, magicamente, ele é levado pelo vento e vai seguindo o caminho do campo até a cidade grande, tendo assim, a oportunidade de encontrar o seu pai. Mas no caminho ele encontra vários percalços que futuramente irão refletir em sua vida adulta. Curioso como na essência o filme tem algo semelhante a "Shaun, o carneiro", que também está na disputa do Oscar. Campo X Cidade grande, a ausência de fala nos personagens (nos 2 filmes os adultos falam uma língua própria), o uso da trilha sonora como forma de encantamento e a crítica ao homem da cidade grande e ao mundo dos adultos. São filmes que enaltecem o lirismo e a inocência (criança X carneiros). Visualmente o filme é sensacional, recheado de cores e de magia através de amostragem de grupos folclóricos que surgem no filme. No final, senti até uma breve homenagem a "Noites de Cabíria", de Fellini, com um grupo meio cigano entoando flautas e seguindo a estrada, felizes. Fico na dúvida se esse filme atinge o público infantil. Ele tem um ritmo bem lento e a mensagem um pouco complexa para os pequeninos. Vale assistir pela beleza e pela magia.

Vozes

Ator Personagem
Vinicius Garcia Cuca
Felipe Zilse Jovem Homem
Alê Abreu Velho Homem
Lu Horta Mãe de Cuca
Marco Aurélio Campos Pai de Cuca
Cassius Romero Cachorro

 

Resultado de imagem para didi o peregrino

Didi, o Peregrino

Direção: João Daniel Tikhomiroff

O peregrino Didi (Renato Aragão) se sustenta com a ajuda de seu cãozinho Pitomba, com o qual se apresenta nas ruas da cidade. Eles costumam ir ao circo e aproveitam para alegrar a plateia com muitas trapalhadas. O problema é que Tobias (Othon Bastos), o dono do circo, pai de uma das melhores amigas de Didi, Rebeca (Monique Alfradique), está endividado e pretende acabar com a atração. Até que aparece Cacá (Paulo Rocha), um rico empresário que promete pagar as dívidas com a condição de Rebeca se casar com ele. Não aceitando a condição, ao decorrer do filme ele "mata" o Pitomba (cãozinho do Didi) e daí então quando Didi (Renato Aragão) vai enterrar o Pitomba em um lugar alto e bonito, acha uma maleta de dinheiro que pode mudar a vida de todo mundo...

Resultado de imagem para mazzaropi 2013 filme documentário

MAZZAROPI (2013)

Direção: Celso Sabadin

A vida de um dos mais populares comediantes da história do cinema brasileiro: Amácio Mazzaropi. Além de atrair multidões aos cinemas ao retratar a cultura caipira de São Paulo, Mazzaropi revolucionou o método de produção, distribuição e exibição do cinema no Brasil, já que ele próprio coordenava todos os detalhes da produção e do lançamento de seus filmes.

Resultado de imagem para amazonia desconhecida

Amazônia desconhecida

Direção: Daniel Augusto, Eduardo Rajabally
Elenco: Eduardo Viveiros de Castro

A Amazônia é um dos lugares mais famosos do mundo e, curiosamente, um dos menos conhecidos. Em meio a tanta desinformação, o documentário se propõe uma difícil missão. Buscar as inúmeras verdades existentes, derrubando mitos e levando ao público um retrato mais fiel da maior floresta tropical do planeta.

Quais são os vilões do desmatamento? Qual o caminho para o desenvolvimento sem agredir a natureza? Estas são algumas das questões cruciais envolvendo a Amazônia e que ainda esperam por respostas convincentes.

Trata-se de um filme sobre a Amazonia, feito por brasileiros, mas com uma visão global do tema, e apoiado nas mais recentes descobertas e pesquisas cientificas. Um filme que abriga visões conflitantes, e que abre espaço para que muitas vozes possam ser ouvidas.

Resultado de imagem para saramandaia 201

Saramandaia

Elenco

Ator/Atriz Personagem
Sérgio Guizé João Gibão
Leandra Leal Zélia
José Mayer Zico Rosado
Lília Cabral Vitória Vilar
Vera Holtz Dona Redonda
Dona Bitela
Débora Bloch Risoleta
Matheus Nachtergaele Seu Encolheu
Chandelly Braz Marcinha
Fernando Belo Luís Viana/ Lua

Inspirada na obra original de Dias Gomes, a novela de Ricardo Linhares traz de volta o realismo fantástico à teledramaturgia. Com apenas 57 capítulos e exibida no horário das 23h, a releitura apresenta os principais personagens exóticos que marcaram a versão de 1976, além de novas histórias e cidadãos de Bole-Bole, a fictícia cidade onde a trama se desenrola. Em 2013, o enredo foi usado para criticar a intolerância e o desrespeito à diversidade, enquanto na década de 1970 o alvo principal era a ditadura militar. Os personagens perderam o sotaque regional da primeira novela, mas mantiveram uma maneira distinta de falar. Homenageando outras obras de Dias Gomes, como O Bem Amado, os diálogos foram recheados de neologismos divertidos, como “conversório” ou “problemática”.

A trama começa com os cidadãos de Bole-Bole divididos em função de um plebiscito que pode trocar o nome da cidade para Saramandaia. Os tradicionais não querem o “mudancismo” e a juventude se diz “saramandista”. Por trás dessa briga há uma antiga disputa política e econômica entre duas famílias rivais, os Vilar e os Rosado. A votação foi proposta pelo vereador João Gibão (Sérgio Guizé) após um sonho onde a troca do nome seria o primeiro passo para modificações profundas na cidade. Gibão, um rapaz íntegro e honesto, sofre preconceito por ser diferente: ele tem uma corcunda e visões premonitórias. Logo no primeiro capítulo, o telespectador descobre que a protuberância em suas costas é um par de asas. Gibão nasceu assim e sua mãe Leocádia (Renata Sorrah) é a única que sabe de seu segredo. O homem que pode voar, teme revelar ser diferente e acaba cerceando sua própria liberdade. Ele nunca tira o gibão que esconde suas asas por medo de não ser aceito como realmente é.

O representante da tradição bolebolense é o ex-prefeito Zico Rosado (José Meyer). Zico é descendente dos fundadores de Bole-Bole e manter o nome da cidade é uma questão pessoal e comercial. O fazendeiro é dono de canaviais, de usina de açúcar e álcool e produz a cachaça Saramandaia. Ele não admite perder sua influência política para uma nova geração. Mesmo cometendo crimes para que sua vontade prevaleça, o ex-prefeito tem também um lado pitoresco: formigas saem do seu nariz quando ele fica nervoso.

Com a proximidade do plebiscito, os ânimos se exaltam e as discussões são constantes. A novela começa com uma passeata de saramandistas se formando no centro da cidade. Jovens com caras pintadas marcam pela internet um movimento para ocupar o coreto da praça. É a Primavera Saramandense!

Em meio à confusão, o bolebolense Seu Cazuza (Marcos Palmeira), dono da farmácia, se envolve em um bate-boca na pensão de Dona Risoleta (Debora Bloch) e põe, literalmente, o coração pela boca. Quando tenta engolir, o órgão vai parar do lado errado do peito e Seu Cazuza  não resiste. Zico Rosado aproveita a passagem do cortejo, faz um discurso culpando os saramandistas pela morte de Seu Cazuza e começa a confusão. Enquanto isso, o caixão cai no chão e Seu Cazuza ressuscita. É nesse momento que Vitória Vilar (Lilia Cabral) e seu filho mais novo Tiago (Pedro Tergolino) chegam  à cidade. Zico e Vitória, que são de família rivais, tiveram um romance na juventude e se reencontram 30 anos depois. 

 Resultado de imagem para fragma 2013 curta

FRAGMA

 Direção: EDUARDO MORAES
Elenco: EDUARDO MORAES, RAFAEL PRIMOT, LUIZ CARLOS VASCONCELOS, OTTO SANCHES & JULIA IANINA

Você conhece verdadeiramente o seu melhor amigo? E o seu namorado? E seus pais, tios e avós? Será que a gente realmente conhece alguém quando afirma que conhece alguém? Estes são alguns dos questionamentos que podem (ou estão? melhor não revelar...) no filme Fragma, do cineasta Eduardo Moraes.

Segundo o diretor do curta-metragem, a história lida com a mente humana. “Sempre fui intrigado do quanto nós seremos eternos estranhos, de fato, uns aos outros, não importando o grau de intimidade que conquistemos. Internamente, não temos noção do que o outro absorve das experiências vividas” analisa o Moraes. 

Let Your Fans Be Your Distributor!

Lloyd Kaufman Goes to San Pablo Brazil to teach his famous "Make Your Own Damn Movie" Master Class, and while there he meets with the heart of the Brazilian film industry!

Resultado de imagem para Petrobras 60 Anos - Marcia Barbosa em A Origem da Inspiração

Petrobras 60 Anos - Marcia Barbosa em A Origem da Inspiração

 

 

 Resultado de imagem para Discovery.channel-Brasil-Franca-O.misterio.do.voo. 447

Brasil-França: O Mistério do Voo 447

O desaparecimento de um Airbus A-330 da Air France durante o voo 447 é ainda um mistério da história da aviação. Uma equipe de especialistas tenta encontrar respostas para importantes questões sobre o acidente. 

Resultado de imagem para Junho - O Mês que Abalou o Brasil

Junho - O Mês que Abalou o Brasil / Minhateca

Direção: João Wainer

O documentário mostra as manifestações que tomaram diversas cidades do Brasil em junho de 2013. A revolta de proporção nacional ganhou expressão em São Paulo, quando uma passeata contra o aumento das tarifas do transporte público foi duramente reprimida pelas forças policiais. As reivindicações aumentaram, havendo protestos contra a corrupção, falta de serviços públicos e gastos excessivos com a Copa do Mundo. O movimento evoluiu, ganhou o país e mais de um milhão de pessoas foram às ruas.


TATUAGEM (2013) Download MEGA

Diretor: Hilton Lacerda

Elenco:

Irandhir Santos como Clécio
Jesuíta Barbosa como Fininha
Rodrigo García como Paulete
Sílvio Restiffe como Professor Joubert
Sylvia Prado como Deusa
Ariclenes Barroso como Soldado Gusmão

São quatro os motivos que fazem o filme "Tatuagem" ser absolutamente imperdível: O elenco (Irandhir Santos, Jesuita Barbosa, Rodrigo Garcia), a direção (Hilton Lacerda), a trilha sonora (DJ Dolores) e o fato do projeto ser um filme adulto que é um dos projetos mais criativos dos últimos anos produzidos aqui no Brasil. Em 1978, em Recife, um grupo de teatro mambembe incomoda a Censura por encenar números musicais e teatro que têm como tema o desbunde, a ousadia, a sexualidade e a crítica social e política à Ditadura vigente na época. Para contar essa história, o roteirista e diretor Hilton Lacerda se faz valer do melhor elenco já reunido num filme brasileiro desde "Era uma vez eu, Verônica", onde todos estão, sem exceção, incríveis. Não à toa, ambos os filmes são pernambucanos, provando que nessa Terra o que se planta, colhe. A direção de arte de Renata Belo Pinheiro, genial, e a fotografia de Ivo Lopes Araújo, que mistura texturas, cores, experimentalismos. Fiquei muito impressionado com a ousadia e a qualidade desse filme, que tem o sexo como ponto chave. Bom ver atores que interpretam totalmente entregues aos personagens, sem frescura. Os 3 atores citados merecem receber todos os prêmios existentes em festivas nacionais. Quanto ao roteiro, que tem temas tão distintos como bullying, repressão sexual, Ditadura, Censura, liberdade de expressão, libertinagem, etc etc etc, acaba ficando longo, ao querer contar tantas histórias. A sub-trama, por exemplo, do soldado enrustido está sobrando. O filme acaba ficando com uma barriga lá pro meio. Mas no geral, é super bem-recomendado, mas atenção, para pessoas de mente aberta, pois o que mais existe no filme são cenas de homossexualismo explícito. Muita viadagem nordestina, embalados por uma trilha sonora genial e por uma cena antológica: a cena do musical "tem cú". É inacreditável. Traços de Fassbinder, de Visconti em 'Os Deuses malditos", de marginalidade, de sujeira, de loucura necessária. Fora a Caretice!

 


Resultado de imagem para o canto da sereia

O Canto da Sereia TV

Nunca se viu nada parecido na Bahia. O assassinato da musa do carnaval, em plena terça-feira gorda, eletrizou Salvador - quem teria motivos para matar a linda Sereia, que aos 22 anos se tornara uma estrela exuberante do pop nacional? A princípio ninguém, mas a lei do suspense clássico também vigora nesta trama. Incluindo o mordomo, são todos suspeitos - os produtores artísticos, a fiel empresária, o compositor dos hits de Sereia e a mãe de santo mais poderosa da Bahia. Em 'O canto da Sereia - um noir baiano', o autor desvenda a indústria do disco sob um ponto de vista divertido e original - o olhar de Augustão, o investigador particular, o detetive que não vive sem sexo, drogas e afro-jazz. 

Elenco

Ator Personagem
Ísis Valverde Sereia Maria de Oliveira
Marcos Palmeira Agostinho Matoso (Augustão)
Camila Morgado Mara Moreira
João Miguel Beroaldo (Só Love)
Fabiula Nascimento Mãe Marina de Oxum
Gabriel Braga Nunes Paulinho de Jesus
Marcos Caruso Juracy Bandeira (Dr. Jotabê)
Marcelo Médici Artur Tavares da Silva (Tuta)
Fábio Lago Vavá de Zefa
Guilherme Silva Jorge Luiz Santana (Jorge de Ogum)
Margareth Menezes Marta Pimenta
Zezé Motta Tia Celeste
Marcélia Cartaxo Salete
Frank Menezes Juarez
AC Costa Geraldo da Silva
Antonio Fábio Rúbens Marques
Val Perré Maicon Santos (Dedé)

Resultado de imagem para o rio nos pertence filme

O RIO NOS PERTENCE (2013) Download Mega

Elenco

  • Leandra Leal....Marina
  • Jiddu Pinheiro....Mauro
  • Mariana Ximenes....irmã

Escrito e dirigido por Ricardo Pretti, "O Rio nos pertence" é o 2º projeto oriundo da "Operação Sonia Silk", uma cooperativa formada por Leandra Leal, Mariana Ximenes e Técnicos de cinema engajados na realização de filmes autorais de baixíssimo orçamento, inspirado na Produtora Belair de Julio Bressane. O filme é uma experimentação que une drama e suspense psicológico, provavelmente inspirado no clássico "Repulsa ao sexo", de Polanski. Marina (Leandra Leal) mora nos Estados Unidos com um namorado americano. Ela está em um momento feliz de sua vida. No entanto, ao receber um misterioso postal onde está escrito O Rio nos pertence, ela surta e decide largar tudo e voltar para o Rio de Janeiro. Ao chegar no apartamento aonde morou com a sua irmã (vivida por Mariana Ximenes), Marina revive fantasmas do passado, e precisa exorcizar, caso contrário, passará a vivenciar sintomas psicológicos que a atormentarão. O que seria do Cinema sem as protagonistas bipolares e psicóticas, repletas de traumas? Aqui, o filme procura trabalhar a sua estilização através da edição de som, da fotografia e da atmosfera onírica. Leandra Leal remete bastante ao seu personagem claustrofóbico de "Nome próprio", de Murilo Salles. No entanto, a narrativa não me pegou. Muitas pontas soltas, um filme extremamente pessoal, provavelmente um filme feito para ser sentido, mais do que entendido.


Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa (2013) Download Mega

Dirigido por Gustavo Galvão

Elenco:

Vinícius Ferreira – Pedro
Marat Descartes – Lucas
Leonardo Medeiros – Jesus
Maria Manoella – Beatriz
Catarina Accioly – Virgínia
Mário Bortolotto – Major
Klarah Lobato – Janaína
Luma Le Roy – Suely
Juliana Drummond – Prostituta
Vanise Carneiro – Prostituta
Jones de Abreu – Fernando
Larissa Salgado – Melissa
Chico Sant'Anna – Síndico

O recado do filme é um só: se você for ao banheiro, perde o bonde. O título é retirado do livro "Uivo", do poeta beatnick Allen Ginsberg, e como não poderia deixar de ser, é um road movie de tipos desajustados e sem rumo. Um "Easy rider" dos novos tempos, mas sem ácido. Pedro (Vinicius Ferreira) é um rapaz que foge de casa. Ele tem distúrbios mentais e precisa tomar tarja preta, mas não tem receita. Sua irmã tenta localizá-lo, ligando insistentemente para o seu celular. Saindo de Brasília, ele acaba seguindo caminho de carro (roubado) até Minas. No caminho, em uma lanchonete, ele esbarra com Lucas (Marat Descartes), um tipo marginal desajustado que cola nele e não se separam mais. Outros tipos vão surgindo no caminho, entre putas, traficantes paraguaios (Leonardo Medeiros) e mulheres solitárias. O filme em si é curioso, mas fica apenas nisso. Em certos momentos fiquei até me remetendo ao filme "A busca", de Luciano Moura, por conta da personagem de Mariana Lima que liga insistentemente para o de Wagner Moura. O filme também era um road movie. Mas as semelhanças param aí. Aqui, o cineastas Gustavo Galvão literalmente caga pro realismo. As pessoas ficam horas no banheiro, um frentista de posto enche um tanque enquanto o motorista despeja todo o lixo do carro para fora, e por aí vai. Fiquei na dúvida se era para brincar com o surrealismo ou realismo fantástico, até mesmo porquê depois brincam com um suposto "Fantasma" que surge. No fundo achei confuso. As personagens femininas são ridicularizadas, mostrando um perfil de um filme misógino, onde somente os homens encontram espaço. A trama da irmã (Maria Manoela) ligando toda a hora é totalmente dispensável. O filme poderia ter focado na trama de Pedro e Lucas. Aliás, Marat Descartes está como sempre brilhante e roubando o filme. Quando em determinado momento ele sai de cena, o filme cai de ritmo e de interesse de forma gritante. Esteticamente é interessante, e a trilha sonora compõe esse barroco de bizarrices. Mas fica tudo meio que na intenção. Achei bom, mas com ressalvas.


Resultado de imagem para O HOMEM DAS MULTIDÕES

O HOMEM DAS MULTIDÕES (2013)

Download MEGA

Direção: Marcelo Gomes, Cao Guimarães

Elenco: Sílvia Lourenço, Jean-Claude Bernardet, Paulo André

Adaptação livre do conto de Edgar Allan Poe, "O homem da multidão", que narra a história de um homem que se senta em um café e observa um idoso, e o segue pelas ruas. No filme de Marcelo Gomes e Cao Guimarães, essa referência ao conto só acontece no desfecho. O idoso é um espelho do personagem de Juvenal (Paulo André, do grupo Galpão), um condutor de trem do metrô em Belo Horizonte. Solitário, ele vaga pelas ruas de Belo Horizonte para se sentir "abraçado" pelas pessoas. Assim como Juvenal, Margô (Silvia Lourenço), supervisora das linhas de trem do metrô, e chefe de Juvenal, observa a solidão do amigo e se espelha na realidade dele. Prestes a se casar, ela abdica da suposta felicidade de casada para se envolver emocionalmente com a paz e independência de Juvenal. Aos poucos, ela vai entrando cada vez mais no universo dele, mas sem se tocarem ou trocarem mais do que cinco palavras. Filmado em formato 4X, o filme dá a impressão de estarmos vendo vídeos do Instagram. Pode ser que essa seja a intenção dos autores, a de estarmos invadindo a vida de pessoas que nem conhecemos, assim como fazem milhões de pessoas que acessam virtualmente a vida de pessoas que seguem. A fotografa estonteante de Ivo Lopes Araújo, do excelente "Tatuagem", parece se utilizar de filtros do Instagram: hora fica preto e branco, ora saturado, ora no dourado e por aí vai. Ousado esteticamente, senti falta de uma dramaturgia que sustentasse a história de 90 minutos. Um filme composto de belos planos, bela fotografia e trilha sonora e atuações vibrantes do elenco merecia um roteiro que explorasse melhor a vida dos personagens, como no ótimo filme argentino "Medianeiras", que também usa a solidão como tema. Aliás, o filme me lembrou bastante o curta "Pietro", pela ausência de palavras, o amor sem sentimentos e pelo sorriso esboçado no final.


 Resultado de imagem para alguem qualquer filme

Alguém Qualquer

Direção: TRISTAN ARONOVICH

Elenco: Tristan Aronovich, Amanda Maya, Maísa Magalhães, Renata Souza.

Jandira é uma garota simples de uma cidade do interior. Ela sonha em ser estrela de cinema e se muda para a casa de Zé, seu primo estranho e calado que trabalha como faxineiro em um prédio luxuoso no centro de São Paulo. Ao morar sob o mesmo teto, os dois primos se apaixonam. Porém, o inusitado romance é abalado quando ambos descobrem que Zé é portador de uma doença incurável e só tem seis meses de vida.


Resultado de imagem para estação liberdade filme

Estação Liberdade (2013)

 Dirigido por Caíto Ortiz

Elenco

  • Cauê Ito
  • Fabiula Nascimento
  • Carolina Sudati
  • Kentaro Inoue
  • Paulo Tsuchiya
  • Eduardo Chagas
  • Renata Sayuri

Curioso drama que procura trazer a estética de Wong Kar Wai para o Brasil, ambientando Hong Kong no Bairro da Liberdade, e ao invés do chinês Tony Leung, temos o sansei Cauê Ito. Em uma trama meio "After Hours", de Scorsese, acompanhamos a história de Mario, um brasileiro da terceira geração de descendentes japoneses, que passa por um grande dilema: ele não se vê nem como japonês, nem como brasileiro. No entanto, aonde ele vai, ele é chamado de "Japonês", de forma pejorativa. Mario não segue a sua cultura oriental, adotando uma postura totalmente de brasileiro. Em crise no emprego e na vida amorosa (ele mora com uma mulher descendente de italianos), Mario recebe misteriosamente uma carta remetida do Japão. Sem saber ler os ideogramas, Mario entra em colapso e perambula pelas ruas da Liberdade de noite, entre bares, karaokês e mafiosos japoneses. Rodado em São Paulo e em Tokio, "Estação Liberdade" é um filme de sensações. Todo estilizado, em estética publicitária (Caito Ortiz é um Diretor de publicidade e recentemente dirigiu o premiado "O roubo da taça"), ele é um projeto mais para cinéfilos que curtem uma aura cult. Bem produzido, mesmo que aparente ser um projeto de baixo orçamento, o filme tem uma bela fotografia e direção de arte, fazendo uma bela homenagem a um cinema noir paulistano, bem comum nos anos 80, com os cinemas de Guilherme de Almeida Prado e de Wilson Barros. No elenco, o filme conta com a participação especial de Fabiula Nascimento.


 CRU (2013) / Minhateca

Um filme de Jimi Figueiredo com Chico Sant'Anna, Sérgio Sartorio, André Reis, Rosanna Viegas.

Inspirado na peça teatral de Alexandre Ribondi, este filme mostra o acerto de contas entre um forasteiro e o matador de aluguel contratado por ele, em um pequeno açougue no interior do país. Quando se encontram, esses dois homens acabam se confrontando aos fatos da história de cada um.


 Resultado de imagem

NÃO PARE NA PISTA: A MELHOR HISTÓRIA DE PAULO COELHO (2013)

Paulo Coelho é o escritor mais traduzido no mundo depois de Willian Shakespeare. Em 30 obras, seus livros venderam mais de 165 milhões de exemplares em 80 países. No entanto, as suas adaptações para cinema e TV foram verdadeiros desastres de crítica e público. "Brida", novela da Rede Manchete, foi a última a ser exibida na emissora e acabou bruscamente. "Veronika decide morrer", com Sarah Michelle Gellar, lançado em 2009, estreou e ninguém viu. Agora Paulo Coelho decidiu contar a sua história. Co-produzido pela Espanha e Brasil, a sua biografia, após ter visto o filme, é um verdadeiro novelão das oito. Tem de tudo: Pai autoritário, mãe passiva, o garoto virgem e que nunca namorou por ser feio, esquizofrenia, sonho de ser escritor rompido, golpe militar, traição, primeiro amor, mulheres e orgias, sexo, drogas e rock'n' roll. Isso sem contar na inevitável virada. É um filme de auto-ajuda, que repete a todo tempo a seguinte frase: "Quando a gente sonha o universo conspira a nosso favor!". São dois os grandes trunfos do filme: a fotografia extraordinária de Jacob Solitrenick, e o elenco uniforme e talentoso. Os irmãos Ravel e Júlio Andrade, Fabiula Nascimento, Lucci Ferreira (no papel de Raul Seixas) e Fabiana Gugli. Mas o destaque mesmo vai para Enrique Diaz, primoroso no papel de Pedro, pai de Paulo Coelho. Comedido sem cair em estereótipos, o ator brilha em várias cenas, a destacar a que ele dirige carro e ouve uma música composta pelo filho e o reencontro emotivo dos dois numa festa na casa do pai. Pontos fracos: o roteiro, que vai e volta no tempo, cansando o espectador e que fica toda hora colocando legenda cronológica (anos 60, 70, 80 e 2013). E para mim, o maior erro do filme: ter colocado Fabiana Gugli e Júlio Andrade para interpretarem Cristina e Paulo Coelho em 2013. Deveriam ter substituído por atores condizentes com a idade dos personagens nessa fase. Fabiana não envelheceu dos anos 80 à 2013, mantendo a mesma fisionomia, enquanto Paulo Coelho sofreu uma caracterização drástica, cheio de próteses, que o impede de mexer os músculos da face. Me chamou a atenção o tempo todo pela rigidez das feições do rosto. O filme vale pela curiosidade de se conhecer a vida de Paulo Coelho, mesmo que em pílulas, e pelo trabalho estético, bonito. Não gostei do merchandising forçado da grife "Cavalera" que surgiu no filme. 

Direção: Daniel Augusto

Elenco

  • Júlio Andrade - Paulo Coelho (adulto)
  • Ravel Andrade - Paulo Coelho (jovem)
  • Lucci Ferreira - Raul Seixas
  • Letícia Colin
  • Fabiula Nascimento - Lygia Souza
  • Enrique Díaz - Pedro Coelho
  • Paz Vega - Luiza
  • Nancho Novo

MORRO DOS PRAZERES / MINHATECA

 O Morro dos Prazeres, localizado no bairro de Santa Teresa, no Rio, foi uma das comunidades selecionadas para receber a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora, a UPP. A expulsão do tráfico de drogas é um dos processos realizados na nova rotina dos moradores do local, que devem conviver com os policiais. Variados conceitos sociais e políticos recorrentes na sociedade carioca do século XXI são explorados e acompanham a tentativa de diálogo entre Estado e sociedade civil.

Direção: Maria Augusta Ramos


Resultado de imagem para Serra Pelada - A Lenda Da Montanha De Ouro

Serra Pelada, A Lenda da Montanha de Ouro

O filme investiga os fatos por trás da Serra Pelada que, durante a década de 1980, abrigou 100 mil pessoas atraídas pela possibilidade de enriquecimento, o qual, na grande maioria dos casos, não se concretizou.

 Direção: Victor Lopes


O Abismo Prateado (2013)

Violeta (Alessandra Negrini) é uma dentista, casada e com filho adolescente. Após transar com o seu marido numa manhã, ela segue para a sua rotina: Cconsultório, academia. Até que ela recebe uma mensagem em seu celular. Seu marido a abandonou. A partir desse momento, sua vida se transforma, e ela fica sem rumo. Decide ir ao seu encalço, mas o aeroporto está fechado, e ela vaga pelas ruas de Copacabana, até o amanhecer. Nesse meio tempo, ela conhece várias figuras da noite.
Belíssimo drama, com fotografia estupenda de Mauro Pinheiro Jr. O filme é baseado livremente na canção de Chico Buarque, "Olho nos olhos", que fala sobre uma mulher abandonada. Tecnicamente o filme é muito bom, e Alessandra Negrini está ótima, com uma cena antológica: quando ela se esvai dançando numa boite, ao som de "Maniac", da trilha de "Flashdance". Negrini é o filme. O elenco de apoio está todo muito bem, com destaque para Thiago Martins e Otto Jr, que faz o papel do marido. O ponto fraco do filme é o roteiro: o filme carece de dramaturgia. As cenas são soltas, e o filme se perde entre as sensações da personagem. Mas a força do visual e do talento de Alessandra Negrini seguram a atenção do espectador. Karim mais uma vez fala sobre seus temas recorrentes: abandono e saudades.

Dirigido por Karim Aïnouz

Elenco

  • Alessandra Negrini como Violeta
  • Camila Amado como Norma
  • João Vitor da Silva
  • Thiago Martins como Nassir
  • Otto Jr. como Djalma
  • Carla Ribas como Elvira
  • Gabi Pereira como Bel 

 

"Romance policial, 2013", de Jorge Duran  Minhateca

Drama de suspense escrito e dirigido pelo cineasta chileno e radicado no Brasil Jorge Duran. Diretor de filmes como "A cor do seu destino" e "Proibido proibir", Duran exercita aqui uma verve baseada em tramas de Hitchcock e de Patricia Highsmith: a eterna história do homem errado, no lugar errado. Pensou em "O homem que sabia demais"? Pode ser um bom ponto de início. Antonio é um burocrata que trabalha em repartição pública, e nas horas vagas exercita a escrita, seu grande desejo. Vazio de idéias, Antonio resolve tirar férias e seguir até a região do deserto de Atacama, no Chile, para poder extrair conteúdo para um romance. Ele pega carona na estrada, faz amizade com o motorista e conhece uma jovem em um bar. No dia seguinte, ao passear no deserto, encontra o motorista assassinado. Sem revelar nada à polícia, Antonio enxerga ali uma oportunidade para extrair ideias para o romance. O que ele não contava, era que a polícia o tenha como suspeito do crime, e o seu envolvimento com Florencia (Daniela Ramirez). O filme se passa 90% no Chile, portanto Daniel de Oliveira passa o tempo todo conversando em castelhano. O Elenco, majoritariamente chileno, é ótimo, com destaque para Daniela Ramirez. A fotografia de Luis Abramo intensifica a beleza da luz e das locações no Deserto de Atacama. A trama é curiosa, mas o ritmo lento pode ser que afaste espectadores que busquem um drama mais calcado na trama policialesca.


Imagem relacionada

MÃO NA LUVA

Direção: José Joffily, Roberto Bomtempo

Elenco: 
Miriam Freeland, 
Roberto Bomtempo, 

Lúcio e Sílvia decidem se separar depois de treze anos de vida em comum. No entanto, a última noite sob o mesmo teto é marcada por acusações, revelações e também por lembranças de um casal tão apaixonado que, pelo entendimento perfeito, lembravam o encaixe de uma 'mão na luva'. Eles vivem, nesta noite, o dilema dos apaixonados: não conseguem viver juntos e, tampouco, separados.


Resultado de imagem para Se Puder Dirija

Se Puder... Dirija!

Dirigido por Paulo Fontenelle

João é um pai ausente que se compromete de pegar o filho na casa da ex-mulher para um passeio. Vendo que está atrasado para o compromisso, ele pega emprestado o carro de uma cliente, sem saber que uma série de imprevistos começarão a acontecer nesse que era para ser um simples dia de diversão entre pai e filho.

Elenco:

  • Luís Fernando Guimarães como João
  • Leandro Hassum como Ednelson
  • Lavínia Vlasak como Ana
  • Bárbara Paz como Márcia
  • Sandro Rocha
  • Reynaldo Gianecchini
  • Lívia de Bueno

Amazônia (2013) Minhateca

Download Axfiles

Direção: Thierry Ragobert

O documentarista francês Thierry Ragobert realizou o belíssimo documentário "O planeta branco". Agora, estendendo o seu horizonte para a América do Sul, ele resolveu narrar de forma ficcional a sua visão sobre o Planeta verde, a Amazônia. Co-produzido pela França e Brasil (aqui representada pelos paulistas Gullane), o filme é o mais caro já rodado na Região Amazônica, ao custo de 26 milhões e consumindo 3 anos de trabalho. Na bilheteria, infelizmente, o filme não aconteceu: foram 59 mil espectadores, bem aquém do desejado. Buscando um atrativo que seduzisse o público infantil, a versão nacional introduziu uma narração em Off dos atores Lúcio Mauro Filho e Isabelle Drummond, botando vozes no protagonista, o macaco-prego Castanho, e em Gaia, a macaquinha que ele conhece e se apaixona. O filme segue a tradição dos filmes com animais que povoavam a Sessão da tarde. Quem foi da geração 80 se lembra de "As aventuras de Chatran", sobre um gatinho que se perde numa floresta e enfrenta todos os perigos da região. Aqui, o macaco-prego Castanho é retirado de seu cativeiro no Rio de Janeiro e levado de avião até a Amazônia para ser liberado no seu ecossistema. No entanto, durante uma tempestade, o avião sofre pouso forçado. (Algum dos 6 roteiristas do filme, incluindo Luiz Bolognese, me explica como o piloto, que foge, sobrevive na floresta densa?). O macaquinho escapa da sua gaiola e se aventura pela floresta. A partir daí, em seus quase 90 minutos de filmes, o bichinho foge de predadores de todos os tipos. No caminho, conhece a macaca Gaia, que se junta a ele. Todo filmado em 3D, e belamente fotografado pelo brasileiro Gustavo Hadba e o francês Manuel Teran, o filme tem também uma excelente trilha-sonora, a cargo de Bruno Coulais. Todo o interesse do filme porém, fica em cima da simpatia e fofura do macaquinho protagonista. O seu carisma conquista a todos, inclusive ele interpreta! Passei o filme todo imaginando o trabalhão que foi filmar o longa, e eu sei do que estou falando, porquê os filmes "Tainá 1" e "Tainá 3" e caraca, é muito chato filmar animais, eles são imprevisíveis. A história, singela, me lembrou bastante o tema de "Rio 2", de Carlos Saldanha, que narra o reencontro da Arara com sua família na Floresta Amazônica. O filme tem problemas de ritmo, e fico imaginando a quem interessa ver esse filme: crianças, que aqui não encontram efeitos especiais, ou adultos, que passam o tempo todo vendo bichinhos fofos.